Desculpe ou desculpa?

Publicado em: 26/08/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 6,097 |

O título não é uma pegadinha de português.

Normalmente usamos o desculpe no significado de desculpar-se de algo que fizemos e queremos perdão.

Quando usamos desculpa, queremos dizer algo para fugir, não cumprir aquilo que foi ou está sendo pactuado.

O Perdão é o mais nobre dos sentimentos. Precisa de muito amor, verdade e autoconhecimento para perdoar alguém de coração.

Desculpar-se no universo corporativo é fundamental.

Somos falíveis, as vezes erramos, somos grosseiros com pessoas queridas, somos ríspidos, enfim, agimos diferente da nossa conduta habitual.

Se erramos, pedimos desculpa e pronto. Certo?

Errado!

Pedir desculpas não é o suficiente. Devemos tentar reparar o erro. Compensar a pessoa se for possível.

Agora, se não for possível reparar, olhe bem nos olhos da pessoa que cometeste a injustiça e diga: "Errei. Me desculpe. Você pode me perdoar?"

Se você foi o injustiçado, aceite de coração o pedido de desculpas. Não é fácil pedir perdão a alguém. É um gesto nobre, de coração. E mais, se for sincero o pedido, podes ter certeza que perdoar fará do perdoado um amigo verdadeiro.

Esta é uma das facetas da desculpa.

A outra é muito, diria largamente utilizada nas empresas: Desculpas.

Desculpa para não cumprir no prazo;

Desculpa para chegar mais tarde;

Desculpa para sair mais cedo;

Desculpas.

Por óbvio, ululante, diáfano que ao errar, chegar atrasado ou sair mais cedo fornecemos motivos.

Uma coisa é o motivo. Outra é a desculpa.

O motivo é aquele utilizado vez em quando, quase nunca, já que somos conscientes da obrigação que temos e assumimos. Desculpa, é quando qualquer motivo é motivo para não trabalhar.

Analise seus motivos, seus porquês, seus sonhos.

Está descontente com o trabalho? Procure outro!

Acha o salário baixo? Estude, seja diferente, crie!

Sente-se menor que os outros? Veja se está mesmo ou se não é coisa da sua percepção.

Afinal,

Desculpar-se sim, desculpas, não!

_______________________________________

Artigo escrito por Gustavo Rocha – www.gestao.adv.br | blog.gestao.adv.br | gustavo@gestao.adv.br

Todos direitos reservados.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/gestao-artigos/desculpe-ou-desculpa-3133928.html

    Palavras-chave do artigo:

    desculpa

    ,

    desculpe

    Comentar sobre o artigo

    Pedir desculpas é algo muito simples... mas muita gente não consegue fazer isso ou quando faz, faz algo assim... Ta bom... desculpe-me.

    Por: Ruben Zevallos Jr.l Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 11/03/2008 lAcessos: 568,516 lComentário: 18

    Você já teve dúvidas alguma vez de pedir ou não desculpas ou já ficou decepcionado de nao ouvir de outra pessoa que o tenha ofendido?

    Por: Anderson Balderrama dos Reisl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 21/10/2009 lAcessos: 769

    O senador tucano Aécio Neves (MG) criticou a Caixa Econômica Federal e exigiu desculpas da presidente DILMA Rousseff sobre as diferentes versões veiculadas pelo governo sobre o pagamento adiantado do Bolsa Família.

    Por: Jucal Notícias & Sociedade> Polítical 29/05/2013 lAcessos: 11
    Prof. JV de Miranda Leão Neto

    Resposta dada a uma colega das lides ufológicas que recentemente deixou escapar a lembrança de um princípio fundamental na convivência com ateus e saiu-se dizendo que "os céticos aceitariam uma prova se uma nave alienígena descesse bem no meio de uma grande cidade". Isto evidentemente não é verdade, nem aqui nem na China. Eis a resposta.

    Por: Prof. JV de Miranda Leão Netol Religião & Esoterismo> Evangelhol 04/10/2010 lAcessos: 60
    Marcos A Sousa

    Paulo, depois de uma infância feliz sofre com a perda de seus pais no início da adolescência e a partir daí narra sua trajetória amorosa. Uma promessa e a culpa pela morte de sua mãe gera um desapego ao amor e uma exaltação aos sentimentos físicos. Incapaz de amar verdadeiramente troca de mulher como quem troca de roupa. Aos trinta e cinco anos surpreende ao revelar seu primeiro e verdadeiro amor.

    Por: Marcos A Sousal Literatura> Ficçãol 15/05/2014
    Escritorcampos

    Este livro deseja demonstrar os valores do homem em sua bondade, e maldade pelo poder, pela riqueza, fama, miséria etc... Demonstrando o óbvio milenar da luta interna do ser humano entre o bem e do mal. Aliás, são coisas bem corriqueiras do nosso dia-a-dia. Desde que... o mundo é mundo, acontecem maldades de muitas maneiras, e o ser humano na sua cegueira, não se apercebe de que irá ter o devido retorno de suas funestas atitudes!

    Por: Escritorcamposl Literatura> Crônicasl 06/05/2010 lAcessos: 257
    Raquel

    Executiva descobre trama com empresa farmacêutica multinacional e se vê em perigo.

    Por: Raquell Literatura> Ficçãol 03/11/2010 lAcessos: 88

    Aécio: senador defende oposição e exige que presidente Dilma se desculpe sobre mentiras envolvendo boatos do fim do Bolsa Família.

    Por: Cristina toorl Notícias & Sociedade> Polítical 31/05/2013

    Redigir e-mails em que é preciso negociar, estabelecer acordos ou comunicar algo que irá gerar resistência é sempre um desafio, pois cada escolha de palavras ou de informações pode impactar a relação com o leitor.

    Por: Vívian Cristina Riol Negócios> Gestãol 21/03/2014 lAcessos: 25
    Jenner R Camillo

    Ter uma boa equipe é essencial para o sucesso de qualquer empresa. Essa regra é ainda mais importante numa startup, quando o seu projeto ainda está na fase inicial e você tem poucos recursos financeiros à disposição. Cada contratação precisa ser estratégica e deve contribuir para os objetivos da sua organização. E é por isso que separamos, aqui, algumas dicas que podem ajudá-lo muito na hora da seleção dos profissionais que irão trabalhar com você. Confira!

    Por: Jenner R Camillol Negócios> Gestãol 17/11/2014

    O lençol de borracha está muito presente na indústria por meio de diferentes segmentos. Entre as principais vantagens deste material está o fato de que ele pode ser desenvolvido em diferentes tipos e sua capacidade de manter sua composição química e mecânica mesmo após situações de compressão e calor altíssimos.

    Por: Thiago Fonsecal Negócios> Gestãol 17/11/2014

    O estudo faz-se por entender o tema principal abordado, a Gestão Financeira, que tem como objetivo mostrar o quanto é importante um gestor qualificado numa instituição,fornecendo teorias inovadoras, análises mais profundas, trazendo a melhor administração possível para a empresa, com o objetivo alcançar metas e, consequentemente crescimento a empresa.

    Por: Brena Santos de Souzal Negócios> Gestãol 14/11/2014 lAcessos: 13
    Jenner R Camillo

    Apesar de ser um sistema subjetivo, há elementos que devem ser considerados na hora de se precificar uma empresa. Veremos nesse artigo alguns destes fatores determinantes.

    Por: Jenner R Camillol Negócios> Gestãol 14/11/2014
    Paul Friedericks

    Trabalhar a emoção. Uma excelente ferramenta na hora da venda. Mais do que qualquer outro argumento, a emoção exerce uma fortíssima influência na decisão final de uma compra.

    Por: Paul Friedericksl Negócios> Gestãol 11/11/2014

    Todo empreendedor sabe que um dia, inevitavelmente, irá precisar contar com um departamento para Pesquisa e Desenvolvimento. As ideias de novos produtos que são criadas nessa área são as responsáveis por manter uma companhia competitiva contra concorrentes cada vez mais fortes.

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 11/11/2014

    Saiba o que é preciso ter em mente na hora de elaborar o seu plano de negócios.

    Por: HomeCredil Negócios> Gestãol 10/11/2014

    Muitas vezes, uma empresa e seus concorrentes têm produtos muito parecidos. As diferenças estão em uma ou duas diferenças técnicas, mas que não fazem tanta variação no resultado final. Para quem encara uma situação como a descrita acima, algumas medidas podem ajudar a impulsionar o produto e superar os rivais:

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 10/11/2014
    Gustavo Rocha

    Dia 15 de Novembro, dia da proclamação da república, aquela data onde saímos da monarquia e viramos república, pelo menos na tese histórica. Este ato é um marco na história brasileira. E vamos pensar: Na história do seu escritório ou da sua vida como profissional, qual é o marco histórico? Se formou em direito, um marco. Fez pós, mestrado, outro marco. O primeiro cliente, um marco. Chegou no primeiro faturamento de um milhão, opa, que marco!

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 16/11/2014
    Gustavo Rocha

    Interoperabilidade. Uma palavra oriunda da informática que significa que os sistemas podem conversar entre si. E o que isto tem a ver com o jurídico? Muito, para não dizer que é essencial. O processo eletrônico é um sistema, um software. E, como sabemos, tem vários pelo país.

    Por: Gustavo Rochal Notícias & Sociedadel 13/11/2014
    Gustavo Rocha

    Compartilho uma matéria do FDJUR sobre os indicadores mais usados em departamentos jurídicos, com alguns comentários meus abaixo: Para verificar o bom andamento das atividades dentro dos departamentos jurídicos e bancas é preciso estipular um ou mais indicadores para os segmentos que desejam monitorar. Recentemente o FDJUR consultou seus colegas em relação a três segmentos: atividades administrativas do jurídico, eficiência dos advogados e o clima organizacional.

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 12/11/2014
    Gustavo Rocha

    Linguagem corporal, o invisível que diz muito sobre o que queremos dizer. E mais do que apenas isto, uma arte que precisamos dominar para estarmos em vantagem competitiva estratégica, negocial e até mesmo de trabalho no dia a dia. Muito além das palavras e debates, cada gesto pode ser muito diferencial. Extraído do portal Exame.com, vamos a 7 dicas práticas: 1. Faça contato visual

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 10/11/2014
    Gustavo Rocha

    Muitos afirmam que sim, outros que nunca e tem time que acha que ainda estamos em processo de transformação para a advocacia se transformar numa commodity. Nos EUA esta realidade já existe e há muito tempo. No Brasil, temos uma blindagem ainda sobre esta realidade, o tão falado código de ética. Podemos critica-lo, dizer que precisa ser atualizado, podemos dizer que até proíbe coisas que deveria permitir, mas ainda é a lei que devemos obedecer e em cima dela exercer o nosso marketing.

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 09/11/2014
    Gustavo Rocha

    Pergunta difícil, todos querem a resposta, poucos querem o trabalho que dá, a maioria quer o sucesso como resultado e não como meio. Parte desta problemática nos ensinam como se uma geração inteira desconhecesse o que é trabalho, chamando esta geração de preguiçosa, de não querer nada com nada e por ai vai. Temos membros de determinadas gerações que realmente não querem nada com nada, contudo, isto existe em todas as gerações.

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 05/11/2014
    Gustavo Rocha

    Somos guerreiros, não é verdade? Lutamos diariamente pelo sucesso, queremos mais e mais, aprendemos, acertamos, erramos, enfim, batalhamos. Ocorre que nesta batalha da vida, nem sempre buscamos superação, as vezes queremos apenas o resultado, queremos o sucesso sem antes compreender os meandros que levam a ele. Uma história de Paulo Coelho nos demonstra bem este fato: Treinamento do Guerreiro

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 03/11/2014
    Gustavo Rocha

    Neste paradoxo de morte ou vida, já que no dia 2 é considerado e "comemorado/lembrado" o dia de finados ou dos fiéis defuntos, talvez um acróstico em rima, possa nos tirar desta berlinda: M ais do que apenas morrer e lembrar do O ntem, precisamos usar a nossa R azão, bem além do que a imaginação ou sentimentos nos tomam, pois somente o T empo pode curar feridas da dor, do inconsciente e do nosso âmago; E nquanto isto, O uvimos atentamente a nossa razão, que

    Por: Gustavo Rochal Notícias & Sociedadel 02/11/2014 lAcessos: 11
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast