Estratégias para desenvolvimento local na agricultura familiar na região de Guaraniaçu-pr

Publicado em: 08/03/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 268 |

ESTRATÉGIAS PARA DESENVOLVIMENTO LOCAL NA AGRICULTURA FAMILIAR NA REGIÃO DE GUARANIAÇU-PR

 

Autor:  Marcos Rogério dos Reis

 

Resumo

A cada dia que passa, a agricultura familiar no Brasil está conquistando seu espaço, através de geração de emprego, distribuição de renda e comercialização de produtos com qualidade. Neste trabalho é analisado o perfil de 18 agricultores familiares na região de Guaraniaçu PR, com o objetivo de informar a realidade vivida por eles, as dificuldades enfrentadas, e quais seriam as estratégia de produção utilizadas para aumentar o volume de produtos comercializados. Como resultado, espera-se contribuir com sugestões e orientações para o crescimento profissional destes produtores rurais.

 

Palavra chave: Gestão Rural; Agricultura familiar; Estratégia de produção.

 

 

INTRODUÇÃO:

A importância da agricultura familiar é focalizada na produção de alimentos, na geração de empregos e na distribuição de renda e terra. Todo agricultor familiar tem em seu conjunto de práticas técnicas de natureza econômica, social e ambiental coerentes com a sua realidade e finalidade do seu sistema de produção, uso do solo e com as suas necessidades essenciais, que compatibilizam os objetivos familiares com o meio ambiente e a interação produtiva que determina a cada um deles as razões que permitem explicar por que atuam de maneiras diferentes entre si e em relação ao agricultor capitalista(SUNDERHUS, 2008).

A lógica da produção familiar está centrada na diversificação e integração de atividades vegetais, animais, de transformação primária e de prestação de serviços e, por trabalharem em menores escalas, pode ser a chave para representação de um modelo de desenvolvimento de uma agricultura de natureza sustentável (SUNDERHUS, 2008).

O objetivo deste artigo é contribuir com as estratégias de produção através da valorização da produção local para a agricultura familiar de Guaraniaçu - PR

Com estas estratégias de produção, o agricultor familiar poderá investir mais na propriedade, dentro das necessidades detectadas no que tange o aumento da produção, e comercialização dos negócios realizados e buscar mais conhecimentos em departamentos específicos, para que seja revertido no aumento da lucratividade.

Os dados analisados foram coletados juntos a 18 (dezoito) produtores através de pesquisa de campo. O instrumento escolhido para a coleta de dados, foi através de entrevista na própria propriedade.

Estes produtores estão concentrados na cidade de Guaraniaçu – PR, onde muitos deles têm suas próprias propriedades rurais e cultivam alimentos para seu próprio consumo e o excedente é comercializado. Existe uma diversidade de produtos comercializados por estes produtores, como alimentos, produtos artesanais e adubos.

 

A agricultura familiar rural no Brasil

No Brasil, a expressão Agricultura Familiar, surgiu nos anos 90 e desde então vem avançando a discussão teórica e política  sobre quem é considerado agricultor familiar e qual é o seu papel no desenvolvimento  local. (NAZZARI et al., 2007)

Segundo o Pronaf – Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar, os agricultores familiares são caracterizados por possuir os seguintes requisitos (BIODIESELBR, 2008):

  • sejam proprietários, posseiros, arrendatários, parceiros ou concessionários da Reforma Agrária;
  • residam na propriedade ou em lugar próximo;
  • no mínimo 80% (oitenta por cento) da renda bruta familiar deve ser proveniente da exploração agropecuária ou não agropecuária do estabelecimento;
  • a base da exploração do estabelecimento deve ser o trabalho familiar.

A agricultura familiar representa mais de 84% dos imóveis rurais do país, ao redor de 4,1 milhões de estabelecimentos, destes, 49,6% situam-se na região Nordeste, sendo os mais pobres. Existem 475.779 assentados no país, em 6067 assentamentos. Os agricultores familiares são responsáveis por aproximadamente 40% do valor bruto da produção agropecuária, 80% das ocupações produtivas agropecuárias e parcela significativa dos alimentos que chegam a mesa dos brasileiros, como o feijão (70%); a mandioca (84%); a carne de suínos (58%); o leite (54%); o milho (49%); a carne de aves e ovos (40%), (BIODIESELBR, 2008).

O Ministério do Desenvolvimento Agrário é responsável pela reforma agrária, pelo fortalecimento da agricultura familiar e pelo desenvolvimento rural e são criados conselhos de Desenvolvimento Rural tanto como federal, estadual e municipal,  misturando-se assim, um setor econômico que pode-se destacar como agricultura e um segmento social onde se têm a agricultura familiar. (GASQUES, 2005).

 

Sistemas de produção da agricultura familiar

Pode-se definir um sistema de produção da agricultura familiar como a combinação, no tempo e no espaço, dos recursos disponíveis em um estabelecimento rural, com a finalidade de obter produções vegetais e animais. Além das atividades agropecuárias, a definição de sistema de produção abrange as atividades não-agrícolas realizadas nos estabelecimentos rurais como artesanato, venda da força de trabalho, etc (RIBAS et al., 2008)

No decorrer do período 94/98 o convênio com o INCRA – Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária e o FAO – Organização das NAÇÕES UNIDAS para a agricultura e alimentação, realizou uma série  de estudos sobre o sistema de produção adotado pelos produtores familiares de diversas regiões do Brasil.  O objetivo deste estudo foi identificar os obstáculos e dificuldades enfrentadas pelos produtores rurais e as potencialidades associadas ao sistema de produção (BUAINAIN et al., 2008).

Os estudos confirmam que, em todas as regiões, a agricultura familiar explora de forma intensiva os recursos escassos disponíveis e que é possível gerar níveis de renda agropecuária superior ao nível de produção da família (BUAINAIN et al., 2008).

 

Estratégias na Produção Agrícola Familiar

Conforme Zubizarreta (2008), uma das estratégias que está sendo usada na agricultura familiar é a pluriatividade. Como se sabe, a combinação de outras atividades com a agricultura é uma constante no âmbito rural. Historicamente, todas as formas de produção agropecuária estiveram associadas a essas práticas, tanto nas situações em que os camponeses empenhavam-se em potencializar a diversificação produtiva quanto nas circunstâncias em que se viram obrigados a vender sua força de trabalho para complementar os magros ingressos econômicos que suas pequenas áreas de terra eram capazes de proporcionar.

Outra estratégia de produção está relacionada com a inclusão dos  Arranjos Produtivos Locais – APL, cujo conceito relaciona-se com o agrupamento territorial de agentes econômicos, sociais e políticos e envolve a participação de empresas que podem ser produtoras de bens e serviços, fornecedora de insumos e equipamento, prestadora de consultoria e serviços entre outros (OLIVEIRA, 2008).

Os APLs se diferenciam dos outros tipos de agrupamento por apresentarem interações entre empresa e instituições. Não significa que só as  empresas ou instituições com proximidade local podem gerar sinergia, mas sim uma concentração geográfica de empresas que, a partir de interações, podem obter ganhos de competitividade. O importante papel do APL é motivar o crescimento das empresas para que no futuro, elas se tornem médias e grandes, mudando de um patamar de sobrevivência diária para o de competitividade e sustentabilidade dos negócios (OLIVEIRA, 2008).

 

- Perfil da Agricultura Familiar na região de Guaraniaçu PR

Os produtos para comercialização que foram constatados nas dezoitos propriedades da região de Guaraniaçu – PR, são: leite e seus derivados como queijo, manteiga e nata; frango para cortes, compotas de doces e conservas de legumes, produtos de panificação como pães, cucas, bolachas, sonhos; uva; horticultura; minhocultura e bicho da seda.

Esses produtores, são pessoas simples, de nível de escolaridade baixa, alguns analfabetos, mas possuem grandes sonhos e força de vencer.

Em algumas propriedades, foi constatado a pluriatividade, onde um dos cônjuges trabalha fora da propriedade rural em serviços fixos contribuindo com uma renda a mais.

As dificuldades encontradas em algumas propriedades foram a distância até a cidade, o que dificulta a comercialização dos produtos, aquisição de equipamentos para trabalhar com a lavoura e algumas técnicas para desenvolver na produção.

Alguns produtores encontram dificuldades em adquirir empréstimos ou financiamentos no banco, pelo motivo dos requisitos que são necessários para efetuar a operação.

 

-Proposta de Estratégias para desenvolvimento local da Agricultura Familiar na região de Guaraniaçu - PR

A prefeitura da cidade de Guaraniaçu, juntamente com alguns produtores familiares, iniciaram uma parceria instalando um centro de compras com o nome de CELEIRO DO AGRICULTOR. Os agricultores associados levam seus produtos até este local para que os mesmos sejam comercializados entre os moradores desta cidade.

Esta parceria tem beneficiado muito o produtor familiar, porque sendo assim, ele tem mais tempo disponível para investir nas tarefas da propriedade e ao mesmo tempo aumentar a quantidade da produção.

Não são todos os produtores entrevistados que repassam seus produtos ao CELEIRO, exemplo são  os criadores de frango, que repassam para empresas do ramo como Sadia e Globoaves. Alguns produtores de leite repassam seus produtos para a indústria de laticínio local pelo motivo da distância da cidade e propriedade. Já os produtores de húmus de minhoca, ainda não têm um consumidor final pelo motivo que estão iniciando sua produção agora, mas já estão pesquisando para quem poderão repassar o produto.

Em algumas propriedades distantes da cidade onde a produção do leite prevalece, foi constatado que os produtores da região se uniram para entregar o leite em uma única propriedade rural, onde facilita a coleta do produto por parte do laticínio local  e com isso o valor do litro do leite é valorizado.

Sugere-se a esses produtores, que baseado no conceito de APL – Arranjo Produtivo Local, formem uma associação ou cooperativa com objetivo de divulgar e comercializar os produtos que são produzidos por eles. Esses produtores podem estar buscando parcerias com a EMATER que tem as atividades técnicas, o Sebrae que presta consultoria, a Secretaria da Agricultura ou em Universidades onde possam ser capacitados através de cursos e orientações sobre o assunto. É fundamental haver essas parcerias ou associações, para que através delas seja formada uma marca regional dos produtos comercializados. e cursos e orientaçom a EMATER, a Secretaria da Agricultura ou em Universidades onde possam ser capacitados

c

Com uma marca regional de peso, os produtos podem ser comercializados com facilidade e boa aceitação no mercado. Esses produtos tanto podem ser comercializados na própria cidade como em outras cidades da região.

A cidade de Guaraniaçu é localizada em uma região serrana onde a BR-277 passa ao lado, por isso sugere-se que sejam instaladas  placas com informações sobre o Celeiro, para que os turistas e motoristas de caminhões que passam por esta rodovia possam entrar até a cidade e comprar os produtos destes produtores.

Seria interessante também, abrir uma filial do Celeiro na própria rodovia, caso não haja retorno das informações nas placas instaladas na BR 277.

Outra orientação importante há esses produtores, é adquirir informações através dos departamentos técnicos da agricultura, de curso, de palestras, até mesmo uma troca de informações com os próprios vizinhos, para que possa ser aproveitado todo o espaço que se tem na propriedade rural.

Com estas orientações, foram constatados resultados positivos, onde alguns produtores  se inscreveram em cursos para adquirir informações que fossem aplicadas na propriedade rural. Esses produtores estão aprenderam a  elaborar controle do faturamento mensal, gerar o custo do produto comercializado, modificações na aparência das embalagens dos produtos e interesses de buscar novos ramos de produção.

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

O artigo constituiu-se de algumas sugestões e orientações sobre estratégias de produção que tem como objetivo contribuir com os agricultores familiares da cidade de Guaraniaçu PR, onde a cada dia que passa estão alcançando o seu espaço e o seu valor. Com isso seus produtos estão tendo uma demanda maior e uma ótima aceitação, tanto na cidade local como nas cidades vizinhas.

           

REFERÊNCIAS

 

RIBAS, Rafael Perez; SEVERO, Christiane Marques; MIGUEL, Lovois de Andrade (Orgs); AGRICULTURA FAMILIAR, EXTRATIVISMO E SUSTENTABILIDADE: O CASO DOS "SAMAMBAIEIROS" DO LITORAL NORTE DO RIO GRANDE DO SUL. Disponível em <www.scielo.br>, acessado 09 de abril de 2008.

SUNDERHUS, Adolfo Brás. AGRICULTURA FAMILIAR - DESAFIANDO UM PARADIGMA SOCIAL E POLÍTICO PARA SUSTENTABILIDADE. Disponível em  <www.dae.ufla.br/revista>, acessado em 08 de abril de 2008.

ZUBIZARRETA, Miren Etxezarreta. AGRICULTURA FAMILIAR, PLURIATIVIDADE

E DESENVOLVIMENTO RURAL NO SUL DO BRASIL. Disponível em <www.webnotes.sct.embrapa.br>Acessado em 08 de abril de 2008.

 

 

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/gestao-artigos/estrategias-para-desenvolvimento-local-na-agricultura-familiar-na-regiao-de-guaraniacu-pr-4370697.html

    Palavras-chave do artigo:

    gestao rural agricultura familiar estrategia de producao

    Comentar sobre o artigo

    Trabalho apresentado pelos alunos Dílson Barbosa Nunes, Fernando Antonio da silva, José Edilson e pelas alunas Flávia Geralda Oliveira do Vale e Linalva Maria Barros do 5º período do curso Bacharelado em Ciências Sociais, em nível de graduação do DLCH/UFRPE, à disciplina Economia Rural sob a orientação da professora Elayne Mikely.

    Por: FERNANDO ANTONIO DA SILVAl Educação> Ensino Superiorl 10/12/2011 lAcessos: 379

    O estágio foi concebido no intuito de pesquisarmos conceitos, experiências, justificativas acerca do Desenvolvimento Regional Sustentável, visando o embasamento teórico e empírico para a concepção de curso de especialização em DRS. O Curso de Especialização em DRS visa à formação de profissionais: da administração pública e privada; do terceiro setor, e graduados interessados em atuar com agentes em DRS. Além de contribuir para aprofundar os aspectos teóricos e práticos do desenvolvimento.

    Por: FERNANDO ANTONIO DA SILVAl Educação> Ensino Superiorl 08/12/2011 lAcessos: 144
    Roger S Souza

    É o conjunto de conhecimentos empregados no planejamento e gerenciamento das várias atividades de um propriedade rural, do cultivo do campo ou da criação de rebanhos à administração do negócio em si.

    Por: Roger S Souzal Educação> Ensino Superiorl 23/07/2013 lAcessos: 20
    marlucia pontes gomes de jesus

    O artigo dá continuidade ao artigo "Alimentação escolar e cantina saudável" já publicado. Inicia-se enfocando a questão da merenda escolar no Estado do Espírito Santo, segundo depoimentos de alunos e notícias publicadas nos meios de comunicação, direcionando para o tema alimentação orgânica nas escolas.

    Por: marlucia pontes gomes de jesusl Educaçãol 31/03/2011 lAcessos: 1,701

    No encerramento do Ciclo Preparatório de Política e Estratégia da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG) estava prevista a palestra do Ministro da Previdência Social José Barroso Pimentel, mas por compromissos de última hora foi substituído por Francisco Zuza de Oliveira, Diretor de Agronegócios do Estado do Ceará. Aberta a solenidade foi composta a mesa e lido o currículo do expositor. Resumo do Currículo do Palestrante: - Diretor de Agronegócios, da Empresa de Desenvolvimento do Ceará (ADECE) onde se encontra hoje e num período de dois anos. Diretor da Produção da Agricultura Irrigada do Ceará – Empresa de Agricultura do Ceará (por sete anos), Secretário Adjunto da Secretaria de Agricultura de Pernambuco (dois anos), Diretor de Pesquisa de Planos Estratégicos da Empresa Frunorte Rio Grande do Norte (Empresa com exportação de um milhão de caixas para a Europa), esteve no cargo por cinco anos.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 02/12/2008 lAcessos: 945
    José Bittencourt da Silva

    As Unidades de Conservação (UC) são espaços formalmente criados e protegidos pelo Estado. As UCs podem ser de uso direto ou indireto. Atualmente essas áreas vêm sendo colocadas como componente importante ao processo de preservação ambiental e de desenvolvimento humano na Amazônia brasileira. O que segue são discussões teórico-conceituais baseadas em pesquisa bibliográfica e de campo acerca da viabiliade desses espaços para o processo de manutenção da biodiversidade natural e humana amazônida.

    Por: José Bittencourt da Silval Ciênciasl 03/09/2009 lAcessos: 2,265 lComentário: 1

    O acesso e conhecimento das diversas fontes de financiamento para empreendimentos são, de certa maneira, restritos e pulverizados. Neste artigo foram coletadas diversas fontes de financiamento com seus principais objetivos, aplicações e endereços na internet para consulta mais detalhada. Foram também coletadas instituições que incentivam e financiam projetos no terceiro setor (Assistência Social). www.sombreart.com.br - Sombreart - Seus melhores momentos na Sombra

    Por: kleber tercilio vicenzil Finanças> Créditol 28/06/2010 lAcessos: 3,183 lComentário: 1

    Realizou-se este estudo com o objetivo de avaliar as condições sanitárias e ambientais da comunidade do Loteamento e do Residencial Manaíra, ambos localizados no município de Paço do Lumiar – MA. A metodologia utilizada foi à pesquisa bibliográfica exploratória, seguindo uma linha de abordagem quantitativa, análises de dados obtidos a partir de visita nas áreas circunvizinhas aos poços de abastecimento tanto do Loteamento quanto do Residencial, com aplicação de questionários.

    Por: Raimundo Nonato dos Santosl Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 25/01/2013 lAcessos: 124
    Elizeu Vieira Moreira

    O presente esforço teórico contribui para a incorporação do gênero como categoria epistemológica usada para analisar políticas públicas e programas para as mulheres, embora se procurasse chamar a atenção para a construção social e histórica do feminino e do masculino e para as relações sociais entre os sexos, marcadas em nossa sociedade por uma forte assimetria. Tece algumas considerações sobre o enfoque dado às mulheres nas políticas públicas...

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Educação> Ciêncial 27/09/2011 lAcessos: 559

    Falando sobre Gestão de Pessoas e Recursos Humanos, podemos de certo modo analisar que o estilo da Geração X está habituada à política de retenção de funcionários por longo tempo. E a Geração Y é mais descolada à cultura da empresa; chega, presta serviço, contribui para o desenvolvimento e crescimento, mas sai e muda no momento em que percebe a necessidade de crescer e buscar novas oportunidades. Os profissionais Y chegam trazendo novas ideias, visões e renovação.

    Por: Peri da Silva Santanal Negócios> Gestãol 15/10/2014

    Infelizmente, ainda ocorrem negligências na indústria quando se trata de segurança. Enquanto não acontece nada ruim, ninguém toma nenhuma providência. Porém, quando alguém se machuca decorrente ao serviço prestado, começa então uma série de investigações e a culpa é jogada de um lado para outro.

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 14/10/2014

    Este artigo tem o propósito de orientar o empresário que estiver com a intenção de vender a sua empresa para seguir algumas providências no sentido de facilitar o processo de negociação e, por consequência, agilizar a transação de venda.

    Por: Paulo Strelczukl Negócios> Gestãol 14/10/2014 lAcessos: 11
    Victor Hugo Oliveira dos Anjos

    A tramitação dos Projetos de Lei ou só PL's parece bem simples, no que diz respeito à sua aprovação, ou seu veto. Um PL aprovado na Câmara dos Deputados, por exemplo, deve passar primeiramente nas comissões da casa para aprovação e, em seguida, deve ser enviado para a revisão dos Senadores, e vice-versa.

    Por: Victor Hugo Oliveira dos Anjosl Negócios> Gestãol 13/10/2014 lAcessos: 11

    Para se ter e desenvolver isso uma boa instrução e atualização em sua formação em cursos técnicos, atualização, graduação e pós-graduação ter um contato com professores comprometidos e com profissionais especializados em suas áreas

    Por: Peri da Silva Santanal Negócios> Gestãol 13/10/2014 lAcessos: 12

    Este artigo trata de providências que devem ser tomadas pelo empresário que deseja vender a sua empresa. Enfatiza a importância da informação que se deve apresentar ao comprador sobre a empresa, a qual deve obrigatoriamente ter consistência e credibilidade. E ressalta que a melhor forma de disponibilizar tais dados é através dos instrumentos contábeis.

    Por: Paulo Strelczukl Negócios> Gestãol 13/10/2014

    Oferecer independência e acessibilidade ao deficiente visual é uma das práticas que as empresas devem procurar realizar. Há muitos fatores que devem ser levados em conta na hora de realizar um planejamento para colocar em prática:

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 10/10/2014

    É muito comum na indústria que empresas tenham um desafio com o fornecimento de produtos: a elevação de carga. Seja para retirar no porto ou até para armazenar em grandes Centros de Distribuição, aparelhos são necessários para que se possa realizar o transporte da carga e coloca-la no local correto.

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 09/10/2014
    Marcos Rogério dos Reis

    Quais as formas de comunicação; Como a comunicação nas empresas devem ser; A importancia da comunicação nas empresas.

    Por: Marcos Rogério dos Reisl Negócios> Administraçãol 13/03/2011 lAcessos: 2,076
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast