Gestão - As 5 tarefas do Gestor

Publicado em: 19/06/2011 | Acessos: 1,281 |

 

1. Definir Metas / Objetivos

Metas. Há bibliotecas inteiras sobre este assunto, mas no dia a dia enfrentamos enormes dificuldades para explicar o que é uma meta, grandes esforços dados para traduzir estas metas para os nossos pares e colaboradores e a eterna briga para cumprir o que definimos como meta.

Exemplos de metas podem ser a meta de faturamento (venda ), a realização sucedida de um determinado projeto, a contratação de um funcionário, a realização de um curso universitário, a redução de custos e outros mais.

Tem metas boas e metas ruins.

Um exemplo:  queremos aumentar o faturamento !´È uma meta ? Sim, é. Porém uma meta com pouca carne nos ossos - portanto uma meta ruim.

A base é que na definição de uma meta devemos seguir um procedimento padrão: A regra S.M.A.R.T.

S.M.A.R.T. ( sigla Inglês ) para

Specific => Específico

A meta deve estar claramente definida, para que não haver dúvidas de nenhuma parte envolvida. No nosso exemplo do aumento de faturamento falta esta parte:

Onde ? Em qual região ?

Com qual produto/serviço ?

Em qual nicho, quais clientes ?

Em quanto ? x% ? y $$ ?

Se a meta não está clara, como que vamos saber se ela for cumprida ?

Measurable => Mensurável

Para poder controlar alguma meta, precisamos um indicador. Um norte, que nós orienta, que nós dê um feedback se estamos indo bem ou não.

Mensurações podem ter aspectos de quantidade ( por exemplo $, %...) ou aspectos de qualidade. Os últimos tendem ser mais subjetivos - o que é ruim para um perfeito alinhamento de todos os envolvidos. Nesta questão nós ajuda uma outra ferramenta ( cuja não será objetivo de uma exploração e explicação neste artigo ) - a comparação em pares.

Qualidade de vida, beleza, segurança por exemplo são aspectos qualitativos. Cada pessoa tem um outro entendimento. Para obter um alinhamento comun, devemos desdobrar estes aspectos em elementos. Um outro artigo vai explorar esta ferramenta mais em detalhe.  

Actionable  => "factível"

Fonte de falha: As vezes, devido uma certa pressão ou ansiedade, não estamos prestando a devida atenção neste requisito.

A tarefa é factível, dar para fazer ? Queremos aumentar o faturamento na Lua - temos os recursos para isto acontecer ?

Voltando ao exemplo do faturamento: Tem mercado para este produto ? O produto tem futuro ? Somos competitivos ?....

Nesta parte precisamos analisar bem aqueles recursos disponíveis e aqueles necessários.

Realistic  => realistico

Pode ser facilmente confundido com o requisito "factível". Mas no exemplo do aumento do faturamento: vamos aumentar em 5,10, 25 ou 80 % Vamos querer fazer tudo de uma vez só ou fatiar o boi em padaços ??

Timebound  => vinculado ao um prazo

Sem prazos estamos deixando o cumprimento muito "solto" e os esforços talvez não evoluam e ocorrem na devida velocidade.

Até quando exatamente queremos que esta meta esteja cumprida ? Ano,Mês,semana,dia - e as vezes: até que horas ??

  

2. Controlar Metas / Objetivos

A melhor meta não si cumpre sozinha - precisa ter um instrumento de contrôle para acompanhar a evolução e se for necessário, tomar providências para que o trem voltará aos trechos.

sem sistema de indicadores não teremos um contrôle - a arte é não exagerar na intensidade, ou seja: ninguem gosta de ser controlado de 10 em 10 minutos. Porém a necessidade de aplicar contrôles deve ser aceita por todos os envolvidos. Cabe ao Gestor manter um bom senso - também como na maneira de como fazer o feedback.

3. Desenvolver Pessoas

Pessoas - benção ou maldição ? Se a pessoa falhar quase que sempre é a culpa do Gestor. Ele que não selecionou os membros da equipe, colocando cada um conforme as suas habilidades e comportamentos no devido lugar.

Muitos gestores focam demais nos pontos fracos, querendo eliminar estas deficiências e transformar o funcionário em um superhomem.

Eu particularmente creio que deveriamos focar muito mais nos pontos fortes de cada um.

O Ayrton Senna por exemplo também jogava tênis e futebol. Mas jamais teria chegado ao topo da fôrmula 1 focando nos seus pontos fracos ( ou menos desenvolvidos ).

Ou seja: ou gestor deve conhecer o funcionário dele em relação ao talento, habilidade, ambição etc. e FORMAR e DESENVOLVER o mesmo.Criar um CHAMPION - mas cuidado para não ter só estrelas ao bordo.....

4. Organizar o trabalho das Pessoas

Como gestor, sempre devemos estar lembrado que a "mão de obra" é um recurso que tem valor. Valor econômico e também um valor ético. Não podemos desperdiciar coloeste recurso.

Valor ético:será que existe gestores que si suprendem com funcionários desmotivados ? Se colocar um funcionário com uma determinada qualificação em tarefas muito acima ou muito abaixo da qualificação dele e por cima sem acompanhamento e feedback - desmotivação e falha no projeto é programado !

Vale para o Gestor a pergunta de contrôle: O resultado/desempenho obtido valeu o salário que pago ?

5. Organizar o trabalho próprio

O gestor deve si lembrar sempre: ele também responde no fim do dia para alguem: o diretor, presidente, acionista, a sociedade, um pais etc.

Vale a mesma pergunta do item 4: Eu mereci o meu salário hoje ?? Ou fiz coisas que um outro poderia/deveria ter feito e com isto deixei de fazer o meu dever ?

 

Vale lembrar que este artigo não é um manual ou uma receita detalhada. É um artigo resumindo as 5 tarefas do Gestor. Devemos refletir, nós aprimorar através de colocar em prática e buscar melhorias sempre. Assim seremos  Gestores cada dia melhores !

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/gestao-artigos/gestao-as-5-tarefas-do-gestor-4924582.html

    Palavras-chave do artigo:

    gestao

    ,

    gerenciamento

    ,

    desenvolvimento de pessoas

    Comentar sobre o artigo

    Paulo marcos Ferreira Andrade

    O presente texto enfoca a temática: O coordenador pedagógico frente aos desafios da gestão democrática.

    Por: Paulo marcos Ferreira Andradel Educação> Ensino Superiorl 04/07/2012 lAcessos: 4,371

    Este artigo pretende apresentar as principais diferenças entre Recursos Humanos e Gestão de Pessoas, aborda as principais tendências de Gestão de Pessoas com ênfase nos estudos e nas experiências desenvolvidas no âmbito da gestão

    Por: Robson Stigarl Educação> Ensino Superiorl 23/03/2010 lAcessos: 6,688
    Darci Kops

    O artigo examina a questão a respeito da necessidade do alinhamento de natureza vibracional e motivacional como uma força vital de sinergização nos processos de gestão. Trata-se de um alinhamento emocional e sinergético, de conteúdo intangível, predominantemente de natureza psicológica. Admite, também, a demanda de outros alinhamentos indispensáveis nos processos de gestão.

    Por: Darci Kopsl Negócios> Gestãol 05/11/2012 lAcessos: 385
    Alisson Lopes

    O objetivo deste artigo é analisar como a gestão do clima organizacional pode impactar nas negociações sindicais de forma positiva. Além disso, traçar os desdobramentos e resultados alcançados dentro de uma organização que possui a gestão do clima organizacional como estratégia de negócio.

    Por: Alisson Lopesl Carreira> Recursos Humanosl 24/01/2012 lAcessos: 2,992
    Darci Kops

    O alinhamento organizacional, e a recorrente necessidade do alinhamento dos recursos humanos nos processos de gestão, como metodologias necessárias para assegurar um portfólio diferenciado de competências em congruência com a missão organizacional. Uma pluralidade de alinhamentos organizacionais concorre na busca constante da consistência interna e consistência externa nas organizações.

    Por: Darci Kopsl Negócios> Gestãol 10/07/2011 lAcessos: 927
    Jean Santos Boaventura

    a importância de um programa de treinamento na sua função de proporcionar o aprendizado. Para alcançar este objetivo o trabalho foi dividido em tres partes: na primeira, serão abordados alguns conceitos acerca do treinamento, possibilitando uma visão geral do que vem a ser treinamento. Na segunda foi abordado a elaboração do programa de treinamento para a empresa Tecnologia Ativa e, traçada a proposta de um roteiro para que programas de treinamento sejam elaborados de forma a alcançarem seus ob

    Por: Jean Santos Boaventural Negóciosl 17/10/2009 lAcessos: 22,346 lComentário: 2
    Valdelício Menezes

    O presente artigo, mostra as dificuldades e os prazeres na "arte" de gerir pessoas e fazer com que as mesmas passem pelos processos de mudanças e adaptações com louvor, trazendo assim condições favoráveis para a organização e para cada indíviduo que nela atua.

    Por: Valdelício Menezesl Negóciosl 08/10/2009 lAcessos: 1,371
    CLAUDIA MARIA BONIFACIO

    Gestão por competências é sistema gerencial que busca impulsionar os funcionários na competência profissional, acrescentando capacidades e aumentando as já existentes. Competências são aqui entendidas como as capacidades, os conhecimentos e as características pessoais que distinguem os profissionais de alto desempenho daqueles de desempenho regular em determinada função. O gerenciamento baseado em competências ou Gestão por Competências é uma ferramenta que identifica as competências essenciais, as habilidades e conhecimentos determinantes da eficácia profissional e também as lacunas de qualificação do funcionário para tarefas específicas e fornece recursos para aperfeiçoar suas capacidades.

    Por: CLAUDIA MARIA BONIFACIOl Carreira> Recursos Humanosl 11/11/2009 lAcessos: 1,998

    QUEM É RESPONSÁVEL PELO SEU DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL?

    Por: Valter Bispo dos Santosl Negócios> Gestãol 13/08/2008 lAcessos: 29,124

    Conteúdo desenvolvido pelo IDORT/SP ajudará os participantes a atuarem de maneira assertiva nas corporações

    Por: Polyanna Rochal Press Releasel 14/10/2009 lAcessos: 597

    como reagimos aos conflitos que noa incomodam no dia a dia? Como deveríamos agir?

    Por: José Carlos Maron Jr.l Negócios> Gestãol 18/09/2014

    ERP é uma ferramenta que dinamiza e agiliza os processos de uma empresa, tornando possível ganhar mais tempo, eliminar atividades redundantes e o desperdício de recursos materiais e operacionais, permitindo uma gestão mais eficiente.

    Por: Priscila Falchi - Sisprol Negócios> Gestãol 18/09/2014

    Foi a partir da década de 1990 que o cenário mercadológico observou o surgimento do conceito de gerenciamento da cadeia de suprimentos, que tem como objetivo integrar os agentes de produção, sendo possível melhorar a qualidade dos serviços. Aumentar a eficácia de sua linha de produção é o sonho de qualquer empreendedor. Afinal, quem não quer ver seus funcionários produzirem até 30% a mais? A terceirização de serviços permite que a sua equipe foque em o que realmente importa.

    Por: Jean Webbl Negócios> Gestãol 17/09/2014

    Em plena retração de mercado e dificuldade das empresas em crescerem e expandirem os seus negócios, a redução de custos passa a ser uma preocupação e fator de extrema importância para a maioria das empresas. Reduzir custos nem sempre é tarefa fácil e demanda esforços por parte de todos os membros de uma organização. Nesse sentido, um sistema ERP pode ser uma ferramenta de grande apoio.

    Por: Priscila Falchi - Sisprol Negócios> Gestãol 17/09/2014

    Quando uma empresa necessita adquirir um sistema ERP muitas são as dúvidas e dificuldades para definir a escolha, por isso, é necessário estar atento aos critérios necessários para garantir a melhor decisão.

    Por: Priscila Falchi - Sisprol Negócios> Gestãol 17/09/2014

    Analisando os conflitos existentes nos ambientes organizacionais, podemos concluir que nosso sistema emocional é o grande responsável pelas nossas vitórias e fracassos. O medo nos paralisa.

    Por: José Carlos Maron Jr.l Negócios> Gestãol 16/09/2014

    Como conviver com os intermináveis e estressantes conflitos que aparecem nos ambientes profissionais? Como ser feliz convivendo ao lado deles?

    Por: José Carlos Maron Jr.l Negócios> Gestãol 16/09/2014

    Todas as vantagens de ter implementado numa empresa, independentemente que seja uma grande média ou pequena, um software de gestão. Como, com uma simples e completa ferramenta, se pode tirar o máximo partido das capacidades de uma empresa e dos que lá trabalham.

    Por: marial Negócios> Gestãol 16/09/2014
    Dr.Markus Hofrichter

    Hoshin kanri - é um método desenvolvido para capturar e cimentar objetivos estratégicos, bem como flashes de sobre o futuro e desenvolver os meios para pô-los em realidade.

    Por: Dr.Markus Hofrichterl Negócios> Gestãol 24/12/2011 lAcessos: 214
    Dr.Markus Hofrichter

    A teoria das restrições e manufatura enxuta são duas das crenças de negócios mais famosos que fizeram um impacto para a indústria do negócio por anos. Embora ambos populares na área de negócios, a teoria das restrições e manufatura enxuta são semelhantes em alguns aspectos como eles estão em conflito completo em outros pontos de vista. Listados abaixo são alguns dos pontos fortes da teoria das restrições e de manufatura enxuta:

    Por: Dr.Markus Hofrichterl Negócios> Gestãol 20/12/2011 lAcessos: 179
    Dr.Markus Hofrichter

    Critérios SMART SMART / MAIS INTELIGENTE é um mnemônico usado para definir objetivos, por exemplo, para gerenciamento de projetos, gestão de desempenho de funcionários e desenvolvimento pessoal. Os primeiros usos conhecidos do termo ocorrer na edição de novembro de 1981 da Revista Gestão por George T. Doran.

    Por: Dr.Markus Hofrichterl Negócios> Gestãol 19/12/2011 lAcessos: 1,388
    Dr.Markus Hofrichter

    Em e-learning (aprendizado eletrônico Inglês = "aprendizagem electrónica suportada", literalmente "aprendizado eletrônico"), também conhecido como e-learning (E-Educação) serviços conhecidos como - entendido como incluindo todas as formas de aprendizagem - uma definição onde a mídia eletrônica/digital para a apresentação e distribuição de materiais de aprendizagem e / ou para apoiar o uso da comunicação interpessoal. Para e-learning pode ser encontrado como termos sinônimos incluem: aprendizado

    Por: Dr.Markus Hofrichterl Educação> Educação Onlinel 23/10/2011 lAcessos: 247
    Dr.Markus Hofrichter

    Six Sigma (6σ) é uma meta de qualidade estatística e também um método de gestão da qualidade. Seu elemento central é a descrição, medição, análise, melhoria e monitoramento dos processos de negócio utilizando métodos estatísticos. As metas são baseadas em parâmetros de importância econômica financeira da empresa e as necessidades do cliente. Tem interesse em uma formação seis sigma por distância ? entre em contato via dr.markus.hofrichter@gmail.com

    Por: Dr.Markus Hofrichterl Negóciosl 07/08/2011 lAcessos: 351
    Dr.Markus Hofrichter

    Lean manufacturing, lean enterprise ", ou produção enxuta, muitas vezes," Lean, "é uma prática de produção que considera as despesas dos recursos para qualquer outro objetivo que não a criação de valor para o cliente final a ser desperdício e, portanto, um alvo para a eliminação. Trabalhando a partir da perspectiva do cliente que consome um produto ou serviço, "valor" é definida como qualquer ação ou processo que o cliente estaria disposto a pagar.

    Por: Dr.Markus Hofrichterl Negócios> Gestãol 06/06/2011 lAcessos: 876
    Dr.Markus Hofrichter

    Se você pretende ser um vencedor no mundo dos negócios, preste atenção neste ponto. Ele é uma espécie de pré-requisito para todos os demais. É tão importante que você deve fazer dele uma questão de honra.

    Por: Dr.Markus Hofrichterl Negócios> Pequenas Empresasl 21/12/2010 lAcessos: 1,798
    Dr.Markus Hofrichter

    o seu CV é um energético ou um barbitúrico ? EXECUTIVO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE EMBALAGENS / PACKAGING[C2] PROCUREMENT 40 anos de idade e 24 de carreira desenvolvida em empresas como: ABC, CDE, FGH, IJK[C3] Resumo das Competências[C4]

    Por: Dr.Markus Hofrichterl Carreira> Entrevistasl 21/12/2010 lAcessos: 193
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast