O que é um consultor?

Publicado em: 23/10/2008 | Acessos: 178,935 |

03-0157.jpgQuando se fala em Consultor, muitas pessoas, e até mesmo, profissionais de RH, e empresários têm na sua cabeça a palavra "VENDEDOR". Mas erroneamente esse termo não se refere nem a profissão de vendedor ou representante comercial e nem ao profissional de vendas. Alguns mais esclarecidos sabem exatamente a diferença entre Consultor e Vendedor.

Mas infelizmente, ainda hoje vemos anúncios em sites de recolocação e consultoria em RH, procurarem profissionais para vendas de produtos ou serviços com o titulo de Consultor, então resolvi neste artigo elucidar algumas questões e definições sobre esse profissional.

Definição do Termo: CONSULTOR – É o profissional que, por seu saber, sua experiência, é procurado para dar ou fornecer consultas técnicas ou pareceres, a respeito de assuntos relativos a sua especialidade. Tem atuação especifica que orienta e fornece conhecimentos com alternativa de alcançar um objetivo de forma mais eficaz do que vem sendo feito. É alguém que tira o relógio do teu pulso, diz a hora e ainda cobra por isso. Capaz de diagnosticar erros, avaliar profissionais e orientá-los de qual a melhor maneira de alcançar os objetivos da organização.

Para Quê Serve um Consultor?

Existem piadas sobre a inutilidade e o valor cobrado por um Consultor. Elas advêm do fato de que muitos consultores supervalorizam seus serviços. O mais comum e triste é o despreparo. Muitos profissionais que ficam desempregados e sem preparo ou experiência de uma hora para outra vira Consultor. Não tem se quer nem 2 anos de experiência na área em que se dizem Consultores.

Para se tornar um Consultor é necessário domínio e experiência na área em que se pretende dar consultoria. Para isso é preciso pelos menos 10 anos de experiência profissional dentro do ambiente organizacional. O bom Consultor é o que viveu do lado de dentro da empresa. Teoria só não basta, tem que se ter prática na área que se pretende dar consultoria. Se não fosse assim qualquer universitário que se forma poderia fazer um MBA e estaria apto a exercer a diretoria de qualquer empresa. Mas sabemos que a teoria é muito bom, é o que se aprende na faculdade, mas, á prática se vive no dia a dia.

É obvio que um bom Consultor alia o domínio profissional à escolaridade. Mas há que se ter um equilíbrio. Experiência e escolaridade são grandes diferenciais na hora de contratar um Consultor ou uma Consultoria.

O Consultor é o profissional que entende muito do que se faz na prática e na teoria. E essa experiência ele já mais copia, ele adquire ao longo se sua vida profissional. Encara situações, cria soluções e por criar ele cobra. Afinal experiência tem preço.

Outra característica e importante de um bom consultor é saber ouvir o cliente. Erra quem acha que aquele que fala muito e ouve pouco é o mais capacitado. Um Consultor experiente sabe ouvir o cliente e faz isso já na primeira reunião, é honesto e diz se é possível ou não realizar o que o cliente almeja. Muitas vezes o cliente solicita algo inviável, mas o comum é que o cliente não saiba com exatidão o que quer alcançar ou realizar.

Consultores experientes não são baratos, já que pesquisam, analisam, e geram resultados importantes para a empresa. A finalidade é avaliar, orientar e ajudar os profissionais da empresa a realizar tarefas, buscar objetivos estipular metas. Indicar os caminhos mais curtos para alcançar os objetivos da organização. Corrigir os erros, que normalmente, pelo convívio constante não são observados.

Como li em um artigo na internet e diga-se, de passagem concordo plenamente, os problemas de uma empresa ou de uma equipe não se resolve com "palestras motivacionais", elas só servem mesmo para inicio e término do trabalho. Isoladas não resolvem absolutamente nada.

Consultor dá consultas, tem senioridade á respeito do que faz, pois domina e tem experiência. Consultoria é antes de tudo uma relação de comprometimento, transparência para mudar e melhorar seja lá o que for.

Há no Brasil milhares de consultores bem sucedidos que descobriram o prazer de trabalhar por conta própria, auxiliando pessoas e empresas a solucionarem problemas.

O Consultor norte-americano JIM KENNEDY afirma que esse profissional pode a vir se tornar um super-star se souber aplicar o cérebro junto com boa aparência e carisma.

Com base na experiência de varias organizações de consultoria dos EUA, P.W.Shay da ACME (Association of Consulting Management Engineers) de NOVA YORK, resume as principais características do CONSULTOR de sucesso:

1-Boa saúde física e mental;

2-Ética profissional e cortesia;

3-Estabilidade de comportamento e ação;

4-Autoconfiança;

5-Eficácia pessoal (ímpeto e energia);

6-Integridade (qualidade que engendra a confiança);

7-Independência (capacidade de formar suas próprias opiniões com discernimento);

8-Competência intelectual;

9-Capacidade de aplicar o bom senso sempre;

10-Capacidade de simplificar a complexidade do problema, (capacidade analítica);

11-Imaginação criativa;

12-Pericia em relações interpessoais; orientação para o aspecto humano dos problemas,

13-habilidade para ganhar confiança e o respeito, habilidade para conquistar a colaboração do cliente, habilidade em transferir conhecimentos, habilidade em comunicação e persuasão acima da média, escrita, oral, gráfica;

14-Maturidade psicológica (controle emocional e uso da razão).

Se você não identifica algumas dessas características, não se assuste. Mesmo assim ainda poderá ser um excelente consultor. Só que seu treinamento e sua dedicação deverão ser mais intensos.

Então não desanime.

Espero que com esse artigo tenha sanado algumas dúvidas sobre o que é um CONSULTOR, que muitas empresas e profissionais da área de RH (Recursos Humanos), insistem em anúncios procurando profissionais de vendas como se este profissional realmente atuasse como vendedor. O que não o é.

Caso exista alguém que discorde desta explicação, acho que mais claro impossível, gostaria que comentassem, para que todos possamos saber suas opiniões.

nbs.administracao@gmail.com

nbsousa_2005@hotmail.com

http://twitter.com/nbdesousa

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 83 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/gestao-artigos/o-que-e-um-consultor-614386.html

    Palavras-chave do artigo:

    administracao

    ,

    recrusos humanos

    ,

    negocios

    Comentar sobre o artigo

    Nelson B. Sousa

    Empresa é condenada em danos morais por não prestar assistência a empregado, preso ao vender seus produtos. Um ex-empregado, que foi preso sob à acusação de estelionato ao comercializar os produtos da reclamada (carnês de sorteios), teve reconhecido pela 8ª Turma do TRT-MG o direito a receber indenizações por danos moral e material no valor total de R$ 6.000,00.

    Por: Nelson B. Sousal Negócios> Gestãol 11/11/2008 lAcessos: 1,139
    Jenner R Camillo

    Ter uma boa equipe é essencial para o sucesso de qualquer empresa. Essa regra é ainda mais importante numa startup, quando o seu projeto ainda está na fase inicial e você tem poucos recursos financeiros à disposição. Cada contratação precisa ser estratégica e deve contribuir para os objetivos da sua organização. E é por isso que separamos, aqui, algumas dicas que podem ajudá-lo muito na hora da seleção dos profissionais que irão trabalhar com você. Confira!

    Por: Jenner R Camillol Negócios> Gestãol 17/11/2014

    O lençol de borracha está muito presente na indústria por meio de diferentes segmentos. Entre as principais vantagens deste material está o fato de que ele pode ser desenvolvido em diferentes tipos e sua capacidade de manter sua composição química e mecânica mesmo após situações de compressão e calor altíssimos.

    Por: Thiago Fonsecal Negócios> Gestãol 17/11/2014

    O estudo faz-se por entender o tema principal abordado, a Gestão Financeira, que tem como objetivo mostrar o quanto é importante um gestor qualificado numa instituição,fornecendo teorias inovadoras, análises mais profundas, trazendo a melhor administração possível para a empresa, com o objetivo alcançar metas e, consequentemente crescimento a empresa.

    Por: Brena Santos de Souzal Negócios> Gestãol 14/11/2014 lAcessos: 13
    Jenner R Camillo

    Apesar de ser um sistema subjetivo, há elementos que devem ser considerados na hora de se precificar uma empresa. Veremos nesse artigo alguns destes fatores determinantes.

    Por: Jenner R Camillol Negócios> Gestãol 14/11/2014
    Rick Lamana

    Trabalhar a emoção. Uma excelente ferramenta na hora da venda. Mais do que qualquer outro argumento, a emoção exerce uma fortíssima influência na decisão final de uma compra.

    Por: Rick Lamanal Negócios> Gestãol 11/11/2014

    Todo empreendedor sabe que um dia, inevitavelmente, irá precisar contar com um departamento para Pesquisa e Desenvolvimento. As ideias de novos produtos que são criadas nessa área são as responsáveis por manter uma companhia competitiva contra concorrentes cada vez mais fortes.

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 11/11/2014

    Saiba o que é preciso ter em mente na hora de elaborar o seu plano de negócios.

    Por: HomeCredil Negócios> Gestãol 10/11/2014

    Muitas vezes, uma empresa e seus concorrentes têm produtos muito parecidos. As diferenças estão em uma ou duas diferenças técnicas, mas que não fazem tanta variação no resultado final. Para quem encara uma situação como a descrita acima, algumas medidas podem ajudar a impulsionar o produto e superar os rivais:

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 10/11/2014
    Nelson B. Sousa

    Muitas empresas ao longo do tempo adotam algumas estratégias para tentar melhorar seu desempenho. Todos, uma vez na vida, já ouviram este termo: "a empresa esta passando por uma reestruturação". No mundo globalizado como estamos vivenciando não poderia ser diferente.

    Por: Nelson B. Sousal Negócios> Gestãol 21/03/2013 lAcessos: 31
    Nelson B. Sousa

    Não é desconhecido de ninguém que as empresas de posse de todas as informações dos candidatos às vagas abertas, estão efetuando consultas ao SPC-SERASA para saber a situação financeira em que se encontram, se estão com restrições e negativados. Também não é desconhecido que mesmo os funcionários estão sendo monitorados pelas suas empresas através desse sistema.

    Por: Nelson B. Sousal Negócios> Gestãol 23/04/2012 lAcessos: 115
    Nelson B. Sousa

    Devido aos emails que tenho recebido de leitores questionando-me sobre a diferença entre Gerente de Vendas e Gerente Comercial, vou procurar descrever de maneira simples e objetiva as atribuições do cargo Gerente Comercial. Mas antes temos que esclarecer que o Departamento Comercial de uma empresa não está somente ligado a área de vendas.

    Por: Nelson B. Sousal Negócios> Gestãol 06/05/2011 lAcessos: 2,698
    Nelson B. Sousa

    Caros amigos e leitores, tenho recebido vários emails de profissionais que estão me consultando sobre propostas de trabalho como Pessoa Jurídica; o chamado "PJ" e CLT-FLEX.

    Por: Nelson B. Sousal Negócios> Gestãol 08/04/2011 lAcessos: 861
    Nelson B. Sousa

    Caros amigos: Estava lendo uma matéria publicada na Folha de SP do dia 03.04.2011, onde o tema da matéria é o seguinte: EMPRESAS SE DESPEDEM DA GERAÇÃO "BABY BOOMER". Primeiro vamos definir e elucidar o que significa o termo "baby boomer"

    Por: Nelson B. Sousal Negócios> Gestãol 08/04/2011 lAcessos: 613
    Nelson B. Sousa

    Há poucos anos, possuir um diploma de curso superior era um diferencial competitivo quer tornava o candidato muito atraente e disputado pelos contratantes. Uma época em que apenas alguns tinham acesso a uma educação de nível superior e poucos ainda à uma Pós Graduação ou MBA.

    Por: Nelson B. Sousal Negócios> Gestãol 21/10/2010 lAcessos: 1,467
    Nelson B. Sousa

    Tenho recebido várias consultas de empresas, há maioria pequena e média, que se encontram com dificuldades em aumentar seu faturamento, ou seja, aumentar suas vendas, contratar representantes e não sabem o que, nem como elaborar um plano de ação para que esse problema seja corrigido.

    Por: Nelson B. Sousal Negócios> Gestãol 08/10/2010 lAcessos: 701
    Nelson B. Sousa

    Tenho ouvido, lido e visto, acredito que vcs também, comentários de empresários que dizem que não encontram profissionais qualificados e acabam contratando profissionais de fora para trabalhar no Brasil. Será que não encontram ou não querem pagar o que estes profissionais realmente valem?

    Por: Nelson B. Sousal Negócios> Gestãol 05/10/2010 lAcessos: 381
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast