O terror da avaliação de desempenho

Publicado em: 10/09/2012 |Comentário: 0 | Acessos: 60 |

     Avaliar o desempenho de um funcionário não é um dom, é uma ação que se adquire e desenvolve ao longo da vida profissional, no entanto, infelizmente grande parte dos avaliadores não conseguem nunca.

E o que muitos desses mesmos avaliadores falam para se justificar? Que não há real necessidade nisso, que a avaliação do trabalho do funcionário é, de fato, cotidiana, ou que simplesmente não gostam de fazer. Não passa de uma desculpa esfarrapada, pois na verdade, eles não sabem como fazer, já que há um histórico profissional que nunca lhes ensinou nada a respeito disso.

Além de tudo isso, um dos grandes motivos para esse terror dos avaliadores é o medo de assumir essa função. Não é explícito por parte deles, porém eles demonstram afastamento quando vem a avaliação com diversas saídas como receio de desmerecer o trabalho alheio, a impotência para julgar o outro e até culpando os próprios subordinados, dizendo que eles tem medo de serem avaliados.

Por trás disso, há um outro significado mais profundo que vai além. Quando o avaliador analisa o trabalho do seu subordinado, na cabeça dele a ideia que vem é de que a maneira com o que o seu funcionário faz seu trabalho é a mesma maneira como ele mesmo (avaliador) também faz. Com isso vem o medo da auto-avaliação.

Em qualquer situação, o avaliador não deve se ausentar e evitar fazer a análise de seu setor, pois a única razão de temê-la é por uma análise ruim, criada por ele mesmo. Na verdade, fazer bem feito pode indicar a necessidade da avaliação e os benefícios que isto pode trazer para todos os envolvidos.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/gestao-artigos/o-terror-da-avaliacao-de-desempenho-6178168.html

    Palavras-chave do artigo:

    avaliacao

    ,

    desempenho

    Comentar sobre o artigo

    LEANDRO RODRIGUES

    O presente artigo tem por objetivo expor as atuais e eficazes medidas utilizadas nas empresas para avaliar o desempenho financeiro e econômico. Enfocando, como riquíssimo instrumento gerencial os índices EVA, MVA e num ângulo maior o Balanced Scorecard.

    Por: LEANDRO RODRIGUESl Negócios> Gestãol 07/12/2010 lAcessos: 1,017

    A década de 80 acabou por desestabilizar o sistema de avaliação desempenho para muitas organizações. Porém a maioria das críticas à avaliação de desempenho está relacionada a erros na implantação e metodologias inadequadas à realidade da organização e cenário econômico.

    Por: Prof. Márcio Silval Negócios> Gestãol 29/11/2008 lAcessos: 2,328
    Julio Cesar S. Santos

    Como Avaliar o Desempenho dos Colaboradores? Como Quantificar as Metas? Como Fugir das Armadilhas de Uma Avaliação de Desempenho?

    Por: Julio Cesar S. Santosl Negócios> Gerêncial 28/10/2010 lAcessos: 2,667
    Reginaldo De Lima

    Ferramenta para a motivação do funcionário e da equipe a Avaliação de Desempenho pode ser fundamental para o sucesso de uma organização.

    Por: Reginaldo De Limal Negócios> Administraçãol 15/03/2013 lAcessos: 117
    Gerisval Alves Pessoa

    Aborda um estudo sobre a Importância que tem o processo de Avaliação de Desempenho para as empresas do ramo de Fast Food. Tem como objetivo principal, compreender a importância do processo de avaliação de desempenho para o sucesso das organizações e para o desenvolvimento profissional das pessoas. Apresenta uma revisão bibliográfica sobre a avaliação de desempenho nas organizações e mostra os aspectos determinantes para a consolidação desse processo. Apresenta um estudo caso em uma organização.

    Por: Gerisval Alves Pessoal Negócios> Gestãol 20/01/2010 lAcessos: 1,598
    CLAUDIA MARIA BONIFACIO

    A avaliação de desempenho é uma ferramenta de fundamental importância, pois através dela é possível dirigir os esforços das pessoas para objetivos capazes de servir ao negócio da empresa e aos interesses individuais das pessoas, na melhor forma possível de integrar objetivos organizacionais e objetivos individuais.A avaliação de desempenho não é um fim em si mesma, mas um importante meio para melhorar e impulsionar o comportamento das pessoas.

    Por: CLAUDIA MARIA BONIFACIOl Carreira> Recursos Humanosl 05/11/2009 lAcessos: 10,742

    Após o período entre 1930 a 1950, conhecida como revolução industrial, o Brasil, passou a ter grande desenvolvimento em suas atividades industriais, inaugurando grandes companhias e criando novas indústrias, como o passar do tempo, além das novas tecnologias criadas e implantadas nas mesmas, passou a notar como um diferencial de mercado, o capital social, o ser humano como ferramenta fundamental e estratégica, para obter melhores resultados. Dentre vários mecanismos, foi desenvolvido,para que pu

    Por: ALEX OSTAl Negócios> Gestãol 20/07/2010 lAcessos: 3,434
    Diogo Freitas

    As organizações estão se transformando em verdadeiras agências de aprendizagem elas estão se proporcionando enormes vantagens em relação às organizações tradicionais. Uma nova cultura que enfatiza o compartilhamento e todo o conhecimento, comunicações abertas e espírito de equipe, e a ampla difusão de novas idéias. Dentro das organizações os especialistas adotam um conceito comportamental e um dos aspectos comportamentais humanos é aquela que procura compreender como as pessoas vivem e resolvem seus problemas. Acreditando que o ambiente de trabalho estivesse suficientemente arrumado e organizado, o empregado não terá outro comportamento senão o de produzir. Dentro das organizações a avaliação de desempenho ajuda a julgar ou estimular o valor, a excelência e a qualidade de uma pessoa e sobre tudo a sua ajuda para o interesse da organização.

    Por: Diogo Freitasl Negócios> Administraçãol 03/05/2009 lAcessos: 15,580 lComentário: 3
    Paulo Eduardo Ribeiro

    É inegável que um dos papéis do Gestor, seja ele de que área for, é avaliar o desempenho de seu pessoal. Aliás, é importante frisar que nos dias de hoje somos avaliados a todo instante, na forma como agimos (ou não agimos), como nos comportamos, e até na maneira como dizemos (ou não) bom dia para o porteiro e para a faxineira do nosso departamento.

    Por: Paulo Eduardo Ribeirol Carreira> Recursos Humanosl 23/12/2009 lAcessos: 2,523

    como reagimos aos conflitos que noa incomodam no dia a dia? Como deveríamos agir?

    Por: José Carlos Maron Jr.l Negócios> Gestãol 18/09/2014

    ERP é uma ferramenta que dinamiza e agiliza os processos de uma empresa, tornando possível ganhar mais tempo, eliminar atividades redundantes e o desperdício de recursos materiais e operacionais, permitindo uma gestão mais eficiente.

    Por: Priscila Falchi - Sisprol Negócios> Gestãol 18/09/2014

    Foi a partir da década de 1990 que o cenário mercadológico observou o surgimento do conceito de gerenciamento da cadeia de suprimentos, que tem como objetivo integrar os agentes de produção, sendo possível melhorar a qualidade dos serviços. Aumentar a eficácia de sua linha de produção é o sonho de qualquer empreendedor. Afinal, quem não quer ver seus funcionários produzirem até 30% a mais? A terceirização de serviços permite que a sua equipe foque em o que realmente importa.

    Por: Jean Webbl Negócios> Gestãol 17/09/2014

    Em plena retração de mercado e dificuldade das empresas em crescerem e expandirem os seus negócios, a redução de custos passa a ser uma preocupação e fator de extrema importância para a maioria das empresas. Reduzir custos nem sempre é tarefa fácil e demanda esforços por parte de todos os membros de uma organização. Nesse sentido, um sistema ERP pode ser uma ferramenta de grande apoio.

    Por: Priscila Falchi - Sisprol Negócios> Gestãol 17/09/2014

    Quando uma empresa necessita adquirir um sistema ERP muitas são as dúvidas e dificuldades para definir a escolha, por isso, é necessário estar atento aos critérios necessários para garantir a melhor decisão.

    Por: Priscila Falchi - Sisprol Negócios> Gestãol 17/09/2014

    Analisando os conflitos existentes nos ambientes organizacionais, podemos concluir que nosso sistema emocional é o grande responsável pelas nossas vitórias e fracassos. O medo nos paralisa.

    Por: José Carlos Maron Jr.l Negócios> Gestãol 16/09/2014

    Como conviver com os intermináveis e estressantes conflitos que aparecem nos ambientes profissionais? Como ser feliz convivendo ao lado deles?

    Por: José Carlos Maron Jr.l Negócios> Gestãol 16/09/2014

    Todas as vantagens de ter implementado numa empresa, independentemente que seja uma grande média ou pequena, um software de gestão. Como, com uma simples e completa ferramenta, se pode tirar o máximo partido das capacidades de uma empresa e dos que lá trabalham.

    Por: marial Negócios> Gestãol 16/09/2014 lAcessos: 11

    Às vezes, identificados como a Geração F, a geração Facebook é um título usado para identificar aqueles que estão crescendo em um mundo onde o uso de redes sociais online é comum. O uso de sites de redes online, como Facebook são vistos como forças que irão alterar significativamente a forma como as pessoas desenvolvem redes conexas pessoais e de trabalho. Como resultado, a filosofia básica para se comunicar com outras pessoas vai ser muito diferente da maneira que os filhos da Geração X ou Gera

    Por: Antoniol Notícias & Sociedade> Cotidianol 21/11/2013

    Para muitas pessoas aprender outra língua é difícil, pela dificuldade da cognição e com isso o aprendizado é atrasado ou diminuído. Aprender o inglês é muito complexo para muitas pessoas, principalmente pela falta de semelhanças com o português, seja na fala ou na escrita.

    Por: Antoniol Arte& Entretenimento> Cinema e TVl 29/07/2013 lAcessos: 38

    Alongar é uma etapa da atividade física que é deixada de lado por muitas pessoas, seja por preguiça ou desgosto pela prática. Mesmo assim é essencial para o exercício, auxiliando o corpo na prevenção de lesões musculares, e deve ser feito não só por atletas. O alongamento predispõe os músculos a ficarem preparados para movimentos em seguida que os contrairão,de forma a evitar impactos à toa.

    Por: Antoniol Esporte> Yogal 13/06/2013 lAcessos: 23

    Procrastinar é bom, é ruim? Afinal, o que é? Procrastinação é algo que todos cometemos eventualmente em nossas vidas, seja em casa, no trabalho, nos estudos ou até em relacionamente. Este termo serve para definir o atraso ou o popular "depois eu faço" em relação às atividades, especialmente as mais desgostosas, de modo que a resolução acaba ficando para a última hora, agindo de forma ruim para a organização pessoal de tempo e também para as metas visadas.

    Por: Antoniol Carreira> Gestão de Carreiral 11/06/2013 lAcessos: 38

    Para iniciar a entrada no mercado de trabalho, o primeiro passo a ser tomado é a entrevista do emprego, de modo a conseguir obter o mesmo. Vários fatores de comportamento e personalidade têm influência no processo, e aqui vão algumas dicas que ajudam nesse momento:

    Por: Antoniol Carreira> Entrevistasl 07/06/2013 lAcessos: 29

    O incentivo à prática de esportes vem crescendo no país, pelo interesse das pessoas e também pelos benefícios para a saúde, tanto física quanto mental, advindos disso. Porém, com a atividade esportiva também vem a probabilidade de lesão do atleta, podendo atingir desde o amador, até o profissional.

    Por: Antoniol Esportel 13/09/2012 lAcessos: 48

    Algumas vezes você se sente infeliz ou insatisfeito com o seu trabalho? Isto pode ser corrigido com um pouco de esforço. Na realidade, para uma melhor qualidade na vida profissional é necessária a sensação de satisfação e plenitude exercendo a atividade de sua posição. O melhor rendimento é vinculado ao bem estar próprio, requerindo felicidade e conforto nessa situação. Quando nos sentimos para baixo, nosso rendimento cai consequentemente e nos sentimos impotentes, o que nos guia para a frustraç

    Por: Antoniol Negócios> Administraçãol 12/09/2012 lAcessos: 59

    Nesse texto, o professor Gasparetto explica a situação desconfortável de uma reclamação, proveniente de toda a clientela possível. Receber reclamações nunca é agradável, especialmente quando há falta de paciência ou de educação por parte do cliente, que busca uma solução para o problema, no entanto, nem sempre faz isto da maneira mais pacífica.

    Por: Antoniol Negócios> Atendimento ao Clientel 10/09/2012 lAcessos: 202
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast