Os Desafios da Gestão do Capital Humano

Publicado em: 17/09/2012 |Comentário: 0 | Acessos: 89 |

Um dos temas mais comentados nos últimos tempos, "Capital Humano", não é um bicho de sete cabeças.

Nesse artigo vou comentar alguns aspectos que poderão ajudar as empresas a fazê-lo de forma simples, apenas se utilizando de fácil aplicação e ótimos resultados.

Primeiro precisamos definir o que é realmente "Capital Humano", já que muitas empresas entendem como as pessoas da organização, seus colaboradores, esta é uma avaliação muito simplória de uma questão tão importante.

Vamos abordar alguns conceitos para após apresentar as ações, para sua aplicação e gestão.

O conceito de capital humano surgiu na década de 1950, e foi formulado por Theodore W. Shultz, economista norte-americano falecido em 1998, e vencedor do prêmio Nobel de Economia de 1979, junto com Sir Arthur Lewis.

Capital humano é a capacidade de conhecimentos, competências e atributos de personalidade consagrada na capacidade de realizar trabalho de modo a produzir valor econômico. São os atributos adquiridos por um trabalhador por meio da educação e experiência. Muitas das primeiras teorias econômicas referem-se como simplesmente como força de trabalho, um dos três fatores de produção, e considerá-lo a ser um recurso fungível - homogêneo e facilmente intercambiável. Outras concepções deste trabalho prescindem desses pressupostos.

Como vemos o conceito idealizado por Theodore W. Shultz, que apresenta o capital humano como uma ferramenta para produzir valor econômico as organizações, este conceito defende que esse valor é atingido ou alcançado através da capacidade, conhecimento, competência e atributos de personalidade.

Uma outra teoria bastante conhecida e divulgada se refere a definição literal, tem-se em Sandroni:

Capital humano é o conjunto de investimentos destinados à formação educacional e profissional de determinada população. (...) O termo é utilizado também para designar as aptidões e habilidades pessoais que permitem ao indivíduo auferir uma renda. Essa capital deriva de aptidões naturais ou adquiridas no processo de aprendizagem. Nesse sentido, o conceito de capital humano corresponde ao de capacidade de trabalho (1994, p.41).

Sandroni vai de encontro a teoria de Theodore W. Shultz, mas com um dado importante, para ele Capital Humano também está ligado também ao investimento destinado a formação educacional e profissional dos colaboradores.

Assim resumindo as duas teorias, temos uma boa receita de gestão deste capital, que é formar e informar os colaboradores para que eles possas exercer sua atividade de forma pontual e gerar valor econômico para a empresa.

Existem outras teorias como a Becker, Saul e William Petty, mas em um primeiro momento vou me basear apenas nas duas primeiras em um próximo artigo volto a eles que também são muito interessantes.

Ai vem a grande pergunta como fazer essa gestão em uma época onde tudo é para ontem na hora do café da manhã?

Ações simples podem facilitar o aprendizado e reduzir tempo e investimento.

Alinhas as competência com a estratégia organizacional, assim será mais fácil obter sucesso com estabilidade, quais competências tenho hoje e onde posso chegar com elas?Identificar e mapear os perfis, é indispensável que a pessoa certa esteja no lugar certo!Capacitar a todos, desde os mais novos aos mais antigos.Estimular a troca de experiências e o job rotation.

5. Retirar o colaborador da organização geram alguns problemas entre eles podemos citar:

a) Desgaste, se locomover em uma grande cidade leva tempo e uma boa dose de paciência, o colaborador chega cansado ao treinamento, volta cansado para a organização.

b) Economicamente existe o custo do treinamento e o custo com a ausência dele na organização, sobrecarregando a equipe.

Para solucionar esses problemas basta entre outras ação a organização criar uma linha e eventos dentro da organização.

Esse tipo de formação diminui o tempo do colaborador fora da organização, evita o desgaste, não compromete a performance da equipe que não fica sobrecarregada, com a vantagem de poder treinar mais de um colaborador de cada vez.

Imagine mandar seu colaborador para um curso ou treinamento de 16h onde ele receberá uma avalanche de informações e só poderá colocar em prática após o termino do curso, se ele estiver dentro da organização, e ao invés de 16h seguidas em dois duas ele executar em 8 dias 2h irá absorver mais e poderá colocar em pratica o mais rápido possível.

Pense nisso!

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/gestao-artigos/os-desafios-da-gestao-do-capital-humano-6192326.html

    Palavras-chave do artigo:

    capital

    ,

    humano

    Comentar sobre o artigo

    Saiba como o Capital Humano pode contribuir para a melhoria do profissional.

    Por: cathoonlinel Carreira> Gestão de Carreiral 28/09/2009 lAcessos: 1,643
    Renan Carvalho

    O texto aborda questões referentes a valorização por parte das empresas em relação ao capital humano de seus colaboradores, ressaltando a importância no investimento em treinamentos para que o mesmo possa trazer maiores resultados em seus rendimentos.

    Por: Renan Carvalhol Negócios> Gestãol 19/11/2013 lAcessos: 51
    Ronilson de Souza Luiz

    Apenas a sonoridade tão parecida das duas palavras – polícia e notícia – já é suficiente para notarmos as ligações perigosas que elas podem estabelecer. Nossas polícias, em todos os seus níveis, e a PM, em particular, têm investido fortemente em suas equipes de relações públicas, no capital humano que trabalha com comunicação.

    Por: Ronilson de Souza Luizl Notícias & Sociedade> Cotidianol 28/02/2011 lAcessos: 91

    A atuação estratégia da área de Recursos Humanos vem contribuindo imensamente com os resultados das organizações, pois este posicionamento está alinhando à missão, os objetivos e às metas da empresa, com as ações estratégicas de recursos humanos. Diante desta abordagem, a área vem implantando ferramentas estratégicas para auxiliar na gestão do capital humano, e uma das ferramentas mais utilizada é o Assessment Center.

    Por: Ronaldo Cruz da Silval Negócios> Gestãol 21/03/2008 lAcessos: 5,622

    Muito além de gerir finanças e prazos, novo administrador deve administrar pessoas

    Por: Michelle Rachell Negócios> Gestãol 25/05/2011 lAcessos: 156

    O presente artigo tem como tema central os bancos de talentos internos, o presente artigo busca apresentar a importância da valorização e aproveitamento do potencial dos colaboradores da empresa tendo como ferramenta o banco de dados atualizado e a avaliação de competências promovendo assim maior satisfação do trabalhador em relação a empresa e consequentemente maior aproveitamento das informações para o setor de Recursos Humanos das empresas visto que a falta de gerenciamento destas informações

    Por: Christianne Valéria Haag Rojasl Negócios> Gestãol 28/05/2011 lAcessos: 1,989
    Julio Cesar S. Santos

    Qual Era o Perfil das Organizações no Século XX? Como se Forma o Capital Humano? Qual o Perfil do Funcionário Talentoso?

    Por: Julio Cesar S. Santosl Carreira> Recursos Humanosl 08/03/2011 lAcessos: 512
    Julio Cesar S. Santos

    O Que Faz Diferença Para Uma Organização? São os Recursos Financeiros? Suas Instalações e Equipamentos? Ou a Tecnologia?

    Por: Julio Cesar S. Santosl Negócios> Gestãol 18/01/2011 lAcessos: 126
    EVALDO COSTA

    Seria a gestão de pessoas nas organizações asiáticas diferentes das nossas? Onde é mais desafiador gerir talentos: lá ou aqui?

    Por: EVALDO COSTAl Negócios> Gestãol 03/09/2010 lAcessos: 94

    Foi a partir da década de 1990 que o cenário mercadológico observou o surgimento do conceito de gerenciamento da cadeia de suprimentos, que tem como objetivo integrar os agentes de produção, sendo possível melhorar a qualidade dos serviços. Aumentar a eficácia de sua linha de produção é o sonho de qualquer empreendedor. Afinal, quem não quer ver seus funcionários produzirem até 30% a mais? A terceirização de serviços permite que a sua equipe foque em o que realmente importa.

    Por: Jean Webbl Negócios> Gestãol 17/09/2014

    Todas as vantagens de ter implementado numa empresa, independentemente que seja uma grande média ou pequena, um software de gestão. Como, com uma simples e completa ferramenta, se pode tirar o máximo partido das capacidades de uma empresa e dos que lá trabalham.

    Por: marial Negócios> Gestãol 16/09/2014
    Stile Embalagens

    A sacola plástica Boca de Palhaço PEBD é maleável, translúcida e brilhante, uma sacola que não não faz barulho e ainda valoriza a impressão. Por ser brilhante, quando a logomarca é impressa nas sacolas, ganha o brilho natural do plástico, e, consequentemente, ganha mais vida.

    Por: Stile Embalagensl Negócios> Gestãol 12/09/2014
    Jonatha Fernandes Machado

    Uma grande dúvida que a grande maioria dos empresários tem é como escolher um bom escritório contábil para assessorar a sua empresa. A concorrência no mercado contábil tem aumentado significativamente nos últimos tempos e o número de profissionais da área contábil tem ganhado uma grande remessa a cada semestre que passa e a cada prova que o conselho federa oferece para a aprovação destes profissionais. Vejamos os principais meios de escolha: Indicação A grande maioria dos empresários segue o i

    Por: Jonatha Fernandes Machadol Negócios> Gestãol 02/09/2014
    Leandro A da Silva

    Um campo chave para a análise sobre as classes desfavorecidas economicamente é averiguar quais aptidões são necessárias para as corporações empresariais identificarem, desenvolverem e ganharem com as oportunidades nesta classe

    Por: Leandro A da Silval Negócios> Gestãol 29/08/2014 lAcessos: 55

    A venda de uma indústria as vezes é uma coisa complexa. Quando você publica um anúncio: vendo empresa, significa que gostaria de vender uma indústria. Indústria é o tipo de negócio, em que você pode encontrar sozinho um investidor ou contratar um broker de negócios ou conselheiro M&A.

    Por: Marcos da Costal Negócios> Gestãol 25/08/2014
    Leandro A da Silva

    As estratégias colaborativas de concepção de valor representam o envolvimento da evidência histórica na produção como empenho causador de valor da economia capitalista para a demanda e consumo.

    Por: Leandro A da Silval Negócios> Gestãol 24/08/2014 lAcessos: 52
    Leandro A da Silva

    O Capitalismo é um dinâmico sistema conduzido pela maximização dos lucros onde a história demonstra distintas fases de desenvolvimento e renovação dos métodos de geração de valor. Na medida em que se expande, modificam-se as relações para que estas sejam ajustadas as suas próprias exigências.

    Por: Leandro A da Silval Negócios> Gestãol 24/08/2014 lAcessos: 54
    Reginaldo De Lima

    Ferramenta para a motivação do funcionário e da equipe a Avaliação de Desempenho pode ser fundamental para o sucesso de uma organização.

    Por: Reginaldo De Limal Negócios> Administraçãol 15/03/2013 lAcessos: 116
    Reginaldo De Lima

    Este artigo tem como propósito trazer à tona a discussão sobre seus papeis no processo organizacional, isso requer entender sua missão seus valores e sua cultura, já que esses elementos irão compor de forma fundamental as organizações e seus destinos.

    Por: Reginaldo De Limal Educaçãol 10/01/2013 lAcessos: 24
    Reginaldo De Lima

    Síndrome de Burnout, Conhecer é a Chave Para Não Ter! Já faz algum tempo que a Síndrome de Burnout vem sendo discutida no âmbito empresarial. Mas ainda se trata de um tabu dentro da realidade das Micro e Pequenas Empresas.

    Por: Reginaldo De Limal Negócios> Pequenas Empresasl 11/09/2012 lAcessos: 205
    Reginaldo De Lima

    O planejamento estratégico, como ferramenta de sobrevivência para as micro e pequenas empresas.

    Por: Reginaldo De Limal Negócios> Pequenas Empresasl 31/08/2012 lAcessos: 72
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast