Proatividade ou Pro+Atividade?

Publicado em: 14/05/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 1,478 |

Muito se fala em proatividade, criatividade, inovação, etc no mercado e pouco se fala de como encarar isto no dia a dia profissional.

Em bom português: Você tem um dia a dia atribulado, problemas, prazos sempre no último dia e vem um qualquer dizendo que o segredo do sucesso é ter tempo para planejar, tempo para fazer do limão, uma limonada. Você se enfurece e diz: Como? Se minha vida é uma sucessão de problemas?

Primeiro vamos definir algumas premissas básicas:

Problema: Tudo aquilo que você não sabe como resolver ou, se sabe, não quer resolver.

Tempo: Tem 24 horas por dia, todos os dias do ano.

Solução: A resposta dos problemas, seja uma solução fácil ou difícil.

Com estas premissas, vamos pensar numa situação modelo:

Você é advogado, tem dois prazos para hoje ainda, um dele sequer sabe como vai enfrentar a situação. Você lê este artigo e pensa como o Chapolim Colorado: E agora, quem poderá me ajudar?

Vamos analisar as premissas:

Problema: Dois prazos para hoje, um sequer com ideias de solução;

Tempo: Menos de 6 horas e contando…

Solução: Fazer primeiro o prazo que sabe o que tem que ser feito e esquecer o outro até este terminar. Depois, pegar o problema e buscar auxílio no seu desenvolvimento, seja por uma via de matéria de fato, direito ou quiçá processual, com ou não auxilio de colegas, internet ligações, etc.

A solução existe, sempre. Precisamos é aceitar as perdas, os erros e que a vida tem a nos ensinar.

Agora, vislumbrando a situação demonstrada acima, o advogado que resolveu a situação agiu como: Proativo ou Pró+Ativo?

Hummm…. Primeiro, qual a diferença entre proativo e pró+ativo?

Proativo: Pessoa que busca soluções no dia a dia com criatividade, imaginação e verdade;

Pró+Ativo: Pessoa proativa que faz mais, faz uma mescla de profissionalismo e atividade, ou seja, faz da sua profissão um diferencial na sua vida.

A resposta é que o advogado, neste caso do exemplo, foi proativo.

Se ele quiser ser pró+ativo ele terá que buscar tempo (talvez fora do horário de trabalho) para organizar sua rotina, não deixar prazos para o último dia, etc.

Ser Pró+Ativo é mais que um diferencial desejável nas empresas. É ter um perfil que as empresas lutam para ter em seus quadros.

A Pró+atividade é uma liderança permanente que visa conciliar a carreira do profissional com os objetivos da empresa. A empresa e o funcionário tem que estar com objetivos na mesma direção para terem uma relação de sucesso.

Como você vê a sua forma de agir? Proativo ou Pró+Ativo?

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/gestao-artigos/proatividade-ou-proatividade-2367586.html

    Palavras-chave do artigo:

    proatividade

    Comentar sobre o artigo

    Anderson Hernandes

    Certo dicionário define proatividade como "habilidade de prever uma situação e agir antes de ela acontecer". Ela é uma palavra que não sai de moda, tanto que está presente nos currículos e no vocabulário da maioria dos entrevistados. Mas, será que a proatividade é uma qualidade tão comum assim no mundo coorporativo? A experiência mostra que na verdade as pessoas são muito mais reativas do que proativas

    Por: Anderson Hernandesl Negócios> Administraçãol 06/01/2011 lAcessos: 400
    paulo de aragão lins

    O proativo está sempre pesquisando, buscando atualização do seu campo de trabalho, fazendo cursos, oferecidos ou não pela empresa, descobrindo coisas que podem ajudar não só seu departamento, mas todos os demais.

    Por: paulo de aragão linsl Carreira> Recursos Humanosl 23/08/2009 lAcessos: 13,510 lComentário: 6
    Wagner Campos

    Muitos compram um carro com a sensação que saíram perdendo ou foram enganados.

    Por: Wagner Camposl Negócios> Vendasl 17/01/2011 lAcessos: 186
    Wagner Campos

    No trabalho, a falta de motivação afasta os colegas, colabora para a existência de problemas de saúde, aumenta o retrabalho e torna o clima desagradável. Já o contrário, tornará o ambiente mais produtivo, criativo, harmonioso, com menos abstinência e menos retrabalho.

    Por: Wagner Camposl Negóciosl 09/09/2009 lAcessos: 2,192
    Gustavo Rocha

    Uma pesquisa do FDJUR apresentou recentemente números bem interessantes sobre o que realmente importa aos departamentos jurídicos na avaliação dos escritórios contratados. Três principais pontos são os destaques e vamos aborda-los um a um. Vejamos primeiramente a pesquisa em si: Escritórios de advocacia respondem o que pensam ser mais valorizados aos departamentos jurídicos: 1º) Conhecimento na Área de Atuação (376 pontos); 2º) Compromisso com a Demanda da Empresa (371 pontos); 3º) Rapidez n

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 12/09/2013 lAcessos: 24

    para os que não tem tempo de ficar procurando noticia aqui é o melhor lugar de achar tudo sobre fetebool. ass flora alves-genipapo bahia

    Por: floracyl Esporte> Futeboll 30/05/2010 lAcessos: 46

    Artigo que fala superficialmente sobre o planejamento estrátegico do SWOT (BSC - Balanced ScoreCard) e a análise aprofundada do setor de atendimento ao cliente usando o recurso CRM (Client Relationship Manager).

    Por: Rafael Junqueiral Negócios> Atendimento ao Clientel 10/04/2010 lAcessos: 859

    A rede Di Gaspi deu início ao processo seletivo para preencher as vagas de trabalho temporário, em todas as lojas da rede localizadas na capital e interior do estado. Na região da grande São Paulo, em diferentes bairros e cidades próximas, como Osasco, Ribeirão Pires e Santo André, inclusive em grandes Shoppings Centers, serão abertos muitos postos de trabalho, para as funções de Atendentes de Loja, Operadoras de Caixa e Estoquistas.

    Por: Suggestival Press Releasel 24/10/2014 lAcessos: 11

    Cada vez mais uma infinidade de dados interfere positivamente nas decisões corporativas. Informação é poder de decisão e proatividade, conceitos tão bem-vindos atualmente. É com essa visão que as empresas estão cada vez mais preocupadas em conhecer o público-alvo e aprender como interagir com ele. Saber do outro é estar mais preparado para antendê-lo, agradá-lo e conquistá-lo.

    Por: André Seijil Tecnologia> TIl 15/10/2014
    Jenner R Camillo

    Ter uma boa equipe é essencial para o sucesso de qualquer empresa. Essa regra é ainda mais importante numa startup, quando o seu projeto ainda está na fase inicial e você tem poucos recursos financeiros à disposição. Cada contratação precisa ser estratégica e deve contribuir para os objetivos da sua organização. E é por isso que separamos, aqui, algumas dicas que podem ajudá-lo muito na hora da seleção dos profissionais que irão trabalhar com você. Confira!

    Por: Jenner R Camillol Negócios> Gestãol 17/11/2014

    O lençol de borracha está muito presente na indústria por meio de diferentes segmentos. Entre as principais vantagens deste material está o fato de que ele pode ser desenvolvido em diferentes tipos e sua capacidade de manter sua composição química e mecânica mesmo após situações de compressão e calor altíssimos.

    Por: Thiago Fonsecal Negócios> Gestãol 17/11/2014

    O estudo faz-se por entender o tema principal abordado, a Gestão Financeira, que tem como objetivo mostrar o quanto é importante um gestor qualificado numa instituição,fornecendo teorias inovadoras, análises mais profundas, trazendo a melhor administração possível para a empresa, com o objetivo alcançar metas e, consequentemente crescimento a empresa.

    Por: Brena Santos de Souzal Negócios> Gestãol 14/11/2014 lAcessos: 16
    Jenner R Camillo

    Apesar de ser um sistema subjetivo, há elementos que devem ser considerados na hora de se precificar uma empresa. Veremos nesse artigo alguns destes fatores determinantes.

    Por: Jenner R Camillol Negócios> Gestãol 14/11/2014
    Rick Lamana

    Trabalhar a emoção. Uma excelente ferramenta na hora da venda. Mais do que qualquer outro argumento, a emoção exerce uma fortíssima influência na decisão final de uma compra.

    Por: Rick Lamanal Negócios> Gestãol 11/11/2014

    Todo empreendedor sabe que um dia, inevitavelmente, irá precisar contar com um departamento para Pesquisa e Desenvolvimento. As ideias de novos produtos que são criadas nessa área são as responsáveis por manter uma companhia competitiva contra concorrentes cada vez mais fortes.

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 11/11/2014

    Saiba o que é preciso ter em mente na hora de elaborar o seu plano de negócios.

    Por: HomeCredil Negócios> Gestãol 10/11/2014

    Muitas vezes, uma empresa e seus concorrentes têm produtos muito parecidos. As diferenças estão em uma ou duas diferenças técnicas, mas que não fazem tanta variação no resultado final. Para quem encara uma situação como a descrita acima, algumas medidas podem ajudar a impulsionar o produto e superar os rivais:

    Por: Thiago Castriottol Negócios> Gestãol 10/11/2014
    Gustavo Rocha

    Dia 15 de Novembro, dia da proclamação da república, aquela data onde saímos da monarquia e viramos república, pelo menos na tese histórica. Este ato é um marco na história brasileira. E vamos pensar: Na história do seu escritório ou da sua vida como profissional, qual é o marco histórico? Se formou em direito, um marco. Fez pós, mestrado, outro marco. O primeiro cliente, um marco. Chegou no primeiro faturamento de um milhão, opa, que marco!

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 16/11/2014
    Gustavo Rocha

    Interoperabilidade. Uma palavra oriunda da informática que significa que os sistemas podem conversar entre si. E o que isto tem a ver com o jurídico? Muito, para não dizer que é essencial. O processo eletrônico é um sistema, um software. E, como sabemos, tem vários pelo país.

    Por: Gustavo Rochal Notícias & Sociedadel 13/11/2014
    Gustavo Rocha

    Compartilho uma matéria do FDJUR sobre os indicadores mais usados em departamentos jurídicos, com alguns comentários meus abaixo: Para verificar o bom andamento das atividades dentro dos departamentos jurídicos e bancas é preciso estipular um ou mais indicadores para os segmentos que desejam monitorar. Recentemente o FDJUR consultou seus colegas em relação a três segmentos: atividades administrativas do jurídico, eficiência dos advogados e o clima organizacional.

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 12/11/2014
    Gustavo Rocha

    Linguagem corporal, o invisível que diz muito sobre o que queremos dizer. E mais do que apenas isto, uma arte que precisamos dominar para estarmos em vantagem competitiva estratégica, negocial e até mesmo de trabalho no dia a dia. Muito além das palavras e debates, cada gesto pode ser muito diferencial. Extraído do portal Exame.com, vamos a 7 dicas práticas: 1. Faça contato visual

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 10/11/2014
    Gustavo Rocha

    Muitos afirmam que sim, outros que nunca e tem time que acha que ainda estamos em processo de transformação para a advocacia se transformar numa commodity. Nos EUA esta realidade já existe e há muito tempo. No Brasil, temos uma blindagem ainda sobre esta realidade, o tão falado código de ética. Podemos critica-lo, dizer que precisa ser atualizado, podemos dizer que até proíbe coisas que deveria permitir, mas ainda é a lei que devemos obedecer e em cima dela exercer o nosso marketing.

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 09/11/2014
    Gustavo Rocha

    Pergunta difícil, todos querem a resposta, poucos querem o trabalho que dá, a maioria quer o sucesso como resultado e não como meio. Parte desta problemática nos ensinam como se uma geração inteira desconhecesse o que é trabalho, chamando esta geração de preguiçosa, de não querer nada com nada e por ai vai. Temos membros de determinadas gerações que realmente não querem nada com nada, contudo, isto existe em todas as gerações.

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 05/11/2014
    Gustavo Rocha

    Somos guerreiros, não é verdade? Lutamos diariamente pelo sucesso, queremos mais e mais, aprendemos, acertamos, erramos, enfim, batalhamos. Ocorre que nesta batalha da vida, nem sempre buscamos superação, as vezes queremos apenas o resultado, queremos o sucesso sem antes compreender os meandros que levam a ele. Uma história de Paulo Coelho nos demonstra bem este fato: Treinamento do Guerreiro

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 03/11/2014
    Gustavo Rocha

    Neste paradoxo de morte ou vida, já que no dia 2 é considerado e "comemorado/lembrado" o dia de finados ou dos fiéis defuntos, talvez um acróstico em rima, possa nos tirar desta berlinda: M ais do que apenas morrer e lembrar do O ntem, precisamos usar a nossa R azão, bem além do que a imaginação ou sentimentos nos tomam, pois somente o T empo pode curar feridas da dor, do inconsciente e do nosso âmago; E nquanto isto, O uvimos atentamente a nossa razão, que

    Por: Gustavo Rochal Notícias & Sociedadel 02/11/2014 lAcessos: 11
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast