O Papel Do Contador Do Futuro

05/07/2009 • Por • 4,603 Acessos

O PAPEL DO CONTADOR DO FUTURO

Introdução

O profissional de hoje sempre se preocupou com futuro de sua profissão, isto por que nunca se sabe como serão os procedimentos para os dias do futuro; o amanhã é sempre motivo de preocupação para o homem pensante que quer dias melhores.

É obvio que não podemos prevê o futuro, mas com base no que vivenciamos no passado de nossa vida profissional, e no que vivemos nos dias atuais, e nas experiências vividas no dia a dia, concluímos que dias virão em que serão bons para o profissional que quer continuar seu trabalho, porém de uma outra maneira.

Mudar é sempre bom, por que quando mudamos aprendemos e crescemos. E por que não aceitar as mudanças, normalmente ninguém gosta de mudança, porque é algo diferente, novo que enfim vai fazer alguém ter uma postura diferente.

O profissional se preocupa com detalhes que não acrescenta em nada na sua vida pregressa, mas que contribui e altera com o que virá no futuro.

Se formos fazer uma retrospectiva da profissão contábil, os mais experientes sabem bem o quanto teve momentos de trabalho difíceis de realizar, por que a tecnologia que estava ao nosso alcance era débil, havia muita limitação; e tudo que se podia fazer era feito, mas às vezes ficávamos nos sentindo inúteis, pois poderíamos ter feito melhor, mas não tinha como fazer diferente, e melhor.

Mas hoje quanta coisa mudou para a classe contábil, ficamos felizes de ter uma tecnologia da informação tão ampla a nossa disposição para realizar tanta coisa ao mesmo tempo. Houve muito crescimento e ainda está por vir, é, pois necessário pensar sobre isso, por que não podemos ficar para trás, senão como iremos nos manter e viver com nossa família.

Pare e reflita sobre isso, pois o futuro da nossa profissão está em nossas mãos, e depende de nós mesmos, por isso conclamo a classe a uma postura nova, a buscar novas idéias e pensar diferente, pois o futuro da nossa profissão está muito breve.

Desenvolvimento

Estamos, pois diante de tempos modernos, onde temos uma tecnologia que a cada dia melhora surpreendentemente, e que para nós tem sido de suma importância, pois tem suprido as nossas necessidades, e nós temos crescido profissionalmente.

A tecnologia jamais irá substituir o profissional, pois ela precisa de homens pensantes e de decisão, por este motivo não devemos nos assustar com tanta evolução em tão pouco espaço de tempo.

Devemos sim estar satisfeitos e regozijando, pois teremos dias melhores. Eu acredito num futuro breve e que está chegando até nós, e nos impulsionando a mudar de postura na profissão; somos forçados a mudar e de certa forma é muito bom, por que procuramos nos aperfeiçoar em cursos de pós-graduação, aprender é o lema dos dias atuais, e temos que nos ajustar a este novo perfil de profissional.

Os profissionais de hoje que estão saindo das faculdades já saem com uma nova mentalidade, por que estão dentro de uma nova era, mas nós da geração passada devemos nos ajustar paulatinamente.

Mas é forçoso falar que o profissional que não procurar praticar a educação continuada, com certeza está fadado a desaparecer do mercado. Temos que ser abertos e desejar o conhecimento, não podemos ser limitados ao estudo só da contabilidade, mas ampliar o leque de oportunidades que se encontra a nossa frente. À medida que temos conhecimentos ficamos mais seguros e a vontade para enfrentar o futuro da nossa profissão. O futuro do contador será brilhante se ele se preparar para esse futuro; tendo em suas mãos os meios de adquirir a cognição será este profissional o futuro da tecnologia, porque a tecnologia não irá suprimir o profissional, mas irá precisar de pessoas que saibam domina-la e interpreta-la, auxiliando assim a sociedade e o seu público alvo.

Infelizmente ainda há profissionais que não sai do escritório, e que pensa que sabe tudo, e que não precisa de ninguém, a estes eu digo por isso que é bom lê filosofia e também ter experiências na vida profissional diária, pois quem não precisa de ninguém algum dia na vida profissional ?. Devemos ser dispostos a ouvir e a falar no tempo certo, se bem que ouvir sempre foi e será bom, e depois de refletir redargüir, se assim for o caso.

Não podemos ser fechados para o mundo e para a sociedade, pois não prospera este tipo de pensamento, e não gera crescimento social para ninguém.

Mas devemos buscar além da cognição, a rede de relacionamento, por que é indispensável para nós, procure ampliar todos os dias o bom relacionamento; se por ano fizermos uma amizade a mais, só temos a crescer e somar em conhecimento.

O contador do futuro precisa reunir em si várias características aqui citadas, e mais ainda, que com o tempo iremos descobrir, e os que estão atentos a contemplar estas mudanças serão os que com certeza usufruirão dias melhores.

Teremos no futuro em nossas mãos máquinas a nossa disposição melhores do que as atuais a espera de um comando, e a pessoa que irá dirigir este comando seremos nós, através de nossas orientações profissionais; é por isso que temos que está preparado para esse futuro que é muito breve a chegada.

Conclusão

A função do contador no futuro será das melhores, porém cada profissional hoje deve se preparar para esse futuro hoje; fazendo cursos e se aperfeiçoando, e se atualizando com as suas atividades. O profissional de hoje não deve ficar inerte diante do futuro, pois será necessário ter atitude para não se transformar amanhã em prejuízos profissionais. Seja um profissional que vive o hoje pensando no amanhã, aquele que sabe opinar sobre vários temas, e que tem uma direção para cada decisão a ser tomada.

Não seja aquele profissional que fica escondido e esperando as coisas acontecerem, faça você parte do grupo daqueles que fazem acontecer. Que cada necessidade, ou adversidade transforme em oportunidade de conhecer mais, e de ser o melhor que puder para enfim compartilhar com os colegas, por que assim cresce você, e nós juntos seremos uma classe insigne. Havendo uma conduta de profissionalismo e dignidade, a nossa classe terá êxito, mas lembre-se que somos uma classe e não podemos ser individualistas.

Perfil do Autor

FRANCISCO DE ASSIS DOS SANTOS

Bacharel em ciências contábeis e pós-graduado. Perito Judicial Contador titular do escritório: Contafas Consultoria e Assessoria Contábil...