O TRABALHO DO SOCIÓLOGO

Publicado em: 08/08/2010 |Comentário: 5 | Acessos: 7,439 |

Excelentíssimo prof. Dr. Enio Waldir da Silva (UNIJUÍ-RS); Ilustríssima prof. Ana Lúcia Guimarães (IEB); Ilustríssima prof. Ana Cláudia Barreto (FACE); Colegas Sociólogos e amados familiares aqui presentes. É com imensurável satisfação que os reencontro neste auditório para compartilharmos mais uma vitória – a DIPLOMAÇÃO.

 

O Trabalho do Sociólogo

 

O campo de trabalho do engenheiro civil é a obra, é a construção. O campo de trabalho do professor é a sala de aula; o do médico é o consultório, ambulatório, hospital; o do cantor é o palco; o do artista plástico é o atelier; enfim, cada profissional resume o seu tempo de efetivo trabalho às horas em que está desempenhando as funções inerentes à sua formação.

 

E o Sociólogo? Onde está o seu campo de trabalho?...

 

Ora, desde que acorda, o Sociólogo entra em contato com o seu campo de trabalho e ao mirar-se no espelho vê um dos seus objetos de pesquisa. O Sociólogo é o pesquisador que, ao mesmo tempo, é o seu próprio objeto de pesquisa: eis o diferencial que faz do Sociólogo o profissional que não distingue o seu efetivo labor dos diversos papéis que o Ser Humano representa no seu dia-a-dia como ator social. Enquanto chefe de família, no seio do seu lar, o(a) Sociólogo(a) exerce as suas funções como um profissional de fato. Durante um rito religioso, o(a) Sociólogo(a) não é um fiel como os demais, pois o seu olhar tem um veio fatídico. Na prática do esporte, o(a) Sociólogo(a) busca em si e no outro o porquê da repetição daquele erro ou acerto. Na empresa para a qual presta consultoria, o(a) Sociólogo(a) não se limita a analisar situações a partir do que lhe foi solicitado, pois, apesar de não ser percebido, o seu olhar é crítico e percorre os ambientes a 360 graus, identificando seres inanimados, mas, principalmente, procurando pessoas, seus gestos, movimentos, suas falas, interrelações, sua cultura.

 

O profissional das Ciências Sociais (Antropólogo, Cientista Político, Sociólogo) é um produtor incessante de argumentos (dialéticos, compreensivos ou analíticos) resultantes da observação dos efeitos dos conflitos, ações e fatos sociais. Para ilustrar, basta lembrar que, num simples diálogo ocorrido na esquina, no restaurante, no mercado, na igreja, na praia, na escola, em casa ou no trabalho, a(o) Socióloga(o) modifica a realidade da pessoa com quem ela(e) conversa. O discurso positivo enleva o ouvinte na medida em que conjuga atitudes que valorizam a coletividade local e incentivam a troca de conhecimentos. Portanto, o Sociólogo produz a todo momento, desde que se pronuncie de forma justa e ética.

 

Imagine, agora, uma grande área de relva tenra (grama nova), pontilhado de arvoredos e cortado sinuosamente por um rio de águas límpidas, sobre o qual se vê uma pequena ponte romana que dá acesso a uma singela, porém bonita casa. Mas algo está errado nesse lugar... não se vêem pessoas. A sua curiosidade sociológica dirige seu olhar para aquela casa, ao longe, querendo revelar como vivem seus integrantes, como se relacionam entre si e com aquele ambiente.

 

Ah! Se a todo e qualquer lugar aonde vai o(a) Sociólogo(a), este(a) desempenha o seu papel como tal, durante 24 horas por dia, então é o mundo o campo de trabalho do(a) Sociólogo(a); e a vida humana, o seu objeto geral de pesquisa.

 

São as Teorias Sociológicas que nos permitem interpretar situações como a imaginada há pouco. Teorias Sociológicas nos ajudam a compreender melhor a sociedade em que vivemos e fornecem elementos para a nossa ação prática, que pode levar a mudanças sociais e ao nosso engajamento em movimentos políticos.

 

Para Karl Marx, economista e Sociólogo alemão, o objeto da sociologia é a luta de classe, em que uma minoria (burguesia) sobrepõe-se a uma maioria (proletariado).

 

Para Max Weber, Sociólogo alemão, o objeto da sociologia é a ação social, quando os indivíduos orientam-se através das ações dos demais atores sociais.

 

Para Èmile Durkheim, fundador da Escola de Sociologia francesa, o objeto de estudo da Sociologia são os fatos sociais, ou seja, as regras impostas pela sociedade: leis, normas e costumes, que são passados de geração a geração.

 

Nos dias atuais, início do terceiro milênio, pesquisar o mercado, mídia e opinião; assessorar governos através de pesquisas sociais, meio-ambiente, processos excludentes, planejamento urbanístico, violência, política científica; assessorar sindicatos, trabalhadores rurais e ONG's por intermédio de intervenções sociais; dar suporte a partidos políticos e empresas, principalmente na parte de desenvolvimento social, relações de trabalho e mediação de conflitos constituem as principais oportunidades de trabalho para o Sociólogo. Mas o topo desta lista está sendo ocupado, em curva ascendente, pelo Licenciado em Sociologia, que pode lecionar nos cursos do ensino Médio e pelo Mestre ou Doutor em Ciências Sociais, habilitado para ministrar aulas e/ou coordenar cursos no ensino superior, além de realizar pesquisas de alto nível em universidades.

 

Sociólogo(a)s! Temos uma missão muitíssimo importante: dar manutenção à Sociedade, de forma que ela caminhe em ordem e em evolução constante.

 

Muito obrigado por terem emprestado seus tímpanos a este simplório e curto pronunciamento.

 

 

José Augusto de Pinho Barbosa

Sociólogo

Zeubarbosa1@gmail.com.br

 

 

 

Discurso proferido em 07 de agosto de 2010, em Valença-Ba, na Diplomação de 80 Bacharéis em Sociologia, que Colaram Grau em 13.03.2010 na UNIJUÍ - Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/gestao-de-carreira-artigos/o-trabalho-do-sociologo-2991070.html

    Palavras-chave do artigo:

    trabalho

    ,

    ciencias sociais

    ,

    discurso

    Comentar sobre o artigo

    O mundo do trabalho e as implicações que seus processos engendram, certamente afetam diretamente o desenvolvimento da vida dos seres humanos em sociedade, as mudanças ocorridas na sua estrutura, projetam reflexos nas dimensões subjetivas e objetivas do ser social. Nas últimas décadas do século passado e neste início do terceiro milênio, vivenciamos profundas alterações ocorridas nas estruturas do mundo do trabalho, acompanhadas por um momento que se habituou chamar de globalização.

    Por: Cristiano Pinheiro Corrêal Educação> Ensino Superiorl 30/11/2011 lAcessos: 554

    Em 1990, o tempo médio de vida de um brasileiro não superava os 40 anos de idade, em sua grande maioria estavam desassistidos por regras sociais trabalhistas, que em tese não existiam. Em sua grande maioria, os brasileiros iniciavam no trabalho com 6 ou 7 anos, com predominância no setor agropecuário.

    Por: Cristiano Pinheiro Corrêal Educação> Ensino Superiorl 30/11/2011 lAcessos: 103

    O presente artigo discute a importante contribuição do pensamento de Jonh Dewey e a construção do trabalho docente, tomando a reflexão como ação fundamental nesse contexto, objetivando atender a necessidade de problematizar o conheci

    Por: Susana Soares Tozettol Educaçãol 17/02/2010 lAcessos: 1,025

    Demonstração da falta de escolaridade e a repercussão social-economica na sociedade. Pesquisada semi-estruturada, validade pelo método de FAIRGLOUG.

    Por: Jorge Rocha Gonçalvesl Educação> Ensino Superiorl 30/04/2010 lAcessos: 1,488

    Este artigo tem como objetivo discorrer sobre a evolução das teorias das representações sociais criadas ao longo dos tempos por psicólogos e sociólogos em todo o mundo. Através de teorias aprofundadas por teóricos renomados, as Representações Sociais abrem espaço e ao mesmo tempo, exigem o exercício da interdisciplinaridade. Enfatizando o processo da comunicação obrigando o diálogo e a troca de conhecimentos como trampolim para maiores aquisições psicossociológicas.

    Por: Mª Ivone Gama Pereiral Educação> Ensino Superiorl 01/10/2014 lAcessos: 33

    Este trabalho tem como objetivo elucidar, com base em autores como DURKHEIM (1995), WEBER, (2005), GRAMSCI (1984) entre outros, um olhar sobre o mundo do trabalho, as transformações ocorridas e projetadas na e pela organização do trabalho.

    Por: Cristiano Pinheiro Corrêal Educação> Ensino Superiorl 22/11/2011 lAcessos: 171

    RESUMO Este trabalho tece um dialogo sobre o dilema da teoria social, filosofia política, crise da teoria social, o problema do método e da ordem social e o problema da modernidade. Para dar inicio a essa pesquisa houve uma busca exaustiva a livros e revistas para uma leitura do tema abordado em seguida uma pesquisa nos sites da internet. E a leitura da apostila recomendada para embasamento do assunto abordado, na qual contem seis capítulos.

    Por: estelal Educaçãol 26/09/2014 lAcessos: 31
    Keila Soares de Quadros

    Resumo: O presente artigo visa estudar um famoso romance do Realismo português, tendo como ponto de partida á análise das características realistas presentes na obra, bem como o estudo das lutas entre as classes sociais (opressor e oprimido).

    Por: Keila Soares de Quadrosl Literatural 05/02/2010 lAcessos: 2,536

    Esse estudo é de cunho qualitativo, classificado como teórico-empirista que trás com problemática: durante a utilização das aulas de Educação Física quais as representações sociais dos professores de nível um, de uma escola municipal do Estado da Bahia sobre conteúdo/conhecimento dos jogos e das brincadeiras?

    Por: IVO NASCIMENTO NETOl Educação> Educação Infantill 03/04/2010 lAcessos: 1,168

    O presente texto aborda as dificeis relações entre cultura organizacional e pessoal. As potencialidades e dificuldades administrativas pessoais e profissionais.

    Por: Reginaldo Posol Carreira> Gestão de Carreiral 16/12/2014
    Sandra Turchi

    De maneira geral, coaching é definido como o processo de equipar indivíduos com ferramentas, conhecimentos e oportunidades que eles precisam para se desenvolver e se tornarem mais efetivos. Mais especificamente, o Coaching Executivo é um processo personalizado e centrado no profissional. Mas, o que o Coaching Executivo por fazer por sua empresa?

    Por: Sandra Turchil Carreira> Gestão de Carreiral 15/12/2014
    Newton Paulo Monteiro

    Este texto apresenta o conceito de portfolio career aplicado à área de Letras. Embora ainda pouco mencionado no Brasil, o conceito já é uma prática na Europa, onde tem sido considerado uma alternativa às mudanças do mercado de trabalho e um caminho para realização profissional.

    Por: Newton Paulo Monteirol Carreira> Gestão de Carreiral 11/12/2014
    Newton Paulo Monteiro

    Este artigo apresenta algumas das opções de atuação profissional para graduados em Letras, deixando claro que a área é muito mais ampla do que normalmente se imagina.

    Por: Newton Paulo Monteirol Carreira> Gestão de Carreiral 11/12/2014
    Armando Terribili Filho

    Artigo que aborda alguns métodos de Planejamento e Gestão de Carreira com base em reconhecidos autores espanhóis e brasileiros, com destaque para: Método 4D, Autocoacghing e 5 ferramentas essenciais, respectivamente de autoria de Fabio Gonzalezz H., Perdro Amador e Heitor Bergamini. Planejar a sua carreira é hoje uma necessidade: saber "onde" se quer chegar, conhecer os requisitos necessários de conhecimento, habilidades e networking, estabelecer e monitorar um realista Plano de Ação.

    Por: Armando Terribili Filhol Carreira> Gestão de Carreiral 05/12/2014
    Newton Paulo Monteiro

    Muita gente ignora o valor das humanidades em sua formação. Mas o futuro do trabalho exige formas inovadoras de diferenciação.

    Por: Newton Paulo Monteirol Carreira> Gestão de Carreiral 03/12/2014

    Pessoas criativas têm várias características e qualidades específicas que as diferenciam bastante de indivíduos menos criativos. Conhecendo essas características e desenvolvendo-as conscientemente, todos nós acabaremos incorporando automaticamente esses atributos e habilidades às nossas competências profissionais e pessoais.

    Por: Ernesto Bergl Carreira> Gestão de Carreiral 24/11/2014

    Poucas ferramentas de otimização do uso do tempo são tão vilipendiadas, tão mal utilizadas e conduzidas com tanto despreparo como a reunião. Faça o teste e verifique sua pontuação.

    Por: Ernesto Bergl Carreira> Gestão de Carreiral 10/11/2014
    ZÉU BARBOSA

    Planeja e executa pesquisas sobre as condições sócio-econômicas, culturais e organizacionais da sociedade e instituições comunitárias, efetuando o levantamento sistemático de dados secundários e/ou primários, utilizando-se de recursos diversos, para fornecer os subsídios necessários à realização de diagnósticos gerais e à análise de programas específicos das diversas áreas de atuação, como saúde, educação, trabalho, promoção social e outros, tanto no meio rural como urbano.

    Por: ZÉU BARBOSAl Educaçãol 23/06/2012 lAcessos: 148
    ZÉU BARBOSA

    O mercado de trabalho está repleto de ofertas, mas faltam pessoas qualificadas para ocupar cargos importantes.

    Por: ZÉU BARBOSAl Carreira> Gestão de Carreiral 15/02/2012 lAcessos: 51
    ZÉU BARBOSA

    Qual a função científica primordial do Acadêmico ou do Professor compromissados com o desenvolvimento local e regional?

    Por: ZÉU BARBOSAl Educação> Ensino Superiorl 24/07/2011 lAcessos: 125
    ZÉU BARBOSA

    Aqui, conhecer-se-á o município de Vera Cruz-Ba, sua paisagem pela escrita, economia, breve história e vias de acesso. Durante a abordagem do tema principal, vê-se a transposição de obstáculos e quebra de paradigma que evolui para as subdivisões classistas em agrupamentos específicos através da idéia cooperativista; a participação social e política do autor frente ao tema em desenvolvimento. Em seguida, são expostos casos de sucesso em localidades onde a solidariedade iniciou-se na prática.

    Por: ZÉU BARBOSAl Notícias & Sociedade> Polítical 21/07/2011 lAcessos: 156
    ZÉU BARBOSA

    O fracasso da ação coletiva voluntária está diretamente relacionado à inadimplência com as contribuições que servem (ou serviriam) para a provisão de bens públicos, mais, até, do que a ineficiência estatal.

    Por: ZÉU BARBOSAl Notícias & Sociedade> Polítical 05/02/2011 lAcessos: 194
    ZÉU BARBOSA

    Não nos é dado o direito de ficarmos calados diante de tais atitudes ou comportamentos, pois o maior prejuízo recai sobre a espécie humana e não apenas sobre os discriminados.

    Por: ZÉU BARBOSAl Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 28/06/2010 lAcessos: 1,316
    ZÉU BARBOSA

    "Ressalte-se que o grande perigo do século XXI é a aceitação passiva, pela população, de conceitos elaborados sem a reflexão necessária, cujos temas são explorados por organizações que procuram dominar a política..."

    Por: ZÉU BARBOSAl Notícias & Sociedade> Polítical 18/02/2010 lAcessos: 334
    ZÉU BARBOSA

    Objetivismo e subjetivismo revelam o indivíduo como um ser essencialmente social, com costumes reconhecidos e exigidos pela sociedade em que está inserido, mas o expõem a um sistema educacional que promove privilégios, reproduz e legitima desigualdades sociais.

    Por: ZÉU BARBOSAl Educaçãol 15/01/2010 lAcessos: 7,155

    Comments on this article

    0
    ZÉU BARBOSA 26/07/2011
    *Seio da sociedade...
    2
    ZÉU BARBOSA 24/07/2011
    Prezado Gilsinho, a sua análise está corretíssima e encontra lugar concreto no ceio da sociedade contemporânea, onde a Educação Doméstica é a base para a Educação Formal
    /Institucional.
    Parabéns pelo importante comentário.
    1
    Gilsinho 19/07/2011
    Caro Zeu, não sei escrever muito bem por ter apenas À quinta série primária, entretanto me recuso a deixar essa terra sem ter contribuído para uma sociedade melhor. Pelo que escreveu sobre Sociologia, pude entender que para uma sociedade mais justa necessitamos, de uma educação melhor, e que Psicólogos passem a atuar nas famílias. Para formarmos cidadãos melhores, primeiro precisamos de atuar nos chefes de famílias para que saibam educar usando a cima de tudo a compaixão, e precisam entenderem a importância da educação familiar para formação do caráter de cada criança. Precisamos acima de tudo de ajudar os pais, para termos melhores cidadãos amanhã e possivelmente melhores sociedades! O futuro um país melhor está nas mãos de pais e educadores.

    Att, Gilsinho....
    1
    ZÉU BARBOSA 06/10/2010
    CLARO QUE SIM, AURÉLIO CASSIANO.
    ATUALMENTE, VOCÊ PODE GRADUAR-SE EM LICENCIATURA E BACHARELADO AO MESMO TEMPO. CASO JÁ SEJA UM BACHAREL EM SOCIOLOGIA, VOCÊ PODE INGRESSAR NUM CURSO DE LICENCIATURA EM SOCIOLOGIA OU EM CIÊNCIAS SOCIAIS (QUE ENGLOBA CIÊNCIA POLÍTICA, ANTROPOLOGIA E A PRÓPRIA SOCIOLOGIA) E, ABATENDO OS CRÉDITOS DO BACHARELADO, VOCÊ ESTARÁ CONCLUINDO A 2ª GRADUAÇÃO EM ATÉ 18 MESES.
    Forte Abraço
    2
    AURÉLIO CASSIANO 04/10/2010
    GOSTARIA DE SABER SE DEPOIS DA GRADUAÇÃO DE BACHARELADO EM SOCIOLOGIA, EU POSSO FAZER LICENCIATURA NA MESMA ÁREA.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast