Fusíveis - O que são e para que servem

09/11/2012 • Por • 124 Acessos

Os fusíveis são componentes muito importantes para os circuitos. Nesta aula vamos aprender o que é um fusível, qual a sua utilidade e como funcionam. Vamos ainda ver como são ligados a um circuito, que valores podem ter e como se representam nos circuitos electrónicos.

Para que serve o fusível?

fusível é um componente simples mas que tem uma importante função - a de proteger os circuitos e aparelhos de sobrecargas e curto-circuitos, cortando a passagem de corrente, sempre que existir alguma tensão excessiva, ocasionada muitas vezes por um pico de corrente ou uma selecção errada da tensão que alimenta determinado aparelho.

Como funciona o fusível?

Os fusíveis utilizados nos aparelhos electrónicos são um pequeno tubo de vidro, dentro do qual existe um fio metálico muito fino, que se funde quando atinge determinada temperatura. Em cada extremo desse tubo de vidro existe uma tampa metálica, conectada ao tal fio metálico, onde vão ser conectadas as ligações do aparelho, de forma a proteger o mesmo.

A espessura, ou secção do fio do fusível, é tanto maior quanto maior for a intensidade de corrente fornecida ao aparelho que pretendemos proteger. Uma determinada intensidade de corrente eléctrica gera uma determinada temperatura num fio condutor, que é tanto maior quanto maior for a intensidade de corrente. De tudo isto, podemos concluir que um fusível não é mais que um fio condutor, construído de forma a se fundir quando atinge uma determinada temperatura, equivalente a uma determinada intensidade de corrente, neste caso excessiva para o circuito.

Exemplo de um fusível com tubo de vidro

Como ligar o fusível a um circuito?

Fazer a ligação de um fusível a um circuito é relativamente simples. Este deve ser sempre conectado entre a fonte de alimentação e o aparelho, num dos dois fios que o vai alimentar. Isto é normalmente feito no pólo positivo, mas não tem qualquer importância se o fizer no pólo negativo.

Por exemplo, suponha que quer proteger uma lâmpada, ligada pelos dois fios até à fonte de alimentação. Entre a fonte de alimentação e a lâmpada, basta cortar um dos fios e ligar o fusível às duas pontas que resultaram desse corte. Além disto, é claro que tem que saber que tipo de fusível terá que conectar, algo que explicaremos mais abaixo.

Símbolos para representar os fusíveis em esquemas electrónicos

De seguida mostramos as várias formas como podem ser representados os fusíveis em esquemas electrónicos.

Várias formas de representar o fusível - símbolo usado nos esquemas electrónicos

Valores dos fusíveis

Os fusíveis podem ter vários valores, consoante o tipo de aparelho que pretendemos proteger e consoante a respectiva tensão e intensidade de corrente com que estamos a lidar. Os valores dos fusíveis são inscritos nas tampas metálicas dos fusíveis ou na própria caixa ou invólucro, já que existem fusíveis de muitos formatos e de materiais diferentes.

O valor de um fusível vai depender das características do tipo de material condutor e ainda da secção desse mesmo condutor, que está inserido no seu interior.

Para este artigo, vamos considerar apenas os fusíveis convencionais usados em electrónica, os tubulares de vidro, que são fabricados com diferentes valores normalizados de intensidade de corrente suportada (em Amperes), segundo as duas normas existentes, a norma Europeia e a norma Americana. A letra "A" usada após os valores dos fusíveis, significa Ampere, nome da medida usada para os valores de intensidade de corrente.

Tabela com os calibres normalizados dos fusíveis, segundo a Norma EuropeiaTabela com os calibres normalizados dos fusíveis, segundo a Norma Europeia Tabela com os calibres normalizados dos fusíveis, segundo a Norma AmericanaTabela com os calibres normalizados dos fusíveis, segundo a Norma Americana

Na próxima aula, vamos aprender o que são fusíveis rápidos e fusíveis lentos, o que é a tensão nominal de um fusível, como podem ser acoplados os fusíveis num circuito e terminar com a aprendizagem de como escolher o fusível certo para determinado circuito.

Perfil do Autor

Ricardo Miguel

Chamo-me Ricardo Miguel e adoro a internet, aprender e partilhar conhecimento. Moro em Lisboa, Portugal e nasci em 1976. Quem quiser me...