Banco Não Pode Reter Salário De Cliente Devedor

Publicado em: 28/09/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 11,488 |

Banco não pode reter salário de cliente devedor 

 

Atualmente é habitual  por parte dos Bancos brasileiros a retenção do salário com propósito de quitar dívidas contraídas junto ao banco( cheque especial , cartão de crédito  e empréstimos) , vem sendo repudiado pelos tribunais estaduais , inclusive pela Corte Superior, ainda que tal dedução esteja prevista contratualmente. 

O princípio da dignidade da pessoa Humana está sendo evidenciado , que impõe a proteção jurídica ao cidadão brasileiro para que este não fique refém de uma circunstância financeira difícil . 

A natureza alimentar do salário deve ser evidenciada , pois o salário de qualquer trabalhador  é imprescindível para a subsistência de qualquer indivíduo , sendo rigorosamente impenhorável..

Diz o artigo 649 da CLT ,in verbis: 

Art. 649 - São absolutamente impenhoráveis: 

I - os bens inalienáveis e os declarados, por ato voluntário, não sujeitos à execução;

II - os móveis, pertences e utilidades domésticas que guarnecem a residência do executado, salvo os de elevado valor ou que ultrapassem as necessidades comuns correspondentes a um médio padrão de vida; (Alterado pela L-011.382-2006)

III - os vestuários, bem como os pertences de uso pessoal do executado, salvo se de elevado valor; (Alterado pela L-011.382-2006)

IV - os vencimentos, subsídios, soldos, salários, remunerações, proventos de aposentadoria, pensões, pecúlios e montepios; as quantias recebidas por liberalidade de terceiro e destinadas ao sustento do devedor e sua família, os ganhos de trabalhador autônomo e os honorários de profissional liberal, observado o disposto no § 3º deste artigo;

 

 Nos dias atuais , as grandes empresas privadas e públicas em regra pagam salários através de depósito na conta corrente do trabalhador  e ai nasce o problema. Não obstante  o respaldo legal conferido aos rendimentos dos cidadãos, habitualmente  verifica-se que, assim que após   ocorrerem os depósitos na conta corrente , os bancos imediatamente retêm o valor necessário para quitar  eventual débito havido junto à instituição, e o fazem com base no contrato firmado quando da abertura da conta bancária .

 

Vale destacar  outrossim, que o contrato firmado entre o correntista e o Banco credor é o conhecido contrato de Adesão e tal contrato não permite qualquer interpretação ou alteração por parte da vítima , digo, cliente . O Código de Defesa do Consumidor veda totalmente  qualquer cláusula que permita desconto direto .

 

Desta forma , o procedimento adotado pelos Bancos Brasileiros é ilegal e abusivo e poder ser debatido pela via judicial.

 

Rogerio Fontes de Siqueira

Advogado - Rio de Janeiro

WWW.rogeriofontes.com.br

 

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/legislacao-artigos/banco-nao-pode-reter-salario-de-cliente-devedor-1276637.html

    Palavras-chave do artigo:

    divida

    ,

    bancaria

    ,

    banco

    Comentar sobre o artigo

    João Garcia

    São diversos os motivos pelos quais você deve renegociar urgentemente as dívidas bancárias da sua empresa, especialmente aquelas de curto prazo que geralmente são absurdamente caras e a sua empresa não gera receitas na mesma proporção. Então abaixo destacamos alguns desses motivos e acreditamos totalmente pelo nosso histórico superior há 10 anos de atuação só neste mercado, que se as renegociações não forem feitas em tempo de forma espontânea e preventiva, um dia será feita de forma obrigatória.

    Por: João Garcial Negócios> Gestãol 03/12/2012 lAcessos: 75

    É um sistema criado pelo Conselho Monetário Nacional e gerido pelo Banco Central que, obedecidas a determinadas condições, permite a troca de informações sobre operações de crédito entre os integrantes do Sistema Financeiro Nacional Banco Central do Brasil, bancos múltiplos, comerciais, caixas econômicas, bancos de investimento, bancos de desenvolvimento, sociedades de crédito imobiliário, sociedades de crédito, financiamento e investimento, companhias hipotecárias, agências de fomento ou de desenvolvimento, sociedades de arrendamento mercantil, cooperativas de crédito e sociedades de crédito ao micro empreendedor.

    Por: Alexandre Portela Barbosa.Mscl Finançasl 28/11/2008 lAcessos: 23,716

    SUMÁRIO: 1. Introdução; 2. O Banco e sua relação com o cliente; 3. O Cheque; 4. Cobrança de cheques; 5. Responsabilidade Civil do banco sacado; 6. Ação de Reparação do Dano.

    Por: Joaquim Rodrigues da Silveiral Direito> Doutrinal 18/03/2011 lAcessos: 3,126
    Nagel & Ryzeweski Advogados

    Advogado adverte que é possível reduzir a taxa de juros remuneratórios que estiver estipulada em percentuais mais altos do que a média praticada no mercado em revisional bancária

    Por: Nagel & Ryzeweski Advogadosl Direito> Direito Tributáriol 04/12/2014
    José Mario Araujo da Silva

    Desde que sua empresa excedeu o limite de crédito concedido pelo banco, sua dívida não parou mais de crescer, mesmo sendo amortizada pela maior parte de seu faturamento? Seu negócio está à beira da insolvência? Seu foco deixou de ser seu mercado e seus concorrentes para ser essa dívida? Será que os juros e taxas cobrados pelos bancos são legais? Por quê será que eles foram réus em cerca de 350.000 processos em 2010? Saiba como "congelar" essa dívida e resolver satisfatoriamente essa questão.

    Por: José Mario Araujo da Silval Finançasl 12/10/2011 lAcessos: 1,839
    Sandra Regina da Luz Inácio

    Não aceite os abusos das entidades bancárias, denuncie-os no Banco Central através do telefone 08009792345.

    Por: Sandra Regina da Luz Ináciol Negócios> Atendimento ao Clientel 08/05/2010 lAcessos: 760

    Banco do Nordeste: novo mensalão do PT Banco do Nordeste: novo mensalão do PT - ÉPOCA mostra que em investigações da CGU e Polícia Federal há pelo menos dez filiados ao PT. Banco do Nordeste é aparelhado pelo PT

    Por: Cristina toorl Notícias & Sociedade> Polítical 13/06/2012 lAcessos: 46

    Uma das opções passível de ser adoptada para a utilização das poupanças mensais (mais uma vez, após a constituição do fundo de emergência) é a da diminuição da dívida do agregado familiar (através de pequenos abatimentos parciais mensais, abatimentos parciais mais espaçados no tempo ou abatimentos totais).

    Por: Manual Da Poupancal Finanças> Finanças Pessoaisl 14/09/2009 lAcessos: 266

    A previsão da economista Maria Conceição Tavares, professora da UFRJ e da Unicamp em entrevista à Reuters, publicado na Folha de São Paulo de 25 de Setembro de 2008, disse que “O século 21 não será norte-americano”

    Por: Claudio Razal Negócios> Administraçãol 30/12/2008 lAcessos: 1,101
    edivaldo coelho da silva

    O técnico de segurança do trabalho frente a assistência em processos de insalubridade e periculosidade

    Por: edivaldo coelho da silval Direito> Legislaçãol 18/12/2014

    As normas processuais a respeito da conexão, da continência e da litispendência destinam-se, em primeiro lugar, a evitar o conflito de julgados. A esse respeito, afirma Gomes Júnior (2005) que conexão e a continência, que se caracterizam por serem formas de modificação ou prorrogação legal de competência (pois advêm da lei), evitam que o conflito lógico de julgados possa levar a uma difamação ou descrença no Poder Judiciário.

    Por: Fabiana Zanonl Direito> Legislaçãol 28/11/2014

    O presente trabalho tem como finalidade analisar a consonância do mecanismo da carona no Sistema de Registro de Preços com os princípios constitucionais norteadores da atuação da Administração Pública e com os princípios regentes da licitação contidos na Lei nº 8.666 de 1993. Apresentar-se-á o mecanismo coloquialmente conhecido na doutrina como carona, instituído pela regulamentação do SRP, percorrendo alguns conceitos e definições acerca do instituto, dispondo uma análise apurada do mecanismo.

    Por: DANTE CRISTINOl Direito> Legislaçãol 26/11/2014 lAcessos: 15

    ). Idealizado para viabilizar um maior grau de segurança dentro dos estabelecimentos prisionais, além de coibir a consecução da prática criminosa por indivíduos condenados que já cumpram pena em regime fechado ou que estejam presos cautelarmente, o chamado RDD diverge opiniões, sendo considerado uma afronta a diversos princípios constitucionais regentes do Direito Penal e Processual Penal pátrio por seus opositores. De outra banda, temos os que defendem o referido regime de disciplina carcerária

    Por: Raquel Guerral Direito> Legislaçãol 26/11/2014

    A adoção por homoafetos é um tema que trás muitas discussões na sociedade brasileira. O setor mais conservador e religioso da sociedade é avesso a essa possibilidade por parte de casais de homossexuais, justificando sua resposta com um embasamento religioso. O fato é que no Brasil ainda não existe uma lei que regule esse ato por parte desses casais.

    Por: Bruno Souzal Direito> Legislaçãol 26/11/2014
    Marina Ferreira Pacanhella

    O presente artigo vem tratar sobre o Ativismo Judicial, sendo um produto da Morosidade do Legislativo, que por motivos intrínsecos a própria atividade politica limita a produção eficaz de leis quanto a matérias controversas, que deixam situações desprotegidas. Neste cenário se encontra o Poder Judiciário que por meio das grandes demanda intentadas pela população que clamam seu direitos ainda não normatizados, não sendo possível a omisso do magistrado ao caso concreto dá-se o ativismo judicial.

    Por: Marina Ferreira Pacanhellal Direito> Legislaçãol 25/11/2014

    Artigo 306 "dirigir sob a influência de álcool ou substância análoga" Conceitua a legislação, extravagante, lei 9503/97, no seu artigo, 1º " O trânsito de qualquer natureza nas vias terrestres do território nacional, aberta à circulação pública rege-se por este código." Estabelece o artigo 306 do CTB (Código de Trânsito Brasileiro) que "dirigir veículo automotor sob a influência de álcool ou qualquer outra substância que cause dependência".

    Por: eugenioluiz de paulal Direito> Legislaçãol 25/11/2014

    A presente pesquisa discorre sobre os impactos negativos causados pelo cyberbullying, especialmente o sofrimento imposto às suas vítimas, que cada vez mais são atingidas por atos acobertados pelo anonimato da internet, principalmente das redes sociais. Essas situações humilhantes, causados pelo cyberbullying, afetam de forma significativa as vítimas, tanto que muitas acabam se isolando do mundo exterior, ficando doentes, levando algumas ao extremo de atentarem contra a própria vida. Assim, no de

    Por: Edinamar Aparecida I. da Costal Direito> Legislaçãol 25/11/2014

    FINANCEIRAS ESTÃO PRATICANDO ILEGALIDADES COBRANDO ELEVADAS TAXAS DOS COMPRADORES DE VEÍCULOS FINANCIADOS . A JUSTIÇA ESTÁ DETERMINANDO A DEVOLUÇÃO DESTES VALORES QUE PODEM ALCANÇAR R$10 MIL REAIS .

    Por: ROGERIO FONTES DE SIQUEIRAl Direito> Doutrinal 15/05/2011 lAcessos: 5,115 lComentário: 2

    O critério utilizado pela Justiça do Trabalho durante longos anos feriu a legislação no que pertine a cobrança do Imposto de renda dos créditos trabalhistas judiciais

    Por: ROGERIO FONTES DE SIQUEIRAl Direito> Jurisprudêncial 05/09/2010 lAcessos: 1,741 lComentário: 1

    Vários servidores públicos exercem funções muitas vezes insalubres que deveriam permitir uma aposentadoria especial , ou seja, sem a necessidade de trabalhar 35 anos para se aposentar. A LEI FEDERAL 8213 de 1991 em seu artigo 57 estabelece : . Art. 57. A aposentadoria especial será devida, uma vez cumprida a carência exigida nesta Lei, ao segurado que tiver trabalhado sujeito a condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física, durante 15 (quinze), 20 (vinte) ou 25 (vinte e c

    Por: ROGERIO FONTES DE SIQUEIRAl Direito> Doutrinal 05/09/2010 lAcessos: 828

    Exemplificando na compra de um automóvel ou máquinas , cujo todo ou em parte será financiado, ocorre um pacto denominado contrato que prevê como tudo ocorrerá entre o adquirente comprador do veículo e o Banco financiador durante o pagamento do referido financiamento. Ocorre que sempre estes contratos apresentam diversas abusividades e desvantagens para o consumidor.

    Por: ROGERIO FONTES DE SIQUEIRAl Direito> Doutrinal 05/09/2010 lAcessos: 2,074 lComentário: 1

    Empresas de CARTÃO DE CRÉDITO E BANCOS costumam debitar o valor da fatura do cartão na conta corrente do cliente .

    Por: ROGERIO FONTES DE SIQUEIRAl Finançasl 12/01/2010 lAcessos: 6,154 lComentário: 1

    VEJA COMO OCORRE O FALSO COOPERATIVISMO DE TRABALHO .

    Por: ROGERIO FONTES DE SIQUEIRAl Direitol 13/09/2009 lAcessos: 325

    Comments on this article

    4
    sidineia 10/03/2010
    devo um emprestimo a 6 anos na caixa agora vou receber uma acão trabalhista na caixa eles podem reter meu dinheiro
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast