Desmistificação da contratação por inexigibilidade de bandas e artistas

Publicado em: 24/11/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 614 |

DESMISTIFICAÇÃO DE INEXIGIBILIDADE NA CONTRATAÇÃO DE BANDAS E ARTISTAS.

1 - ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - contratação de BANDAS E ARTISTAS

     Contratar com a Administração Pública não é tão fácil, os princípios que norteiam essa contratação são bem rigorosos, e, por conta disso, alguns administradores "desavisados" nem sempre cumprem o que a Lei determina. Diferente do particular, o Poder Público só deve fazer aquilo que a lei determina.

     Com relação a contratação por INEXIGIBILIDADE de artistas, seja diretamente ou através de empresa que detém a  exclusividade, nos termos do Art. 25 da Lei nº 8.666/93, in verbis:

Art. 25 - É inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição,       em especial:

(...)

III - para contratação de profissional de qualquer setor artístico, diretamente ou através de empresário exclusivo, desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública.

     Veja, o Legislador quis aqui que, quando o artista for consagrado pela critica especializada ou pela opinião pública a "A Administração" poderá Contratar por INEXIGIBILIDADE, ou seja, não haverá Licitação, mas, desde que atendido as condições do inciso III.

 2 – REQUISITOS ACEITOS PELAS CORTES DE CONTAS

      Como comprovar que o Artista é consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública? Os Tribunais de Contas vem acatando como prova a apresentação de trabalhos anteriores, no caso de contratação de Shows, bandas, cantores, etc, o CD, DVD normalmente a CAPA desses trabalhos.

      Quando o contrato for feito por empresa especializada detentora de exclusividade? Além das provas acima, a prova que os nossos tribunais vem aceitando são: Carta ou Contrato de Exclusividade indicando o dia e local de apresentação.

3 – PRINCIPAIS IRREGULARIDADES APONTADAS PELOS TC'S

 a)    No geral, simplesmente não são observados a Legitimidade daquele que se diz representante ou Titular da Carta de Exclusividade, essa documentação deve ser acompanhada de documento que comprove que a pessoa que assinou a Carta ou Contrato de Exclusividade tem legitimidade para tal, por isso, entende-se que o Contrato Social ou o Registro na entidade artística da Banda ou Artista devem fazer parte da documentação comprobatória, e, conseqüentemente do processo administrativo.

b)    Falta de comprovação do reconhecimento pela crítica ou população, a apresentação de capa de CD/DVD não é suficiente, é necessário apresentação de registro na Categoria de Classe ou Registro.

c)    Valores superestimados, muito alem dos praticados em eventos semelhantes na mesma região.

d)    Falsidade de assinaturas do representante legal

e)    Não comprovação da prestação dos serviços.

     Os técnicos dos Tribunais de Contas estão atentos para todas essas questões e cada vez mais os gestores públicos estão sendo penalizados por falhas que as vezes não apresenta dolo, mas, incompetência administrativa, lembrem-se sempre que A BOA CONTATAÇÃO É SEMPRE AQUELA QUE OS TRIBUNAIS APROVAM!

João Bosco Santana de Oliveira - Economista/Advogado Blog www.advboscosantana.zip.net

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/legislacao-artigos/desmistificacao-da-contratacao-por-inexigibilidade-de-bandas-e-artistas-5426136.html

    Palavras-chave do artigo:

    contratacao sem licitacao de bandas e artistas

    Comentar sobre o artigo

    cristiano pereira da silva

    O trabalho em questão visa, descrever sobre a história do processo eleitoral no Brasil e principalmente, lançando considerações acerca das criações de leis que regulam as eleições democráticas no Brasil, como a Lei Complementar 64/90 que, em atenção a preceito constitucional, trata de questões de inelegibilidades. E ainda, tecendo comentários acerca das inovações trazidas pela Lei Complementar nº 135/2010 (Lei do Ficha Limpa), afim de levar à reflexão das práticas e condutas que o cidadão que as

    Por: cristiano pereira da silval Direito> Legislaçãol 19/03/2015 lAcessos: 28

    No dia 06 de janeiro de 2015, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) editou a resolução 368, que estabelece normas para estímulo do parto normal e a consequente redução de cesarianas tidas por desnecessárias na saúde suplementar (planos de saúde). A partir daí, algumas questões podem ser levantadas, merecendo o tema várias reflexões e debates

    Por: Rennie Parol Direito> Legislaçãol 16/03/2015 lAcessos: 13

    Desde que foi estabelecido, o exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) se tornou um filme de terror para muitos bacharéis recém-graduados e uma lenda de sofrimento para muitos estudantes de direito recém-chegados ao mundo universitário.

    Por: Bruno Souzal Direito> Legislaçãol 12/03/2015

    Separação, divorcio... Para muitas pessoas essas são palavras que trazem uma serie de medos e preocupações. Hoje em dia a vida em casal ganhou um prazo de validade. Evidente que ainda existem casais que conseguem superar as estatísticas e manter-se casados e vivendo umas vidas felizes juntos. Mas o fato é, o numero de separações e divórcios cresceram gradativamente nos últimos anos, especialmente em nosso país.

    Por: Bruno Souzal Direito> Legislaçãol 05/03/2015
    Matheus Barbanti

    Esse artigo trata basicamente das garantias necessárias à terceira idade. Evidenciando o dever de toda sociedade em amparar os entes nesta fase tão importante de sua vida.

    Por: Matheus Barbantil Direito> Legislaçãol 03/03/2015 lAcessos: 11
    Cláudio Amorim Jr.

    A Divergência do Artigo 285-A do Código de Processo Civil, a luz da Constituição Federal do Brasil

    Por: Cláudio Amorim Jr.l Direito> Legislaçãol 02/03/2015
    Cláudio Amorim Jr.

    O assunto trata da Lei 13.058 de 22/12/2014 que trouxe inovações na área do Direito de Família no que tange a guarda dos filhos menores.

    Por: Cláudio Amorim Jr.l Direito> Legislaçãol 27/02/2015 lAcessos: 42

    A luta pela demarcação de terras indígenas tem mais um novo e importante capítulo, já que o conhecido Relatório Figueiredo que havia sido queimado nos anos 60 foi encontrado em bom estado de conservação, esse relatório que foi escrito pelo então procurador Jader de Figueiredo Correia, onde relatou as abomináveis crueldades contra os índios e a "privatização" das terras indígenas das qual até mesmo o órgão protetor da época, o SPI e o governo faziam parte do esquema criminoso.

    Por: Erotildes Hobert D. Limoeirol Direito> Legislaçãol 26/02/2015
    Bosco Santana

    Aracaju é uma cidade com características econômico-comercial, isso quer dizer que o forte da sua economia é o comercio, nos anos 60 a economia de Aracaju era sustentada pela industria têxtil e beneficiamento de coco no bairro Industrial, em meados dos anos 70 o foco mudou para o DIA-Distrito Industrial de Aracaju

    Por: Bosco Santanal Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 23/11/2011 lAcessos: 1,114
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast