Lei do Troco

Publicado em: 10/05/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 1,018 |

LEI DO TROCO

                        Louvável o projeto que se tornou lei municipal em Campina Grande, da autoria do vereador Olimpio Oliveira, ao tornar obrigatório o troco de centavos pelos empresários. A Lei Municipal n° 4.994 dispõe sobre a obrigatoriedade da devolução do valor integral do troco, em espécie, ao invés das famosas balinhas e similares.           

                        Há tempos que o comércio tem se valido de uma estratégia de vendas, que é o anúncio de mercadorias com preços que terminam com 99 centavos, ou seja, R$ 1,99, R$ 2,99, R$ 49,99 e assim sucessivamente. É a chamada ilusão de que se está pagando menos quando o preço não está arredondado para mais. Entre pagar R$ 99,99 e R$ 100,00, parece o consumidor estar adquirindo o produto a preço mais barato.

                        Talvez isto fosse verdade se o comprador recebesse o 1 centavo de troco que lhe é devido, sem ter de receber um bombom que não quer e quando o vendedor ainda se dispõe a isto, pois a maioria costuma fazer de conta que aquele centavo não tem valor algum, simplesmente o embolsando como parte do preço cobrado.

                        Vale-se o vendedor da acomodação do comprador por não querer fazer alarde por 1 centavo, pois para este tal valor não enriquece ninguém. Indispor-se por causa de 1 centavo é como que ter um comportamento egoísta e uma imagem de miserabilidade. Ele é tão miserável que não dispensa nenhum centavo, pode ser o juízo de valor que alguém possa fazer do consumidor que exige respeito e retidão nas suas relações comerciais.  

                        Entretanto, não vê esse vaidoso consumidor que 1 centavo enriquece alguém sim, o vendedor, pois "de grão em grão a galinha enche o papo", ou seja, de centavo em centavo não devolvido o caixa do comerciante enche sem origem legítima e legal. O enriquecimento ilícito do vendedor ainda cresce, pois ter vendido por menos e ter recebido mais, a diferença que não é tributada faz aumentar ainda mais a vantagem desonesta do vendedor.

                        A prática perniciosa do não troco de 1 centavo é tão escabrosa, que já não se vê circulando a moeda de 1 centavo, apesar dos milhões de moedas cunhadas postas em circulação com o exato objetivo de facilitar o troco. E para que isto venha a acontecer, é preciso que uma lei venha tornar obrigatória uma atitude que é natural do relacionamento comercial e das condições do contrato de compra e venda.

                        Mesmo que o órgão fiscalizador das relações de consumo possa agir para o cumprimento da lei, a lei só será efetivamente observada se o consumidor exigir realmente que o troco em dinheiro e não em balinha seja realizado, não importando se sua imagem possa ser criticada por aqueles que se deixam enganar para manterem a vaidade e a aparência de fartura.

                        Se não houver a vontade do comprador na exigência do troco como ele deve realmente acontecer, a lei municipal servirá apenas como instrumento pedagógico. Que sirva de exemplo a todos os municípios a iniciativa do ilustre vereador e que o consumidor que não tiver seu troco nos moldes legais, possa pelo menos ter a coragem de dizer que o troco lhe é assim devido por força de lei. 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/legislacao-artigos/lei-do-troco-4751920.html

    Palavras-chave do artigo:

    consumo pagamento troco

    Comentar sobre o artigo

    Em 1990, o tempo médio de vida de um brasileiro não superava os 40 anos de idade, em sua grande maioria estavam desassistidos por regras sociais trabalhistas, que em tese não existiam. Em sua grande maioria, os brasileiros iniciavam no trabalho com 6 ou 7 anos, com predominância no setor agropecuário.

    Por: Cristiano Pinheiro Corrêal Educação> Ensino Superiorl 30/11/2011 lAcessos: 108

    A crescente desarticulação entre a definição de políticas, formas e meios de implementação das mesmas, é uma realidade facilmente constatável. Por outro lado, a também crescente aposta na desintervenção do Estado na economia e na sua demissão das responsabilidades sociais, que constituem a sua razão de ser, conduzem-nos a um novo modelo de Gestão Pública que importa analisar. Se um novo modelo de Estado implica um novo modelo de Gestão Pública, como definir e caracterizar o novo gestor público e

    Por: candida marreirosl Negócios> Administraçãol 29/03/2011 lAcessos: 780
    Cláudio Amorim Jr.

    A Divergência do Artigo 285-A do Código de Processo Civil, a luz da Constituição Federal do Brasil

    Por: Cláudio Amorim Jr.l Direito> Legislaçãol 02/03/2015
    Cláudio Amorim Jr.

    O assunto trata da Lei 13.058 de 22/12/2014 que trouxe inovações na área do Direito de Família no que tange a guarda dos filhos menores.

    Por: Cláudio Amorim Jr.l Direito> Legislaçãol 27/02/2015

    A luta pela demarcação de terras indígenas tem mais um novo e importante capítulo, já que o conhecido Relatório Figueiredo que havia sido queimado nos anos 60 foi encontrado em bom estado de conservação, esse relatório que foi escrito pelo então procurador Jader de Figueiredo Correia, onde relatou as abomináveis crueldades contra os índios e a "privatização" das terras indígenas das qual até mesmo o órgão protetor da época, o SPI e o governo faziam parte do esquema criminoso.

    Por: Erotildes Hobert D. Limoeirol Direito> Legislaçãol 26/02/2015

    Os direitos das minorias e a criminalização do preconceito, por dizer algo de uma forma bastante básica, é algo que já faz algum tempo, faz parte do cotidiano noticiário e político brasileiro. A criminalização da homofobia, tema sobre o qual falaremos hoje, durante o ano passado foi um tema bastante discutido, chegando a ser, um peso na balança durante as eleições.

    Por: Bruno Souzal Direito> Legislaçãol 26/02/2015

    O presente artigo comenta sobre a a lei nº 8.072/90 - crimes hediondos e equiparados como o tráfico ilícito de entorpecentes, o terrorismo e o crime de tortura, abordando todos os seus artigos, em especial o artigo primeiro, do qual trazemos comentários de todos os seus incisos que nos apresentam todos os crimes constantes no rol legal.

    Por: Antônio Faustino Moural Direito> Legislaçãol 23/02/2015 lAcessos: 11

    O presente artigo tem por motivação informar as alterações na LEI MARIA DA PENHA, bem como apontar os principais tipos de agressão que essa lei aborda, com ênfase nas formas de denúncias e nos locais de atendimento. O presente trabalho tem por justificativa requisito para Graduação no Curso de Direito, na categoria "Estágio Supervisionado".

    Por: Alinny Cristina Pereiral Direito> Legislaçãol 23/02/2015
    Ana Luísa de Oliveira Campione

    O artigo visa elencar alguns dos direitos trabalhistas femininos, que muitas vezes são desconhecidos por elas.

    Por: Ana Luísa de Oliveira Campionel Direito> Legislaçãol 23/02/2015

    O presente artigo tem como panorama principal a busca pela comprovação da responsabilidade civil dos hospitais, caso venha o paciente a sofrer alguma infecção decorrente da falta de cuidado do nosocômio. O tema principal do presente estudo funda-se, justamente, na responsabilidade civil dos hospitais nos casos de infecção hospitalar.

    Por: Patrícia Facchil Direito> Legislaçãol 19/02/2015 lAcessos: 17

    A renúncia ao papado de Bento XVI deixou frustrados muitos católicos, não obstante sua atitude tenha sido um ato de coragem. É possível que sua renúncia possa vir a contribuir para uma mudança na forma de escolha do papa, tornando mais democrático o governo da Igreja.

    Por: Ailton Elisiario de Sousal Religião & Esoterismo> Religiãol 01/03/2013 lAcessos: 17

    Tentativa de homicídio sem prisão do autor sequer para averiguações, bem como outros fatos duvidosos deixam o cidadão incrédulo no aparelho estatal de segurança.

    Por: Ailton Elisiario de Sousal Notícias & Sociedade> Cotidianol 29/01/2013 lAcessos: 38

    Descrição de momentos de viagens recheados de informações históricas dão a tônica ao artigo: Campina Grande na Paraíba, Taquaretinga e Cabo de Santo Agostinho em Pernambuco.

    Por: Ailton Elisiario de Sousal Turismo e Viagem> Hotéis e Resortsl 21/01/2013 lAcessos: 27

    Livro lançado tendo por tema a cidade de Campina Grande, no Estado da Paraíba, ganha paródia no seu título pelos amigos e amigas do autor.

    Por: Ailton Elisiario de Sousal Notícias & Sociedade> Cotidianol 10/01/2013 lAcessos: 24

    Selo postal comemorativo ao centeneário do nascimento do Rei do Baião é lançado pelos Correios, enfatizando a música Asa Branca, ícone da discografia de Luiz Gonzaga, e a Maçonaria, instituição a que ele pertenceu.

    Por: Ailton Elisiario de Sousal Notícias & Sociedade> Cotidianol 12/12/2012 lAcessos: 13

    O nome do mascote da Copa Mundial de Futebol de 2014 para muitos não agradou. Neste artigo o Tatu Bola expressa seus sentimentos para com tal nome lhe dado, uma mistura de futebol com ecologia que, a rigor, deveria ser Futeco e não Fuleco.

    Por: Ailton Elisiario de Sousal Esporte> Futeboll 12/12/2012 lAcessos: 46

    Uma lenda dos índios sioux sobre a união de um casal é a tônica da mensagem por ocasião do casamento de dois jovens. Homem e mulher deverão estar juntos, nunca amarrados, permitindo um ao outro que realize seus sonhos, sem que isto os venha a separar.

    Por: Ailton Elisiario de Sousal Notícias & Sociedade> Cotidianol 30/11/2012

    A retirada das cédulas do real da expressão "Deus seja louvado" é mais uma tentativa sem sentido, semelhante àquela da retirada dos crucifixos das repartições públicas. Na expressão perseguida a palavra "Deus" não tipifica necessariamente o deus cristão, mas significa certamente o deus da religião de cada um.

    Por: Ailton Elisiario de Sousal Notícias & Sociedade> Polítical 20/11/2012 lAcessos: 14
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast