A prática da leitura na sala de aula

Publicado em: 18/07/2012 |Comentário: 0 | Acessos: 234 |

A leitura é algo que merece ser discutido e analisado, pois a mesma é de fundamental importância para a vida escolar dos alunos. É a partir da leitura que os alunos conseguirão aprender os conteúdos a serem ministrados na sala de aula durante todo o ano escolar.

          Para colocar a leitura dos alunos em prática, os professores utilizam de textos em suas aulas. Textos esses, em que, segundo Arrojo e Rajagopalan (2003,p.88), o seu significado deve ser produzido pelo leitor a partir de suas circunstâncias e das convenções que organizam e delimitam suas instituições, inclusive a linguagem. Dessa forma, a meu ver e de acordo com as palavras dos autores, quem irá determinar o significado de um texto que está sendo trabalhado em sala de aula será o aluno por meio dos conhecimentos adquiridos nas explicações do professor e também do seu próprio conhecimento através de leituras realizadas fora da sala de aula.

          Outro assunto que também está relacionado com a prática de leitura na sala de aula é a questão do ensino de língua e literatura. Antigamente o ensino de língua e literatura era realizado de forma conjunta numa disciplina chamada Português. Hoje em dia, vemos que este ensino está sendo realizado de forma separada. Dessa forma, temos língua de um lado e literatura de outro. Mas, se formos analisar essas duas questões profundamente, veremos que ao estudar literatura também estaremos estudando gramática, pois um texto literário é formado por palavras e para que esse texto possa ser entendido, teremos que  saber primeiramente o significado de cada palavra e dessa forma, estaremos fazendo o estudo da língua. De acordo com Geraldi (2001), com o aprofundamento dos estudos de linguística e da teoria literária, tem ficado cada vez mais claro que o material que trabalha literatura é fundamentalmente a palavra que, portanto estudar literatura significa também estudar língua e vice-versa.

          Sendo assim, pode-se concluir que o ensino d leitura a partir de textos literários ou não literários, é de extrema importância para a vida escolar, pois é de acordo com esses textos que os alunos poderão desenvolver o gosto pela leitura, além de poderem compreendê-los levando em consideração o contexto e seus conhecimentos já adquiridos anteriormente.

Referências bibliográficas

ARROJO, Rosemary;RAJAGOPALAN, Kanavillil. O ensino da leitura. In ARROJO, Rosemary. O ensino desconstruído: implicações para a tradução, a leitura e o ensino. São Paulo: Pontes,2003.

BUNZEN, Clécio; MENDONÇA, Márcia (Org). Português no ensino médio e formação do professor. São Paulo: Parábola Editorial, 2006,p.23-36.

GERALDI, João Wanderley (Org). O texto na sala de aula. São Paulo: Ática, 2001.p.17-25.

KLEIMAN, Angela B; MORAES, Silvia E. Leitura e interdisciplinaridade: tecendo redes nos projetos da escola. São Paulo: Mercado de Letras, 1999,p.121-145.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/linguas-artigos/a-pratica-da-leitura-na-sala-de-aula-6063933.html

    Palavras-chave do artigo:

    aluno

    ,

    leitura

    ,

    pratica

    Comentar sobre o artigo

    Evilasio Ferreira de Sousa

    O presente artigo consiste em apresentar, através de uma pesquisa bibliográfica, um estudo sobre a importância da leitura na aprendizagem dos alunos nos anos iniciais. O qual sugere destacar a importância da leitura na primeira fase da vida escolar dos educandos, uma vez que já foi comprovado que quem ler mais aprende com mais facilidade, se comunica melhor e absorve com mais eficácia as informações. O hábito da leitura se forma antes mesmo do saber ler; é ouvindo histórias que se treina a relaç

    Por: Evilasio Ferreira de Sousal Educação> Educação Infantill 27/09/2011 lAcessos: 597
    Paulo Cesar Cabral Correia

    RESUMO A prática para incentivar o hábito da leitura e a formação de leitores, é um processo que ainda visualizamos como um sonho muito distante, quase uma utopia, pois as pedras no meio do caminho que nos dificultam a chegada do sucesso na formação de leitores com capacidade de interpretar um texto e ir além da mera decodificação das palavras sem nexo e descontextualizadas é árduo, mas não impossível.

    Por: Paulo Cesar Cabral Correial Educação> Línguasl 16/05/2010 lAcessos: 4,470

    O projeto de leitura visou atender não só alunos das escolas trabalhadas, mas pessoas da comunidade, pais, etc. Ele não é interdisciplinar, mas pode vir a ser, dependendo de quem irá utilizá-lo. Foi bastante instigante e motivadora a aplicação desse projeto. Percebemos como a leitura de vários gêneros textuais e àquela que não fica atrelada à sala de aula torna-se prazerosa para os alunos.

    Por: IvySSal Educaçãol 01/11/2009 lAcessos: 44,130 lComentário: 15

    Este artigo trata do ensino de leitura e escrita na Educação de Jovens e Adultos, considerando, a escola e a sociedade com suas implicações na educação. É realizada uma análise sobre a caracterização dos alunos da EJA, levando em consideração toda sua evolução histórica e suas modificações. O texto apresenta reflexões acerca do paradigma Freireano, e outros autores como: Pinto e Carneiro; onde foram levantadas questões sobre a necessidade de formação docente especifica para esta área da educação

    Por: FRANCISCO GOMES DE ALMEIDAl Educaçãol 10/03/2010 lAcessos: 8,555 lComentário: 2
    Janaina Silveira

    O presente artigo aborda a temática das dificuldades de aprendizagem no que diz respeito à atuação do professor na tentativa de minimizá-las e de propiciar aos alunos a construção do conhecimento de modo significativo.

    Por: Janaina Silveiral Educaçãol 09/03/2011 lAcessos: 3,967
    Evilasio Ferreira de Sousa

    Aprender a ler o mundo é uma prática fundamental, a leitura e a escrita e uma pratica que contribui para a formação de cidadãos capazes de enfrentar a dominação econômica,social,cultural. Quando começamos a organizar os conhecimentos adquiridos, a partir das situações que a realidade impõe então estamos procedendo à leitura; A linguagem tem como objetivo principal a comunicação sendo socialmente construída e transmitida culturalmente. Portanto, o sentido da palavra instaura-se no contexto, apar

    Por: Evilasio Ferreira de Sousal Educação> Educação Infantill 18/10/2011 lAcessos: 1,844
    Sérgio Henrique Pereira

    O que você aprenderá sobre seus direitos? 1) Ágio sobre o cartão de crédito 2) Pagamento em cheque 3) Falta de higiene 4) Acidente dentro da autoescola 5) Mau atendimento 6) Prestação de serviço da autoescola 7) Pagamento a prazo 8) Cancelamento de aula 9) Acidente durante a aula 10) Sonegação 11) Inadimplência 12) Quem é consumidor e quem é fornecedor? 13) Quem tem que provar a culpa de um acontecimento? 14) Promoção falsa 15) Ágio no cartão de crédito (...)

    Por: Sérgio Henrique Pereiral Direito> Doutrinal 18/09/2012 lAcessos: 1,048

    A pesquisa apresenta uma análise das dificuldades de aprendizagem na leitura no ensino fundamental. esta pesquisa serve para nos orientar para projeto de monografia do curso de pedagogia.

    Por: maria aparecidal Educação> Educação Infantill 12/12/2011 lAcessos: 3,693

    A leitura e a escrita são caminhos importantes que levam ao desenvolvimento do conhecimento, e por consequência, o progresso pessoal e profissional.

    Por: Lucivanda Mira Coêlhol Educação> Ensino Superiorl 20/01/2011 lAcessos: 8,747

    O presente artigo tem como objetivo destacar as mudanças que acontecem na língua com o passar do tempo, dando ênfase ao fenômeno do rotacismo, que aborda a transformação do L em R. Com o intuito de evidenciar que as variações do português não padrão têm coerência e não deve ser alvo da ridicularização daqueles não conhecedores dos fenômenos linguísticos. Tendo como objeto de estudo trechos do livro "Os Lusíadas" de Camões, destacando como o rotacismo se tornou influência na língua portuguesa.

    Por: Maria Claudicélia C da Silval Educação> Línguasl 28/03/2014 lAcessos: 17

    Uma das maiores dificuldades dos alunos de ensino fundamental, médio e superior é saber se expressar por meio da escrita. Quando chega o momento de prestar um concurso, a maior parte dos alunos fica ansioso com o momento de fazer a produção textual. Isto porque falta confiança e domínio da arte da escrever. Por meio deste texto, você descobrirá como é possível escrever uma boa produção textual.

    Por: Rosianel Educação> Línguasl 16/03/2014
    Luís Flávio

    Forma de tratamento e seus títulos acadêmicos da palavra "doutor" - "A palavra doutor tem suas raízes mais remotas entre o primeiro e o segundo milênio antes da nossa era, nas invasões indo-européias que nos trouxeram a raiz dok-, da qual provém a palavra latina docere, que por sua vez derivou em doctoris (mestre, o que ensina)...

    Por: Luís Fláviol Educação> Línguasl 13/03/2014

    Ensinar é algo que deve ser fruto de contínuas reflexões é por isso que esse artigo se desdobra na busca em analisar as carências do ensino de Gramática e Língua Portuguesa no nosso País e percorre o trajeto que vai desde o surgimento da primeira gramática na Grécia Antiga e da constituição do nosso idioma até o cenário atual, no contexto nacional. Pretende-se mostrar quão relevante é para o sistema educacional brasileiro que as aulas dessas disciplinas transformem-se em ensinamentos úteis e pra

    Por: Carla Cunhal Educação> Línguasl 28/02/2014
    FABRÍCIO DE CARVALHO PIMENTA

    Este artigo é fruto de um trabalho de mestrado que consistia em fazer um estudo de caso sobre os processos fonológicos que ocorrem na escrita de alunos do Ensino Fundamental de escola pública, analisando como esses processos podem contribuir para o ensino de língua materna, reconduzindo o trabalho de alfabetização sem cair no lugar-comum que considera estes fenômenos como "erros" de escrita. O estudo de caso transformou-se em um Relatório e agora parte dele é transformado em artigo.

    Por: FABRÍCIO DE CARVALHO PIMENTAl Educação> Línguasl 15/02/2014 lAcessos: 65

    Qual será o melhor destino para tirar mais proveito do seu intercâmbio? A sugestão é que a pessoa decida o que é importante para ela e quais países satisfazem as suas necessidades. Quando falamos de intercâmbio para estudar inglês, os Estados Unidos vem logo a cabeça. Atrai muitos intercambistas pela cultura, atrações, compras e principalmente pela qualidade de vida.

    Por: mattos andrecl Educação> Línguasl 06/02/2014

    Domine as palavras mais utilizadas do vocabulário básico do Inglês. Da mesma forma que no português, o vocabulário utilizado na conversação é bem menor do que o encontrado nos textos escritos. Ou seja o mesmo verbo pode ser utilizado em diversas situações como no caso do get (get on the floor, get off my cloud, get up, get down).

    Por: mattos andrecl Educação> Línguasl 06/02/2014
    Manuella Santos da Hora

    O presente trabalho objetiva discutir a organização e a linguagem, em Os sertões (1902), de Euclides da Cunha (1866-1909). A partir desse objetivo, relatam-se algumas das relações que vinculam as narrativas históricas e culturais no corpo da obra citada, destacando a sua organização e linguagem na composição do enredo euclidiano.

    Por: Manuella Santos da Horal Educação> Línguasl 03/02/2014 lAcessos: 23
    Graciele Oliveira Campos Moura

    Em relação ao ensino de língua na educação básica, percebemos, com base nos livros didáticos, um isolamento, principalmente no tocante a análise lingüística. Os livros didáticos são elaborados na maioria das vezes, com base na gramática tradicional, que prioriza o uso da norma culta padrão escrita.

    Por: Graciele Oliveira Campos Moural Educação> Ensino Superiorl 17/12/2013 lAcessos: 14
    Graciele Oliveira Campos Moura

    A palavra biblioteca vem do grego bibliothéke e de acordo com o dicionário Aurélio significa coleção pública ou privada de livros e documentos congêneres, organizados para estudo, leitura e consulta. Cada biblioteca possui uma realidade diferente da outra, pois está ligada a contextos diversos e é constituída a partir de interesses e necessidades de seus usuários, dependendo do seu público alvo.

    Por: Graciele Oliveira Campos Moural Educaçãol 12/11/2012 lAcessos: 63
    Graciele Oliveira Campos Moura

    Os bibliotecários antigamente, exerciam sua profissão por vocação, pois se preocupavam com o lado humano e social, ao contrário do que acontece atualmente, pois segundo o autor a profissão é exercida somente como uma função e um trabalho que necessita de dados e técnicas.

    Por: Graciele Oliveira Campos Moural Educaçãol 29/10/2012 lAcessos: 45
    Graciele Oliveira Campos Moura

    O Romantismo foi um movimento, político, artístico, filosófico e literário que surgiu nas últimas décadas do século XVIII, na Europa, e permaneceu até a metade do século XIX. Tal movimento que se caracterizou por ter uma visão de mundo contrária ao racionalismo que marcava o período neoclássico, tinha, como objetivo, buscar um nacionalismo que viria consolidar os estados nacionais que pertenciam a Europa.

    Por: Graciele Oliveira Campos Moural Literatura> Ficçãol 19/07/2012 lAcessos: 93
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast