Como Aprender Falar Inglês Rápido ?

Publicado em: 19/11/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 2,161 |

 

O domínio do inglês se faz totalmente necessário nos dias atuais porque propicia melhores oportunidades profissionais com melhores salários. Mas fica a pergunta: Como realmente aprender o idioma de forma eficiente e rápida?

Acredito que todos que precisam saber inglês, ou por necessidade, ou pela simples vontade de aprender a língua já se fizeram esta pergunta.

Sempre enftizo que o ponto chave está na exposição de alta qualidade ao idioma através da audição.

Porque depois que se adquire um pouquinho de base da língua, escutar torna-se a atividade mais importante para a aquisição de fluência, rapidez e automação.

Para quem deseja falar e entender inglês rápido, escutar é mais importante que estudar. Daí vem a importância de praticar a escuta e a fala diariamente.

Ficar frequentando um cursinho de inglês ou visitar um professor particular uma ou duas vezes por semana não é suficiente para aumentar sua fluência e automação da língua inglesa.

É claro que o professor é importantíssimo e quase imprescindível no processo, tanto particular quanto em escolas. E esse professor deve entender esse processo de aquisição de fluência, que é mais “físico” do que “intelectual”.

É exatamente como se manter em forma: deve-se ir a academia diariamente e fazer os exercícios físicos recomendado pelo especialista e aumentando a dificuldade gradativamente. Escutar, entender e falar inglês é a mesma coisa! No começo, a gente fica um pouco devagar, “enferrujado”, achamos que não entendemos nem falamos nada… Depois de algumas semanas ficamos impressionados com o quanto que já conseguimos compreender e falar. É fantástico!

O aprendizado de um novo idioma com certeza deve ser badeado em comunicação. Esta com certeza é a chave para o verdadeiro aprendizado do inglês. A ciência diz que o nosso cérebro armazena apenas 10% do que falamos, 10% do que escrevemos e somente 8% do que lemos. Mas está comprovado que podemos armazenar como informação definitiva até 90% do que ouvimos e em seguida praticamos.

Podemos concluir que a audição é uma ferramenta importante no aprendizado de outro idioma. Se ouvirmos algo e em seguida repetirmos, teremos um armazenamento de até 90% destas informações.

Podemos dizer então que um método fácil e que dê resultados para se aprender o inglês é aquele que fornece muita conversação, muito áudio para se ouvir, com nativos falando o idioma e a possibilidade de interação com a gravação.

Isto é eficiente porque simula a situação na qual o indivíduo esteja em outro país, ouvindo e lendo tudo no idioma local, isso é que força o aprendizado.

Outro fator importante é que estudo de regras gramaticais não levam à fluência em novos idiomas. Estudar gramática somente atrasa o aprendizado e acredite, nenhuma pessoa necessita estudar gramática para aprender a falar de forma fluente.

A gramática deve ser aprendida de forma natural e espontânea, assim é que falamos, naturalmente. Finalizando, devemos procurar cursos de idiomas que forneçam ferramentas para se ouvir e praticar a comunicação!

Espero ter ajudado a quem quer realmente aprender inglês de verdade.

Visite nosso site:

www.InglesAgora.com

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/linguas-artigos/como-aprender-falar-ingles-rapido-1479152.html

    Palavras-chave do artigo:

    apender ingles

    ,

    falar ingles

    Comentar sobre o artigo

    junior amorim

    Hoje vim publicar algo diferente, ao invés de falar sobre algum fato histórico ou tecnologias do futuro, venho trazer ao conhecimento de todos, algumas dicas que tem me ajudando bastante na prática da língua inglesa. Estarei deixando alguns vídeos que achei interessantes e darei alguns macetes que também estão trazendo uma grande praticidade. Primeiramente gostaria de dizer que não sou um craque no idioma, mas sempre que tenho um tempinho sobrando, aproveito para praticar as técnicas

    Por: junior amoriml Educação> Línguasl 24/03/2015
    Luciana Virgília

    A língua escrita e falada pelos brasileiros é considerada esquizofrenia linguística, pois não corresponde à realidade vivida. Uma parcela ínfima da população brasileira detém a aquisição da norma-padrão enquanto a maioria da população só conhece e utiliza o vernáculo materno diferente dos padrões e rigores da Língua Portuguesa.

    Por: Luciana Virgílial Educação> Línguasl 23/03/2015
    Luciana Virgília

    As línguas mudam a cada momento, o que se falava no século passado não são mais ditas, hoje em dia. As línguas nascem, crescem, reproduzem e morrem. Ao longo da história das línguas muitas já morreram e não existem mais, mas deixaram o seu legado, é o caso do latim.

    Por: Luciana Virgílial Educação> Línguasl 23/03/2015
    Luciana Virgília

    O trabalho tem como objetivo mostrar a linguagem e sua variação linguística dentro dos aspectos da língua que envolvem a norma culta, a norma padrão e a linguagem coloquial, passando a sofrer influência do estruturalismo, dos neogramáticos, da pragmática, da linguística textual, histórica e aplicada, e do próprio funcionalismo.

    Por: Luciana Virgílial Educação> Línguasl 23/03/2015

    Em uma escola internacional, o som das conversas e das brincadeiras de crianças e adolescentes é ritmado pela diversidade: "learning", "aprendizaje" e "apprentissage" enriquecem os significados de "aprendizagem", em um ambiente no qual, de forma natural e espontânea, a interação em duas ou mais línguas é incentivada.

    Por: Central Pressl Educação> Línguasl 23/03/2015

    Muitas pessoas após chegarem à idade adulta vêm como desafio a necessidade de continuar evoluindo na aprendizagem de línguas a fim de conhecer novas culturas, fazer viagens ou simplesmente aprender um novo idioma. Tal tarefa tem se mostrado um verdadeiro desafio para os adultos, pois o processo de aprendizagem mostra-se lento, em virtude de diversos fatores como registrados neste trabalho. Neste artigo, apontamos alguns estudos sobre o tema, analisando os fatores que demonstram esta dificuldade

    Por: LUCÍDIO CARVALHOl Educação> Línguasl 21/03/2015
    Edson Luis Rezende Junior

    O artigo aqui apresentado consiste em um fragmento de uma iniciação científica (Apoio: PIBIC – Processo 20337) - EXPERIÊNCIAS DE APRENDIZAGEM DE ESPANHOL/LÍNGUA ESTRANGEIRA MEDIADAS PELO TELETANDEM, desenvolvida durante os anos de 2012 e 2013. Seu objetivo é descrever as reais contribuições do projeto Teletandem à discentes do curso de letras, alunos do grupo de espanhol como língua estrangeira, da UNESP / ASSIS.

    Por: Edson Luis Rezende Juniorl Educação> Línguasl 07/03/2015 lAcessos: 20

    O Ielts e o Toefl são exames internacionais de proficiência em inglês, isto é, eles servem para determinar o quanto você é capacitado para ingressar em uma faculdade em outro país. Para se preparar para esses exames os alunos devem fazer um curso de inglês para aprimorar cada vez mais seu inglês e chegar ao ponto de conseguir realizar estes exames internacionais.

    Por: mattos andrecl Educação> Línguasl 04/03/2015
    Raphael Silveira

    O modelo em que o franqueado se associa a uma empresa com uma marca e produtos já experimentados pelo mercado online oferece grandes atrativos como o baixo investimento inicial, os custos fixos mínimos e a possibilidade de se gerir um negócio a nível nacional sem sair de casa.

    Por: Raphael Silveiral Negócios> Negócios Onlinel 31/08/2013 lAcessos: 24
    Raphael Silveira

    O modelo é indicado para pessoas que querem aproveitar esta onda de crescimento do mercado online, mas falta-lhes o conhecimento técnico ou um produto de qualidade para abrir um negócio virtual. As vantagens de ter uma franquia virtual são inúmeras:

    Por: Raphael Silveiral Internet> Comércio Eletrônicol 13/08/2013 lAcessos: 36
    Raphael Silveira

    Cada dia mais nos tornamos uma sociedade virtual. Nosso lazer e, em muitos casos, nossos negócios passam pela internet. De fato, é praticamente impossível conceber a vida moderna sem o uso da internet

    Por: Raphael Silveiral Internet> Comércio Eletrônicol 14/06/2012 lAcessos: 91
    Raphael Silveira

    1 - Flexibilidade Com a falta de tempo e a rotina desrregrada da maioria das pessoas no mundo moderno, fazer um curso de inglês online pode ser uma ótima alternativa para quem deseja conciliar trabalho estudos com e aprender inglês ao mesmo tempo, seja por prazer ou por necessidade.

    Por: Raphael Silveiral Educação> Línguasl 14/06/2012 lAcessos: 663
    Raphael Silveira

    Com a correria do mundo moderno muitas pessoas não conseguem aprimirar sua educação por falta de tempo e dificuldade de controlar a rotina para poder participar de cursos de capacitação.

    Por: Raphael Silveiral Educação> Educação Onlinel 14/06/2012 lAcessos: 193
    Raphael Silveira

    É claro quase todo mundo possui um conta no facebook, twwitter ou orkut. As redes sociais crescem como nunca no Brasil. Mas quanto do conteúdo postado nestas redes sociais é de fato relevante? A verdade, talvez, seja que a grande maioria passa horas nas redes sociais compartilhando conteúdo, muitas vezes, inúteis.

    Por: Raphael Silveiral Internet> Marketing na Internetl 13/06/2012 lAcessos: 35
    Raphael Silveira

    As pessoas que não tem a oportunidade de viajar para um país de língua inglesa para aprender o idioma precisam explorar outras opções. Abaixo estão 10 formas de aprender ou melhorar seu inglês em seu próprio país.

    Por: Raphael Silveiral Educação> Educação Onlinel 13/06/2012 lAcessos: 405
    Raphael Silveira

    1) Passe o tempo! De longe, o fator mais importante é quanto tempo você está imerso no idioma. Quanto mais tempo você passar com a língua, mais rápido você vai aprender. Isso significa ouvir, ler, escrever, falar e se envolver com o inglês.

    Por: Raphael Silveiral Educação> Línguasl 13/06/2012 lAcessos: 210

    Comments on this article

    0
    Lucas@ 18/07/2011
    Ola sou estudante da 11ª classe e minha maior dificuldade la é o ingles
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast