Nem hermano, nem irmão

Publicado em: 08/03/2012 |Comentário: 0 | Acessos: 79 |

Você ainda acha estranho vivermos num país onde se fala português, visto que estamos cercados por falantes de espanhol? Imagine então se você falasse holandês, hindi, inglês ou francês. Pois é justamente este o caso de três pequenos territórios localizados no norte da América do Sul.

Suriname by Prupert on FlickrO Suriname, ao norte do Pará, já foi parte do chamado Reino dos Países Baixos, que tem como principal integrante a Holanda. Mesmo com a independência em 1975, o holandês foi mantido como idioma oficial. Atualmente, a língua é utilizada na administração, educação, comércio e pelos meios de comunicação. A população está familiarizada com o idioma, embora a língua das ruas seja o surinamês, língua crioula formada com base no inglês e no próprio holandês, tendo recebido ainda influências de dialetos africanos e do português. Mais de um terço da população é composta por descendentes de imigrantes indianos, que praticam o hinduísmo (religião predominante no país) e falam hindi, além de javanês e indonésio.

Já a Guiana, que faz fronteira com Roraima e Pará, é uma ex-colônia britânica, que teve sua independência decretada em 1970. O inglês,  herança de colônia, é usado hoje como língua oficial, acompanhado pelo hindi e urdu, estes como marca do grande número de descendentes de indianos presentes no país.

Por sua vez, ao norte do Amapá fica a Guiana Francesa,  um  departamento ultramarino francês. Praticamente toda a população fala francês, havendo também uma pequena porcentagem que utiliza dialetos africanos e línguas indígenas. A Guiana Francesa é considerada politicamente parte da França, tendo inclusive representantes no Senado e Assembléia do país europeu, além de ser oficialmente parte da União Européia e ter o Euro como moeda oficial.

Quer saber mais curiosidades sobre línguas e dialetos? Acesse: http://napontadaslinguas.wordpress.com/

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/linguas-artigos/nem-hermano-nem-irmao-5724853.html

    Palavras-chave do artigo:

    dialeto

    ,

    frances

    ,

    holandes

    Comentar sobre o artigo

    Esta pesquisa realizou-se pela curiosidade despertada em mim, a partir da leitura de uma reportagem publicada na revista "Escola", em novembro de 2007, que tinha o seguinte tema "Como o professor vê a educação",esta pesquisa aguçou em mim a curiosidade em identificar as crenças e representações dos professores de LP do município de Guia Lopes da Laguna, me colocando assim dentro do ambiente escolar, meu futuro ambiente de trabalho, me ajudando a conhecer melhor a realidade enfrentada pelos profe

    Por: Eliete Lopes Matricardil Educação> Línguasl 27/03/2015
    junior amorim

    Hoje vim publicar algo diferente, ao invés de falar sobre algum fato histórico ou tecnologias do futuro, venho trazer ao conhecimento de todos, algumas dicas que tem me ajudando bastante na prática da língua inglesa. Estarei deixando alguns vídeos que achei interessantes e darei alguns macetes que também estão trazendo uma grande praticidade. Primeiramente gostaria de dizer que não sou um craque no idioma, mas sempre que tenho um tempinho sobrando, aproveito para praticar as técnicas

    Por: junior amoriml Educação> Línguasl 24/03/2015
    Luciana Virgília

    A língua escrita e falada pelos brasileiros é considerada esquizofrenia linguística, pois não corresponde à realidade vivida. Uma parcela ínfima da população brasileira detém a aquisição da norma-padrão enquanto a maioria da população só conhece e utiliza o vernáculo materno diferente dos padrões e rigores da Língua Portuguesa.

    Por: Luciana Virgílial Educação> Línguasl 23/03/2015
    Luciana Virgília

    As línguas mudam a cada momento, o que se falava no século passado não são mais ditas, hoje em dia. As línguas nascem, crescem, reproduzem e morrem. Ao longo da história das línguas muitas já morreram e não existem mais, mas deixaram o seu legado, é o caso do latim.

    Por: Luciana Virgílial Educação> Línguasl 23/03/2015
    Luciana Virgília

    O trabalho tem como objetivo mostrar a linguagem e sua variação linguística dentro dos aspectos da língua que envolvem a norma culta, a norma padrão e a linguagem coloquial, passando a sofrer influência do estruturalismo, dos neogramáticos, da pragmática, da linguística textual, histórica e aplicada, e do próprio funcionalismo.

    Por: Luciana Virgílial Educação> Línguasl 23/03/2015 lAcessos: 13

    Em uma escola internacional, o som das conversas e das brincadeiras de crianças e adolescentes é ritmado pela diversidade: "learning", "aprendizaje" e "apprentissage" enriquecem os significados de "aprendizagem", em um ambiente no qual, de forma natural e espontânea, a interação em duas ou mais línguas é incentivada.

    Por: Central Pressl Educação> Línguasl 23/03/2015

    Muitas pessoas após chegarem à idade adulta vêm como desafio a necessidade de continuar evoluindo na aprendizagem de línguas a fim de conhecer novas culturas, fazer viagens ou simplesmente aprender um novo idioma. Tal tarefa tem se mostrado um verdadeiro desafio para os adultos, pois o processo de aprendizagem mostra-se lento, em virtude de diversos fatores como registrados neste trabalho. Neste artigo, apontamos alguns estudos sobre o tema, analisando os fatores que demonstram esta dificuldade

    Por: LUCÍDIO CARVALHOl Educação> Línguasl 21/03/2015
    Edson Luis Rezende Junior

    O artigo aqui apresentado consiste em um fragmento de uma iniciação científica (Apoio: PIBIC – Processo 20337) - EXPERIÊNCIAS DE APRENDIZAGEM DE ESPANHOL/LÍNGUA ESTRANGEIRA MEDIADAS PELO TELETANDEM, desenvolvida durante os anos de 2012 e 2013. Seu objetivo é descrever as reais contribuições do projeto Teletandem à discentes do curso de letras, alunos do grupo de espanhol como língua estrangeira, da UNESP / ASSIS.

    Por: Edson Luis Rezende Juniorl Educação> Línguasl 07/03/2015 lAcessos: 22

    Ao menos 1.300 imigrantes estão abrigados na cidade de Brasiléia, no Acre. Eles entraram pelas fronteiras com o Peru e Bolívia, e sofrem com uma acomodação precária em um ginásio onde cabem apenas 200 pessoas, espaço sem as menores condições para suas necessidades básicas. Lama e sujeira estão por toda parte...

    Por: Egnaldo Oliveiral Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 28/04/2013 lAcessos: 33

    Lembra de quando as mensagens de texto enviadas por celular começaram a ficar populares, e o espaço limitado, além da digitação pouco confortável, te obrigavam a usar a imaginação para reduzir o que escrevia ao mínimo necessário? Pois é, na internet acontece o mesmo há muito tempo, e com tantas redes sociais e sistemas de trocas de mensagens, abreviar virou quase regra para facilitar e agilizar a comunicação instantânea...

    Por: Egnaldo Oliveiral Educação> Línguasl 14/04/2012 lAcessos: 118

    Facebook, YouTube e até mesmo o sms podem ser a salvação para línguas ameaçadas de extinção. Das atuais quase 7.000 línguas que o mundo conhece hoje, é esperado que metade desapareça até o fim do século, e a globalização é um dos principais responsáveis nesse processo. Mesmo assim, ela pode ser usada a favor, como acreditam alguns lingüistas...

    Por: Egnaldo Oliveiral Educação> Línguasl 20/03/2012 lAcessos: 90

    Língua é com eles mesmos. Estamos falando da Papua-Nova Guiné, país da Oceania que concentra a maior diversidade lingüística do planeta. Ao todo são 841 línguas (isso mesmo: não são dialetos, mas línguas) espalhadas em um território menor que o Estado da Bahia...

    Por: Egnaldo Oliveiral Educação> Línguasl 23/02/2012 lAcessos: 142

    Segundo estudo do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), nos E.U.A., a cada 14 dias morre uma língua, taxa que tende a crescer nos próximos anos. Assim, das mais de 6.000 línguas existentes atualmente, em 90 anos poderemos ter apenas 600. De acordo com a Unesco, 2.511 correm risco de desaparecer em poucas décadas, sendo 190 no Brasil, em geral por se restringirem a pequenos grupos indígenas ou comunidades isoladas...

    Por: Egnaldo Oliveiral Educação> Línguasl 15/02/2012 lAcessos: 78
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast