O Ensino de Língua Inglesa através dos Contos de Fadas e Atividades Lúdicas

Publicado em: 06/10/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 1,159 |

           

             A dificuldade de ensinar Língua Inglesa acontece quando o professor se depara com alunos desmotivados e com dificuldades de aprendizagem referente à matéria, sejam essas dificuldades por motivos pessoais, falta de recursos na escola ou até mesmo a falta de qualificação do professor, que muitas vezes usa métodos antigos que não se adaptam a realidade dos alunos.

 

            O ensino de língua inglesa não é apenas ensinar gramática e dar palavras para serem traduzidas, é muito mais do que isso. O ensino desta língua permite enriquecer a aprendizagem do aluno, pois este acaba por conhecer uma nova cultura, outros países, percebendo a diversidade de cultura que podemos encontrar no mundo, assim interando-se do que está a sua volta.

 

            Se não forem tomadas atitudes para melhorar o ensino de língua inglesa, o aluno além de não gostar da matéria, não levará nada de conhecimento para as séries seguintes e também para fora da escola.

 

            Sabendo hoje, que o inglês é uma língua universal, e o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo, o aluno deve sair da escola preparado para atuar em um mundo globalizado, onde terá mais chances de um lugar no mercado de trabalho, se caso as exigências deste forem correspondidas com as suas habilidades.

 

             Daí vem à importância de ensinar a língua inglesa, e nada melhor do que começar esse ensino durante a infância, já que durante esse período a linguagem se desenvolve com mais eficácia.

 

            Para possibilitar ao aluno um ensino de qualidade e que o prepare para o futuro, deve-se primeiramente verificar quais as maiores dificuldades de cada um, para aos poucos ir adequando atividades que melhor desenvolvam a capacidade de aprendizagem da classe.

 

            O professor deve apresentar a matéria de forma que desperte a curiosidade dos alunos, assim a aula vai se tornando divertida, ao mesmo tempo em que a matéria é ensinada.  Usar de materiais como jogos, vídeos e livros de histórias, são recursos que também ajudam a estimular a curiosidade e o aprendizado. Sabendo utiliza-los adequadamente para cada faixa etária e série, certamente a aula de língua inglesa se tornará mais interessante. Pois:

 

...percebe-se o quão é importante a ludicidade no contexto escolar, visto que ela proporciona uma maior interação entre o estudante e o aprendizado, fazendo com que os conteúdos fiquem mais fáceis aos olhos dos alunos, os quais ficam mais interessados em assistir a aula. (NUNES, 2004, ON-LINE)

           

            É analisando os contos de fadas, e atividades envolvendo esses contos que podemos aos poucos perceber as maiores dificuldades do aluno. Esses contos quando trabalhados de maneira correta podem detectar problemas físicos e psicológicos, pois enquanto os alunos fazem as atividades podemos perceber suas reações, que podem ser de timidez, agressividade, alegria, angústia entre outras. Segundo Bruno Bettelheim:

 

...os contos de fadas ensinam pouco sobre as condições específicas da vida na moderna sociedade de massa; estes contos foram inventados muito antes que ela existisse. Mas através deles pode-se aprender mais sobre os problemas interiores dos seres humanos, e sobre as soluções corretas para seus predicamentos em qualquer sociedade, do que com qualquer outro tipo de estória dentro de uma compreensão infantil. Como a criança em cada momento de sua vida está exposta à sociedade em que vive, certamente aprenderá a enfrentar as condições que lhe são próprias, desde que seus recursos interiores o permitam. (1980, p.13)

 

            Motivar os alunos a aprender inglês através de jogos e histórias que eles já conheçam, faz com que eles sintam-se desafiados a vencer seus obstáculos referentes à nova língua. Essas atividades aumentam a concentração para se chegar a uma resposta referente às brincadeiras, jogos ou histórias. Os alunos vão brincando e, sem perceberem, aprendem a matéria sem maiores dificuldades.

 

            O Lúdico no ambiente escolar se torna um facilitador na aprendizagem, como afirma Yogi Chizuko:

 

As atividades didáticas que fazem uso do lúdico ajudam a criança a organizar-se de forma prazerosa, proporcionando-lhe momentos de análise, de lógica, de percepção sensorial, dentre outros aspectos. O processo de aprender o mundo se dá pela curiosidade que impulsiona a pessoa para a descoberta e repetidas explorações. A educação pelo lúdico leva a uma aprendizagem espontânea, a um maior interesse e ao aumento da autoconfiança. (2003, p.5)

 

            Possibilitar ao aluno tais atividades depende do professor, que já conhecendo a turma, deve analisar e selecionar quais as melhores formas de ensinar a matéria. Pois nem todas as atividades poderão atender as dificuldades de todas as turmas. Cada atividade, como falada anteriormente, deve ser adequada para cada faixa etária e série.

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/linguas-artigos/o-ensino-de-lingua-inglesa-atraves-dos-contos-de-fadas-e-atividades-ludicas-3414305.html

    Palavras-chave do artigo:

    contos de fadas

    ,

    atividades ludicas

    ,

    ensino de lingua inglesa

    Comentar sobre o artigo

    Assim como no Brasil, existem gírias também nos países hispanofalantes, estas gírias, identificam a cada cultura e povo por isso podemos dizer que existem tantas gírias como grupos sociais. Vamos conhecer algumas das que são mais faladas caso você queira viajar a um destes países e se sentir como local. No Brasil, as pessoas gostam de usar a palavra "legal" para descrever coisas ou pessoas que são boas, interessantes ou divertidas , mas como se diria "legal" em outros países?

    Por: MariaSl Educação> Línguasl 17/10/2014

    Existem muitas maneiras de aprender idiomas estrangeiros. Na Internet você pode encontrar dezenas de propagandas de escolas de idiomas tentando te convencer que só elas sabem o método eficiente de ensinar uma língua. Nos blogs e fóruns você pode ler dicas que deveriam fazer com que você vire fluente em algum idioma em poucos meses. Mas o que realmente funciona? Os anos de experiência no ensino de idiomas que possuem os nossos professores comprovam que as 7 dicas que seguem funcionam de verdade!

    Por: MariaSl Educação> Línguasl 15/10/2014
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Como entender o livro fundamental de Bobbio: Democracia a Liberalismo econômico. A primeira acepção a ser entendida, o Estado atual surgiu heuristicamente da necessidade de limitar o poder e, do mesmo modo, a estrutura do domínio do Estado Político.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Educação> Línguasl 13/10/2014 lAcessos: 17

    O presente artigo foi desenvolvido para apresentar uma proposta de atividade para o ensino da língua inglesa em uma turma de 5° série de jovens e adultos (EJA). Será mostrada, em forma de experiência, como os alunos em diversas idades do EJA acolhem tal proposta, visto que o ensino de língua inglesa, geralmente, é visto por esses alunos como uma "cobrança" curricular. Utilizou- se para dar suporte teórico ao nosso trabalho, as pesquisas/textos desenvolvidos pelos autores - SCHüTZ(2007), RICHARDS

    Por: Thayane Maytchele Verissimol Educação> Línguasl 11/10/2014
    Zilda Ap. S. Guerrero

    O presente trabalho prima em oferecer o prazer da leitura, segundo o estilo leitor, a reflexão e discussão sobre o que os estudantes precisam aprender, sobre a importância dos gêneros textuais existentes no universo cultural em material impresso ou midiático. Oferecer-lhes autonomia e confiança em produção de argumentações com propriedade discursiva.

    Por: Zilda Ap. S. Guerrerol Educação> Línguasl 10/10/2014

    RESUMO O Presente artigo tem como objetivo mostrar que a Interação verbal acontece a qualquer tempo, não apenas nos diálogos face a face, ou seja, não apenas com palavras propriamente ditas, mas também através de gestos, para isso, falar-se-á um pouco sobre Dialogismo, Polifonia e Heterogeneidade, que estão presentes na interação verbal, a fim de entender melhor o tema acima mencionado, que a propósito encontra-se no livro "Marxismo e Filosofia da Linguagem" escrito por Mikail Bakhtin.

    Por: Fernandal Educação> Línguasl 08/10/2014

    1- Estabeleça metas alcançáveis Não adianta querer ficar fluente em italiano em 1 mês se você tem 2 horas de aula de italiano por semana. Estabeleça uma meta que possa alcançar, como obter um nível básico de italiano em 1 mês, e depois vá aumentando, assim você não ficará frustrado e se desmotivará já no primeiro mês de aulas de italiano.

    Por: MariaSl Educação> Línguasl 07/10/2014

    A motivação em sala de aula faz-se necessária, pois é imprescindível ao professor estar à procura de situações que motivem seus alunos, esforçando-se para que não desanimem. Este artigo apresenta os tipos de motivação, fazendo uma diferenciação entre eles. Em seguida, dá-se um enfoque à motivação em sala de aula, falando das dificuldades dos docentes no desenvolvimento de seu trabalho e indicando algumas formas de atuação que poderão ser adotadas pelos professores.

    Por: Fernandal Educação> Línguasl 07/10/2014
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast