O Halloween no Brasil

24/08/2010 • Por • 6,851 Acessos

A Festa de Halloween ganha cada vez mais adeptos no Brasil, que a cada ano comemoram o 31 de Outubro como um carnaval fora de época, com festas à fantasia e muita diversão. Talvez seja, provavelmente, esta identificação do brasileiro com o estilo da festa um dos motivos que a tenha feito se tornar tão popular nos últimos anos. 

O Halloween remonta às festividades dos povos celtas, que habitaram a Grã-Bretanha, França e Irlanda durante a Antiguidade e o começo da Idade Média. Com a migração dos irlandeses para os Estados Unidos no século XVIII, o costume foi incorporado às tradições americanas e foi se modificando até tornar-se o Halloween que conhecemos hoje. 

No Brasil, o Halloween começou a ser festejado na década de 80, sendo celebrado em escolas de inglês e colégios particulares, onde o ensino da língua inglesa é visivelmente de melhor qualidade que na rede pública. Na década de 90, a festa começou a ser realizada em escolas públicas, por iniciativa dos professores de inglês, principalmente no Sudeste do país. 

Até então, conhecida em português como Dia das Bruxas, a celebração ainda era vista como um costume americano, sendo criticada por muitos educadores. No entanto, é possível estabelecer uma relação deste com a cultura brasileira, que segundo Oswald de Andrade é antropofágica, ou seja, incorpora e reprocessa todas as influências vindas de fora. Além disto, a figura da Bruxa, um dos principais ícones dessa festa, faz parte do imaginário popular desde a colonização portuguesa, assim como outras lendas e superstições. 

De qualquer forma, o Halloween ainda é um costume restrito à juventude dos grandes centros urbanos do Brasil, principalmente do Sul e Sudeste, que vê nesta data uma oportunidade para festejar e se divertir.