Entrevista Com Marcos Andrade Abrão Sobre O Livro O Filho De Elohim

Publicado em: 25/09/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 1,384 |
ENTREVISTA COM MARCOS ANDRADE ABRÃO SOBRE O LIVRO O FILHO DE ELOHIM

1. Fale sobre o agir de Deus entre os judeus.

Resposta: O Eterno tem levantado nestes últimos dias o judaísmo messiânico
para alcançar o povo judeu, pois o judaísmo messiânico está afinado com o
concílio de Jerusalém que foi organizado no primeiro século, ou seja, não
obrigar os gentios a circuncidarem, mas respeitar o fato de que um judeu é
sempre um judeu e nunca deixa de ser um judeu, mesmo recebendo o testemunho
de Yeshua. Quando um judeu aceita Yeshua como o Messias e retorna de forma
espiritual para Deus, ele se torna um judeu completo.
De fato, na Torah (Pentateuco), o Eterno prometeu que não enviaria profetas incircuncisos para
Israel, e assim através do judaísmo messiânico, judeus transmitem as boas
novas para outros judeus.

O resultando é que um número crescente de pessoas em Israel tem aceitado o
testemunho de Yeshua. Porém, a grande restauração espiritual de Israel
ocorrerá nos últimos dias, quando o próprio Yeshua se revelará a Israel como
está escrito em Zacarias 12:10.
Possivelmente ocorrerá na festa de Yom Kipur
(dia da expiação ou do perdão), quando todas as famílias em Israel estiverem
reunidas jejuando e orando. Após este evento, Yeshua voltará a terra e
salvará Israel na batalha de Armagedom, restaurando o trono de David e
reinando em Jerusalém sobre Israel e sobre todas as nações da terra.
Quanto àqueles, dentre as nações, que receberam o testemunho de Yeshua e se
converteram ao Eterno, alguns serão escolhidos e nomeados para governarem as
nações da terra, e assim haverá uma recompensa para todos os servos de Deus.

A história de José, filho de Jacó, é muito parecida com a história de
Yeshua, e como José salvou o Egito e as nações e depois salvou também o seu
pai e os seus irmãos, assim também Yeshua se tornou um instrumento de
salvação para as nações, mas nos últimos dias salvará os seus irmãos, os
filhos de Israel, e restaurará a glória de Israel.

2. Existe a possibilidade de estreitar o relacionamento entre a Igreja e os
judeus messiânicos?

Resposta: Sim, na medida em que há uma atitude de respeito mútuo. Assim como
os judeus messiânicos não devem obrigar os gentios a circuncidarem, assim
também os gentios precisam entender que os judeus não podem largar seu
chamado com relação à aliança do Eterno com Abraão.
Assim, o judeu ao receber Yeshua não se torna cristão, mas um judeu completo e precisa
continuar circuncidando os seus filhos, pois ainda há promessas nos últimos
dias para o povo de Israel. Acerca disto lemos no livro de Atos no capítulo
21, quando Tiago encontrou o apóstolo Paulo e disse "quantas dezenas de
milhares há entre os judeus que creram (depositaram confiança que Yeshua é o
Messias), e TODOS são zelosos da Lei (Torah).

3. Como um judeu messiânico interpreta os 144.000 que se converterão durante
a tribulação?

Resposta: Os 144 mil são claramente judeus, sendo 12 mil de cada tribo que
serão escolhidos como discípulos especiais do Messias Yeshua, os quais
estarão mais próximos dele durante toda a eternidade. Isto não quer dizer,
de forma alguma, que sejam os únicos salvos, mas um grupo selecionado para
estar numa posição privilegiada com relação ao Messias.

4. Qual é o objetivo do livro Filho de Elohim?

Resposta: Revelar a missão e a pessoa do Messias Yeshua dentro de uma
perspectiva bíblica judaica. A B'rit Chadashá (nova aliança - novo
testamento) revela Yeshua como o Messias e o Filho de Deus (Elohim), porém
mantém a Unidade do Eterno, o Deus e Pai do nosso Senhor Yeshua.
Assim, o livro revela o Messias Yeshua de uma forma mais clara e em
conformidade com o texto bíblico, além de fornecer uma visão nítida sobre a
sua verdadeira natureza como Filho de Elohim.
Isto trás uma compreensão mais
profunda sobre o sacrifício de Yeshua e um entendimento correto das suas
palavras e ensinamentos, tendo como pano de fundo a cultura bíblica judaica.
Os versículos citados no livro foram traduzidos em conformidade com os
originais (Hebraico, Aramaico e Grego), para realçar ainda mais a verdade
das revelações.


5. Porque você colocou em seu livro o título de Filho de Elohim?

Resposta: Porque a palavra Elohim significa Deus, e Yeshua revelou
claramente que ele, o Messias, era o Filho de Deus, aquele que foi gerado
com o DNA espiritual do Eterno.


Bênçãos no Mashiach Yeshua!

Marcos Andrade Abrão
Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/literatura-artigos/entrevista-com-marcos-andrade-abrao-sobre-o-livro-o-filho-de-elohim-1271326.html

    Palavras-chave do artigo:

    marcos andrade

    ,

    lar cristao

    ,

    filho de elohim

    Comentar sobre o artigo

    A política brasileira além de ferver virou um inferno. Um inferno com muitos diabos que não têm medo da cruz. Deus, o nosso Pai morreu e Jesus não estão mais em seus corações. A caridade, a fraternidade e os bons princípios não foram sublimados, e sim exterminados juntamente com a ética. No coração do brasileiro só resta esperança, as forças já estão combalidas, vítimas de uma politicagem escarnecida. O encanto do Brasil antigo evaporou-se diante das aberrações e das corrupções eleitorais.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 13/10/2014

    Pensei nas pessoas sofredoras e fui orando para as entidades protetoras. Vi no semblante de uma criança solitária, a fome que a consumia. Imantei o amor em prol de um pequeno ser. Vi no sol da primavera seus momentos bons e ruins, mas não almejamos sofrimentos, principalmente para os seres indefesos e inocentes. Como diria Cornélio Pires, sempre noto com reserva as dores que vêm do herdeiro; não sei se o choro é de mágoa ou de briga por dinheiro.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 03/10/2014

    Lágrimas são emoções materializadas que romperam bandeiras do corpo físico. Em realidade, representam os excessos de energia que necessitamos extravasar. Nem sempre são as mesmas fontes que determinam as lágrimas, pois variadas são as nascentes geradoras que as expelem através dos olhos. Em épocas de política o Brasil se transforma, e denotamos como são grandes os aparatos, que os candidatos fazem para chamar a atenção do eleitor. Festival de publicidades, bandeirolas são tremuladas pelo vento d

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 24/09/2014

    Não temos como negar a influência da literatura da Idade Média, na literatura do cancioneiro popular da atualidade. Mesmo escritores eruditos, como Guimarães Rosa, Ariano Suassuna e outros, buscam fontes para suas obras, na literatura antiga.O cancioneiro popular adapta suas canções, sem negar o conhecimentos adquirido, ainda nos tempos de Carlos Magno, que forneceu assunto vasto para a poesia popular.

    Por: lúcia nobrel Literatural 19/09/2014

    Através do ensino de literatura estaremos levando aos nossos alunos ao conhecimento do fenômeno literário em seus aspectos: histórico-estético-cultural, através do contato com os artistas da palavra. Sendo a obra literária reflexo de vida, exteriorização verbal de uma experiência humana, nós, professores, evidentemente faremos uso dela para orientar a educação integral dos nossos alunos.

    Por: Sandra da Silva Cavalaro Zagol Literatural 29/07/2014

    Na poesia, o elemento diferenciador – o verso e tudo que nele se implica -, não deve ser tomado como recurso exclusivo e caracterizado da poesia, pois ela exprime-se por metáforas, tomadas no sentido genérico de figuras de linguagem, isto é, significantes carregados de mais de um sentido, ou conotação. a prosa é genericamente entendida com aposta ao verso.

    Por: Sandra da Silva Cavalaro Zagol Literatural 29/07/2014

    A literatura é uma forma de conhecimento da realidade que se serve da ficção e tem como meio de expressão a linguagem artisticamente elaborada. Esta nossa definição apresenta, de uma forma sucinta, a natureza e a função da literatura, bem como sua diferenciação das ciências e das outras artes.

    Por: Sandra da Silva Cavalaro Zagol Literatural 29/07/2014
    Jeferson Lopes Ribeiro

    Uma introdução ao conto. Uma espécie de continuação de contos de filhos de deuses, como hércules filho de Zeus e Percy Jackson filho de Posseidon.

    Por: Jeferson Lopes Ribeirol Literatural 25/06/2014 lAcessos: 17

    Ari Frello fala sobre seu primeiro livro Como se fossem Peregrinos publicado pela Editora Dracaena.

    Por: Oxigenio Recordsl Literatura> Ficçãol 14/02/2011 lAcessos: 75

    Novos Autores evangélicos apostam na edição independente de seus livros.

    Por: Oxigenio Recordsl Literatural 05/11/2010 lAcessos: 323

    Revista Evangélica - Revista Lar Cristão - As estações do casamento – Não deixe o inverno congelar seu casamento

    Por: Oxigenio Recordsl Lar e Famílial 13/10/2010 lAcessos: 463

    Ciudad Juarez: Crimes Contra Mulheres abalam o México e o mundo todo

    Por: Oxigenio Recordsl Internet> Blogsl 09/05/2010 lAcessos: 1,129

    Raquel Emerick fala sobre o lançamento de seu novo livro Coração de Adorador lançado pela Editora Naós

    Por: Oxigenio Recordsl Arte& Entretenimento> Artel 24/02/2010 lAcessos: 110

    Unlife fala á Revista Hornsup sobre seu primeiro CD Christian Democracy Entrevista realizada por Igor Lemos para a revista Hornsup #9

    Por: Oxigenio Recordsl Arte& Entretenimento> Músical 01/10/2009 lAcessos: 92

    A REVOLUÇÀO DO ENSINO BÍBLICO INFANTIL CHEGA AOS LARES E IGREJAS.

    Por: Oxigenio Recordsl Arte& Entretenimento> Artel 08/09/2009 lAcessos: 1,236 lComentário: 2

    Em DVD, o escritor e conferencista Ubirajara Crespo fala sobre "foco de infecção", ponto de vulnerabilidade humana para a ação maligna

    Por: Oxigenio Recordsl Literatural 26/08/2009 lAcessos: 231
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast