Um dia inesquecível

Publicado em: 26/11/2010 |Comentário: 1 | Acessos: 357 |

UM DIA INESQUECÍVEL

 

Maria Eli Alves da Silva

 

Manhã de sexta-feira, 13 de agosto... Dia ensolarado. Tempo perfeito para ir... Não à praia, mas ao dentista. Será? Sei não... Assim comecei ou começaram para mim aquele sacrifício.

– Acorda menina! Que diacho de tanto sono! Vamos, é hora de tomar banho!

Despertei com os berros da comandante. Chegou o momento da consulta com o dentista.  Que sofrimento! Que tortura! Ao lembrar-me do barulho do motorzinho.

– Vai perder o ônibus! Só tem outro daqui a uma hora! Anda, diacho de menina preguiçosa! – berra a comandante do lar.

Cansei de tanto "acorda" e "vai perder o ônibus." Peguei o buzu... Cheguei ao edifício Kaufman. Entrei, pensei... pensei: "Pela escada ou pelo elevador?" O elevador é mais rápido e ainda desfruto da companhia daqueles que também irão ao dentista. Que triste o nosso destino!

Entramos no elevador. O clima era de tensão e muita expectativa, havia medo em cada olhar. Caro leitor, imagine a minha situação. Acordei aquela manhã sob pressão e xingamentos. Cheguei ao local da consulta e todos estavam aflitos, inclusive, e, sobretudo, eu. Mas o pior ainda estava por vir. Sim, estávamos no elevador... Quando, de repente, ouvimos um barulho e em seguida fez-se um silêncio... A escuridão...

– Estamos presos, gente!

– Tira a mão daí, seu...!

– So-cor-ro! Não quero morrer!

– Me tira daqui, tenho claustrofobia e nictofobia!

– Tá veno, muié, bem que eu ia pela iscada!

– Nunca gostei dessas novidade da cidade, é mió ficá  com o denti pôdi do que vim a essi tá de dotõ de denti!

As vozes gritavam desesperadas em meio à escuridão e ao aperto daquele lugar fechado. Por um momento esquecemos o objetivo de estarmos naquele ambiente. Porque todos nós queríamos apenas sair com vida do elevador. Quando, de repente...

– Olá! Tudo bem?

– Fiquem calmos!

– Já resolvemos o problema!

– Oi! Vocês estão me ouvindo?

– Esperem um minutinho e estarão livres!

Que alívio ouvir as vozes que falavam conosco pelo interfone! Saímos do sufoco. Retomamos os nossos pensamentos para o inicio do calvário.

"Que situação!" Além do susto que passamos presos, ainda tínhamos que sofrer nas mãos do dentista. Ninguém merece! Que dia! Só poderia ser uma sexta-feira, treze!

Enfim, chegamos à sala do sofrimento, e logo o pulpo-san com seu cheiro agradável nos deu as boas- vindas! "Que vida difícil, pagar para sofrer!" Tudo isso por um sorriso perfeito...

Chego à conclusão, pacientes leitores, de que escolhemos o dia errado para consultarmos o dentista.

 

 

27/12/2009

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/literatura-artigos/um-dia-inesquecivel-3739459.html

    Palavras-chave do artigo:

    dentista elevador pessoas

    Comentar sobre o artigo

    Obter um sorriso bonito e saudável com cosméticos odontologia. Faça mais com seu sorriso care bom profissional. Seu médico no bairro Warren pode ajudá-lo com cuidado perícia.

    Por: Debdulal Deyl Saúde e Bem Estar> Medicinal 18/10/2008 lAcessos: 613

    RESPONSABILIDADE PELO FATO DE TERCEIRO, RESPONSABILIDADE PELO FATO DAS COISAS (EDIFÍCIOS E ANIMAIS). INTRODUÇÃO E COMPREENSÃO O FATO DA COISA: RESPONSABILIDADE PELA RUÍNA DE EDIFÍCIO: RESPONSABILIDADE POR COISAS DE EDIFÍCIOS: O MÉDICO E AS RELAÇÕES DE CONSUMO:

    Por: DINEIA D SZA CSTAl Direito> Legislaçãol 06/07/2012 lAcessos: 293
    Abraao Dahis

    Sempre que vejo uma ilustração, foto ou réplica da obra-prima O Pensador, do francês Auguste Rodin, enxergo ali também, o nascimento do homem imaginando e descobrindo o poder de seu pensamento. A fantasia lhe surgindo e expandindo o seu potencial mental. O pensamento e sua comunicação como importantes ferramentas para gerentes de projetos. “A imaginação é mais importante que o conhecimento” - Albert Einstein.

    Por: Abraao Dahisl Negócios> Ger. de Projetosl 03/06/2008 lAcessos: 13,037
    Juliana Teixeira da Silva

    Chega um momento em que você enfrentará o desafio de escolher uma casa de repouso para seu idoso querido. Como todo mundo, você sentirá insegurança e dificuldade para escolher. Veja neste artigo, passo a passo, o que observar e perguntar ao visitar as casas de repouso. Visite várias. Saiba como compará-las e decida pela que melhor atender as suas expectativas.

    Por: Juliana Teixeira da Silval Saúde e Bem Estar> Medicinal 24/07/2014 lAcessos: 16
    Gizelle

    Oi gente, tudo bem aí? Bem, essa minha última viagem rendeu muito… De última hora, tipo as 23 horas do dia anterior, exatamente no último " aniversário do Lu " que foi no Hard Rock, resolvemos ir até Washington. Antes de continuar a contar, peço uma pausa para um GRANDE detalhe:

    Por: Gizellel Turismo e Viagem> Dicas de Viageml 18/12/2012 lAcessos: 28

    A política brasileira além de ferver virou um inferno. Um inferno com muitos diabos que não têm medo da cruz. Deus, o nosso Pai morreu e Jesus não estão mais em seus corações. A caridade, a fraternidade e os bons princípios não foram sublimados, e sim exterminados juntamente com a ética. No coração do brasileiro só resta esperança, as forças já estão combalidas, vítimas de uma politicagem escarnecida. O encanto do Brasil antigo evaporou-se diante das aberrações e das corrupções eleitorais.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 13/10/2014

    Pensei nas pessoas sofredoras e fui orando para as entidades protetoras. Vi no semblante de uma criança solitária, a fome que a consumia. Imantei o amor em prol de um pequeno ser. Vi no sol da primavera seus momentos bons e ruins, mas não almejamos sofrimentos, principalmente para os seres indefesos e inocentes. Como diria Cornélio Pires, sempre noto com reserva as dores que vêm do herdeiro; não sei se o choro é de mágoa ou de briga por dinheiro.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 03/10/2014

    Lágrimas são emoções materializadas que romperam bandeiras do corpo físico. Em realidade, representam os excessos de energia que necessitamos extravasar. Nem sempre são as mesmas fontes que determinam as lágrimas, pois variadas são as nascentes geradoras que as expelem através dos olhos. Em épocas de política o Brasil se transforma, e denotamos como são grandes os aparatos, que os candidatos fazem para chamar a atenção do eleitor. Festival de publicidades, bandeirolas são tremuladas pelo vento d

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 24/09/2014

    Não temos como negar a influência da literatura da Idade Média, na literatura do cancioneiro popular da atualidade. Mesmo escritores eruditos, como Guimarães Rosa, Ariano Suassuna e outros, buscam fontes para suas obras, na literatura antiga.O cancioneiro popular adapta suas canções, sem negar o conhecimentos adquirido, ainda nos tempos de Carlos Magno, que forneceu assunto vasto para a poesia popular.

    Por: lúcia nobrel Literatural 19/09/2014

    Através do ensino de literatura estaremos levando aos nossos alunos ao conhecimento do fenômeno literário em seus aspectos: histórico-estético-cultural, através do contato com os artistas da palavra. Sendo a obra literária reflexo de vida, exteriorização verbal de uma experiência humana, nós, professores, evidentemente faremos uso dela para orientar a educação integral dos nossos alunos.

    Por: Sandra da Silva Cavalaro Zagol Literatural 29/07/2014

    Na poesia, o elemento diferenciador – o verso e tudo que nele se implica -, não deve ser tomado como recurso exclusivo e caracterizado da poesia, pois ela exprime-se por metáforas, tomadas no sentido genérico de figuras de linguagem, isto é, significantes carregados de mais de um sentido, ou conotação. a prosa é genericamente entendida com aposta ao verso.

    Por: Sandra da Silva Cavalaro Zagol Literatural 29/07/2014

    A literatura é uma forma de conhecimento da realidade que se serve da ficção e tem como meio de expressão a linguagem artisticamente elaborada. Esta nossa definição apresenta, de uma forma sucinta, a natureza e a função da literatura, bem como sua diferenciação das ciências e das outras artes.

    Por: Sandra da Silva Cavalaro Zagol Literatural 29/07/2014
    Jeferson Lopes Ribeiro

    Uma introdução ao conto. Uma espécie de continuação de contos de filhos de deuses, como hércules filho de Zeus e Percy Jackson filho de Posseidon.

    Por: Jeferson Lopes Ribeirol Literatural 25/06/2014 lAcessos: 17

    Esta crônica tem como objetivo atrair a atenção dos leitores para este tipo de leitura e literatura. A qual vem crescendo cada vez mais nos campus universitários, principalmente por alguns alunos dos cursos de licenciaturas. Pois nestas areas, principalmente da língua portuguesa, os discentes são estimulados a escreverem textos de suas autorias. E porque não publicar crônicas como um texto acadêmico?

    Por: Maria Elil Literatural 28/09/2010 lAcessos: 42

    Comments on this article

    0
    Bruna 27/02/2011
    :D Adoreeeeei o texto! muito bom! um pequeno texto que revela muitos detalhes !
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast