Um dia inesquecível

Publicado em: 26/11/2010 |Comentário: 1 | Acessos: 347 |

UM DIA INESQUECÍVEL

 

Maria Eli Alves da Silva

 

Manhã de sexta-feira, 13 de agosto... Dia ensolarado. Tempo perfeito para ir... Não à praia, mas ao dentista. Será? Sei não... Assim comecei ou começaram para mim aquele sacrifício.

– Acorda menina! Que diacho de tanto sono! Vamos, é hora de tomar banho!

Despertei com os berros da comandante. Chegou o momento da consulta com o dentista.  Que sofrimento! Que tortura! Ao lembrar-me do barulho do motorzinho.

– Vai perder o ônibus! Só tem outro daqui a uma hora! Anda, diacho de menina preguiçosa! – berra a comandante do lar.

Cansei de tanto "acorda" e "vai perder o ônibus." Peguei o buzu... Cheguei ao edifício Kaufman. Entrei, pensei... pensei: "Pela escada ou pelo elevador?" O elevador é mais rápido e ainda desfruto da companhia daqueles que também irão ao dentista. Que triste o nosso destino!

Entramos no elevador. O clima era de tensão e muita expectativa, havia medo em cada olhar. Caro leitor, imagine a minha situação. Acordei aquela manhã sob pressão e xingamentos. Cheguei ao local da consulta e todos estavam aflitos, inclusive, e, sobretudo, eu. Mas o pior ainda estava por vir. Sim, estávamos no elevador... Quando, de repente, ouvimos um barulho e em seguida fez-se um silêncio... A escuridão...

– Estamos presos, gente!

– Tira a mão daí, seu...!

– So-cor-ro! Não quero morrer!

– Me tira daqui, tenho claustrofobia e nictofobia!

– Tá veno, muié, bem que eu ia pela iscada!

– Nunca gostei dessas novidade da cidade, é mió ficá  com o denti pôdi do que vim a essi tá de dotõ de denti!

As vozes gritavam desesperadas em meio à escuridão e ao aperto daquele lugar fechado. Por um momento esquecemos o objetivo de estarmos naquele ambiente. Porque todos nós queríamos apenas sair com vida do elevador. Quando, de repente...

– Olá! Tudo bem?

– Fiquem calmos!

– Já resolvemos o problema!

– Oi! Vocês estão me ouvindo?

– Esperem um minutinho e estarão livres!

Que alívio ouvir as vozes que falavam conosco pelo interfone! Saímos do sufoco. Retomamos os nossos pensamentos para o inicio do calvário.

"Que situação!" Além do susto que passamos presos, ainda tínhamos que sofrer nas mãos do dentista. Ninguém merece! Que dia! Só poderia ser uma sexta-feira, treze!

Enfim, chegamos à sala do sofrimento, e logo o pulpo-san com seu cheiro agradável nos deu as boas- vindas! "Que vida difícil, pagar para sofrer!" Tudo isso por um sorriso perfeito...

Chego à conclusão, pacientes leitores, de que escolhemos o dia errado para consultarmos o dentista.

 

 

27/12/2009

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/literatura-artigos/um-dia-inesquecivel-3739459.html

    Palavras-chave do artigo:

    dentista elevador pessoas

    Comentar sobre o artigo

    Obter um sorriso bonito e saudável com cosméticos odontologia. Faça mais com seu sorriso care bom profissional. Seu médico no bairro Warren pode ajudá-lo com cuidado perícia.

    Por: Debdulal Deyl Saúde e Bem Estar> Medicinal 18/10/2008 lAcessos: 613

    RESPONSABILIDADE PELO FATO DE TERCEIRO, RESPONSABILIDADE PELO FATO DAS COISAS (EDIFÍCIOS E ANIMAIS). INTRODUÇÃO E COMPREENSÃO O FATO DA COISA: RESPONSABILIDADE PELA RUÍNA DE EDIFÍCIO: RESPONSABILIDADE POR COISAS DE EDIFÍCIOS: O MÉDICO E AS RELAÇÕES DE CONSUMO:

    Por: DINEIA D SZA CSTAl Direito> Legislaçãol 06/07/2012 lAcessos: 281
    Abraao Dahis

    Sempre que vejo uma ilustração, foto ou réplica da obra-prima O Pensador, do francês Auguste Rodin, enxergo ali também, o nascimento do homem imaginando e descobrindo o poder de seu pensamento. A fantasia lhe surgindo e expandindo o seu potencial mental. O pensamento e sua comunicação como importantes ferramentas para gerentes de projetos. “A imaginação é mais importante que o conhecimento” - Albert Einstein.

    Por: Abraao Dahisl Negócios> Ger. de Projetosl 03/06/2008 lAcessos: 13,035
    Juliana Teixeira da Silva

    Chega um momento em que você enfrentará o desafio de escolher uma casa de repouso para seu idoso querido. Como todo mundo, você sentirá insegurança e dificuldade para escolher. Veja neste artigo, passo a passo, o que observar e perguntar ao visitar as casas de repouso. Visite várias. Saiba como compará-las e decida pela que melhor atender as suas expectativas.

    Por: Juliana Teixeira da Silval Saúde e Bem Estar> Medicinal 24/07/2014 lAcessos: 13
    Gizelle

    Oi gente, tudo bem aí? Bem, essa minha última viagem rendeu muito… De última hora, tipo as 23 horas do dia anterior, exatamente no último " aniversário do Lu " que foi no Hard Rock, resolvemos ir até Washington. Antes de continuar a contar, peço uma pausa para um GRANDE detalhe:

    Por: Gizellel Turismo e Viagem> Dicas de Viageml 18/12/2012 lAcessos: 27

    Através do ensino de literatura estaremos levando aos nossos alunos ao conhecimento do fenômeno literário em seus aspectos: histórico-estético-cultural, através do contato com os artistas da palavra. Sendo a obra literária reflexo de vida, exteriorização verbal de uma experiência humana, nós, professores, evidentemente faremos uso dela para orientar a educação integral dos nossos alunos.

    Por: Sandra da Silva Cavalaro Zagol Literatural 29/07/2014

    Na poesia, o elemento diferenciador – o verso e tudo que nele se implica -, não deve ser tomado como recurso exclusivo e caracterizado da poesia, pois ela exprime-se por metáforas, tomadas no sentido genérico de figuras de linguagem, isto é, significantes carregados de mais de um sentido, ou conotação. a prosa é genericamente entendida com aposta ao verso.

    Por: Sandra da Silva Cavalaro Zagol Literatural 29/07/2014

    A literatura é uma forma de conhecimento da realidade que se serve da ficção e tem como meio de expressão a linguagem artisticamente elaborada. Esta nossa definição apresenta, de uma forma sucinta, a natureza e a função da literatura, bem como sua diferenciação das ciências e das outras artes.

    Por: Sandra da Silva Cavalaro Zagol Literatural 29/07/2014
    Jeferson Lopes Ribeiro

    Uma introdução ao conto. Uma espécie de continuação de contos de filhos de deuses, como hércules filho de Zeus e Percy Jackson filho de Posseidon.

    Por: Jeferson Lopes Ribeirol Literatural 25/06/2014 lAcessos: 14

    O lançamento da M.books deste mês examina as táticas de combate preferidas pelos alemães e pelos Aliados, em um trabalho conjunto de comando e controle da artilharia, dos tanques, da infantaria e da aviação, que atingiu um nível de sofisticação jamais visto naquela época.

    Por: Patricia Rosa da Silval Literatural 07/05/2014 lAcessos: 21
    Edjar Dias de Vasconcelos

    Ficção, ficção. Pura ficção. Sem sedição. Como sinérese. Exatamente literária. Diria até delírio. Não existe sujeito. Na concordância nominal. Ausência de ótica.

    Por: Edjar Dias de Vasconcelosl Literatural 01/03/2014 lAcessos: 19

    Depoimento autobiográfico inspirado por uma das mais influentes figuras políticas de nosso país: Juscelino Kubitschek.

    Por: lachatrel Literatural 25/02/2014 lAcessos: 21
    Miriam de Sales

    Uma visita a velhos sebos é muito importante para o leitor;lá podemos descobrir até edições raras e livros perfeitos a custo baixo.Uma ideia jocosa sobre como livros vão parar nos sebos vvai diverti-lo,amigo leitor.

    Por: Miriam de Salesl Literatural 26/01/2014 lAcessos: 16

    Esta crônica tem como objetivo atrair a atenção dos leitores para este tipo de leitura e literatura. A qual vem crescendo cada vez mais nos campus universitários, principalmente por alguns alunos dos cursos de licenciaturas. Pois nestas areas, principalmente da língua portuguesa, os discentes são estimulados a escreverem textos de suas autorias. E porque não publicar crônicas como um texto acadêmico?

    Por: Maria Elil Literatural 28/09/2010 lAcessos: 42

    Comments on this article

    0
    Bruna 27/02/2011
    :D Adoreeeeei o texto! muito bom! um pequeno texto que revela muitos detalhes !
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast