O SUCESSO A CADA SEGUNDO II

Publicado em: 05/05/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 478 |

REDATOR-FREELANCER

O sucesso a cada segundo II

Jb.campos

 

Pela repercussão que teve o: "O sucesso a cada segundo", achamos de bom alvitre escrever sua seqüência, pela qual, desejamos-lhe agradáveis momentos de refle­xão!
Agradecemos à sua honrosa leitura, desejando-lhe todo o sucesso que você esteja anelando...
Sucesso!

Dedicatória

Dedicamos estes trinta e cinco capítulos de auto-ajuda, e o seu respectivo sucesso àqueles que desejam o sucesso profissional, familiar, psicossomático, etc. 

Realmente, desejamos aproximar você da felicidade.

Seja feliz!

 

Sinopse

A saúde e o sucesso na história da sua vida. Estes capítulos são preponderantes ao ser humano que pretenda passar por esta vida com dignidade. Bem-aventurado é, aquele que inteligentemente entrega-se à odisséia de alcançar o saudável sucesso integral!
Discorremos sobre os sofrimentos humanos em suas adaptações: mente – alma – fí­sico.
Você, amigo-leitor verá ser o seu próprio carrasco, executando sobre si os seus sofri­mentos, pois, os seus pensamentos, ou o seu interior criam, ou propiciam condições, plasmando-os.
Desde já, enxergue, ou sinta o incomensurável poder da sua mente.

Dividimos em capítulos a capacidade de postar-se com calma diante dos problemas diários, evitando o sofrimento criado pelos momentos insanos da mente. Fragmenta­mos a saúde e o sucesso dentro do equilíbrio, posto que existam verborra­gia e dialé­tica ao culto do sonhado sucesso. Dividimos os sentimentos que afetam constante­mente a nossa saúde, e bem-estar do nosso sucesso integral. Porém, não nos esque­cemos dos bons sentimentos, que nos elevam ao topo da satisfação de viver a nossa história pessoal.

 

O SUCESSO A CADA SEGUNDO II

Capítulo – 1 – O medo

 

O medo é o fator principal que afeta a nossa saúde, e conseqüentemente, o nosso sucesso, além da perversa inversão que nos causa, pois, logo vemo-nos armados contra o futuro, pelo qual, um possível interlocutor possa nos ofender, ou nos humi­lhar. A prepotência é o resumo deste sentimento, que se chama medo, vivendo nas nossas frustrações latentes! Às vezes, tornamo-nos ridículos nas nossas atitudes li­beradas pelo medo, e com toda a insegurança partimos à Dom Quixote, atacando os nossos moinhos de vento, imagi­nários. Em pleno desequilíbrio, atacamos quixotesca­mente, lançando farpas naquilo que é mais sagrado, o nosso próximo, a quem, deve­ríamos amar como a nós mes­mos! O indivíduo com excesso de irritação e frustração, com certeza está sentindo-se como um animal acuado pelo medo de algum fantasma produzido pela sua mente. Assim agiam os déspotas do passado, bem como os atuais, com dois pesos e duas medidas.

Poderíamos aqui, citar uma gama enorme de pala­vras que se referisse à mente hu­mana como inconsciente, eu maior, alma, espírito, subconsciente, eu inte­rior, cons­ciex, etc. Alguém em estado melancólico de medo está sendo um verdadeiro labora­tório pro­dutor de toxinas! Porém, há maneiras de se pen­sar sadiamente, pelas quais, venceremos este vilão da saúde e do sucesso. Ao apercebermo-nos tomados pelo pâ­nico sem causa, e pelo impulso de agressivi­dade, lembremo-nos da nossa miserável prepotência, e do ditame popular: "Cão que ladra, não morde". Este velho medo já fora compreendido e traduzido pelos antigos, que por estatísticas do dia-a-dia criaram este verdadeiro bordão. Indicação de que o rompimento de alguém a nos afrontar, advém do seu próprio medo, nimbado de chantagem involuntária, pois, submete-se ao ridículo de dar ve­xame, que só pode ser por desequilíbrio, ou por ignorar o seu mundo interior. A salvação contra o medo, se dá com a doutrinação da nossa maneira de ver, ou de pensar, eliminando a fobia mental através da benesse divina - natural nos legada que é, pensar corretamente.

Existe uma confusão generalizada quanto aos nossos sentimentos, confunde-se pai­xão com amor, ódio com ira, ciúme com inveja misturando covardia, libertinagem, vingança, castigo, fé, medo, etc. A sinonímia é grande, mas, podemos simplificá-la entre filosofia – religião – ciência, desdobrando-as, talvez em causas e efeitos, ações e reações. Porém, sentimentos vão além de nossa paupérrima ciência filosófica - religi­osa. Como se quiséssemos ultrapassar os liames do nosso terceiro décimo men­tal, posto que, nem atingimos o segundo. Com toda nossa filosofia sobre o tema aqui pautado, a saúde do sucesso, não obs­tante, poderemos aproximar do equilíbrio, na arte de viver com sucesso.

 

Capítulo – 2 – O sucesso

 

Destrinchemos um pouco o sucesso: Aquilo que significa sucesso para um, não o é para outro, sendo escalas de valores íntimos. Existem castas humanas, vivendo com su­cessos em todos os recantos da terra. O muçulmano, habitando o deserto, sobre o pêlo de seu camelo, julga-se bem-suce­dido sob a égide de Alá. O hindu indiano, sobre seu paquiderme, ou estático em estado de êxtase no fundo de uma caverna - nin­guém pode ter tanto sucesso assim. O tibetano ao lombo de seu iaque, alimentando-se de tsampa, também tem lá o seu sucesso. Estará confiante e, rigorosamente vito­rioso o americano judeu-cristão em sua limu­sine, referta de instrumentos telemáticos, comunicando-se com o mundo dos negó­cios.

Às vezes também confundimos o sucesso. Pensemos sobre aquele irmão "letrado-ig­naro", caudilho-mandatário que se apresenta nos monitores televisivos de nossos la­res, dissimulando bonomia e santimônia, com a cara deslavada, ou se preferirmos: "cara de pau", ou, melhorando a singeleza do nosso vernáculo: "sem vergonha na cara"! Com muita jactância e hipocrisia, mente descaradamente, batendo no seu peito, di­zendo-se: "excelência de ilibada probidade". Exportando para proveito próprio o produto de sua apropriação, ou melhor, roubo mesmo, que é exatamente o imposto pago pelo povo, aos principados paradisíacos fiscais. Geralmente essa horda sem es­crúpulo está enganando-se a si própria em suas "ge­nialidades, e generosidades hipó­critas".
É tão difícil a tradução ignominiosa a essa corja, que apelamos aos pleonasmos e re­dundâncias, e ainda assim estaremos falando em sânscrito para grego. Você, amigo-leitor, partícipe da história também, pode ter sucesso saudável no seu empreendi­mento, dependendo exclusivamente do seu desejo. Seja feliz e esperto, optando pelo verdadeiro sucesso salutar, pois, sua ação versus reação produzirá um retorno brando de efeitos à sua saúde psicossomática, que es­tará equilibrada. Jamais se engane, pois, todo o bem, ou mal que quisermos alcançar nos custará um preço!

 

Capítulo – 3 – A verdade

 

Outro verbete interessante é a verdade. Você sofreu influências mil no seu mundo pessoal, pelo qual formou a sua visão filo­sófica de vida, ou a sua crença, ou ainda, a sua personalidade. Porém, existe uma verdade universal que impera em qualquer filo­sofia de vida: "não queira ao seu irmão, aquilo que você não quer a você". De outra maneira, poderá obter saúde e sucesso falsos à escriba, fariseu, ou déspota. Ao ser hipócrita, estará sendo detentor da mais grave enfermidade que avassala uma maio­ria, que está à mercê do deletério da cegueira mental. "O pior cego é, aquele que não quer enxergar"!

Aquele que possui a verdadeira saúde e o verdadeiro sucesso conseguiu a maior be­nesse da mãe natureza etérea, que é a paz de consciência, ou paz de espírito. O grande sucesso é aquele conquistado pelo sábio consciente. A evolução consciencial, traz no seu bojo o discernimento da ética para o sucesso da saúde integral. O que di­ríamos da verdade absoluta, ou da verdadeira "verdade"? Este tema é polêmico, pois, depende sobremaneira da pátria, na qual, você nasceu e cresceu, formando o estigma da sua personalidade. Sendo você asiático, será dife­rente até no seu biótipo, ado­tando inconscientemente costumes e filosofias (verda­des) da Ásia. Poderia até, ser um cani­bal, silvícola de alguma tribo em extinção. Bem, nascendo-se em Roma, tem-se uma enorme probabilidade de se ser católico apostólico romano. Uns são católicos, outros, espíritas, evangélicos, judeus, arianos, muçulmanos, ecu­mênicos, etc.

Então cada um de nós tem a sua verdade! Até em um determinado e rígido clã, seus adeptos têm as suas verdades ín­timas, que se exteriorizadas escarneceriam seus ir­mãos.

Resumindo em poucas palavras, o saudável e considerável sucesso encontra-se na alma purificada pela compreensão do bom-senso! Neste mundo, existem os escravos da miséria, do dinheiro, da fama, etc. Possuir o salutar sucesso é adaptar-se a qual­quer situação sine qua non, nimbado com a couraça da paz de espírito! É de suma importância o aprimoramento de nossa meta, dentro da nossa verdade. Que fique aqui bem claro, a nossa verdade jamais deverá opor-se aos bons cos­tumes da nossa sociedade.

 

Capítulo – 4 – A confiança

 

Este é um sentimento muito sério, devendo ser ponderado. A sua expansão tradutória é desmesurada. Ratificando a confusão dá-se com a confiança e a fé, meta, vontade, desejo, contu­mácia, etc. Confie, concentrando-se no seu trabalho com afinco, porém, com naturalidade, e pode esperar aquele fruto saudável produzido pelo sucesso da sua confiança. Às vezes ficamos desnorteados com tantos pensamentos fluídos da nossa mente, de­sorganizando a racionalização dos nossos afazeres. Temos de confiar de que somos capazes de manter o equilíbrio de nossos atos, pela ordem racional dos fatos.
Confiar, é ser generoso e nobre, pois, é conceder voto de confiança a alguém, que se sentirá feliz e honrado. Confiar no seu Deus, no seu irmão, se faz necessário e emi­nente, posto que, esta nossa vida e seus bens não durarão para sempre, sendo a sua efemeridade imperi­osa. Sabedores conscientes destes fatos, pois, "contra fatos não há argumentos", confiantes no futuro eterno, nosso tono moral elevar-se-á as alturas estratosféricas, dando-nos a certeza de que, atravessaremos todas as procelas e borrascas de um mar revolto, chamado vida, porém, com o vislumbre de gratificantes calmarias. Esta afirmação onusta de dinamismo constitui-se em uma fórmula segura para su­perarmos dificuldades, já que, arremete-nos a sentimentos etéreos. Isto dá grande força ao indivíduo que, está padecendo de grande sofrimento, ou pas­sando por tormenta. Qualquer pessoa que tenha passado por intempestiva tempestade arrasa­dora, sofreu de enorme pânico, porém, depois daqueles momentos procelosos, es­quece-os quase que, automaticamente, como diz o velho adágio: "Depois da tem­pes­tade vem a bo­nança". Todos os entraves que sofremos no nosso dia-a-dia mexem com a nossa saúde psi­cossomática.

O ciclo natural da vida em si, é o bastante para esclarecer bem este fator: nascer – crescer – morrer... Por ele somos concitados às profundas reflexões que nos conduzi­rão à confiança do poder universal, do qual, fazemos parte. Não há outra maneira sa­tisfatória do que, aceitarmos o que temos de melhor, então confiemos no nosso ver­dadeiro sucesso impoluto! Até mesmo o sucesso póstumo, nos dá a esperança de que nos fará um bem saudável à nossa alma.

 

Capítulo – 5 – O pensamento

 

O pensamento é uma espada de dois gumes, arma mortífera e paradoxalmente res­suscitadora de saúde e sucesso, que a nós nos foi concebida para a evolução do nosso ser. A força do nosso pensamento é imensurável! Ao meditarmos sobre a fragilidade de um nascituro, e nos meandros que a vida lhe reservou, ficamos boquiabertos e atônitos, pela sobrevivência de tal criatura em meio a tantas agruras e espinhos, jor­nada, a qual, todos nós percorremos. Com certeza o seu instinto de autodefesa pen­sante, o faz bem-aventurado com saúde provinda da natureza divina.

Ao analisarmos o ciclo vital de uma planta nativa, ou silvestre, vemos claramente a mão da natureza preservando-a de maneira fantástica. Com esta nossa explanação, estamos aludindo a uma mente maior, que rege os uni­versos. Se todos nós humanos, pensássemos um pouco sobre a nossa caminhada, já percor­rida, desde o ventre ma­terno até o momento atual, passamos por lugares e processos complicados, então; somente isto já nos bastaria para vermo-nos venturosos.

Deus nos fez maior do que as dificuldades. Você é o seu próprio pensamento! A dife­rença que o homem não consegue ver, sobre a vitória, fracasso e sua mente, está no tripé:

Desejo – tempo – ação:

a) - Desejo:

O seu desejo deve ser ardente a exemplo dos provérbios: - "Querer é poder". – "Quem espera sempre alcança". – "Sonhar é viver" – "Tudo é possível àquele que crê, pois, ainda que esteja morto, viverá". Desejando com fé e paciência, a lei do sucesso natural virá cumprir o seu papel.

b) - Tempo:

Você deve esperar a natureza maturar o fruto do seu trabalho, veja bem, ao desejar colher laranja, começa plasmar a sua idéia, porém, sendo imediatista, não esperará o amadurecimento do fruto, partindo para outra idéia às vezes tisnada, prolongando a sua chegada ao sucesso.

d) - Ação:

Não se deve ficar na teoria: - "Mais vale a prática do que a gramática" – "A fé sem a obra, é morta". Mãos à obra, a ociosidade faz verdadeira confusão na mente hu­mana, o trabalho é divino – goste de trabalhar! – Que valor pode ter uma boa idéia, se ficar apenas na cabeça do seu pensador?

 

Capítulo – 6 – A meta

 

Pense bastante antes de tomar uma decisão, e depois de tomá-la, agarre-se a ela com unhas e dentes! Trace uma meta, e vá em frente, fixe nela a sua mente, e se entregue a ela, desco­nhecendo qualquer dificuldade que se possa lhe opor, lembre-se você é sempre maior do que ela! A vida, é um jogo generalizado, aprenda a jogar este jogo, e jogue decentemente como a um enxadrista, frente ao tabuleiro da vida. As dificuldades legam-nos grandes aprendizados, a todo o momento deparamos com pessoas ganhando e perdendo, e tornando a ganhar, assim é o nosso cotidiano de su­cesso!
A cada perda, um desafio, sempre mais uma experiência ao retorno do ganho e do sucesso.
Quando um aluno perde um ano letivo tem de repeti-lo, porém, doravante, sendo um aluno aplicado, assimilará com mais facilidade os ensinamentos a ele agora mi­nistra­dos, pela sua experiência passada.

A crise provoca criatividade e evolução! Quantos sobreviventes de crises mundiais como guerras que grassaram o planeta, ressuscitaram das cinzas tornando-se emi­nentes personalidades no metiê do sucesso internacional. A sua meta traçada pela saúde mental, ou pela mente sadia, é a maneira, pela qual, alcançará o tão almejado sucesso.

Capítulo – 7 – A culpa

 

Sentimento este, que avassala a nossa mente. O sentimento de culpa empaca a nossa saúde mental quando direcionada ao sucesso. Às vezes deparamos com espécimes humanos apolíneos ou hercúleos, de modo a nos fazer inveja tais biótipos, mas no imo de suas almas existem sentimentos que os tor­nam desequilibrados, amargurados, ofuscados, empanados, mal-educados, etc. Novamente estamos percebendo a ação versus reação. Então uma bela pessoa com muitos atributos físicos, porém, azeda, ranzinza, torna-se desprovida de carisma, e estando enferma, embora, esteja muito bem financeira­mente, não passa de uma mente doentia e sem sucesso! A culpa leva a pessoa subestimar-se!

A nossa filosofia de vida não é perfeita, sempre nos arrasta aos sentimentos de culpa latente e inconsciente. Quando nossos genitores fazem pequenas chantagens para nos dominar, começa a impregnação de nosso ego com estilhaços de sofismas, ou pe­que­nas mentiras camu­fladas, afetando a nossa estima, colocando-nos em deprimente estado de espírito. As igrejas sempre lidaram muito bem com o fator culpa, quando exortam o seu redil de cordeiros maculados, porém, redimindo-se no sangue do Cor­deiro Imaculado, Je­sus o Salvador. O cristão sentindo-se depurado de todas as en­fermidades espirituais, principalmente das suas culpas, ou dos seus pecados, vislum­bra um enorme portal se abrindo ao seu sucesso de filho de Deus. Pratique o auto perdão, e "não chore o leite derramado", lembre-se, você é mais um ser humano im­perfeito, dentre os bilhões.

 

Capítulo – 8 – O entusiasmo

 

O entusiasmo é o carro chefe da saúde e do sucesso! Este sentimento é plenamente contagiante! Entusiasmo, verbete derivado o grego que quer dizer: cheio de Deus. O entusiasta, devidamente equilibrado, é sobremaneira carismático, elevando o moral do seu ouvinte, ou apenas com a sua presença onusta de energias benéficas.

O pseudo entusiasmado, o demagogo, hipócrita, prolixo, que apesar de miasmáticos conseguem levar uma multidão de eleitores às urnas reelegendo os mesmos sacri­pantas e safardanas ao poder, pois, precatemo-nos dessa súcia. Quantas asneiras ou­vimos à maneira de gloriosas promessas, quando na verdade são eles, ladrões apro­priadores indébitos dos bens do povo. No termo literal! – Ladrões da miséria humana!

O entusiasta verdadeiro é consciente do seu entusiasmo, divisando-o com precisão através da ética, moral e bom-senso, pois, é politizado condignamente.

 

Capítulo – 9 – Reviver

 

Ressurreto esqueça um pouco que você é mortal, apesar de ser realmente eterno na sua essência, e sendo eterno, tudo aquilo que lhe acontecer nesta vida, passa a ser-lhe lucro. A grande dádiva de Deus a nós nos legada é o dom de dormir o sono da entrega aos seus cuidados. Deus através da natureza mostra-nos a sua força e o seu cuidado, bastando-nos olharmos a beleza de uma flor, então podemos ver tanta per­feição, e você é, com certeza mais importante do que qualquer planta terrestre, já que tem total domínio sobre ela, podendo preservá-la, ou destruí-la. Renove suas for­ças, renasça a cada instante, comparando-se com as demais criaturas do planeta, ou do mundo vegetal, as quais são veladas pela natureza divina.

Uma criança vive o eterno momento, pois, pela sua inocência ela é atemporal. Seja uma criança – não se preocupe com o amanhã – aja bem no dia de hoje! Todos os santos dias, ela se en­trega aos frágeis braços de sua mãe, com a máxima segurança. Instintivamente ela está, na realidade, entregue aos cuidados do Criador, embora não saiba traduzir tais condições.

Ressuscitamos a todo o instante. Geralmente acontece esta percepção, quando al­guém está passando por grande difi­culdade e aflição até chegar à estafa plena, então se entrega por completo á mercê de Deus, e a natureza da sua consciência lhe diz: Você fez o possível, pois, o impossí­vel o tempo encarregar-se-á de fazer! Pode en­contrar-se nos estertores da morte, ainda assim pensará numa vida futura de sucesso eterno. Ressurja a cada momento com força renovada, e terá sucesso integral.

O trabalho é a terapia natural mais saudável e completa ao ser humano. Procure tra­balhar com aquilo que você gosta, porém, se isso não lhe for possível, procure gostar do que está fazendo. Somos seres adaptáveis às condições ambientais. A saúde e o sucesso dependem muito de você. Sonhe com o sucesso, lutando contra as hostes malignas do seu pensamento, que são os empecilhos normais dos vence­dores. "Sem luta não há vitória". Lute calmamente sem ansiedade, faça cada instante do seu dia, prazeroso, repleto de resignação, se for o caso, porém, jamais confunda esse estado de coisa, com como­dismo. No seu trabalho elimine a auto concorrência, posto que, o seu perfeccionismo poderá levá-lo às raias da insanidade, travando lutas acirradas consigo mesmo. Não exija o exagero de você nem dos seus subalternos! Não produza em você mesmo toxinas, afetando a sua saúde psicossomática, que o levarão à dege­nerescência. Reviva constantemente a tolerância e a generosidade! A tolerância é a maior conquista do homem da atualidade degradante, posto que, nossos irmãos estão perdendo suas identidades – com tanta tecnologia, estamos re­tornando às cavernas, somos trogloditas da era moderna.

Quando você tolera o seu irmão, está ajudando-o a tolerá-lo também, pois, ódio gera ódio e violência gera vio­lência. Não seja seu próprio algoz, a sua mente é muito sutil pregando-lhe peças, você rara­mente pára para pensar nas suas intrigas interiores, são lutas ferrenhas que você trava com você mesmo, eis, aquela cobrança infinita do seu pensamento, do seu espírito, cobrando-lhe a perfeição, ou qualquer desejo desa­gradável, talvez até mór­bido. Se você for machista, cobrará isso de você, e suas ati­tudes serão adversas, como prepotência, da qual, já falamos anteriormente. Isto cabe também perfeita­mente às feministas, ambos os sexos pecarão pela arrogân­cia, e ato­leimada intole­rância. Não será tão simples, porque você já é um viciado em brigas interiores, mas doutrine seus pensamentos trocando-os pelos bons e corretos. Deixe essa guerra in­terior, pois, ela é sutil, ofuscando a sua visão, tisnando o seu entendi­mento, não dei­xando você enxergar essa auto violação, deteriorando a sua saúde e sucesso! Porque quando você briga com você mesmo o seu mau-humor transparece na sua face cris­pada e retesada pelo ódio de você mesmo, e da não conquista de sa­bemos lá o quê...

 

Capítulo – 10 – Inversão de valores

 

Faça uma inversão de valores na sua mente, agarrando a autoconfiança. Você Pode! O poder da autoconfiança está na sua cabeça, porém, quando parte para o negati­vismo, começando a ver a vida como um pequeno espaço negro, aí nosso amigo, você parte para a pauleira, posto que, a sua mente cria muitas encrencas para você. Mas dora­vante você passará criar vitórias positivas, e verá a sua vida se encher de sucesso!

Falemos de pessoas de alto astral, alegres, estimulantes, eloqüentes, elas são trans­lúcidas, suas faces produzem expressões de felicidades e de alegrias contagian­tes. Pense bem, você ouvindo algum encômio do tipo: Sentimo-nos felizes na sua pre­sença! Não é algo transcendental? Então, você estará apto para avaliar a sua empatia, produzida pela sua rica personali­dade. Existe bem aí no seu nariz, aquele cara alegre, expansivo, do qual, você sente prazer e alegria de estar perto. Mas, também existe aquele chato de galocha, do qual, obrigamo-nos a falar, por ne­cessidade premente. O indivíduo ranzinza demonstra no seu rosto enrijecido, a sua condição de fracassado e derrotado pelo seu estado de espírito negativo. Se lhe for possível, retire-se imedia­tamente de perto de pessoas hipocondríacas, pois, somente estão realizadas quando se encontram doentes, na realidade são eterna­mente deprimentes. Mormente se você estiver consciente dessa virulência perniciosa e contagiante, pois, a maioria não se dá conta desse mal. Sendo ameaçado por essa desastrosa doença psicossomática, terá de adotar o único antídoto existente, a poção mágica da inversão de valores. É pesado repetir que, esse mal-estar, é semelhante ao deletério depauperante da nossa saúde. Mas, mudando o seu pensamento, ou a maneira de você pensar, estará livrando-se dessa mazela, porém, apesar de imunizar-se, e necessitando enfrentar essa casta de persona non grata, transmita-a o positivismo. Porém, ratificamos, se você não estiver preparado, fique bem longe dessa gente pes­tilenta.

Agora, se você se diz cristão, mas, cultiva ervas daninhas como o negativismo, mau-humor, arrogância, empáfia, orgulho, etc.  Ficamos desconcertados com seus "dotes", posto que, o Cristo não é assim, tanto que, já mencionamos a sua gloriosa e estimu­lante frase: "Tudo é possí­vel àquele que crê". Inverta o seu modo de pensar, ressus­cite boas idéias, colocando-as em prática. - In­verta os seus valores. O sadomaso­quismo pode ser bradado por seus filósofos, porém, o ser humano está sempre so­nhando com o nirvana do bem-estar. Portanto, prevalece o sonho paradisíaco com a execração do pesadelo, lá no âmago do homem. Repetimos: "Sonhar é viver". Então sonhe amigo leitor, livrando-se dos grilhões dos seus pesadelos, produzidos pela sua apreensão mental com um futuro, pelo qual, nem sabe se vai passar. Deus continuará cuidando de você, como tem cuidado até agora! Podemos estar no mais profundo de­letério, porém, se nos for possível vislumbrarmos um pouco de alegria e transmiti-la ao nosso próximo, com certeza a nossa dor será amenizada.

No planeta está-se gerando muitas casas de lou­vores a Deus, e isto não é de graça, apesar de serem mostrados somente os milagres, contudo existem os Jó's sofredores de provações e tribulações mil, como foi o próprio calvário de Jesus, que nos exortou com muitas palavras como estas: "Neste mundo tereis aflições e sofrereis por amor ao meu nome, etc". Como o redil é imenso no pla­neta, onde são arrebanhados mi­lhões de ovelhas e, sem acepções, posto que, a exemplo do Mestre, lá estão os aben­çoados biliardários, famo­sos, leprosos, aidéticos, crianças, jovens e velhos, todos mo­vidos pelo entusiasmo, e pelo estímulo (cheio de Deus – derivado do grego) como já aventamos anteriormente. – Todos recebendo, ou esperando milagres. Todos os sen­timentos etéreos não podemos plasmá-los em biótipos concretos como amor, ódio, inveja, fé, porém, temos a convicção de que todos eles existem já que os sentimos, e como sentimos! Então, pensar é sonhar, e sonhar é possuir enorme poder! Sendo que, a inteligência humana movimenta enormes loco­motivas, incluindo fasci­nantes naves espaciais. Sonhar pode ser inversão de valores, pois, aquilo que você acha im­possível, já que literalmente é sonho, pode inverter-se na mais plena realidade. A vida é um sonho verdadeiro, daí a frase: viva intensa­mente a cada segundo da sua exis­tência, deixando bem claro que, ela é tão efêmera quanto ao sonho! A nossa vida sendo um sonho, nela tudo torna-se possível, mas, neles nós nos ade­quamos ao fa­tos, da mesma forma, pela qual, nós nos adaptamos à ela. Podemos pensar, distor­cendo enganosamente o nosso pensamento, e desta ma­neira estarmos invertendo os nossos velhos valores.

Digamos que neste momento você esteja no seu trabalho, sendo ele qual for, procure fazer dele a sua arte, embora esteja ele fragmentado em arte ou ciência, não importa, são apenas erudições de se­mânticas. Faça do seu trabalho uma arte, assim terá nele criatividade e satisfação. A saúde e o sucesso integral, são as benesses da mãe natu­reza, que o aproximarão da felicidade. Lembre-se, se a sua cabeça estiver bem, todo o seu corpo estará tam­bém. Ao acontecer qualquer fato de relevada importância a alguém, vem logo, a velha per­gunta: - E fulano, como está se sentindo? Aquilo que não podemos ver com nossos olhos nem apalpar com as nossas mãos, por si só são sentimentos extra-sensórias, embora, nossa redundância esteja fora do con­ceito na­tural de várias interpretações. São indubitáveis forças energéticas invisíveis! Temos depauperado com empresário bem-sucedido, atribuindo o seu sucesso à benesse di­vina, reconhecendo a sua peque­nez diante de Deus, assim como multifacetados pro­fissionais de segmentos humanos. Podemos então, apercebermo-nos da desmesurada força da fé mental, invertendo a nossa incredulidade. A vida de sucesso profissional, é uma parafernália de compro­missos, mas, o vencedor conta com a força etérea univer­sal, através do desejo con­tumaz de vencer, trazendo o sucesso em seu bojo de ex­pansão àqueles de seu conví­vio.

 

Capítulo – 11 – Delegar poderes

 

Delegar poderes é muito importante à sua saúde de sucesso. Quando você não quer delegar, achando que agindo assim estará evitando proble­mas, julgando-se melhor naquilo que faz do que seus supostos delegados. Bem, isso até é bem possível, po­rém, todos nós falíveis necessitamos da cooperação de outros mortais. Assim, é a nossa vida com seus erros e acertos. Acontece que, você é quase perfeito na quali­dade, mas, no mundo moderno e globali­zado, no qual estamos vivendo, são indispen­sáveis qualidade, quantidade, bom preço, e rapidez na entrega da mercadoria e ou­tros detalhes. Dependendo do que você faz, ou não, terá enfaticamente de contar com apoio de ro­bôs, telemática, etc. Ratitificamos que as máquinas, não substituirão o ca­lor humano-carismático que, é a seta indicando o rumo ao sucesso integral. Delegar é confiar.
Diz-nos um trecho bíblico: "O amor tudo suporta, e em tudo confia. "Então delegar, é amar, e amar, é lucrar, no mais profundo sentido da palavra, posto que, Deus é amor! "Há males que vêm para o bem". – Diz-nos o antigo refrão, naturalmente que ao de­legar, sofrerá algumas decepções, mas, na sua pertinácia irá se aperceber de que, o aprendizado lhe trará grande experiência deste aprendizado. A criatividade é dom natural, pois, quando ela começa lhe falhar, creia, é Deus em sua imensa sabedoria, permitindo que o seu caminho seja ofuscado, para que você desperte para o mais adequado, ao seu caso específico. Não se julgue azarão, tenha paciência, e aprenda a esperar, pois, delegação é ativi­dade mútua, "a união faz a força".

 

Capítulo – 12 – O ego

 

Somos produto no meio, no qual vivemos, pois, a maioria comunga com o seu sis­tema, ou com o ego coletivo de um sistema que, é o repositório de costumes e con­dutas que formam a sua personalidade. Ora, ora, todos nós sabemos que, é bem mais fácil destruir do que construir, fazer o mal do que o bem. Às vezes, pequenas críticas deixam cicatrizes por uma existência inteira. Digamos que, um bom cantor seja laure­ado com um prêmio máximo de um renomado concurso e, estando vislumbrando esta carreira, pode desmoronar do seu pedestal, por uma simples frase desdenhosa dita por um já consagrado cantor. Não se pode consagrar um profissional, desdenhando-o com despeito e inveja, se o tal não tiver embasado com estrutura escolar de viver num mundo tão estapafúrdio de hipocrisias. Também não se pode: "agradar gregos e troianos".
Estamos tratando de força intimamente humana, pois, não se presta muito atenção neste poder sutil, que vem nimbada de várias nomenclaturas, como já aventamos anteriormente.
Mas, tudo nesta vida pode ser aproveitado, a frustração de um fracasso, pode perfei­tamente ter efeito contrário, gerando no indivíduo uma obstinência incalculável, po­dendo levá-lo ao sucesso, porque essa força incontida mexe com o brio próprio, ou a vergonha frustradora dessa pessoa que, sai à cata do sucesso, desapontamentos dessa natureza tem elevado muitos aos píncaros da glória. Quando somos desafiados, espezinhados, tripudiados, ficamos feridos e turbados nos nossos sentimentos mais íntimos, porém, para cada ação existe uma reação, pois, quase sempre, quando ofen­didos no nosso mais profundo brio, vamos involuntaria­mente à desforra à mil manei­ras, aliás, é muito bom irmos à maneira mais saudável possível, fazendo uso do amor, e se Deus é amor, estaremos fazendo uso da maior força universal. Não se esqueça: entusiasmo quer dizer: Cheio de Deus. Naturalmente que, esta conotação dialética se nos parece com vingança, mas, pode ser apenas "frustração sadia". Jamais pequemos por arrogância, ou desprezo, pois, somos muito pequenos, para sentimentos menores ainda, não façamos uso de resquícios de desajustes empafio­sos.

Procure o entendi­mento com seus colegas, porém, há apenas uma maneira eficaz de você chegar a esse consenso, não lhe sonegue o amor, e voltamos a insinuar-lhe o estímulo. Não lhe custa nada olhar ao seu parceiro de caminhada, como se fosse você mesmo, e o é! Talvez, como você vê sua mãe, seu filho, seu melhor amigo, ou alguém de sua empa­tia pessoal, etc. Como você é enfaticamente um refletor de sentimentos, será notado como um ser onusto de muito carisma. Comporte-se sempre com muita simplicidade, decoro e espontaneidade, pois, sendo amorável e comedido. Estamos em busca de algum verbete, que possa traduzir o intraduzível que é, o amor! A grande mágica do amor está na demonstração de estima que você possa expor dis­cretamente ao seu interlocutor.

 

Capítulo – 13 – O estímulo

 

Este é um capítulo especial, é enorme a quantidade de pessoas necessitadas de estí­mulo, sempre foi assim, e continuará a ser; Saúde e sucesso não subsistem sem o estímulo!
Para haver o estímulo, é necessária uma grande dose de bom-senso, o estímulo até pode ser truculento, como já conjeturamos sobre a frustração estimuladora, mas, normalmente consideramo-la mais leve, como elogios discretos e sinceros que são os melhores aos fracos e oprimidos pela lide do dia-a-dia. Quando nascemos, somos li­teralmente espalmados nas nossas tenras nádegas, coisa meio esdrúxula, mas, a sua prática se nos parece necessária. – Já falamos bastante sobre a frustração que, é o grande e natural estímulo, para que superemos os obstá­culos que a vida de sucesso se nos oferece. Ratificamos: Não sonegue elogios sinceros, do fundo da sua alma. Você sempre encontrará alguma virtude no seu irmão. Se isto é verdadeiro, elogie-o com amor, admiração e sinceridade, mas, cuidado, saiba dosar seus encômios, não exceda, vá com cuidado e sutileza. Enfatizemos a dificuldade: Todos nós sofremos, semelhantemente, ou seja: os nossos problemas são mais ou menos iguais, ou muito parecidos, tanto é que, estamos sempre ouvindo frases como esta: "Deus dá o frio conforme o cobertor". Se a prática milenar de expor esta frase é verdadeira, então se nos compara com pos­suidores de trunfos para a sobrevivência. Tudo isto, é muito veraz, pois, "o sol nasce para todos"! De modo que, provérbios populares como este, nos servem de estímulos, mostrando-nos, que não estamos a sós neste barco, às ve­zes encapelado, ou tranqüilo, pois, nele se encontra uma grande tripulação, portanto, você não é detentor deste privilégio. O auto-estímulo é, o caminho que leva ao su­cesso integral! Veja-se vitorioso na sua vida, seja mais você, porém, jamais abandone a humildade! Diga: sou capaz! "Querer é poder". Não se esqueça: "tudo é possível àquele que crê"!

 

Capítulo – 14 – Desacerto

 

Dentro do nosso desacerto estabelece a doença do negativismo, e até nesse estado tacanho Deus é bondoso, dando o frio conforme o cobertor àqueles que gostam de se lamuriar, como são os casos dos masoquistas e hipocondríacos, que a nós se nos pa­recem estar felizes somente quando estão doentes, ou com suas dores. Bem, não há de ser o seu caso, mas, desculpe-nos a franqueza, pois, se você se acha filho de Deus então há de ser muito feliz, posto que, nada sobrepuja tal magni­tude! "Mente sã em corpo são." Esta antiga frase, demonstra-nos que o desacerto físico pode afetar a mente, e que o mental pode deprimir o físico causando transtornos infindáveis, e para concluirmos esta verdade, basta-nos, visitarmos os manicômios. O nosso deletério encontra-se no nosso painel de controle emocional, que é a nossa mente, governanta do nosso corpo físico e de nossas atitudes. Quantas vezes ouvimos que, fulano tem cabeça fraca, naturalmente indicando que, se a mente não for boa, com certeza o corpo também não será. Temos de ajustar nossos pensamentos, se quisermos acertar o nosso sucesso vital. A nossa redundância dialética nos leva a uma necessidade de adentrarmo-nos num estado de espírito pacífico, ou de uma mente em paz, com pen­samentos controlados. Esta é a maior meta latente no ser humano, embora em total inconsciência, procura-se paz de espírito na matéria densa e viscosa. Ao analisarmos frases de luminares da humanidade, concluímos que, eles ensinaram da maneira mais profunda e simples para se achar a paz, que é a riqueza mais con­tundente, e que poucos mortais tiveram o privilégio de se aproximar dela, através do amor.
Quantas vezes lemos no evangelho de Jesus: "A minha paz vos dou, não vo-la dou como o mundo vos dá, etc". Ouvimos também, pais amoráveis alentando seus filhos com palavras assim: Fique em paz meu filho, confie em Deus, Ele proverá todas as nossas necessidades. Como que, em se ficando em paz eximisse-se de todas as ma­zelas da vida. Não temos a intenção de fazermos aqui uma cartilha cartesiana de su­cesso.
Apenas vamos delineando ocorrências práticas do nosso cotidiano. Veja você, amigo leitor, quão grande desacerto é, quando a degenerescência mental vislumbra um fu­turo conflitante, o qual nem sequer sabemos se existirá. Que maneira estapafúrdia é essa de vaticinarmos um futuro negro para nós. Pois, são os já conhecidos pesadelos do negativismo. Procure se acertar consigo mesmo!

 

Capítulo – 15 – O hábito

 

Mudar de hábito, costume, tabu, que são sinônimos de condicionamento mental, é uma questão de puro aprendizado, às vezes conhecido por conversão. Um viciado, perdido no seu mundo destruidor ao ser doutrinado por um eloqüente evangelizador, pode mudar radicalmente a sua postura perante a vida, pela persuasão e conversão. De modo que, não sabemos quase nada sobre esse mecanismo psico-espiritual, ape­nas podemos confirmar mudanças de personalidades, fantásticas. Então vemos mira­culosas transformações e resoluções nas atitudes humanas. Ao você insistir nos pen­samentos negativos, plasmarão esses seus pensamentos, acontecendo da mesma forma com os positivos. A história tem nos mostrados fatos milenares, de pessoas extremamente negativas, que esperaram desgraças, e receberam-nas. Jamais se es­queça de um fator muito importante e verdadeiro, você quando dorme sonha cons­tantemente, e lembra-se muito pouco dos seus sonhos, porém, não deve ignorar de que eles ficaram impregnados em seu subconsciente, e que irão refletir no seu dia-a-dia. Se você se achar habitualmente derrotado, ao dormitar continuará a sonhar com o derrotismo, consolidando-o, impregnando-o cada vez mais no seu âmago. Esse mal cultivado ao seu estado de espírito deixá-lo-á um verdadeiro trapo humano em busca de subterfúgios nas maldições contra a vida que está levando. O hábito da preocupa­ção pode ser confundido com fatalismo, pelo qual, o indivíduo se preocupa, porém, não toma nenhuma decisão, dizendo: que seja o que Deus quiser. O fatalista habi­tuou-se a entregar seus problemas nas mãos de Deus, para que Ele os resolva, acos­tumando-se assim com as dores dos aborrecimentos do ócio, como fora um vício. É inegável que, o uso de uma droga qualquer no seu início não é muito confortável, o primeiro gole de uma aguardente desce queimando até a alma da pessoa, porém, os demais a ficam deliciosos até a chegada do desastre acérrimo. Cultive os bons hábi­tos.

 

Capítulo – 16 – A monotonia

 

Quebrando a monotonia tradutória de verbetes, peço a sua licença, trocando até de pronome pessoal para relatar uma pequena história de minha vida. Quando ainda muito jovem, porém, casado e pai de uma filha, tendo de deixar a casa de meus pais, e aquela situação constrangedora muito me assustou, e doeu-me no peito, pois, tendo de deixar minhas amadas, esposa e filha recém-nascida, bem como meus pais, etc.  
Como leitor praticante dos evangelhos cristãos, abri aleatoriamente a Bíblia com o fito de receber alento, pois, estava deveras conturbado. Ao abri-la deparei-me com o livro de Josué, 1:9, que diz: "Sê forte e corajoso, não temas nem te espantes porque o Se­nhor teu Deus é contigo por onde quer que an­dares". Imagine amigo leitor, o lenitivo formidável para a minha angustiante situação, ler e guardar no meu coração aquele verseto.
Explicitando-me melhor, naqueles dias fui compelido contundentemente a tomar uma drástica decisão, sendo sócio de meu querido pai, em um pequeno negócio familiar, numa cidadela interiorana. Resumindo, aquele pequeno negócio da família fracassara, e vi-me em palpos de ara­nha, tendo uma família para sustentar, e sendo muito jo­vem, e sem experiência de vida. Parti sozinho, rumo a uma das maiores megalópoles do planeta à procura de um em­prego, fato peculiar ao ser humano. Atribuo à infinita bondade divina que me fez ler aquele versículo, dando-me força para triunfar. Vivia num paraíso, uma pequena e bela cidade, jamais pensei em mudar-me de lá, porém, tive de aprender que na vida tudo é mutável, nada permanece estático, sendo isto muito elementar, posto que, a vida em si já nos ensina a sua evolução mutável. De maneira que, somente há progresso através de ebulitivas transformações vitais.

Es­queça o seu passado monótono, pois, "águas passadas não movem moinho", o fu­turo é infinito e, muitos ensinamentos e aprendizados nos esperam, mesmo porque, a todo o momento estamos criando situações para que assim seja. Recordar o passado, é sofrer duas vezes, se você recordar dos seus sofrimentos, es­tará sofrendo e, se for dos bons dias passados, poderá sofrer por não tê-los no pre­sente momento. Quem fica atrelado ao passado carrega um enorme fardo de ônus sem causa pre­sente, em simples palavras, o que passou, passou! Não se apegue às velhas e caducas lembran­ças amargas, que para trás ficaram e, não voltam mais, a não ser no seu sofrimento mental.
Tanto o passado como o futuro são de cunho virtual, a menos que você plasme-os através da poderosa força mental, que é o seu pensamento inerente aos tempos aqui referidos.
É muito chato a repetição monótona de fatos passados, em eternas e canhestras re­petições de sofrimentos e derrotas. Olhando ao bom futuro, preconizando-o, a ten­dência, é a de criá-lo através de novas atrações, renascer, é o nome, pois, a vida é constituída de renovações constantes. Você deve evoluir em novas experiências.
Medite profundamente sobre a sua causa, no afã de produzir um ótimo efeito alme­jado por você, pois, esta é, a tônica da saúde e do sucesso. Seja obstinado não dando atenção às críticas medíocres, que você ache, sejam elas destrutivas.

 

Capítulo – 17 – A aposentadoria

 

Muitos aposentados carregam no seu âmago amargurado, as pechas de inválidos, re­jeitados, inúteis, ociosos, e por esses malgrados adjetivos sucumbem, com alguns meses, ou anos de torturantes aposentadorias. Quando deveria ser ao contrário, já que, esses aposentados cumpriram longos anos de trabalho, afixando em suas folhas profissionais o cunho de lealdade e honestidade, que são suas marcas registradas. Mas a nossa velha mente vive nos pregando peças. O conceito, aposentadoria, margi­naliza o aposentado. O aposentado que se preparou, administra a sua auto-estima, fazendo se respeitar em qualquer setor da sociedade. Ratificamos: o maior inimigo do homem é, ele mesmo, induzido pelos seus falsos pen­samentos. Ora bolas, pensar é muito fácil, difícil é, separar o joio do trigo, em outras palavras, o maior desastre hu­mano, é o seu ócio pensante, pois, aparenta ser ócio, porém, ma­quinando o mal tra­balha incessantemente na crueldade e seus derivados.

O aposentado por tempo de serviço deve vislumbrar o seu grande privilégio, pois, além de ter cumprido com a sua gloriosa missão, está dotado de cabedal de experiên­cias mil. Existem múltiplas opções ao aposentado, podendo ser seu próprio patrão, com toda a sua experiência de vida, ou quem sabe, encaminhar-se ao bem-aventu­rado altru­ísmo no auxílio ao seu irmão por pura filantropia. Mesmo tornando o seu mundo renovado, usará suas experiências na criação de novos fatos do seu dia-a-dia, saindo da cansativa mesmice. Portanto, sendo você aposentado, ou quando o for, saia do pragmatismo, livrando-se do estigma de aposentado. Medite constantemente na sua necessidade premente de continuar ativo e útil, como fora a vida toda. Mude a sua óptica, saindo do lugar co­mum de aposentado, você tem muito a dar, deixe os parasitas do povo, pois, eles re­ceberão seus quinhões. Faça a sua parte e seja feliz. Seja um aposentado trabalha­dor!

 

Capítulo – 18 – A imagem

 

A imagem é o cartão de visitas de pessoas físicas e jurídicas na conservação de seus sucessos. Este tema é de relevada importância, pois, a primeira impressão dá o im­pacto posi­tivo, ou negativo, liquidando-o, ou conservando-o. Preservá-la é de imperi­osa necessidade ao sucesso! Tenha pontualidade britânica! Não seja displicente! Não dê furo nos seus compromissos! Preste atenção, como é óbvio, construir é difícil e destruir é fácil, então você levará um longo tempo para conquistar o seu prospecto, ou a sua amizade, porém, uma pe­quena negligência porá a perder um grande te­souro, que poderá ser o fruto dessa conquista. Cumpra à risca todos os seus compro­missos!
Neste capítulo, você encontrará muitos quesitos para melhorar a sua imagem, ou pi­orá-la. Ao queimar a sua imagem diante do seu cliente, estará desperdiçando uma bela car­reira. Ao recuperá-la ficarão cicatrizes do passado, e muito pior será a recidiva irrecuperá­vel.
Sintetizando, desde a nossa aparência pessoal às nossas atitudes ilibadas, às nossas ferramentas de trabalho, nosso marketing, etc. São fatores indispensáveis ao sucesso integral.
Não faça promessa que não possa cumprir, seja sincero e autêntico, sendo espontâ­neo estará ganhando a confiança do seu contato, porém, existem pessoas maldosas e indiscretas que na gíria são tratadas como: queimação de filme, sendo imprudentes, descomedidas, alcoviteiras, mexeriqueiras etc. São pessoas fadadas ao fracasso, você pode ser extrovertido à beça, mas, tenha "desconfiômetro", medindo suas palavras e atitudes.

 

Capítulo – 19 – A atualização

 

Não fique estagnado, acompanhe o progresso, a mídia é extremamente capaz de in­formá-lo.
Temos jornais, revistas, rádios, televisões, computadores plugados com o planeta, de modo que você não precisa sair nem do lugar para se atualizar e estar bem infor­mado.
Leia livros de auto-ajuda, existem muitos deles que irão mudar radicalmente a sua maneira de ver a vida, de pensar e agir. Seja um prospector à cata de informações, sondando com sutileza a vida do seu pros­pecto, e sempre irá encontrar uma necessi­dade a ser suprida, e você será o mediador de seu contato, podendo ser o fio da me­ada para o seu sucesso. Ao se manter atualizado, não temerá as perguntas sutis do seu cliente, responderá mansamente, com o equilíbrio da autoconfiança demons­trando ser um profissional competente. Ao expor seus conhecimentos com singeleza e humildade, será deveras contagiante e cativante. Se o seu cliente tiver potencial, sonde-lhe até o imo d'alma, saiba tudo sobre ele, po­rém, com precaução e perspicá­cia.
Faça um profundo estudo sobre o seu mundo social e pessoal, se isso lhe for possível, e logo encontrará o ponto crucial do seu problema, o qual terá enfaticamente de re­solvê-lo.

– Como?

– Bem, use a sua criatividade! Cujo assunto irá tratar com consciência e muito cari­nho, ajudando-o a lhe ajudar! O caminho do verdadeiro relações públicas e humanas é o de ser solidário, pois, se assim proceder estará nos meandros do sucesso. Estando bem informado, estará aproximando-se do progresso! Conheça a telemática, que será de extrema valia na sua atualização, pois, o mundo globalizado corre vertiginosa­mente em progressão geométrica, e isto coloca você nesta corrida também.

 

Capítulo – 20 – A racionalização

 

Racionalize a sua vida, de modo, que tudo aconteça no seu tempo certo. Organize seus papéis, arquivando-os de maneira impecável, poupando-lhe tempo. "Tempo é dinheiro". Organizar-se, é Ter domínio e visão sobre o seu mundo generalizado, atra­vés da dis­ciplina. Não adie o seu serviço, faça-o agora, se lhe for possível. E para to­dos estes atributos sugeridos neste livro, você terá de ter saúde psicossomá­tica, para galgar os degraus de seu grande desejo, seja um atleta, o pódio lhe espera! Portanto, para você ser produtivo, terá de ser bastante organizado, a disputa atual é ferrenha, e vencerá o melhor. Mas, não se apoquente, sempre foi assim, e sempre terá um lugar para você que é persistente, e faz o seu trabalho com obstinação sem concorrer, pois, a sua vitória virá sem dor e por canais naturais, então não haverá páreo para você. Referimo-nos ao melhor, é bom que se diga: há conceitos de valores, de repente o melhor é o eclético, ou simpático, eloqüente, enfim, aquele que convence. No mundo atual da robótica e informática, é muito bom que se seja sincrético e ver­sátil.
Você pode ser dotado de muitas qualidades, porém, se não for bem organizado, não progredirá por muito tempo, acredite. Imagine-se diante de uma situação premente, e o seu "superior" lhe pedindo aquele contrato de suma importância para o fechamento urgente de um grande negócio, e você não localizando-o. Realmente é uma situação hilária. – Não é? Normalmente o sujeito desorganizado, é aquele que se diz de me­mória privilegiada. Ter boa memória é uma questão de interesse. Se você fosse pre­miado com alguns milhões de dólares, e lhe dissessem o dia, a hora, os minutos e até os segundos do dia, no qual, você fosse receber a grana, você se esqueceria de algum detalhe? Ou, você acha mesmo que, um condenado à câmara de gás, é capaz de es­quecer o dia da sua condenação? Então se você quer memorizar alguma coisa, torne essa coisa importante para você e, jamais a esquecerá! Também, seria ignorância de nossa parte, decorarmos listas telefônicas, pois, para isto ela mesma já é o registro geral para ser pulsada, lida, para isto existem memó­rias eletrônicas, etc.  Já falamos sobre a criatividade, que indubitavelmente, é o futuro maior para o su­cesso, porém, sem a racionalização não lhe sobrará tempo para você criar. Aliás, ter boa memória, poderá lhe custar o título de decoreba, e você não vai querer carregar essa pecha de adjetivo pejorativo. – Vai? Então comece a ser criativo, racionalizando a sua vida!

 

Capítulo – 21 – O gasto

 

Este fator está relacionado diretamente com a sua imagem, pois, gaste somente aquele valor que lhe for permitido pelo seu orçamento, com certeza não gostaria de ser mais um inadimplente fracassado. Comprar a prazo implica em muitas conseqüên­cias, que podem ser vantajosas, mas também muito desastrosas, se não forem bem planejadas.
Se você não saldar seus compromissos em dia, estará maculando a sua imagem.
Às vezes se é inadimplente involuntariamente, não sendo esta a intenção, infeliz­mente, boas intenções não pagam dívidas. E, o sistema é implacável, jamais interes­sando pelos problemas dos endividados ina­dimplentes. Somos concitados a adquirir bens de consumo a todo o tempo, pela mídia que, como uma britadeira de alta rota­ção está a martelar o nosso miolo mole, adentrando os nossos lares aleatoriamente à cata de milhões de incautos.

A função destas escritas é a de lucrar, no entanto, te­mos de colocar a nossa massa encefálica para funcionar no elã de ganharmos pelos nossos méritos. Havemos que possuir uma consciência lógica, pois, repisamos: ga­nhar é bem mais difícil do que perder! Ganhar é difícil, e gastar, sobremaneira fácil! Aquilo que você levou decênios para amealhar ou construir pode ser derribado em segundos! Semelhantemente a im­plosão de um arranha-céu! Não estamos radicalizando, não.

- Pois, para que serviriam amontoados de ouro guardados em refratários cofres, sem a mínima utilidade? Gaste, porém, com consciência, não desperdice nada!

 

Capítulo – 22 – O trabalho

 

O trabalho fez o homem e a mulher subsistirem pelos milênios afora. Pode existir pa­lavra mais antiga e desgastada do que esta: - trabalho? No entanto do ócio não se ouve falar. Pois, o ócio não produz, e o trabalho cria e produz pela eternidade!
O bem natural do trabalho é, imprescindível à nossa vida, como a água e o oxigênio, elementos químicos naturais, sem os quais não haveria vida no planeta. A bem da verdade, ninguém pratica o ócio plenamente nem mesmo o apoplético. A mente hu­mana, nunca pára de pensar e criar, pois, este fato é uma constante! O trabalho torna-se legítimo, quando você, profissional, está exercendo a função que lhe apraz! Mas, nem sempre é possível fazer aquilo que se gosta, aí então... Precisa-se gostar daquilo que se faz. Qualquer trabalho pode ser prazeroso, adaptando-se a ele. Analise seus companheiros de trabalho, e verá alguém satisfeito com o que está fa­zendo, e se você descobrir a causa dessa satisfação será bem possível a você desco­brir empatia pelo referido afazer. O ser humano, é extremamente adaptável, procure ajustar-se com a vida e com o mundo. Bem, em última hipótese, procure fazer realmente aquilo que você gosta, e vá em frente, mesmo que, nada lhe renda financeiramente, aten­tando para a antiga frase: "Mais vale um gosto do que dinheiro no bolso".
Jamais ab-rogue seu gosto pelo trabalho, o qual é sinônimo nobélico de satisfação e prazer.
Ele está incubado em você, ele fez você nascer em trabalho de parto, depois se deu em trabalho para suas babás, e você deu muito "trabalho" aos seus progenitores, e aí por diante. Tornou-se até um verbete ordinário e banal: "Como fulano dá tanto tra­balho aos seus pais". O nosso cotidiano não passa de mais uma meta para se cumprir, pois, não há outra maneira, a vida é esta, e nada podemos fazer senão gostar dela e trabalhar por ela. Quem está neste momento escrevendo estas linhas, talvez insulado no mais recôndito e profundo degredo, envolto com as palavras, encontrando-se re­ferto de prazer, por amar infimamente as escritas. Aquilo que é tédio para uns, pode ser paz e alegria para outros. É tão somente, recordarmos dos aposentados que, en­tram em depressão profunda por sentirem falta de seus "enfadonhos" trabalhos, os quais, praticaram por longos períodos de suas existências, no afã de provarem suas utilidades.
Na realidade a nossa vida de sucesso assemelha-se a um pêndulo, num vai-e-vem interminável de oscilações e nuanças adversas. Simplificando, cansar e descansar é a realidade de viver. É extremamente necessário cansar a mente e o corpo, para depois descansá-los.
Sem estas duas ações, estaríamos atrofiados pelo sedentarismo psicossomático, su­cumbindo em deletério pleno, totalmente em direção ao aniquilamento. Tudo se mo­vimenta no universo. Somente há vida pelo trabalho e descanso. Um grande detalhe: mesmo que você esteja inerte à postura de um morto, suas mo­léculas e átomos, es­tão em pleno trabalho!

 

Capítulo – 23 – A visão

 

Não seja chato, ame o seu irmão, vendo-o com profundeza d'alma, procurando en­tendê-lo na sua maneira de pensar, respeitando a sua verdade. Respeite a sua ma­neira de ver e de entender, pois, estará ele pensando e agindo à sua maneira, se­gundo à sua sabedoria ou você pensa que somente a sua maneira de pensar é a ver­dade "verdadeira". Se o seu irmão, for também seu cliente, bote um refrão antigo na sua cabeça: "O cli­ente tem sempre razão"! Esta é a tônica do bom negociante, tudo tem razão de ser, sendo assim, temos fortes motivos para sermos diferentes. Gosto não se discute! Se você quer ser vencedor, procure entender o seu interlocutor, e terá o charme ca­rismático de um verdadeiro relações públicas de sucesso! A paciência im­pera neste contexto da espera para entender os anseios do seu con­tato. Enxergar pela visão de terceiro, é bastante significativo e inteligente. Dance conforme a mú­sica! Tudo, não pode ser conforme desejamos, pois, se assim fosse, seríamos uma turma de robôs! Também, não sejamos extremistas, a ponto de acordarmos com ati­tudes calhordas de nossos semelhantes, mas, é bom pautarmos antes de criticá-lo. Por acaso, seríamos diferentes dele, estando na sua pele? Não fujamos da ética e do padrão social da nossa sociedade, pois, seria burrice da nossa parte! Não seja racista nem descrimine gostos e personalidades, alheios.

 

Capítulo – 24 – A tolerância

Tolerar é sublime, o planeta está enfermiço, de modo que, você sendo tolerante não deixará margem para crítica do seu comportamento ao cometer seus deslizes. Existe aquele cara chato, intragável, prepotente e "dono dos universos", ainda assim su­porte-o com amor e fineza, de maneira que ele venha sentir simpatia por você. Esta pode ser a grande chance do seu sucesso, pois, dando amabilidade a esse chato de galocha, poderá estar fazendo algo inédito poderá ser uma atitude auspiciosa, porque você estará sendo a própria tolerância encarnada, aliás, aproveitando este gancho, leia uma mensagem especial que fizemos para você:

 

VOCÊ

Deixe as velhas lembranças, você é impar! Nada no universo, é igual a você. Se lhe clonarem até os átomos, ainda assim, você, é você! Você é feito aço, sendo o seu clone perfeito. Mesmo assim, não há jeito, não podem ocupar o mesmo espaço! To­lere, não seja astro, de Jesus siga os passos. Pois, você é igual a outros aços, seja um irmão entre abraços. Ao relembrar com tristeza do passado, beleza. Faça a gentileza, vá à sua mesa e, conforme-se irmão. Desmesurada fartura, quanta doçura e migalhas no chão. Que enorme benesse é, ter um tugúrio em pé! Apenas um teto, muito cari­nho e afeto, algumas peças de roupa, rotas, uma ração diária, e muita paz na consci­ência, que sobejar imenso! Cinja-se de tolerância e paciência, deixando a tristeza in­tensa, eis a recompensa. Condicionamento endógeno-mental, nimbe-se de alegria total. Ao sonhar com seu amargo presente, retrocedendo ao passado, dê-lhe um pre­sente:
Olhando ao seu lado, verá presente o seu guia, o qual lhe foi indicado! Vá em frente, não se atrele à nossa cacofonia. Mas, por ironia, verá aquele seu guia, Rojando ao rés do chão, noite e dia, lá vai o seu astrolábio, com sorriso nos lábios, seu cambaio ir­mão!
Apesar dos pesares, sons odoríficos nos ares – emoções! Nos quadrantes da terra, nos cantos das bocas, e que não são poucas, esboços de sorrisos se encerram com cantos de glória, às vezes em plena guerra, passam tra­çando histórias. Assim é a vida, sin­grando prejuízos, sangrando feridas. Mas, você é de aço, paradoxo do espaço! De tudo, você nada é, de nada, você tudo é! Você é João, Você é José, mas, em compen­sação, também é Javé! Peça ao Maior sua peça de teatro, peça depressa, não seja parco nem do palco da vida, palhaço. Pois, ela foi dividida na vida e na dívida de cada ator.
Sê forte homem de aço, não despeça a sua peça, represente-a com ardor! Amigo de­saparece, parente lhe esquece. – Será pelo dinheiro? Sê você, companheiro, achegue-se ao travesseiro, sonhe sonho alvissareiro, e não pense em besteira, mas, morra na masmorra do amor! Veja a sua importância, sem empáfia, ou arrogância, pois, aplica a tolerância na ale­gria ou na dor. Você é o avesso, do travesso é o inverso, com cer­teza o poeta está certo, você é o próprio universo! Disto tudo esteja esperto, não so­mos lisonjeiros, pois, amamos-lhe companheiro!

 

Capítulo – 25 – O sorriso

 

Este Dom divino que todos nós recebemos, quando espontâneo, é a manifestação do amor universal. É imprescindível à nossa alma, como o oxigênio para nossa vida. Quantas vezes ouvimos dizer que, rir desopila o fígado, a nós nada nos custa sorrir ao nosso semelhante, até por educação, e por obrigação de sermos afáveis. Ao você se encontrar com um ente querido, ou com um amigo, logo seu coração e seus lábios se abrem em sorrisos de alegria e prazer... por haver se encontrado com alguém de sua mais alta estima pessoal. Para você conseguir sucesso, terá de sorrir inexoravel­mente!
Não é necessário ser escandaloso a ponto de mostrar suas amígdalas. Dê apenas um sorriso onusto de alegria e satisfação, pois, já será "persona grata" junto do seu in­terlocutor. Existem muitas maneiras de sorrir, porém, estamos tratando do sorriso impoluto, imaculado, inocente e puro, aquele de simpatia e amizade. Vamos objetivar os sentimentos saudáveis de sucesso pleno, deixando a semântica, e mil interpreta­ções, pois, somente a simplicidade elevará o bem-aventurado ao ca­risma do sucesso integral. Não há como ser uma pessoa de sucesso, sem o sorriso. O sorriso pertence ao entusiasmo e ao estímulo! Você jamais verá um sorriso verdadeiro, estampado na face de um sorumbático, ou meditabundo! O indivíduo macambúzio, é triste por na­tureza, e olhe só, quantos adjetivos esdrúxu­los são atribuídos àqueles que não sor­riem!
Ao sorrir, você estará conservando a saúde epitelial da sua face, ou seja, da sua pele facial. Com certeza, estará economizando a rugosidade do seu belo rosto. Enquanto, estiver triste, estará crispado, retesado e produzindo as pestilentas toxinas bem pró­prias do mau-humor! Por que os programas humorísticos fazem tanto sucesso? Por fazerem as pessoas rir, desopilando seus fígados, eliminando toxinas, e fazendo-as esquecer dos seus sofrimentos diários. Sorria, e faça o seu irmão feliz!

 

Capítulo – 26 – A frustração

 

A frustração mostra-nos aquelas duas facetas importantes:

a) Desejo incontido de auto-afirmação.

b) Depressão profunda, indo da depressão à demência.

 

Auto-afirmar-se é a maneira pela qual, podemos progredir em vários setores de nos­sas vidas. Quando um pai humilha um filho ainda muito criança, poderá criar na sua personali­dade um enorme desejo de auto-afirmação, querendo provar ao seu ídolo progenitor, que no íntimo de si existe muita capacidade. Então se estabelece um vín­culo muito estreito com o sucesso, não muito sadio do ponto de vista consciencial, porém, muito normal aos padrões humanos. Haja vista, quanta concorrência trava-se entre filhos, irmãos e pais. Estes sentimentos não devem ser expostos no nosso coti­diano, mesmo porque, "roupa suja, se lava em casa". Se você, ainda não estiver cu­rado dessa enfermidade, faça o possível para ela não transparecer. Lembre-se, es­pontaneidade nada tem a ver com frustração exposta. No entanto, a própria vida en­carregar-se-á de permitir que os fustiguem para que reajamos às lutas do dia-a-dia do nosso aprendizado. Bem, a depressão profunda, é mais calamitosa, podendo pro­vocar conseqüências graves, pois, o indivíduo inconformado e irascível, é acometido em sua saúde plena, trazendo em primeiro plano perturbações mentais, e na seqüên­cia, gástricas, estoma­cais, intestinais, chegando à hipertensão arterial, causando-lhe rupturas em seus va­sos sangüíneos cerebrais, etc.  Este tipo de frustração profunda, pode ser a causa de muitos genocídios, como já cau­saram os déspotas deste mundo insano.
O frustrado doentio fica encasquetado com idéias insanas, indo à via de fatos, co­me­tendo suas atrocidades, como foi o primeiro homicídio de que temos conhecimento, Caim matando o seu irmão Abel. Frustração, um verbete que nos arremete à tantas sinonímias camufladas como a in­veja, despeito, vingança, raiva, ódio, ciúme, e estes sentimentos culminam no então primeiro crime, cometido entre nossos ancestrais, filhos de Adão e Eva. Este assunto é tão sério, que encontramos nos Evangelhos: "Não se deixe pôr o sol sobre a sua ira".

 

Cap<

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/marketing-internacional-artigos/o-sucesso-a-cada-segundo-ii-2305494.html

    Palavras-chave do artigo:

    sucesso

    Comentar sobre o artigo

    Muitas pessoas não sabem exatamente o que é o sucesso e, consequentemente, nunca irão alcançá-lo. Se você deseja muito alguma coisa, primeiro precisa saber o que ela é.

    Por: Sergio Baliegol Carreira> Gestão de Carreiral 13/06/2011 lAcessos: 323
    Escritorcampos

    Aqui, amigo leitor, você irá encontrar os 15 manda­mentos que o elevarão ao pódio do sucesso, seja curi­oso ao menos, veja de que se trata. "BEST SELLER" (INTERNACIONAL)

    Por: Escritorcamposl Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 04/03/2010 lAcessos: 778
    Escritorcampos

    Ao pretenso profissional de sucesso... em poemas, rimas e poesias, e sem a fobia do dia-a-dia, juntos deixaremos de cismas, aplicando práticas e teorias, e tudo que esteja anexo. Começaremos pelo sorriso, sem causar espanto nem riso. São capítulos de pleno nexo. Desejamos vê-lo nas alturas. Com largo sorriso de sucesso! Dedicamos a você essa escritura. Não fique nessa abertura, pois, terá sucesso com fartura.

    Por: Escritorcamposl Marketing e Publicidade> Marketing Pessoall 04/03/2010 lAcessos: 185
    Mathias Gonzalez

    Dê uma olhada à sua volta. Está total e completamente satisfeito com aquilo que vê? Se estiver em sua residência, escritório ou consultório, automóvel, transporte coletivo, barco, iate ou avião, está plenamente satisfeito com o ambiente onde se encontra? Eu não posso lhe assegurar que neste exato momento há pelo menos dez pessoas sentadas no banco traseiro de um carro de luxo, conduzido por um educado motorista particular, lendo este artigo.

    Por: Mathias Gonzalezl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 09/02/2009 lAcessos: 1,693 lComentário: 1

    O objetivo deste estudo foi contribuir para o entendimento de quais são os fatores que determinam o sucesso escolar de alunos dos meios populares, por meio da percepção dos educadores. Trata de um estudo descritivo, quantitativo e qualitativo. O instrumento de coleta dos dados foi um questionário estruturado com perguntas objetivas e subjetivas As perguntas objetivas se relacionam a identidade dos professores e vivência no ambiente escolar. As subjetivas buscam conhecer quais os fatores que poss

    Por: SANDRA MARIA TEIXEIRA GRADIMl Educaçãol 28/08/2014 lAcessos: 15

    O primeiro profissional é o que prefere o elevador ao invés da escada, e o segundo prefere a escada ao invés do elevador. Logo de inicio podemos descrever duas diferenças entre os dois profissionais. O primeiro é ambicioso, e quer chegar logo ao topo, ou seja, quer chegar o mais rápido possível ao sucesso custe o que custar , sem se preocupar com sua qualificação , e muito menos com as outras pessoas,para ele só o sucesso lhe interessa, e escolhe o meio mais rápido para chegar ao seu sucesso,

    Por: FRANCISCO MARQUES BARBOSAl Notícias & Sociedade> Cotidianol 30/07/2013 lAcessos: 17

    Descrever o que é o sucesso não é fácil, pois para cada pessoa tem sua própria filosofia de vida, seus sonhos, suas crenças e sua visão sobre tudo aquilo que acredita e deseja. Apesar das particularidades de cada indivíduo, que podem ser expressadas de diversas formas, existe algo em comum, algo que une todas as pessoas independente da raça, credo, custumes ou religião. O desejo de ser feliz e de alcançar o sucesso e acreditar que somos capazes, pois se não acreditarmos em nós mesmos ninguém v

    Por: Abel Alves Pereiral Educação> Ciêncial 28/12/2010 lAcessos: 151
    Milton Ramos

    Muita gente não consiguem viver a vida que desejaram. Alguns não planeja adequadamente, alguns desistem após alguns reveses e alguns param de criar novas metas ao longo do caminho. Se você quer ser feliz e bem sucedido conforme seus próprios termos, tente utilizar essas etapas e você estará praticamente garantida para ter sucesso cada vez mais.

    Por: Milton Ramosl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 13/08/2011 lAcessos: 134

    10 Passos Comprovados para Atingir o Sucesso em Todas as Áreas de sua Vida Descubra neste incrível e maravilhoso guia para o sucesso como você poderá ser bem sucedido nas áreas: Profissional, Pessoal e Financeira Saiba +

    Por: Rafael S. Costal Finanças> Finanças Pessoaisl 06/11/2010 lAcessos: 815
    Liane Broilo Bartelle

    O presente artigo tem como objetivo explicar o que são os processos verdes que algumas empresas trabalham e as ações de marketing sustentável desenvolvidas pelas companhias que buscam a preservação do meio ambiente e engajar a população em causas sociais. Combater o consumo desenfreado e reduzir os impactos negativos na natureza.

    Por: Liane Broilo Bartellel Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 20/10/2014
    Robson Freitas

    A importância da peça, arte ou template na campanha e-mail marketing Hoje falaremos da importância da peça na campanha de e-mail marketing. Existem muitas pessoas que decidem enviar um email marketing, mas não se atentam para a importância de uma peça bonita e agradável. Afinal é a sua empresa, você ou o seu produto que estará sendo visualizado. É fundamental passar uma boa impressão.

    Por: Robson Freitasl Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 28/08/2014
    Robson Freitas

    Técnicas para uma campanha de e-mail marketing de sucesso. Aumente a visualização de suas campanhas e-mail marketing, falaremos da importância do e-mail marketing endereçado. A quantidade de e-mails que recebemos diariamente é alta, então como criar uma estratégia para que o usuário leia a minha mensagem? Uma boa técnica é enviar a mensagem endereçada à pessoa.

    Por: Robson Freitasl Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 28/08/2014
    Francisco Ronaldo

    Isto é fato e é uma grande pena e realidade que ainda existem muitas pessoas que desejam apenas ganhar dinheiro na internet, quando digo isso é porque sei que essas que pensam dessa forma jamais irão ganhar de verdade o que elas querem, pois se agissem como empreendedor digital seria totalmente diferente.

    Por: Francisco Ronaldol Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 27/08/2014
    Francisco Ronaldo

    No youtube hoje a cada 1 segundo é enviado uma hora de vídeo para sua hospedagem, em outras palavras um mar de vídeo despejado dentro dessa grande rede social, e devido a milhares de envios a todo instante é imprescindível fazer SEO e saber como otimizar seus vídeos para o youtube se quiser que eles sejam encontrados. Saber posicionar os seus vídeos é muitíssimo importante através de palavras chaves para eles terem uma maior relevância e seguidamente visualização.

    Por: Francisco Ronaldol Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 28/07/2014 lAcessos: 22

    Uma breve explicação sobre Links Patrocinados, o que são, como funcionam e quando utilizá-los.

    Por: André D Silval Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 27/07/2014 lAcessos: 18

    Ferramentas de automação de marketing ajudam o Marketing a automatizar relacionamentos mais íntimos para identificar novas oportunidades de receita, o ganho de visibilidade sobre a eficácia dos investimentos de marketing, e alinhar Marketing e Vendas no objetivo comum de maximização do lucro para a organização.

    Por: Max Barbosa Ribeirol Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 08/05/2014 lAcessos: 20
    Francisco Ronaldo

    As grandes redes sociais em especial o Facebook está sendo ultimamente bombardeado por uma praga chamada spam, e não somente por já ter observado isso como por outro motivo que vou relatar abaixo que resolvi fazer esse artigo sobre isso que estar acontecendo dentro do Facebook e porque a maioria comete esse erro fatal.

    Por: Francisco Ronaldol Marketing e Publicidade> Marketing Internacionall 07/05/2014 lAcessos: 19
    Escritorcampos

    Como adicionar o sonho à vida real "Sonhar é viver" A ciência afirma ser o sonho produto da imaginação inconsciente, o esoterismo se apega aos ícones e suas coincidências. A religião o tem como profecia das divindades.

    Por: Escritorcamposl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 15/08/2014
    Escritorcampos

    Amor: "Vínculo da Perfeição" Explicar o amor é simplesmente explicar Deus. Portanto, algo inefável à pobreza de nossas almas. "Deus é amor". A Arte é a mais evolutiva maneira de expressar o maior de todos os sentimentos humanos o: Amor. O som etéreo e mavioso da música diz sem explicar, que o amor é o eterno marulhar no mar de águas dulcíssimas a se navegar.

    Por: Escritorcamposl Literatura> Poesial 14/08/2014
    Escritorcampos

    ENDORFINA Hormônio presente no cérebro, na hipófise e em outros tecidos dos animais vertebrados, e que tem efeito analgésico semelhante ao da morfina. Este neuro-hormônio atua como analgésico na supressão da dor, e, com isso, suscita sensação de bem-estar e tranquilidade e um efeito antiestresse. Associa-se sua produção incrementada a alguns tipos de exercícios físicos, sejam aeróbios ou anaeróbios, quando se atinge certo grau de esforço, ou através de estado hipnótico de relaxamento profundo.

    Por: Escritorcamposl Relacionamentosl 08/10/2012 lAcessos: 56
    Escritorcampos

    Este é um tema muito sério sobre a saúde pública e você. Encontra-se "você" fora desta estimativa? Mais de 80% das cirurgias praticadas no Brasil são efetuadas pelo SUS – Sistema Único de Saúde. Planos privados de saúde cobram, e muito, porém, na hora "H" pulam fora.

    Por: Escritorcamposl Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 17/03/2012 lAcessos: 73
    Escritorcampos

    Os toques, ou as manias são bem comuns aos seres humanos e, naquele momento o meu pensamento foi arremetido aos seres poderosos e suas maquiavélicas manias às quais a ciência dá um amontoado de nomes. Grandes psicopatas dirigiram grandes nações da Terra.

    Por: Escritorcamposl Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 01/03/2012 lAcessos: 40
    Escritorcampos

    Gostemos ou não, é assim que se dá com a natureza humana. Os mais fortes trituram os mais fracos. É a velha questão da sobrevivência. Essa multidão está correndo para um ponto comum e distante.

    Por: Escritorcamposl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 25/02/2012 lAcessos: 47
    Escritorcampos

    O ensino à distância será parte importante do "futuro-presente". A holografia e outras ferramentas espetaculares. Quiçá, dispensem a sala de aula...

    Por: Escritorcamposl Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 30/01/2012 lAcessos: 46
    Escritorcampos

    Como ser humano, reconheço a minha cegueira mental! O que fazer para enxergar a realidade desta existência?

    Por: Escritorcamposl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 26/01/2012 lAcessos: 70
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast