Candidíase Oral - Porque muitas crianças tem?

17/11/2010 • Por • 1,424 Acessos

Candidíase Oral

A candidíase oral, é conhecida popularmente como Sapinhos.

É uma forma muito comum da infecção que atinge, principalmente, bebês e crianças de pouca idade. Esta forma de candidíase é comum em cerca de 5% a 30% dos recém-nascidos saudáveis. Em crianças mais velhas e adultos, a candidíase normalmente está associada a alterações no sistema imunológico da pessoa doente.

Sinais e sintomas:

  • Lesões branca, bem delimitadas, semelhantes a leite coalhado
  • Quando as lesões brancas são removidas deixam uma área avermelhadas
  • Úlceras ou fissuras
  • Recusa de mamar em decorrência de dor na boca
  • Anorexia
  • Irritabilidade
  • Nos casos mais graves: ulceração e necrose
  • Em crianças mais velhas pode surgir aumento dos gânglios linfáticos e febre

 Como prevenir?

A candidíase pode manifestar-se de forma repetida devido ao fato da criança voltar a infectar-se com o fungo que pode ser encontrado nos bicos de mamadeira, no mamilo da mãe, nas chupetas ou nos brinquedos, se estes estiverm infectados.

  • Lavar e esterilizar bem os bicos de mamadeiras (ferver pelo menos 20 minutos
  • Os brinquedos que a criança leva à boca, peças de vestuário e roupa de cama devem ser adequadamente lavados.
  • Lavar a chupeta quando esta cai ao chão!!! Devem-se ferver as chupetas pelo menos 1 vez por dia.
  • Uma forma importante de prevenir o aparecimento de candidíase é evitar a administração indevida de antibióticos de largo espectro, cuja toma cria condições para o desenvolvimento do fungo.
  • Se os mamilos da mãe estiverem infectados, esta deve ser tratada com aplicação local de creme com nistatina.
  • Lavar a boca do bebe com água limpa.

Os bebes portadores da dermatite da fralda provocada por cândida podem tocar no local e ao levar a mão à boca transportar o microrganismo para dentro da boca, contaminando-a! Para prevenir este facto, deve-se supervisionar o bebe quando este está apenas de fralda ou no banho e colocar roupas sobre a fralda para dificultar o acesso do bebe à zona infectada. 

 
Como diferenciar de outras doenças comuns?

Por também atingir o interior da boca e se manifestar por lesões esbranquiçadas, a candidíase oral pode confundir-se com estomatite (inflamação da boca) aftosa, gengivite necrosante, ou outras estomatites de causa viral, que habitualmente se apresentam com manifestações mais graves de doença, como febre e sensação de mal-estar evidente.

Perfil do Autor

Patricia Queiroz

Patricia Queiroz é uma mulher comum que sofreu muitos anos de candidiase e depois de tentar vários tratamentos que não funcionaram, decidiu buscar uma solução definitiva para curar a candidiase. Após vários anos de pesquisa e tentativas consegui resolver o quebra-cabeça e escreveu um livro eletronico sobre isto. Você pode encontrar este livro em www.curanaturaldacandidiase.com