Candidíase Vaginal

Publicado em: 27/08/2012 | Acessos: 222 |

A candidíase é uma doença causada pelo aumento da população de um fungo chamado cândida que ao se proliferar além da conta, causa irritações na pele, que fica inflamada.

A vagina é a região do corpo humano mais propícia para o aparecimento da candidíase, pois fungos gostam de locais escuros, úmidos, abafados e quentes. A candidíase pode se desenvolver em outras partes do corpo e em homens também, mas as condições proporcionadas pela vagina são "perfeitas". Acrescente a isso o fato de que os fluídos vaginais tem a característica de serem levemente ácidos, o que também aumenta o grau de "perfeição" do ambiente, do ponto de vista da cândida.

Todo mundo tem cândida na pele, em todo o corpo, mas em outras partes do corpo, nós dificilmente criamos condições propícias para que a cândida consiga se reproduzir em excesso. Mesmo o pênis não é tão "convidativo" para a instalação da candidíase como é a vagina, apesar da candidíase ser possível e não incomum em homens também.

Por que a candidíase aparece?

O sistema imunológico é o responsável pela manutenção do equilíbrio entre os inúmeros tipos de micro-organismos que habitam o corpo humano, dentre bactérias e fungos, em sua maioria. As chamadas "bactérias do bem", os famosos lactobacilos vivos, ajudam o sistema imunológico a manter esse equilíbrio, competindo por espaço e alimento com fungos como a cândida.

Quando algo perturba esse equilíbrio, a cândida, que é um fungo "oportunista" tira vantagem dessa brecha na proteção do corpo e sua população aumenta. Na pele, essa situação causa irritações, que conhecemos como os sintomas de candidíase como vermelhidão, inchaço e coceira.

Às vezes, essa oportunidade pode ser criada por fatores esporádicos como uma cirurgia, uso de antibióticos, esteróides ou um período de intenso estresse que abalou o sistema imunológico. Essas situações ocasionais podem ser desencadeadas também durante o verão, quando vamos para a praia e ficamos muito tempo com roupas de banho molhadas e o calor apenas intensifica as condições propícias para o desenvolvimento da cândida. Nesses casos isolados, basta utilizar as medicações farmacêuticas clássicas, como recomendaria qualquer médico.

Contudo, a candidíase pode se tornar persitente e voltar repetidas vezes. Por que isso ocorre?

Isso corre porque o corpo da pessoa está mantendo as condições propícias para o desenvolvimento da cândida continuamente, ou pelo menos, com muita frequência.

Nesse caso, o uso de medicação farmacêutica não resolve o problema. Se a alimentação da pessoa é pobre e rica em açúcar, por exemplo, e isso está estimulando o crescimento da cândida, tomar remédios não resolve, não é mesmo? O medicamento trata da candidíase, não dos hábitos alimentares da pessoa e após o término daquela crise, outra aparece porque a pessoa continua comendo mal!

O mesmo é válido para outras causas da doença como alergias, intolerâcias alimentares ou uso de pílula anticoncepcional. Remédios para candidíase não curam alergias, curam apenas a candidíase! Mas se a pessoa tem uma alergia e isso é o que provoca a candidíase, não adianta tomar remédio, precisa antes de tudo controlar a alergia.

O mais difícil, porém, é descobrir qual é essa causa em primeiro lugar. Esse é o nosos foco no site Candidíase Tem Cura. Venha nos visitar e caso tenha dúvidas, basta nos enviar suas dúvidas nas seções de comentários no final dos artigos.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/medicina-artigos/candidiase-vaginal-6149206.html

    Palavras-chave do artigo:

    candidiase

    ,

    candidiase vaginal

    ,

    candida vaginal

    Comentar sobre o artigo

    Patricia Queiroz

    Existem muitas condições que são parecidas com a candidíase, mas que não são causadas pelo fungo Candida Albicans. Algumas doenças tem sintomas muito parecidos com os causados pela candidíase e podem ser confundidos com ela. Veja abaixo algumas condições que não são candidíase.

    Por: Patricia Queirozl Saúde e Bem Estar> Medicina Alternatival 17/11/2010 lAcessos: 1,893

    A candidíase congênita é uma doença rara, adquirida intra-útero, manifestada ao nascimento e não parece estar relacionada ao/à: nascimento por via vaginal; rotura prematura de membranas; duração do trabalho de parto; paridade materna; uso materno de antibióticos ou corticosteróides.

    Por: angela carreirol Saúde e Bem Estar> Medicinal 24/07/2011 lAcessos: 358
    Patricia Queiroz

    A infecção pelo fungo Candida Albicans tem dois niveis de gravidade: infecção localizada ou infecção sistemica. Apresentamos os principais sintomas da candidiase tanto em mulheres quanto em homens, bem como, algumas indiacações de outras condições que não são candidiase.

    Por: Patricia Queirozl Saúde e Bem Estar> Medicina Alternatival 17/11/2010 lAcessos: 8,614
    Patricia Queiroz

    A candidíase é uma doença causada por um desequilibrio interno do organismo, já que o fungo Candida Albicans vive normalmente em nosso organismo. Este fungo se torna candidiase quando se desenvolve anormalmente em nosso orgamismo, mudando sua forma de fungo para a forma de mofo.

    Por: Patricia Queirozl Saúde e Bem Estar> Medicina Alternatival 17/11/2010 lAcessos: 1,248
    Jose Luiz Esteves Esteves

    A CANDIDÍASE É UM DOS PROBLEMAS FEMININOS MAIS COMUNS QUE EXISTEM. PARA MANTER A INFECÇÃO BEM LONGE, SAIBA COMO ELA ATACA E SE PREVINA

    Por: Jose Luiz Esteves Estevesl Saúde e Bem Estar> Medicinal 26/02/2012 lAcessos: 285

    É um tema ainda que desperta muita curiosidade a razão do aparecimento dessas doenças em pacientes com o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), pois tem pacientes que apresentam esse mesmo vírus e mesmo depois de longos anos, tem casos de mais de 20 anos sem aparecer estas, a causa disso é uma grande incógnita. A HIV parasita as células T do sistema imunológico humano, responsável pela defesa do organismo humano. A hipótese mais aceita atualmente afirma que o parasito ao infeccionar esse sistem

    Por: Priscila Dias de Carvalhol Saúde e Bem Estar> Medicinal 19/11/2010 lAcessos: 1,034
    Araceli Canova

    A dança exige performance complexa com padrão preciso e controlado. O balé clássico, por exemplo, com movimentos realizados com o peso do corpo sobre a ponta dos pés, demanda esforços extras para manter a estabilidade dos membros inferiores. Se algo interferir na mobilidade normal da articulação, necessitar-se-á de compensações posturais e alterações de movimentos que podem ocasionar aumento do estresse até em outras partes do organismo, resultando em lesões.

    Por: Araceli Canoval Saúde e Bem Estar> Medicinal 27/03/2015

    Número de casos diminui, mas doença ainda é a segunda causa de óbito por agente infeccioso no mundo

    Por: Ricardo Machado Comunicaçãol Saúde e Bem Estar> Medicinal 23/03/2015

    A cirurgia juntamente com outros tipos de terapias, pode ser uma opção de tratamento para o câncer de pulmão que ainda são pequenas em estágio inicial de desenvolvimento. Se caso a cirurgia puder ser realizada, ela oferece uma boa chance de sucesso da cura da doença.

    Por: Vinicios Ferreiral Saúde e Bem Estar> Medicinal 20/03/2015

    Os 5 piores tipos de câncer. Câncer de pele. O câncer de pele e o tipo de tumor mais comum na população mundial, pois cerca de vinte e cinco por cento dos casos de câncer, são de câncer de pele, o câncer de pele acontece quando ocorre o crescimento acelerados das células que compõem a pele.

    Por: Vinicios Ferreiral Saúde e Bem Estar> Medicinal 20/03/2015

    De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2030 as doenças cardiovasculares serão responsáveis por quase 24 milhões de óbitos. Hoje, no Brasil, a cada cinco minutos alguém sofre um infarto. Das 300 mil ocorrências desse tipo que acontecem anualmente, 80 mil resultam em morte. As estatísticas são alarmantes e chama atenção o fato de que, mesmo aqueles que fazem check-up anualmente e se creem livres de risco, não são poupados.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 17/03/2015
    Mariangela de Oliveira Castro

    Compõe o currículo da Graduação em Educação Física, disciplinas de Ciências Médicas e sendo esta, reconhecida como área da Saúde, de acordo com a resolução do Conselho Nacional de Saúde (CNS nº. 218/1997), percebe-se que o professor de Educação Física é atualmente, o profissional melhor capacitado dentro da escola para prestar assistência aos alunos portadores de Diabetes, bem como atuar em situações de emergência.

    Por: Mariangela de Oliveira Castrol Saúde e Bem Estar> Medicinal 06/03/2015 lAcessos: 14

    No começo da vida sexual, o maior medo das meninas é engravidar ‘sem querer'. Nessa fase, engravidar parece a coisa mais fácil do mundo e muitas meninas pensam que será assim para o resto da vida. Até que se casam e percebem que – mesmo parando de tomar pílula – a gravidez não se confirma. Isso ocorre com muita frequência e muitos casais precisam cada vez mais de ajuda especializada para ter um filho.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 03/03/2015 lAcessos: 18

    Estudo publicado no jornal Cancer Epidemiology, Biomarkers & Prevention revela uma mutação genética que acomete famílias afrodescendentes. Especificamente, mulheres negras têm mais chances de serem diagnosticadas com câncer de mama do que mulheres brancas antes dos 40 anos.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 02/03/2015 lAcessos: 18
    Rosalia Wilson

    Como tratar a candidíase de forma eficaz. A candidíase, quando recorrente, não deve ser tratada com medicamentos.

    Por: Rosalia Wilsonl Saúde e Bem Estar> Medicinal 27/08/2012 lAcessos: 340
    Rosalia Wilson

    A candidíase é uma das doenças mais mal compreendidas da atualidade. Frequentemente associada à doenças sexualmente transmissíveis, as pessoas têm vergonha de falar no assunto, enquanto a comunidade médica falha em educar melhor seus pacientes.

    Por: Rosalia Wilsonl Saúde e Bem Estar> Medicinal 13/08/2012 lAcessos: 997
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast