Candidíase Vaginal

Publicado em: 27/08/2012 | Acessos: 207 |

A candidíase é uma doença causada pelo aumento da população de um fungo chamado cândida que ao se proliferar além da conta, causa irritações na pele, que fica inflamada.

A vagina é a região do corpo humano mais propícia para o aparecimento da candidíase, pois fungos gostam de locais escuros, úmidos, abafados e quentes. A candidíase pode se desenvolver em outras partes do corpo e em homens também, mas as condições proporcionadas pela vagina são "perfeitas". Acrescente a isso o fato de que os fluídos vaginais tem a característica de serem levemente ácidos, o que também aumenta o grau de "perfeição" do ambiente, do ponto de vista da cândida.

Todo mundo tem cândida na pele, em todo o corpo, mas em outras partes do corpo, nós dificilmente criamos condições propícias para que a cândida consiga se reproduzir em excesso. Mesmo o pênis não é tão "convidativo" para a instalação da candidíase como é a vagina, apesar da candidíase ser possível e não incomum em homens também.

Por que a candidíase aparece?

O sistema imunológico é o responsável pela manutenção do equilíbrio entre os inúmeros tipos de micro-organismos que habitam o corpo humano, dentre bactérias e fungos, em sua maioria. As chamadas "bactérias do bem", os famosos lactobacilos vivos, ajudam o sistema imunológico a manter esse equilíbrio, competindo por espaço e alimento com fungos como a cândida.

Quando algo perturba esse equilíbrio, a cândida, que é um fungo "oportunista" tira vantagem dessa brecha na proteção do corpo e sua população aumenta. Na pele, essa situação causa irritações, que conhecemos como os sintomas de candidíase como vermelhidão, inchaço e coceira.

Às vezes, essa oportunidade pode ser criada por fatores esporádicos como uma cirurgia, uso de antibióticos, esteróides ou um período de intenso estresse que abalou o sistema imunológico. Essas situações ocasionais podem ser desencadeadas também durante o verão, quando vamos para a praia e ficamos muito tempo com roupas de banho molhadas e o calor apenas intensifica as condições propícias para o desenvolvimento da cândida. Nesses casos isolados, basta utilizar as medicações farmacêuticas clássicas, como recomendaria qualquer médico.

Contudo, a candidíase pode se tornar persitente e voltar repetidas vezes. Por que isso ocorre?

Isso corre porque o corpo da pessoa está mantendo as condições propícias para o desenvolvimento da cândida continuamente, ou pelo menos, com muita frequência.

Nesse caso, o uso de medicação farmacêutica não resolve o problema. Se a alimentação da pessoa é pobre e rica em açúcar, por exemplo, e isso está estimulando o crescimento da cândida, tomar remédios não resolve, não é mesmo? O medicamento trata da candidíase, não dos hábitos alimentares da pessoa e após o término daquela crise, outra aparece porque a pessoa continua comendo mal!

O mesmo é válido para outras causas da doença como alergias, intolerâcias alimentares ou uso de pílula anticoncepcional. Remédios para candidíase não curam alergias, curam apenas a candidíase! Mas se a pessoa tem uma alergia e isso é o que provoca a candidíase, não adianta tomar remédio, precisa antes de tudo controlar a alergia.

O mais difícil, porém, é descobrir qual é essa causa em primeiro lugar. Esse é o nosos foco no site Candidíase Tem Cura. Venha nos visitar e caso tenha dúvidas, basta nos enviar suas dúvidas nas seções de comentários no final dos artigos.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/medicina-artigos/candidiase-vaginal-6149206.html

    Palavras-chave do artigo:

    candidiase

    ,

    candidiase vaginal

    ,

    candida vaginal

    Comentar sobre o artigo

    Patricia Queiroz

    Existem muitas condições que são parecidas com a candidíase, mas que não são causadas pelo fungo Candida Albicans. Algumas doenças tem sintomas muito parecidos com os causados pela candidíase e podem ser confundidos com ela. Veja abaixo algumas condições que não são candidíase.

    Por: Patricia Queirozl Saúde e Bem Estar> Medicina Alternatival 17/11/2010 lAcessos: 1,709

    A candidíase congênita é uma doença rara, adquirida intra-útero, manifestada ao nascimento e não parece estar relacionada ao/à: nascimento por via vaginal; rotura prematura de membranas; duração do trabalho de parto; paridade materna; uso materno de antibióticos ou corticosteróides.

    Por: angela carreirol Saúde e Bem Estar> Medicinal 24/07/2011 lAcessos: 304
    Patricia Queiroz

    A infecção pelo fungo Candida Albicans tem dois niveis de gravidade: infecção localizada ou infecção sistemica. Apresentamos os principais sintomas da candidiase tanto em mulheres quanto em homens, bem como, algumas indiacações de outras condições que não são candidiase.

    Por: Patricia Queirozl Saúde e Bem Estar> Medicina Alternatival 17/11/2010 lAcessos: 8,007
    Patricia Queiroz

    A candidíase é uma doença causada por um desequilibrio interno do organismo, já que o fungo Candida Albicans vive normalmente em nosso organismo. Este fungo se torna candidiase quando se desenvolve anormalmente em nosso orgamismo, mudando sua forma de fungo para a forma de mofo.

    Por: Patricia Queirozl Saúde e Bem Estar> Medicina Alternatival 17/11/2010 lAcessos: 1,109
    Jose Luiz Esteves Esteves

    A CANDIDÍASE É UM DOS PROBLEMAS FEMININOS MAIS COMUNS QUE EXISTEM. PARA MANTER A INFECÇÃO BEM LONGE, SAIBA COMO ELA ATACA E SE PREVINA

    Por: Jose Luiz Esteves Estevesl Saúde e Bem Estar> Medicinal 26/02/2012 lAcessos: 262

    É um tema ainda que desperta muita curiosidade a razão do aparecimento dessas doenças em pacientes com o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), pois tem pacientes que apresentam esse mesmo vírus e mesmo depois de longos anos, tem casos de mais de 20 anos sem aparecer estas, a causa disso é uma grande incógnita. A HIV parasita as células T do sistema imunológico humano, responsável pela defesa do organismo humano. A hipótese mais aceita atualmente afirma que o parasito ao infeccionar esse sistem

    Por: Priscila Dias de Carvalhol Saúde e Bem Estar> Medicinal 19/11/2010 lAcessos: 1,000

    O documento, fruto da parceria com a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), pretende auxiliar os médicos a reduzir o risco de os pacientes contraírem infecções.

    Por: Ricardo Machado Comunicaçãol Saúde e Bem Estar> Medicinal 30/10/2014

    Estudo publicado no Breast Cancer Research demonstrou a importância de não incluir apenas as mulheres com histórico de câncer de mama na família, mas também aquelas que têm mamas densas no grupo de risco. Afinal, esse é considerado um fator de risco significativo que deveria ser acompanhado de perto como forma de prevenção da doença.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 28/10/2014

    O câncer tem sido causa de morte em todo o mundo e motivo de preocupação para muitos. Contudo, um estudo publicado no jornal científico Células-tronco, apresentado como mais uma forma bem sucedida de combate ao câncer e esperança de cura para aqueles que convivem com a doença.

    Por: josi feitosal Saúde e Bem Estar> Medicinal 28/10/2014

    Muitas pessoas podem acabar por reclamar, ou até mesmo proclamar elogios com relação a saúde publica de sua região, no entanto também podemos verificar que acaba por ser considerado como comum o fato do que seria a saúde pública. Sendo assim, iremos falar agora mesmo o que seria, e até mesmo como funciona a saúde pública.

    Por: anamarial Saúde e Bem Estar> Medicinal 28/10/2014

    Muitas pessoas podem acabar por ter a necessidade de realizar um exame que seja considerado como complexo, no entanto podemos verificar que alguns destes exames acabem por causar uma determinada dúvida.

    Por: anamarial Saúde e Bem Estar> Medicinal 24/10/2014

    O Alzheimer modifica consideravelmente a vida das pessoas afetadas e dos seus familiares. As pessoas com Alzheimer estão, sobretudo em fases mais avançadas, física e cognitivamente muito comprometidas. Por isso, é particularmente importante para os doentes viverem num ambiente em que se possam movimentar com facilidade e segurança.

    Por: tkencasal Saúde e Bem Estar> Medicinal 24/10/2014

    A Mentalmédica é um Centro de Referência nas Áreas da Saúde Mental e Neurociências. Para a concretização dos seus objetivos a Mentalmédica inclui no seu Corpo Clínico Especialistas nas Áreas da Saúde Mental e Neurociências, assim como de várias outras áreas da saúde, que trabalham em Articulação Constante.

    Por: MENTALMÉDICAl Saúde e Bem Estar> Medicinal 23/10/2014

    Uma em cada quatro mulheres com doença inflamatória pélvica (DIP) tem sequelas a longo prazo. A infertilidade é uma delas – podendo afetar até 60% das pacientes depois de um episódio. Nos Estados Unidos, a DIP atinge 1,5 milhão de mulheres todos os anos.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 22/10/2014
    Rosalia Wilson

    Como tratar a candidíase de forma eficaz. A candidíase, quando recorrente, não deve ser tratada com medicamentos.

    Por: Rosalia Wilsonl Saúde e Bem Estar> Medicinal 27/08/2012 lAcessos: 303
    Rosalia Wilson

    A candidíase é uma das doenças mais mal compreendidas da atualidade. Frequentemente associada à doenças sexualmente transmissíveis, as pessoas têm vergonha de falar no assunto, enquanto a comunidade médica falha em educar melhor seus pacientes.

    Por: Rosalia Wilsonl Saúde e Bem Estar> Medicinal 13/08/2012 lAcessos: 738
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast