Como Age o Victoza no Organismo Humano

Publicado em: 10/10/2012 |Comentário: 0 | Acessos: 367 |

O liraglutide, substância da composição do Victoza, age no corpo humano da mesma forma que um hormônio denominado glucagon-like peptídeo (GLP-1), naturalmente gerado pelo corpo de pessoas saudáveis. "Essa substância induz as células beta do pâncreas a produzirem insulina e equilibrar o índice glicêmico. Nas pessoas com diabetes, a geração de insulina é deficiente", relata um endocrinologista.

De acordo com essa lógica, quanto mais elevada for a quantidade de glicose circulando no sangue, maior o estímulo à geração de insulina, controlando o diabetes. O Victoza também atua no sentido inverso, quer dizer, diminuindo os índices de glicose no sangue - em vez de elevar a produção de insulina. Esta última função é precisamente a correspondente do liraglutide no organismo e, até o momento, a única finalidade do remédio com eficácia comprovada em pesquisas realizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

As indicações do Victoza para o emagrecimento começaram a acontecer quando os médicos perceberam que a fórmula, além de agir no controle do diabetes, atua no sistema nervoso central, induzindo o neurônio responsável pela nossa sensação de saciedade. "O Victoza ainda interfere no trabalho do trato digestivo, diminuindo o esvaziamento gástrico", aponta uma endocrinologista. "Desta forma, pessoas com diabetes que utilizam o medicamento sentem menos fome e terminam por perdendo peso. O estômago continua cheio por mais tempo", conclui ela.  

Como o Victoza alonga a sensação de saciedade, ele pode auxiliar na reeducação alimentar, mas é preciso rever os hábitos alimentares também.

Outra diferença entre o hormônio gerado pelo organismo e o seu parente artificial está na duração do efeito: à medida que o Victoza tem ação prolongada por até 24 horas, o GLP-1 (liraglutide) atua durante três minutos. Eis o porquê da sensação de saciedade que os pacientes utilizados como cobaia do medicamento estão comemorando, não obstante os efeitos colaterais informados - náuseas, vômitos, diarreia e cefaleia. Os efeitos a longo prazo ainda não foram percebidos em pesquisa, como também não foram estudados os riscos relacionados ao uso do remédio por pessoas que não tem diabetes.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/medicina-artigos/como-age-o-victoza-no-organismo-humano-6239368.html

    Palavras-chave do artigo:

    victoza

    ,

    diabetes

    ,

    emagrecimento

    Comentar sobre o artigo

    Uma em cada quatro mulheres com doença inflamatória pélvica (DIP) tem sequelas a longo prazo. A infertilidade é uma delas – podendo afetar até 60% das pacientes depois de um episódio. Nos Estados Unidos, a DIP atinge 1,5 milhão de mulheres todos os anos.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 22/10/2014

    As Hepatites são doenças de etiologia viral que acometem o fígado causando inflamação, cirrose e até câncer hepático.

    Por: Central Pressl Saúde e Bem Estar> Medicinal 20/10/2014

    É possível que em diferentes momentos as pessoas já tenham ouvido falar sobre a ressonância magnética, no entanto também é possível que poucos tenham conhecimento do que se trata realmente este exame.

    Por: anamarial Saúde e Bem Estar> Medicinal 17/10/2014

    Segundo estudo divulgado na revista científica Lancet, o Brasil tem mais pessoas acima do peso ou obesas do que a média mundial. De acordo com a pesquisa, a obesidade atinge mais da metade da população adulta brasileira, sendo 58% das mulheres e 52% dos homens.

    Por: Flávia Ghiurghil Saúde e Bem Estar> Medicinal 15/10/2014

    Muitas pessoas podem acabar por não ter conhecimento sobre o que seria o livro branco, assim como também o porque ele deveria existir ou as pessoas deveriam ter o real conhecimento sobre a sua funcionalidade.

    Por: anamarial Saúde e Bem Estar> Medicinal 15/10/2014

    Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 20 milhões de pessoas deixaram de enxergar por conta do problema. Tendência é a de que casos aumentem significativamente nos próximos anos.

    Por: Ricardo Machado Comunicaçãol Saúde e Bem Estar> Medicinal 10/10/2014

    A alergia ao pólen ou também chamada "polinose" é causada pelo contato dos polens de certas plantas com o desencadeamento de manifestações alérgicas.

    Por: Central Pressl Saúde e Bem Estar> Medicinal 03/10/2014

    ESTE TRABALHO FOI DESENVOLVIDO PARA A APLICAÇÃO DOS CONTEÚDOS MATEMÁTICOS TRABALHADOS COM ALUNOS DOS 3º ANOS DO ENSINO MÉDIO. FOI BASTANTE GRATIFICANTE, POIS OS ALUNOS TIVERAM CONTATO COM OS CONTEÚDOS NA PRÁTICA E AINDA DESCOBRIRAM NOVAS INFORMAÇÕES.

    Por: Josimara L. Furtado dos Santosl Saúde e Bem Estar> Medicinal 02/10/2014

    Como é comum para os ex-fumantes terem feito várias tentativas (muitas vezes usando diferentes abordagens em cada ocasião) para parar de fumar, antes de conseguir a abstinência em longo prazo é preciso identificar qual abordagem ou técnica é eventualmente mais bem sucedida; foi estimado, por exemplo, que "apenas cerca de 4% a 7% das pessoas são capaz de parar de fumar a qualquer tentativa, sem que sejam necessários medicamentos ou outro tipo de ajuda".

    Por: saredrogariasl Saúde e Bem Estar> Medicinal 08/10/2012 lAcessos: 72

    Conheça quais são os efeitos benéficos e os possíveis efeitos colaterais do humira, um medicamento indicado no tratamento do reumatismo.

    Por: saredrogariasl Saúde e Bem Estar> Medicinal 19/09/2012 lAcessos: 366

    Veja aqui quais os cuidados e métodos que devem ser adotados no momento da utilização do medicamento Prolia, que é indicado no tratamento da osteoporose.

    Por: saredrogariasl Saúde e Bem Estar> Medicinal 18/09/2012 lAcessos: 585

    Allurene é um anticoncepcional da Bayer. Entenda quais são os seus mecanismos de ação e o que ele é.

    Por: saredrogariasl Saúde e Bem Estar> Medicinal 18/09/2012 lAcessos: 2,408
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast