Esquizofrenia

Publicado em: 12/05/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 2,358 |

ESQUIZOFRENIA

A palavra esquizo é uma variante do grego schízein que alinhada à outra palavra tem como sinonímia básica fender e separar. A palavra frenesi tem derivação latina phrenesis, e francesa frénésie tem como sinônimos: delírio, desvario, tresvaria, associando-se ao entusiasmo delirante; excitação, arrebatamento ou atividade sucessiva; agitação, impaciência, inquietação, bem como impertinência, importunidade, enfado. Já a palavra frenética (o) tem a derivação latina phreneticu e sua adjetivação representa as particularidades do humano se tornar um delirante, desvairado, furioso, arrebatado, veemente, exaltado, impaciente, inquieto; rabugento, convulso e agitado. As duas palavras são mais ou menos parecidas e com nomenclaturas quase que idênticas. A esquizofrenia que é a palavra da matéria epigrafada pode ser associada a esquizocéfalo, esquizogênese, esquizotimia. Devemos ressaltar que não somos da área médica, mas já tivemos contato com algumas pessoas possuidoras de esquizofrenia. Na realidade o que seria o significado desta doença tão propalada e que teve um impulso com o surgimento de um personagem de uma novela portador deste transtorno.

Quando alguma doença é apresentada pela mídia televisiva ela desperta curiosidades e chama a atenção de inúmeras pessoas. Alguns profissionais de medicina dizem que pode ser um estado de psicose, loucura e insanidade. Já outros afirmam ser uma doença mental que se caracteriza por uma desorganização ampla dos processos mentais. É um quadro complexo apresentando sinais e sintomas na área do pensamento, percepção e emoções, causando marcados prejuízos ocupacionais, na vida de relações interpessoais e familiares. Os médicos psiquiatras são os mais indicados para cuidarem do portador deste distúrbio. A esquizofrenia é um termo que engloba várias formas clínicas de psicopatia e distúrbios mentais próximos a ela, sua característica fundamental é a dissociação e a assintonia das funções psíquicas, disto decorrendo fragmentação da personalidade e perda de contato com a realidade. Conversando com um psiquiatra da família ele nos falou sobre a esquizofrenia hebefrênica que é a forma de esquizofrenia observada, em geral, em adolescente, e que se caracteriza por distúrbios da afetividade, regressão e hipocondria; hebefrenia. Aproveitando o ensejo indagamos se é difícil a convivência com o esquizofrênico (a)? Afirmou que sim.

Procuramos então algumas fontes para sabermos se é difícil conviver com um esquizofrênico, mas preferimos ouvir da família de um deles: os familiares não gostam que toquem no assunto, entretanto, alguns membros familiares disseram que esse transtorno mental traz muito sofrimento para o doente como para a família. É um dilema, um sofrimento, uma preocupação constante, visto que em crises podem acontecer tentativas de suicídios. Dizem que a doença tem sintomas positivos, negativos e cognitivos (Do latim cognitus, particípio passado de cognoscere, 'conhecer', + - Ivo, que está relacionado à cognição, ou ao comportamento). Para nos aprofundarmos mais no assunto procuramos um site que nos foi indicado por um amigo, o http://www.abcdasaude.com.br/. “Para fazer o diagnóstico, o médico realiza uma entrevista com o paciente e sua família visando obter uma história de sua vida e de seus sintomas o mais detalhada possível. Até o presente momento não existem marcadores biológicos próprios dessa doença nem exames complementares específicos, embora existam evidências de alterações da anatomia cerebral demonstráveis em exames de neuro-imagem e de metabolismo cerebral sofisticados como a tomografia computadorizada, a ressonância magnética, entre outros.

Além de fazer o diagnóstico, o médico deve tentar identificar qual é o subtipo clínico que o paciente apresenta. Essa diferenciação se baseia nos sintomas que predominam em cada pessoa e na evolução da doença que é variada conforme o subtipo específico. Os principais subtipos são: paranóide (predomínio de delírios e alucinações) - desorganizada ou hebefrênica (predomínio de alterações da afetividade e desorganização do pensamento) - catatônico (alterações da motricidade) - simples (diminuição da vontade e afetividade, empobrecimento do pensamento, isolamento social) - residual (estágio crônico da doença com muita deterioração e pouca sintomatologia produtiva). “Como podemos notar é um transtorno sério e que merece os devidos cuidados com o doente”. É importante frisarmos que até hoje não se conhece nenhum fator específico causador da Esquizofrenia.

Há, no entanto, evidências de que seria decorrente de uma combinação de fatores biológicos, genéticos e ambientais que contribuiriam em diferentes graus para o aparecimento e desenvolvimento da doença. Sabe-se que filhos de indivíduos esquizofrênicos têm uma chance de aproximadamente 10% de desenvolver a doença, enquanto na população geral o risco de desenvolver a doença é de aproximadamente 1%. Outra indagação nos vem à mente: tem cura este transtorno? Este é um tema controverso e atualmente muito estudado pela comunidade médica. Antes do aparecimento dos sintomas já descritos, pode existir uma fase inicial da doença a qual se designa de pródromos. Nesta fase surgem alterações do comportamento mais inespecíficas tais como isolamento social, alteração da personalidade, depressão. Como são inespecíficas, estas alterações podem ser observadas noutros jovens, que mais tarde não desenvolvem esta doença. Têm sido realizados estudos que procuram perceber se intervenções nesta fase podem ou não evitar o aparecimento da doença. Apesar de alguns resultados promissores, não existe ainda um consenso entre os médicos à cerca deste tema. Por isso o doente deve ter acompanhamento médico constante, pois pelo andar da carruagem ainda não podemos afirmar que a doença é curável, mas sabemos que o controle e indispensável.

Fazendo novas inserções ou pesquisas anotamos um fato que nos chamou a atenção: os relatos estão no site: http://psiadolescentes.wordpress.com/esquizofrenia/ Os ‘Charros’ (cannabis) podem provocar esquizofrenia? A relação entre o uso de drogas (especialmente a cannabis) e a esquizofrenia tem sido controversa. No entanto, têm-se vindo a acumular provas que a utilização de cannabis é um fator de risco para o aparecimento da esquizofrenia, especialmente quando a sua utilização é iniciada numa idade jovem ou por pessoas com história de esquizofrenia na família. Quem consome cannabis parece ter um risco 2.5 a 6 vezes superior de desenvolver esquizofrenia, sendo o risco maior quanto maior é o consumo desta substância. No que tange ao chegar ao doente e sabermos se ele é portador é importante e alguns detalhes são importantes: se a pessoa não reconhece que está doente, muitas vezes não é possível convencê-la a procurar ajuda. Se for um colega de escola uma forma de ajudar pode ser falar com o professor responsável pela turma. A escola poderá entrar em contato com os serviços de saúde para sinalizar o problema. Por outro lado podes procurar falar com um familiar dessa pessoa, e explicar-lhe as tuas preocupações. Os familiares podem depois procurar ajuda junto dos serviços de saúde A medida mais correta em caso de suspeita é procurar um especialista no assunto. Os usuários de drogas que meditem bem, pois além de outros problemas causados pela droga, podem tornar-se esquizofrênicos em potencial. Aos pais de famílias procurem saber onde andam seus filhos, onde estão agora? O que estarão fazendo durante suas ausências. Cuidado e canja de galinha nunca fizeram mal a ninguém.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI E DA ALOMERCE

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/medicina-artigos/esquizofrenia-913146.html

    Palavras-chave do artigo:

    solidao desanimo psicose

    Comentar sobre o artigo

    Lentenet Lente de Contato

    Você está pensando em nadar com suas lentes de contato? Não. A Associação Americana de Optometria e do FDA recomenda não tomar banho enquanto você estiver usando lentes de contato. Isso inclui lagos, mar, piscinas, banheiras de hidromassagem e até chuveiros. Por quê? A água pode conter muitas ameaças invisíveis aos seus olhos. Suas lentes de contato pode prender alguns desses microorganismos.

    Por: Lentenet Lente de Contatol Saúde> Medicinal 21/08/2014
    Lentenet Lente de Contato

    Lentes de contato multifocais são lentes de contato com várias prescrições tudo em uma lente. Existe normalmente uma receita para objetos muito próximos: uma receita para objetos normais vistos a uma distância, em seguida, as prescrições para distâncias intermediárias. Essa configuração ajuda as pessoas com presbiopia corrigir problemas de visão relacionadas com a idade em que o olho não pode mais focar objetos de perto.

    Por: Lentenet Lente de Contatol Saúde> Medicinal 19/08/2014
    Lentenet Lente de Contato

    A época de chuvas de abril e flores de maio. E para muitos de nós, é o retorno de alergias sazonais, queimação e olhos vermelhos que coçam. Se este cenário é imediatamente relacionáveis ​​com você, você não está sozinho. Alergias oculares são muito comuns.

    Por: Lentenet Lente de Contatol Saúde> Medicinal 18/08/2014

    Ressonância magnética revela lesões que comprometem raciocínio, fala, movimentos e memória Estudo desenvolvido pelo neurocientista norte-americano Peter Thanos revela que o consumo elevado de álcool pode encolher algumas regiões do cérebro.

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 14/08/2014

    Dia do Combate à Poluição, comemorado em 14 de agosto, é boa oportunidade para debater o assunto

    Por: Ricardo Machado Comunicaçãol Saúde> Medicinal 14/08/2014

    Pacientes podem realizar a fertilização in vitro pela metade do valor praticado pelas clínicas de reprodução no país, com toda medicação inclusa. O tratamento é oferecido pela Art Rede de Reprodução Humana, na capital paulista.

    Por: CLAUDIA CHAVESl Saúde> Medicinal 14/08/2014

    A gravidez costuma provocar inúmeras mudanças na mulher, tanto físicas quanto emocionais. Em muitos casos, nem os olhos são poupados, podendo sofrer distúrbios temporários ou permanentes. A sensibilidade da córnea, por exemplo, costuma diminuir principalmente nos últimos três meses – voltando ao normal pouco tempo depois de o bebê nascer.

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 07/08/2014

    Muitas pessoas podem não entender muito bem sobre a importância de se ter um segurança hospitalar

    Por: anamarial Saúde> Medicinal 06/08/2014 lAcessos: 12

    A vida é virtuosa, a morte traiçoeira, uma traz virtudes, anseios, felicidades, angústias e muita mais. A outra deixa o corpo inerte, a saudade consome e transforma a vida de muitos, e além do mais, se houver cremação sobram somente às cinzas. A vida sempre vencerá a morte, pois somos imortais e nos renovamos, através da reencarnação. Se a morte faz companhia desde o nascituro é porque nossos destinos sempre serão renovados por este ciclo que Deus criou para nós. A carne se putrefaz, mas o ...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Notícias & Sociedade> Cotidianol 13/08/2014

    Costuma-se dizer que a história é a narrativa metódica dos fatos notáveis ocorridos na vida dos povos, em particular, e na vida da humanidade, em geral, podendo ser o conjunto de conhecimentos adquiridos através da tradição ou por meio dos documentos, relativos à evolução, ao passado da humanidade. Ciência e método que permitem adquirir e transmitir aqueles conhecimentos, bem como, o conjunto de obras referentes à história,

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 30/07/2014

    Uma tristeza de vil consolação mudava minha feição e, alegrias de eternas lembranças se transformavam em esperanças, no entanto, uma estrela cadente avisou que meu amor estava para chegar. Meu coração repleto de alegria começava a bater mais forte e a saltitar; mil lembranças tomaram a minha mente e, um calor sufocante começou a fazer-me suar… Se o meu coração tivesse mais impulsão, eu não viveria de amargas lembranças. Amar é assim… Vem com desejo, alegria, deixando-nos estonteante em pleno

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Poesial 30/07/2014

    Lendo determinado artigo nos deparamos com a seguinte frase: "perguntaram a uma criancinha o que ela gostaria de ser quando crescesse. Ela de pronto respondeu:- Quero ser grande e também ser avó!". Quem fez a pergunta ficou abismada com a resposta da inocente menininha. O porquê da resposta intrigava, pois uma criança ter a vontade de ser avó era coisa fora do comum. Minha filha retrucou o indagador, por que queres ser uma avó? Uma avó é uma senhora de idade, velhinha, de cabelos brancos que não

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Notícias & Sociedade> Cotidianol 30/07/2014

    Na vida de Jesus existem muitas coisas que jamais saberemos por falta de provas significativas e uma delas é sobre a paternidade de Jesus. Será que Maria teria casado depois da morte de José? O novo enterro de Jesus em uma tumba, assuntos em que o encontro entre a fé e a história se dá de maneira tensa. Jesus tinha um pai e uma mãe humanos. É provável, segundo estudiosos que Maria, sua mãe, depois que sua família já a prometera em casamento a um homem mais velho, José, tenha ficado grávida de ..

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 16/07/2014

    Aprendemos que todos os vícios prejudiciais às forças psicossomáticas, que arruínam a saúde e apressam a morte (e se incluem o alcoolismo, a glutonaria, o tabagismo, a toxicomania, etc.) representam formas de suicídio indireto, levando o Espírito, "post-mortem", a um sentimento de culpa tanto mais penoso quanto maiores tenham sido os abusos cometidos. Ressalte-se que: A vida humana é, pois, cópia da vida espiritual, nela se nos deparam em ponto pequeno, todas as peripécias da outra.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 15/07/2014

    Pesquisas recentes apontam que os principais motivos que levam o hominal a utilizar drogas são as seguintes mazelas: curiosidade; influência de amigos, que é o fato mais comum, vontade; desejo de fuga (em especial os problemas familiares); coragem (para tomar uma atitude que sem o uso dessas substâncias não seria possível); dificuldade em enfrentar e/ou suportar situações difíceis, hábito; dependência (comum); rituais; busca por situações de prazer,

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Lar e Família> Adolescentesl 14/07/2014

    Alvitrei meus pensamentos num bordão Cirineico, consciencialmente de maneira contributiva com um grande deotropismo. No seu dileto âmago não há ações ególatras, mas sim encômios para ensejar liberdades e não enxovias, Os espúrios devem ser alijados da nossa convivência sem extreme e, que suas missões sejam exógenas para fruírem de maneira haurida e, se possível com heliotropismo brilhante com ações hercúleas sem impertérrito, e sem imposições, nem atos que incandesçam os olhos de qualquer ser...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Notícias & Sociedade> Cotidianol 11/07/2014

    Comments on this article

    0
    Raimunda 20/07/2009
    Tenho na família portador de esquizofrenia herbefrenica fico muito feliz quando ele está centrado conversando bem !pensamentos logicos,agradeço tanto a Deus pelos medicamentos converso muito com ele no momento que está disponivel para ouvir então é isto!Vamos continuar pesquisando sobre esse transtorno que afeta os nossos queridos,agradeço a compreensão boa noite.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast