Esquizofrenia

Publicado em: 12/05/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 2,368 |

ESQUIZOFRENIA

A palavra esquizo é uma variante do grego schízein que alinhada à outra palavra tem como sinonímia básica fender e separar. A palavra frenesi tem derivação latina phrenesis, e francesa frénésie tem como sinônimos: delírio, desvario, tresvaria, associando-se ao entusiasmo delirante; excitação, arrebatamento ou atividade sucessiva; agitação, impaciência, inquietação, bem como impertinência, importunidade, enfado. Já a palavra frenética (o) tem a derivação latina phreneticu e sua adjetivação representa as particularidades do humano se tornar um delirante, desvairado, furioso, arrebatado, veemente, exaltado, impaciente, inquieto; rabugento, convulso e agitado. As duas palavras são mais ou menos parecidas e com nomenclaturas quase que idênticas. A esquizofrenia que é a palavra da matéria epigrafada pode ser associada a esquizocéfalo, esquizogênese, esquizotimia. Devemos ressaltar que não somos da área médica, mas já tivemos contato com algumas pessoas possuidoras de esquizofrenia. Na realidade o que seria o significado desta doença tão propalada e que teve um impulso com o surgimento de um personagem de uma novela portador deste transtorno.

Quando alguma doença é apresentada pela mídia televisiva ela desperta curiosidades e chama a atenção de inúmeras pessoas. Alguns profissionais de medicina dizem que pode ser um estado de psicose, loucura e insanidade. Já outros afirmam ser uma doença mental que se caracteriza por uma desorganização ampla dos processos mentais. É um quadro complexo apresentando sinais e sintomas na área do pensamento, percepção e emoções, causando marcados prejuízos ocupacionais, na vida de relações interpessoais e familiares. Os médicos psiquiatras são os mais indicados para cuidarem do portador deste distúrbio. A esquizofrenia é um termo que engloba várias formas clínicas de psicopatia e distúrbios mentais próximos a ela, sua característica fundamental é a dissociação e a assintonia das funções psíquicas, disto decorrendo fragmentação da personalidade e perda de contato com a realidade. Conversando com um psiquiatra da família ele nos falou sobre a esquizofrenia hebefrênica que é a forma de esquizofrenia observada, em geral, em adolescente, e que se caracteriza por distúrbios da afetividade, regressão e hipocondria; hebefrenia. Aproveitando o ensejo indagamos se é difícil a convivência com o esquizofrênico (a)? Afirmou que sim.

Procuramos então algumas fontes para sabermos se é difícil conviver com um esquizofrênico, mas preferimos ouvir da família de um deles: os familiares não gostam que toquem no assunto, entretanto, alguns membros familiares disseram que esse transtorno mental traz muito sofrimento para o doente como para a família. É um dilema, um sofrimento, uma preocupação constante, visto que em crises podem acontecer tentativas de suicídios. Dizem que a doença tem sintomas positivos, negativos e cognitivos (Do latim cognitus, particípio passado de cognoscere, 'conhecer', + - Ivo, que está relacionado à cognição, ou ao comportamento). Para nos aprofundarmos mais no assunto procuramos um site que nos foi indicado por um amigo, o http://www.abcdasaude.com.br/. “Para fazer o diagnóstico, o médico realiza uma entrevista com o paciente e sua família visando obter uma história de sua vida e de seus sintomas o mais detalhada possível. Até o presente momento não existem marcadores biológicos próprios dessa doença nem exames complementares específicos, embora existam evidências de alterações da anatomia cerebral demonstráveis em exames de neuro-imagem e de metabolismo cerebral sofisticados como a tomografia computadorizada, a ressonância magnética, entre outros.

Além de fazer o diagnóstico, o médico deve tentar identificar qual é o subtipo clínico que o paciente apresenta. Essa diferenciação se baseia nos sintomas que predominam em cada pessoa e na evolução da doença que é variada conforme o subtipo específico. Os principais subtipos são: paranóide (predomínio de delírios e alucinações) - desorganizada ou hebefrênica (predomínio de alterações da afetividade e desorganização do pensamento) - catatônico (alterações da motricidade) - simples (diminuição da vontade e afetividade, empobrecimento do pensamento, isolamento social) - residual (estágio crônico da doença com muita deterioração e pouca sintomatologia produtiva). “Como podemos notar é um transtorno sério e que merece os devidos cuidados com o doente”. É importante frisarmos que até hoje não se conhece nenhum fator específico causador da Esquizofrenia.

Há, no entanto, evidências de que seria decorrente de uma combinação de fatores biológicos, genéticos e ambientais que contribuiriam em diferentes graus para o aparecimento e desenvolvimento da doença. Sabe-se que filhos de indivíduos esquizofrênicos têm uma chance de aproximadamente 10% de desenvolver a doença, enquanto na população geral o risco de desenvolver a doença é de aproximadamente 1%. Outra indagação nos vem à mente: tem cura este transtorno? Este é um tema controverso e atualmente muito estudado pela comunidade médica. Antes do aparecimento dos sintomas já descritos, pode existir uma fase inicial da doença a qual se designa de pródromos. Nesta fase surgem alterações do comportamento mais inespecíficas tais como isolamento social, alteração da personalidade, depressão. Como são inespecíficas, estas alterações podem ser observadas noutros jovens, que mais tarde não desenvolvem esta doença. Têm sido realizados estudos que procuram perceber se intervenções nesta fase podem ou não evitar o aparecimento da doença. Apesar de alguns resultados promissores, não existe ainda um consenso entre os médicos à cerca deste tema. Por isso o doente deve ter acompanhamento médico constante, pois pelo andar da carruagem ainda não podemos afirmar que a doença é curável, mas sabemos que o controle e indispensável.

Fazendo novas inserções ou pesquisas anotamos um fato que nos chamou a atenção: os relatos estão no site: http://psiadolescentes.wordpress.com/esquizofrenia/ Os ‘Charros’ (cannabis) podem provocar esquizofrenia? A relação entre o uso de drogas (especialmente a cannabis) e a esquizofrenia tem sido controversa. No entanto, têm-se vindo a acumular provas que a utilização de cannabis é um fator de risco para o aparecimento da esquizofrenia, especialmente quando a sua utilização é iniciada numa idade jovem ou por pessoas com história de esquizofrenia na família. Quem consome cannabis parece ter um risco 2.5 a 6 vezes superior de desenvolver esquizofrenia, sendo o risco maior quanto maior é o consumo desta substância. No que tange ao chegar ao doente e sabermos se ele é portador é importante e alguns detalhes são importantes: se a pessoa não reconhece que está doente, muitas vezes não é possível convencê-la a procurar ajuda. Se for um colega de escola uma forma de ajudar pode ser falar com o professor responsável pela turma. A escola poderá entrar em contato com os serviços de saúde para sinalizar o problema. Por outro lado podes procurar falar com um familiar dessa pessoa, e explicar-lhe as tuas preocupações. Os familiares podem depois procurar ajuda junto dos serviços de saúde A medida mais correta em caso de suspeita é procurar um especialista no assunto. Os usuários de drogas que meditem bem, pois além de outros problemas causados pela droga, podem tornar-se esquizofrênicos em potencial. Aos pais de famílias procurem saber onde andam seus filhos, onde estão agora? O que estarão fazendo durante suas ausências. Cuidado e canja de galinha nunca fizeram mal a ninguém.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI E DA ALOMERCE

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/medicina-artigos/esquizofrenia-913146.html

    Palavras-chave do artigo:

    solidao desanimo psicose

    Comentar sobre o artigo

    Uma em cada quatro mulheres com doença inflamatória pélvica (DIP) tem sequelas a longo prazo. A infertilidade é uma delas – podendo afetar até 60% das pacientes depois de um episódio. Nos Estados Unidos, a DIP atinge 1,5 milhão de mulheres todos os anos.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 22/10/2014

    As Hepatites são doenças de etiologia viral que acometem o fígado causando inflamação, cirrose e até câncer hepático.

    Por: Central Pressl Saúde e Bem Estar> Medicinal 20/10/2014

    É possível que em diferentes momentos as pessoas já tenham ouvido falar sobre a ressonância magnética, no entanto também é possível que poucos tenham conhecimento do que se trata realmente este exame.

    Por: anamarial Saúde e Bem Estar> Medicinal 17/10/2014

    Segundo estudo divulgado na revista científica Lancet, o Brasil tem mais pessoas acima do peso ou obesas do que a média mundial. De acordo com a pesquisa, a obesidade atinge mais da metade da população adulta brasileira, sendo 58% das mulheres e 52% dos homens.

    Por: Flávia Ghiurghil Saúde e Bem Estar> Medicinal 15/10/2014

    Muitas pessoas podem acabar por não ter conhecimento sobre o que seria o livro branco, assim como também o porque ele deveria existir ou as pessoas deveriam ter o real conhecimento sobre a sua funcionalidade.

    Por: anamarial Saúde e Bem Estar> Medicinal 15/10/2014

    Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 20 milhões de pessoas deixaram de enxergar por conta do problema. Tendência é a de que casos aumentem significativamente nos próximos anos.

    Por: Ricardo Machado Comunicaçãol Saúde e Bem Estar> Medicinal 10/10/2014

    A alergia ao pólen ou também chamada "polinose" é causada pelo contato dos polens de certas plantas com o desencadeamento de manifestações alérgicas.

    Por: Central Pressl Saúde e Bem Estar> Medicinal 03/10/2014

    ESTE TRABALHO FOI DESENVOLVIDO PARA A APLICAÇÃO DOS CONTEÚDOS MATEMÁTICOS TRABALHADOS COM ALUNOS DOS 3º ANOS DO ENSINO MÉDIO. FOI BASTANTE GRATIFICANTE, POIS OS ALUNOS TIVERAM CONTATO COM OS CONTEÚDOS NA PRÁTICA E AINDA DESCOBRIRAM NOVAS INFORMAÇÕES.

    Por: Josimara L. Furtado dos Santosl Saúde e Bem Estar> Medicinal 02/10/2014

    Assenta tua cabeça no meu ombro, descansa e relembra os momentos felizes que passamos. Esta assertiva faz parte da nossa vida, de nossos sentimentos e do rol de realizações, que planejamos para o futuro. Muitas vezes rememoramos com pensamentos diluidores, com ações um pouco cavilosas, sem descortinar a harmonia do concerto, que traçamos para o teatro da nossa existência. Deter, impedir de avançar nossos momentos de amor, não são medidas contributivas para a felicidade que reina em nossos coraçõ

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Poesial 20/10/2014

    Quando nos referimos à política, devemos fazer um paralelo, uma comparação entre duas palavras, política e politicagem. São sinonímias contraditas e que refletem diferenciais hercúleos, do que seja a verdade em sua plenitude. Sabemos, de antemão, que existe uma variedade enorme de políticas, desde a comercial, passando pela familiar e indo até a política monetária. Política é ciência, é arte, é a ciência dos fenômenos referentes ao Estado (ciência política).

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 15/10/2014

    A política brasileira além de ferver virou um inferno. Um inferno com muitos diabos que não têm medo da cruz. Deus, o nosso Pai morreu e Jesus não estão mais em seus corações. A caridade, a fraternidade e os bons princípios não foram sublimados, e sim exterminados juntamente com a ética. No coração do brasileiro só resta esperança, as forças já estão combalidas, vítimas de uma politicagem escarnecida. O encanto do Brasil antigo evaporou-se diante das aberrações e das corrupções eleitorais.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 13/10/2014

    A felicidade imanta o meu ser, entro em êxtase vibracional, no entanto, meu ego se altera para todo mundo ver, o meu corpo se altera meio descomunal. Quando um grande amor amadurece, os tremores constantemente se alternam o corpo não resiste e a rosa não floresce, o íntimo se refina e, os desejos jornadeiam. O imã do amor me aconchega delicioso, o carinho e o afago do meu amor se transformam, a minha amada transborda em carinho astucioso e uma entrega sem pudor nos delicia e ...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Poesial 08/10/2014

    Podemos afirmar que, muitas vezes, a verdade é mais interessante que a ficção. O Ciclo Cósmico pela qual a humanidade vem passando, ou pelo desenvolvimento intelectual do hominal, leva a um interesse maior pela vida do Grande Mestre, ou Grande Redentor, Jesus do que em qualquer outro período desde o início de cristianismo. Nunca na história humana, Cristo foi tão estudado, pesquisado por estudantes de psicologia, misticismo, metafísicas e ocultismo com sentido minucioso e analítico. Nesse estudo

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 07/10/2014

    A brisa suave nos acaricia e o sol envolto pelo arco-íris, encanta-nos no pingente solar. Buscamos a todo instante a incessante diretriz, altaneira e rediviva. Somos humanos imperfeitos, mas através do amor e do perdão, procuramos alcançar vencendo todos os obstáculos, entre suores, perfumes, barulho, pedras de tropeços, o que mais almejamos o dom de amar. O amor na feição extrema vive em seu próprio lugar e não encontra problema difícil de suportar.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Poesial 06/10/2014

    Pensei nas pessoas sofredoras e fui orando para as entidades protetoras. Vi no semblante de uma criança solitária, a fome que a consumia. Imantei o amor em prol de um pequeno ser. Vi no sol da primavera seus momentos bons e ruins, mas não almejamos sofrimentos, principalmente para os seres indefesos e inocentes. Como diria Cornélio Pires, sempre noto com reserva as dores que vêm do herdeiro; não sei se o choro é de mágoa ou de briga por dinheiro.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 03/10/2014

    Segundo Hammed (por Francisco do Espírito Santo Neto) a rigor, família é uma instituição social que compreende indivíduos ligados entre si por laços consanguíneos. A formação do grupo familiar tem como finalidade a educação, implicando, porém, outros fatores como amor, atenção, compreensão, coerência e, sobretudo, respeito à individualidade de cada componente do instinto doméstico. Uma expressão belíssima, esclarecedora, no entanto, vem se deformando nos dias atuais.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 25/09/2014

    Comments on this article

    0
    Raimunda 20/07/2009
    Tenho na família portador de esquizofrenia herbefrenica fico muito feliz quando ele está centrado conversando bem !pensamentos logicos,agradeço tanto a Deus pelos medicamentos converso muito com ele no momento que está disponivel para ouvir então é isto!Vamos continuar pesquisando sobre esse transtorno que afeta os nossos queridos,agradeço a compreensão boa noite.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast