Farmacologia Do Trato Gastrintestinal

Publicado em: 07/10/2009 |Comentário: 4 | Acessos: 14,250 |

As principais funções do trato gastrintestinal importantes farmacologicamente são: secreção gástrica, vômito (êmese), motilidade do intestino e expulsão das fezes e formação e eliminação da bile.

A secreção gástrica envolve a ação de três hormônios/transmissores: gastrina, histamina e acetilcolina. Essas substâncias atuam nas células parietais do estômago e estimulam um complexo mecanismo de secreção de ácido clorídrico ( HCL ) que envolve uma bomba de prótons (K+/H+) responsável pela liberação de íons H+, um carreador simporte responsável pela liberação de íons CL- , e um carreador antiporte responsável pelo ingresso na célula de íons CL- que serão liberados pelo simporte. O H+ liberado pela célula provêm do acido carbônico que por sua vez é resultado da reação entre CO2 e H2O mediado pela anidrase carbônica a nível intracelular. Esse acido carbônico formado se decompõe liberando um íons hidrogênio e um íon bicarbonato que sai da célula pelo carreador antiporte. A gastrina, Ach e histamina ligam-se à célula parietal através de receptores celulares específicos (receptores de gastrina, receptores H2 e receptores muscarinicos), ativando um segundo mensageiro intracelular que estimula o mecanismo da bomba de prótons.

Os fármacos utilizados na inibição ou neutralização do suco gástrico agem principalmente como antagonistas dos receptores de histamina (H2), inibidores da bomba de prótons e antiácidos. Os antagonistas dos receptores H2 ao se ligarem impendem a ação da histamina e consequentemente a ativação do mecanismo da bomba de prótons, são eles: ranitidina, cimetidina, nizatidina e famotidina. Os inibidores da bomba de prótons agem diretamente nesse mecanismo final da secreção gástrica e seu tempo de ação pode ser relativamente longo pois ele se acumula nos canalículos gástricos, são eles: omeprazol, lanzoprazol, pantoprazol e rabeprazol. Os antiácidos atuam reagindo com o suco gástrico, causando uma elevação do pH gástrico e assim inibindo a pepsina. Esses fármacos são utilizados principalmente nos tratamentos da esofagite de refluxo, ulceras pépticas e no tratamento da infecção pelo H. pylori.

A motilidade gastrintestinal pode ser regulada por fármacos que atuam como: (1) purgativos/laxativos que aceleram a passagem do alimento através do intestino; (2) agentes que aumentam a motilidade do músculo liso gastrintestinal sem causar diarréia; (3) antidiarreticos que diminuem o movimento; (4) agentes antiespasmoticos que diminuem o movimento. Os purgativos/ laxativos podem se subdividir em três classes: laxativos, amolecedores do bolo fecal e laxativos estimulantes.
Os laxativos propriamente ditos podem ser formadores do bolo fecal ou osmótico. Os laxativos formadores do bolo fecal atuam pela capacidade de reter água no intestino, estimulando assim o peristaltismo, são principalmente compostos vegetais não absorvíveis como a metilcelulose, estercúlia, agar, farelo e a casca de ispaghulia. Os laxativos osmóticos induzem a absorção de água pelo intestino por serem solutos pouco absorvidos, isso faz com que aumente o volume intraintestinal e estimule o peristaltismo, são principalmente: sais e lactulose.Os emolientes fecais atuam como uma espécie de detergente e fazem com que as fezes tenham uma consistência mais mole, o principal é o docusato de sódio. Os laxativos estimulantes  aumentam a secreção de água pela mucosa a atuam diretamente no peristaltismo, pois estimulam os nervos entéricos. Os principais são: bisacodil, picossulfato de sódio e a sene. Os fármacos antidiarréticos diminuem o peristaltismo e são utilizados no tratamento da diarréia sintomática ou patológica. O tratamento da diarréia normalmente incluem três diretrizes: manutenção do equilíbrio hidroeletrolítico, uso de agentes antiinfecciosos, uso de agentes antidiarréticos não-antimicrobianos. Os fármacos antidiarréticos são os antagonistas do receptores muscarínicos (que não são usados por seus efeitos sobre outros sistemas) e os opiáceos, que apesar de aumentarem o tônus muscular do intestino, contraem os esfincteres pilórico, ileocolico e anal. Os principais opiáceos de uso antidiarreticos são: codeína, difenoxilato e loperamida.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/medicina-artigos/farmacologia-do-trato-gastrintestinal-1313508.html

    Palavras-chave do artigo:

    sistema digestorio

    ,

    farmacologia

    ,

    omeprazol

    Comentar sobre o artigo

    No começo da vida sexual, o maior medo das meninas é engravidar ‘sem querer'. Nessa fase, engravidar parece a coisa mais fácil do mundo e muitas meninas pensam que será assim para o resto da vida. Até que se casam e percebem que – mesmo parando de tomar pílula – a gravidez não se confirma. Isso ocorre com muita frequência e muitos casais precisam cada vez mais de ajuda especializada para ter um filho.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 03/03/2015

    Estudo publicado no jornal Cancer Epidemiology, Biomarkers & Prevention revela uma mutação genética que acomete famílias afrodescendentes. Especificamente, mulheres negras têm mais chances de serem diagnosticadas com câncer de mama do que mulheres brancas antes dos 40 anos.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 02/03/2015
    marco rogerio silva

    Um time forte é fundamental para empresas que querem chegar ao sucesso. Nos últimos tempos, as empresas redescobriram o trabalho em equipe, pois não podemos dizer que esse modelo nunca existiu, ao contrário, é um velho conhecido desde muito tempo. Com os programas de qualidade, esta forma de trabalhar voltou como uma onda muito forte ao cotidiano de muitas pessoas.

    Por: marco rogerio silval Saúde e Bem Estar> Medicinal 01/03/2015
    marco rogerio silva

    O presente trabalho aborda a concepção do profissional de enfermagem em relação ao descarte adequado dos Resíduos Sólidos dos Serviços de Saúde (RSSS), tendo como objetivo analisar o que a literatura demonstra sobre como estes profissionais realizam a separação dos resíduos sólidos dos serviços de saúde. Esta pesquisa apresenta um resultado qualitativo, dado através de uma revisão bibliográfica integrativa.

    Por: marco rogerio silval Saúde e Bem Estar> Medicinal 23/02/2015
    marco rogerio silva

    Instituições de saúde nos últimos anos têm-se preocupado em incentivar e fiscalizar a adoção de medidas básicas de higiene. Este estudo tem como foco principal apresentar aos profissionais de saúde uma abordagem pormenorizada sobre a importância da higienização das mãos em Unidades de Terapia Intensiva, identificando e descrevendo suas vertentes, refletindo sobre a sua importância.

    Por: marco rogerio silval Saúde e Bem Estar> Medicinal 23/02/2015

    Especialista dá três conselhos importantes para quem está começando a vida sexual

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 23/02/2015
    Élida Alexandre

    Os resultados de um ensaio clínico de fase III chamado ALSYMPCA mostram que o rádio-223 dichloride (Xofigo®) melhora a sobrevida global em homens com câncer de próstata avançado que se espalhou para os ossos em comparação com um placebo.

    Por: Élida Alexandrel Saúde e Bem Estar> Medicinal 20/02/2015 lAcessos: 13
    Rubens Britto

    O que você pensa sobre o tabagismo e seu abandono? Em geral, a maioria das pessoas, incluindo os fumantes, é contra o tabagismo. Esse posicionamento é imperioso para que se obtenha êxito pleno na abdicação do vício tabágico.

    Por: Rubens Brittol Saúde e Bem Estar> Medicinal 18/02/2015
    Diogo Fontes

    Discussão de um modo bastante suscinto e objetivo sobre os principais fármacos de interesse que agem no sistema respiratório, bem como seus mecanismos de ação.

    Por: Diogo Fontesl Saúde e Bem Estar> Medicinal 12/04/2010 lAcessos: 7,329
    Diogo Fontes

    O modelo atual de vestibular tem se mostrado antiquado, pois nao prioriza os aspectos verdadeiramente importantes para o ingresso de um aluno na universidade. Diante disso o governo tem tentado com algum sucesso mudar esse quadro e modernizar os processos seletivos.

    Por: Diogo Fontesl Educaçãol 06/05/2009 lAcessos: 311 lComentário: 2

    Comments on this article

    1
    Eliza 30/10/2011
    Estava procurando uma explicação clara do mecanismo da bomba de prótons. Encontrei aqui!
    Muito obrigada!
    0
    edinilza 24/11/2009
    Parabéns, vc tem uma ótima didática, sua explicação é muito clara, me ajudou muito.
    0
    antonio 20/11/2009
    brigadão cara você me ajudou muito em minha pesquisa
    0
    Cleidimar 16/11/2009
    Achei interessantes essas informações. Auxiliaram o suficiente minha pesquisa rápida.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast