Farmacologia Do Trato Gastrintestinal

Publicado em: 07/10/2009 |Comentário: 4 | Acessos: 14,284 |

As principais funções do trato gastrintestinal importantes farmacologicamente são: secreção gástrica, vômito (êmese), motilidade do intestino e expulsão das fezes e formação e eliminação da bile.

A secreção gástrica envolve a ação de três hormônios/transmissores: gastrina, histamina e acetilcolina. Essas substâncias atuam nas células parietais do estômago e estimulam um complexo mecanismo de secreção de ácido clorídrico ( HCL ) que envolve uma bomba de prótons (K+/H+) responsável pela liberação de íons H+, um carreador simporte responsável pela liberação de íons CL- , e um carreador antiporte responsável pelo ingresso na célula de íons CL- que serão liberados pelo simporte. O H+ liberado pela célula provêm do acido carbônico que por sua vez é resultado da reação entre CO2 e H2O mediado pela anidrase carbônica a nível intracelular. Esse acido carbônico formado se decompõe liberando um íons hidrogênio e um íon bicarbonato que sai da célula pelo carreador antiporte. A gastrina, Ach e histamina ligam-se à célula parietal através de receptores celulares específicos (receptores de gastrina, receptores H2 e receptores muscarinicos), ativando um segundo mensageiro intracelular que estimula o mecanismo da bomba de prótons.

Os fármacos utilizados na inibição ou neutralização do suco gástrico agem principalmente como antagonistas dos receptores de histamina (H2), inibidores da bomba de prótons e antiácidos. Os antagonistas dos receptores H2 ao se ligarem impendem a ação da histamina e consequentemente a ativação do mecanismo da bomba de prótons, são eles: ranitidina, cimetidina, nizatidina e famotidina. Os inibidores da bomba de prótons agem diretamente nesse mecanismo final da secreção gástrica e seu tempo de ação pode ser relativamente longo pois ele se acumula nos canalículos gástricos, são eles: omeprazol, lanzoprazol, pantoprazol e rabeprazol. Os antiácidos atuam reagindo com o suco gástrico, causando uma elevação do pH gástrico e assim inibindo a pepsina. Esses fármacos são utilizados principalmente nos tratamentos da esofagite de refluxo, ulceras pépticas e no tratamento da infecção pelo H. pylori.

A motilidade gastrintestinal pode ser regulada por fármacos que atuam como: (1) purgativos/laxativos que aceleram a passagem do alimento através do intestino; (2) agentes que aumentam a motilidade do músculo liso gastrintestinal sem causar diarréia; (3) antidiarreticos que diminuem o movimento; (4) agentes antiespasmoticos que diminuem o movimento. Os purgativos/ laxativos podem se subdividir em três classes: laxativos, amolecedores do bolo fecal e laxativos estimulantes.
Os laxativos propriamente ditos podem ser formadores do bolo fecal ou osmótico. Os laxativos formadores do bolo fecal atuam pela capacidade de reter água no intestino, estimulando assim o peristaltismo, são principalmente compostos vegetais não absorvíveis como a metilcelulose, estercúlia, agar, farelo e a casca de ispaghulia. Os laxativos osmóticos induzem a absorção de água pelo intestino por serem solutos pouco absorvidos, isso faz com que aumente o volume intraintestinal e estimule o peristaltismo, são principalmente: sais e lactulose.Os emolientes fecais atuam como uma espécie de detergente e fazem com que as fezes tenham uma consistência mais mole, o principal é o docusato de sódio. Os laxativos estimulantes  aumentam a secreção de água pela mucosa a atuam diretamente no peristaltismo, pois estimulam os nervos entéricos. Os principais são: bisacodil, picossulfato de sódio e a sene. Os fármacos antidiarréticos diminuem o peristaltismo e são utilizados no tratamento da diarréia sintomática ou patológica. O tratamento da diarréia normalmente incluem três diretrizes: manutenção do equilíbrio hidroeletrolítico, uso de agentes antiinfecciosos, uso de agentes antidiarréticos não-antimicrobianos. Os fármacos antidiarréticos são os antagonistas do receptores muscarínicos (que não são usados por seus efeitos sobre outros sistemas) e os opiáceos, que apesar de aumentarem o tônus muscular do intestino, contraem os esfincteres pilórico, ileocolico e anal. Os principais opiáceos de uso antidiarreticos são: codeína, difenoxilato e loperamida.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/medicina-artigos/farmacologia-do-trato-gastrintestinal-1313508.html

    Palavras-chave do artigo:

    sistema digestorio

    ,

    farmacologia

    ,

    omeprazol

    Comentar sobre o artigo

    Araceli Canova

    A dança exige performance complexa com padrão preciso e controlado. O balé clássico, por exemplo, com movimentos realizados com o peso do corpo sobre a ponta dos pés, demanda esforços extras para manter a estabilidade dos membros inferiores. Se algo interferir na mobilidade normal da articulação, necessitar-se-á de compensações posturais e alterações de movimentos que podem ocasionar aumento do estresse até em outras partes do organismo, resultando em lesões.

    Por: Araceli Canoval Saúde e Bem Estar> Medicinal 27/03/2015

    Número de casos diminui, mas doença ainda é a segunda causa de óbito por agente infeccioso no mundo

    Por: Ricardo Machado Comunicaçãol Saúde e Bem Estar> Medicinal 23/03/2015

    A cirurgia juntamente com outros tipos de terapias, pode ser uma opção de tratamento para o câncer de pulmão que ainda são pequenas em estágio inicial de desenvolvimento. Se caso a cirurgia puder ser realizada, ela oferece uma boa chance de sucesso da cura da doença.

    Por: Vinicios Ferreiral Saúde e Bem Estar> Medicinal 20/03/2015

    Os 5 piores tipos de câncer. Câncer de pele. O câncer de pele e o tipo de tumor mais comum na população mundial, pois cerca de vinte e cinco por cento dos casos de câncer, são de câncer de pele, o câncer de pele acontece quando ocorre o crescimento acelerados das células que compõem a pele.

    Por: Vinicios Ferreiral Saúde e Bem Estar> Medicinal 20/03/2015

    De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2030 as doenças cardiovasculares serão responsáveis por quase 24 milhões de óbitos. Hoje, no Brasil, a cada cinco minutos alguém sofre um infarto. Das 300 mil ocorrências desse tipo que acontecem anualmente, 80 mil resultam em morte. As estatísticas são alarmantes e chama atenção o fato de que, mesmo aqueles que fazem check-up anualmente e se creem livres de risco, não são poupados.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 17/03/2015
    Mariangela de Oliveira Castro

    Compõe o currículo da Graduação em Educação Física, disciplinas de Ciências Médicas e sendo esta, reconhecida como área da Saúde, de acordo com a resolução do Conselho Nacional de Saúde (CNS nº. 218/1997), percebe-se que o professor de Educação Física é atualmente, o profissional melhor capacitado dentro da escola para prestar assistência aos alunos portadores de Diabetes, bem como atuar em situações de emergência.

    Por: Mariangela de Oliveira Castrol Saúde e Bem Estar> Medicinal 06/03/2015 lAcessos: 14

    No começo da vida sexual, o maior medo das meninas é engravidar ‘sem querer'. Nessa fase, engravidar parece a coisa mais fácil do mundo e muitas meninas pensam que será assim para o resto da vida. Até que se casam e percebem que – mesmo parando de tomar pílula – a gravidez não se confirma. Isso ocorre com muita frequência e muitos casais precisam cada vez mais de ajuda especializada para ter um filho.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 03/03/2015 lAcessos: 18

    Estudo publicado no jornal Cancer Epidemiology, Biomarkers & Prevention revela uma mutação genética que acomete famílias afrodescendentes. Especificamente, mulheres negras têm mais chances de serem diagnosticadas com câncer de mama do que mulheres brancas antes dos 40 anos.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 02/03/2015 lAcessos: 18
    Diogo Fontes

    Discussão de um modo bastante suscinto e objetivo sobre os principais fármacos de interesse que agem no sistema respiratório, bem como seus mecanismos de ação.

    Por: Diogo Fontesl Saúde e Bem Estar> Medicinal 12/04/2010 lAcessos: 7,363
    Diogo Fontes

    O modelo atual de vestibular tem se mostrado antiquado, pois nao prioriza os aspectos verdadeiramente importantes para o ingresso de um aluno na universidade. Diante disso o governo tem tentado com algum sucesso mudar esse quadro e modernizar os processos seletivos.

    Por: Diogo Fontesl Educaçãol 06/05/2009 lAcessos: 314 lComentário: 2

    Comments on this article

    1
    Eliza 30/10/2011
    Estava procurando uma explicação clara do mecanismo da bomba de prótons. Encontrei aqui!
    Muito obrigada!
    0
    edinilza 24/11/2009
    Parabéns, vc tem uma ótima didática, sua explicação é muito clara, me ajudou muito.
    0
    antonio 20/11/2009
    brigadão cara você me ajudou muito em minha pesquisa
    0
    Cleidimar 16/11/2009
    Achei interessantes essas informações. Auxiliaram o suficiente minha pesquisa rápida.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast