Farmacologia Do Trato Gastrintestinal

Publicado em: 07/10/2009 |Comentário: 4 | Acessos: 14,312 |

As principais funções do trato gastrintestinal importantes farmacologicamente são: secreção gástrica, vômito (êmese), motilidade do intestino e expulsão das fezes e formação e eliminação da bile.

A secreção gástrica envolve a ação de três hormônios/transmissores: gastrina, histamina e acetilcolina. Essas substâncias atuam nas células parietais do estômago e estimulam um complexo mecanismo de secreção de ácido clorídrico ( HCL ) que envolve uma bomba de prótons (K+/H+) responsável pela liberação de íons H+, um carreador simporte responsável pela liberação de íons CL- , e um carreador antiporte responsável pelo ingresso na célula de íons CL- que serão liberados pelo simporte. O H+ liberado pela célula provêm do acido carbônico que por sua vez é resultado da reação entre CO2 e H2O mediado pela anidrase carbônica a nível intracelular. Esse acido carbônico formado se decompõe liberando um íons hidrogênio e um íon bicarbonato que sai da célula pelo carreador antiporte. A gastrina, Ach e histamina ligam-se à célula parietal através de receptores celulares específicos (receptores de gastrina, receptores H2 e receptores muscarinicos), ativando um segundo mensageiro intracelular que estimula o mecanismo da bomba de prótons.

Os fármacos utilizados na inibição ou neutralização do suco gástrico agem principalmente como antagonistas dos receptores de histamina (H2), inibidores da bomba de prótons e antiácidos. Os antagonistas dos receptores H2 ao se ligarem impendem a ação da histamina e consequentemente a ativação do mecanismo da bomba de prótons, são eles: ranitidina, cimetidina, nizatidina e famotidina. Os inibidores da bomba de prótons agem diretamente nesse mecanismo final da secreção gástrica e seu tempo de ação pode ser relativamente longo pois ele se acumula nos canalículos gástricos, são eles: omeprazol, lanzoprazol, pantoprazol e rabeprazol. Os antiácidos atuam reagindo com o suco gástrico, causando uma elevação do pH gástrico e assim inibindo a pepsina. Esses fármacos são utilizados principalmente nos tratamentos da esofagite de refluxo, ulceras pépticas e no tratamento da infecção pelo H. pylori.

A motilidade gastrintestinal pode ser regulada por fármacos que atuam como: (1) purgativos/laxativos que aceleram a passagem do alimento através do intestino; (2) agentes que aumentam a motilidade do músculo liso gastrintestinal sem causar diarréia; (3) antidiarreticos que diminuem o movimento; (4) agentes antiespasmoticos que diminuem o movimento. Os purgativos/ laxativos podem se subdividir em três classes: laxativos, amolecedores do bolo fecal e laxativos estimulantes.
Os laxativos propriamente ditos podem ser formadores do bolo fecal ou osmótico. Os laxativos formadores do bolo fecal atuam pela capacidade de reter água no intestino, estimulando assim o peristaltismo, são principalmente compostos vegetais não absorvíveis como a metilcelulose, estercúlia, agar, farelo e a casca de ispaghulia. Os laxativos osmóticos induzem a absorção de água pelo intestino por serem solutos pouco absorvidos, isso faz com que aumente o volume intraintestinal e estimule o peristaltismo, são principalmente: sais e lactulose.Os emolientes fecais atuam como uma espécie de detergente e fazem com que as fezes tenham uma consistência mais mole, o principal é o docusato de sódio. Os laxativos estimulantes  aumentam a secreção de água pela mucosa a atuam diretamente no peristaltismo, pois estimulam os nervos entéricos. Os principais são: bisacodil, picossulfato de sódio e a sene. Os fármacos antidiarréticos diminuem o peristaltismo e são utilizados no tratamento da diarréia sintomática ou patológica. O tratamento da diarréia normalmente incluem três diretrizes: manutenção do equilíbrio hidroeletrolítico, uso de agentes antiinfecciosos, uso de agentes antidiarréticos não-antimicrobianos. Os fármacos antidiarréticos são os antagonistas do receptores muscarínicos (que não são usados por seus efeitos sobre outros sistemas) e os opiáceos, que apesar de aumentarem o tônus muscular do intestino, contraem os esfincteres pilórico, ileocolico e anal. Os principais opiáceos de uso antidiarreticos são: codeína, difenoxilato e loperamida.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/medicina-artigos/farmacologia-do-trato-gastrintestinal-1313508.html

    Palavras-chave do artigo:

    sistema digestorio

    ,

    farmacologia

    ,

    omeprazol

    Comentar sobre o artigo

    A BMJ, editora do The BMJ (antigo British Medical Journal), está disponibilizando gratuitamente aos profissionais de saúde de todo o Brasil as últimas orientações sobre diagnóstico e tratamento para o vírus da Dengue. Os materiais foram coletados de vários periódicos e ferramentas educativas e de apoio da editora, entre eles o The BMJ, Case Reports, Student BMJ, BMJ Learning e BMJ Best Practice.

    Por: Letral Saúde e Bem Estar> Medicinal 08/04/2015

    Nesta quarta-feira, 8 de abril, é lembrado o Dia Mundial de Combate ao Câncer, data criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Trata-se de um momento muito importante no calendário médico oncológico, pois marca um dia que, na verdade, o oncologista clínico vivencia diuturnamente na sua luta pela melhoria de vida do paciente portador de tumor maligno.

    Por: Central Pressl Saúde e Bem Estar> Medicinal 07/04/2015

    Mulheres com alto risco de câncer de mama na família, principalmente quando mãe e avó materna também enfrentaram a doença, devem começar a fazer mamografia antes mesmo dos 40 anos. Estudo publicado no jornal oficial da American Society of Clinical Oncology avaliou mais de 500 pacientes assintomáticas com risco de serem portadoras dos genes BRCA1 e BRCA2 modificados.

    Por: Vítor Margatol Saúde e Bem Estar> Medicinal 07/04/2015

    Saiba quais são os malefícios da carne vermelha e porque você tem que evitar esse limento.

    Por: Vinicios Ferreiral Saúde e Bem Estar> Medicinal 02/04/2015 lAcessos: 21

    O artigo a seguir coloca em pauta a mentalidade, o modo de pensar e agir da sociedade global, especialmente, a brasileira, no que se refere a saúde e bem estar pessoal e social. Paradigmas construídos ao longo de sua formação, que já estão em xeque perpétuo há um bom tempo resistem como um "paredão de peões" prontos para defenderem a todo custo o rei e a "primeira dama". Se não há comida, não há força ou energia, não há motivação, e assim, os peões podem se tornar aqueles que o defende.

    Por: Rodrigo Cardoso de Limal Saúde e Bem Estar> Medicinal 02/04/2015 lAcessos: 27

    Exitem alguns alimentos que se engeridos regularmente podem ajudar a prevenir o câncer de próstata, Alimentos esses que iremos falar com detalhes neste artigo, não esqueça de compartilhar essa lista com seus amigos e familiares.

    Por: Vinicios Ferreiral Saúde e Bem Estar> Medicinal 31/03/2015 lAcessos: 16

    Quando um paciente esta com uma certa idade é preciso realizas alguns exames preventivos do câncer de próstata anualmente, exames esses que iremos explicar com detalhes para você neste breve artigo.

    Por: Vinicios Ferreiral Saúde e Bem Estar> Medicinal 31/03/2015

    A Ressecção transuretral de próstata ou RTU, é um procedimento cirúrgico utilizado para o tratamento do câncer de próstata, onde um medico realiza uma endoscopia pela uretra. Essa cirurgia só é necessitaria quando o paciente apresenta um alto nível de PSA, ou quando há o aumento da próstata identificado pelo toque retal.

    Por: Vinicios Ferreiral Saúde e Bem Estar> Medicinal 31/03/2015 lAcessos: 17
    Diogo Fontes

    Discussão de um modo bastante suscinto e objetivo sobre os principais fármacos de interesse que agem no sistema respiratório, bem como seus mecanismos de ação.

    Por: Diogo Fontesl Saúde e Bem Estar> Medicinal 12/04/2010 lAcessos: 7,389
    Diogo Fontes

    O modelo atual de vestibular tem se mostrado antiquado, pois nao prioriza os aspectos verdadeiramente importantes para o ingresso de um aluno na universidade. Diante disso o governo tem tentado com algum sucesso mudar esse quadro e modernizar os processos seletivos.

    Por: Diogo Fontesl Educaçãol 06/05/2009 lAcessos: 317 lComentário: 2

    Comments on this article

    1
    Eliza 30/10/2011
    Estava procurando uma explicação clara do mecanismo da bomba de prótons. Encontrei aqui!
    Muito obrigada!
    0
    edinilza 24/11/2009
    Parabéns, vc tem uma ótima didática, sua explicação é muito clara, me ajudou muito.
    0
    antonio 20/11/2009
    brigadão cara você me ajudou muito em minha pesquisa
    0
    Cleidimar 16/11/2009
    Achei interessantes essas informações. Auxiliaram o suficiente minha pesquisa rápida.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast