Menopausa Ou Climatério?

Publicado em: 23/05/2009 |Comentário: 5 | Acessos: 8,462 |

O climatério é, de fato, o período que abrange toda a fase em que os hormônios produzidos pelos ovários vão progressivamente deixando de ser fabricados, abrangendo, portanto, a transição do período reprodutivo e não-reprodutivo da mulher. O climatério é, portanto, uma alteração endócrina de consumo de natureza genética, que tem como características a deficiência dos hormônios esteróides ovarianos devida a falência funcional das gônadas, que se revela em todas as mulheres.

Dessa forma, a menopausa é um evento que ocorre durante o climatério. Na maioria das mulheres, a menopausa acontece entre os 45 e os 55 anos de idade. Entretanto os sinais começam a surgir um pouco antes, na chamada pré-menopausa. Associar a palavra “menopausa” quando se fala de climatério é natural. Utilizar ambas como sinônimos é uma constante. Mas a verdade é que menopausa e climatério têm diferentes sentidos, e saber como, quando e porquê acontecem é tão importante quanto tomar conhecimento dos métodos de tratamento.

Esta é a fase mais importante da perimenopausa, período que engloba também os dois anos posteriores. Quando essas alterações são na forma de mais de uma menstruação por mês, chama-se polimenorréia; e já quando surge com muito sangramento ou muitos dias sangrando, denomina-se hipermenorréia. Por isso, ciclos menstruais irregulares são um dos primeiros sinais da falência ovariana.

Além disso, fogachos (os populares calores), suores noturnos, depressão e irritabilidade, retenção líquida, dores nas mamas, alterações nos órgãos sexuais (coceira e secura vaginal), ganha de peso, entre outros são denunciados por grande parte das mulheres. Porém, diferentemente do que muitos pensam, essas alterações físicas e psíquicas que prejudicam a qualidade de vida da mulher podem e devem ser tratadas.

Porém há casos em que os sinais da chegada da menopausa, ou até mesmo do climatério, são silenciosos. Não é comum, mas pode acontecer; e não é motivo para aliviar ou suspender quaisquer cuidados com a saúde. E se a menopausa acontece antes dos 45 anos é considerada precoce. Portanto é indispensável a atenção redobrada com a saúde, evitando o cigarro que é um fator notório, visto que “quem fuma um maço e meio por dia pode adiantá-la em cinco anos, porque o fluxo de sangue nos ovários é comprometido” (Revista Claudia, 2004, p.20)

A partir deste momento, quando a mulher se vê diante da possibilidade de tratar e diminuir estes sintomas surge a dúvida que vem sendo discutida desde os anos 80: tomar ou não tomar hormônios. A escolha pela terapia de reposição hormonal, ou seja, a substituição dos hormônios que antes eram produzidos pelos ovários, é vista como “uma faca de dois gumes”, ao mesmo tempo em que alivia os calores, engorda e provoca o câncer.

Porém, atualmente há uma tendência de optar pela reposição hormonal de baixa dose, que oferece menor índice de efeitos colaterais, favorece ganhos de massa óssea e melhora as taxas de colesterol. No entanto, até mesmo este novo recurso não é recomendável para aquelas que sofrem de tromboembolismo, problemas no fígado e alto risco de câncer de mama, ou antecedentes de câncer de útero.

O tratamento também pode ser feito por hormônios administrados através da pele (adesivos transdérmicos), por via injeções intramusculares ou por cremes vaginais. Os sintomas transdérmicos são compostos por adesivos colocados sobre a pele. Esses adesivos liberam diretamente na corrente sanguínea hormônios como o estrogênio e o progestogênio (aqueles não produzidos mais pelos ovários). Como não passam pelo fígado, as doses transdérmicas são muito menores (12 vezes menor, no caso do estrogênio). Além disso, os hormônios são liberados de forma constante, gradual e uniforme, simulando o funcionamento normal do ovário.

Por sua vez, os cremes vaginais só auxiliam nos sintomas locais, como a secura vaginal; e as injeções intramusculares já não são mais praticamente utilizadas. Essas novas vias de administração (como o gel, o creme, os adesivos, ou o estrogênio associado isoladamente) “permitiram que portadoras de miomas, diabetes, endometriose, enxaqueca e pressão alta, para quem a reposição era desaconselhada, também tivessem acesso a ela” (Revista Claudia, 2004, p. 30)

Há ainda os tratamentos com homeopatia ou fitoterápicos, que não são cientificamente estabelecidos como eficiente da paciente climatérica. O uso da isoflavona, um composto extraído da soja que tem estrutura semelhante à do estrogênio (embora numa potência menor) e por isso chamado também de fitoestrogênio, se baseia mais nos conhecimentos tradicionais da medicina chinesa. Mas até o momento, os resultados são precários e ainda muito recentes para uma avaliação dos efeitos em longo prazo (como a prevenção da osteoporose e da doença coroniana).

Segundo médicos que estudam este recurso fitoterápico, o uso da isoflavona é mais eficiente quando associado à cimicífuga (contra as ondas de calor), à angélica (regularização do ciclo menstrual) e ao vitex (redução dos sintomas mentais). Assim, os tratamentos com fitoterápicos são vistos como lentos e discretos e, apesar de derivar de uma planta, o uso da isoflavona não descarta o risco de apresentar efeitos colaterais, sendo, portanto, utilizado sob supervisão médica.

Após a menopausa, os sintomas desagradáveis ainda persistem, por isso é importante dar continuidade ao tratamento. Os hormônios contribuem com o cálcio para os ossos, participam do metabolismo das gorduras e, ainda, mantêm os níveis de colágeno na pele, fortificando-as. Além disso, exercícios físicos praticados regularmente são fortes aliados, desde a juventude até a idade madura. A pós-menopausa também deve ser tratada. Nela podem ser prescritos a tibolona, composto com efeitos similares ao do estrogênio, do progesterona e dos androgênios, e do raloxifeno. Além disso, a prática sexual é bem vinda neste período, “estimulada periodicamente, a vagina se mantém úmida e elástica” (Revista Claudia, 2004, p.30)

 Enfim, a “prevenção dos problemas se constitui de verdadeira mudança comportamental no plasmar de uma nova filosofia de vida a ser encarada como um investimento em saúde a longo prazo” (Unimediando, 2006, p.07); e as mulheres não devem abrir mão de uma alimentação rica e saudável e atividades que fortalecem o corpo. Climatério é uma fase natural da vida da mulher, e deve ser encarada com tranqüilidade e consciência.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 

NABUCO, Cristina. Regras finais: a vida (boa) no climatério, Revista Claudia (Guia de saúde da mulher), Editora Abril: São Paulo, 2004, 30p.

 

BRAGA, Maria do Socorro S. Climatério Feminino, Revista Unimediando (Informativo da Unimed Imperatriz), Imperatriz, 2006, 8p. 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/medicina-artigos/menopausa-ou-climaterio-932476.html

    Palavras-chave do artigo:

    climaterio

    ,

    menopausa

    ,

    saude

    Comentar sobre o artigo

    O PRESENTE RESUMO TRATA-SE DE UM ARTIGO DE REVISÃO, ONDE SÃO ABORDADOS ASSUNTOS RELACIONADOS A ´SAÚDE DA MULHER

    Por: MARCELLY CACHO GUIMARAESl Saúde> Medicinal 31/03/2009 lAcessos: 11,694 lComentário: 1
    Manuela Morgado

    Homeopatia no Climatério e Menopausa da Mulher Climatério, Menopausa e Perimenopausa são termos com sentidos diferentes, mas muitas vezes utilizados com o mesmo significado. Sinais e Sintomas Físicos da Mulher no Climatério Sinais e Sintomas Emocionais da Mulher no Climatério O que a Mulher pode fazer para aliviar os Sintomas do Climatério e Menopausa Tratamento Homeopático

    Por: Manuela Morgadol Saúdel 07/10/2010 lAcessos: 4,357 lComentário: 1

    Falar sobre menopausa com determinadas mulheres é tocar em um ponto fraco que pode chegar a dar arrepios.É nesse período que a mulher desenvolve uma série de medos e receios. Será que vou ganhar peso? Quais serão os sintomas e quanto tempo irão durar? Os efeitos irão interferir em minha saúde? Uma dieta equilibrada e saudável, associada a exercícios físicos, não somente é benéfico à saúde como também auxilia, amenizando os possíveis sintomas da menopausa.

    Por: Izaara Carvalho Alvarengal Saúde> Nutriçãol 23/09/2008 lAcessos: 2,963 lComentário: 2

    Febrasgo faz alerta para comorbidades comuns à faixa etária e reposição hormonal

    Por: Ricardo Machado Comunicaçãol Saúde> Medicinal 18/10/2012 lAcessos: 324
    Meio News RJ

    Unidades Básicas de Saúde e Núcleos de Saúde da Família realizam tratamentos de reposição hormonal para minimizar efeitos da menopausa

    Por: Meio News RJl Saúdel 15/02/2012 lAcessos: 79

    A soja é considerada uma fonte completa de proteínas. Ela contém quantidades significativas de todos os aminoácidos essenciais que devem ser providos ao corpo humano, via alimentação, pela inabilidade em sintetizá-los.

    Por: Izaara Carvalho Alvarengal Saúde> Nutriçãol 07/10/2008 lAcessos: 2,018

    Durante os últimos anos vem se observando o aumento da prevalência de DST's em mulheres acima de 50 anos. Percebeu-se que a sexualidade não se estingue com o avanço da idade e o fim da fertilidade, diante disto, este grupo de mulheres encontram-se expostas às doenças sexualmente transmissíveis, necessitando da atenção dos profissionais de saúde para devida orientação e promoção do sexo seguro .

    Por: Tatiane de Oliveira Costal Saúdel 08/10/2010 lAcessos: 527

    O mundo está envelhecendo! É sabido que 50% das mulheres acima de 50 anos de idade sofreram fraturas ósseas.

    Por: Izaara Carvalho Alvarengal Saúde> Nutriçãol 26/07/2009 lAcessos: 893 lComentário: 3

    O câncer de colo de útero é uma doença totalmente evitável em vários casos, sendo a única neoplasia maligna para a qual se dispõe de métodos para prevenção, detecção precoce para um tratamento. Geralmente são curáveis quando o diagnóstico feito precocemente (colpocitologia e Papanicolaou) detecta as lesões pré-invasivas (intra-epiteliais). Esta neoplasia maligna apresenta evolução lenta, passando da fase precursora, para doença invasiva no período medio de aproximadamente 10 anos.

    Por: almajidal Saúde> Medicinal 16/06/2011 lAcessos: 13,868

    A cada cinco pessoas, uma sofre de gordura no fígado – muitas vezes sem saber. A ‘esteatose hepática não alcoólica' é uma condição cada vez mais comum nos países ocidentais e provoca aumento do fígado e mudança em sua coloração – podendo evoluir para hepatite gordurosa e cirrose hepática caso não seja diagnosticada e tratada a tempo.

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 03/04/2014

    A dor crônica tem atingido milhões de pessoas no brasil. Ela consiste em um tipo de dor que persiste por mais de 3 meses e hoje os pacientes que sofrem com esse problema já podem contar com tratamentos menos invasivos e que estão demonstrando ótimos resultados.

    Por: Afonso Françal Saúde> Medicinal 31/03/2014 lAcessos: 23

    A menstruação atrasada pode estar ligada a diversos fatores, entre eles, (descartando a gravidez) os mais comuns são as alterações hormonais. Muitas mulheres sofrem com problemas de atraso menstrual ou fluxo desregulado e muitas vezes desconhecem os motivos, simplesmente ignoram, acham que é normal e não buscam a ajuda de um médico. Saiba que este é um problema muito sério e que pode acarretar problemas ainda mais sérios se não for tratado.

    Por: Liange Angelil Saúde> Medicinal 24/03/2014 lAcessos: 18

    Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam para quase 33 mil novos casos de câncer colorretal em 2014. Passível de tratamento e cura, a doença ainda é responsável por cerca de 14 mil mortes ao ano. Daí a importância cada vez maior do diagnóstico precoce, antes que o tumor possa se espalhar para outros órgãos.

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 21/03/2014 lAcessos: 22

    Menopausa é um tema muito mais recorrente do que andropausa. Não só por conta de uma sociedade ainda sexista, mas porque muitas mulheres não veem impedimento em falar sobre os problemas que enfrentam. Mas é fato que o envelhecer altera a capacidade reprodutiva dos homens também, ainda que de modo mais muito lento.

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 18/03/2014

    A partir deste mês, os sensores de impressão digital da norte-americana Lumidigm, parte da HID Global, passam a integrar as soluções criadas pelo VaxTrac – contribuindo para interromper o desperdício de vacinas de 31 novas clínicas no sul do Benin (país africano que tem o francês como idioma oficial).

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 18/03/2014

    As pessoas, em geral, não costumam dar muita atenção à saúde ocular. Mas, basta entrar um cisco no olho para desencadear estresse. Ou seja, é preciso dar mais atenção à visão, cuidar bem dos olhos sempre de maneira preventiva. Essa é a opinião do oftalmologista Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo. O especialista aponta os sete erros mais frequentes que as pessoas cometem e que acabam prejudicando a visão

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 18/03/2014 lAcessos: 23

    Os rins são importantes reguladores do equilíbrio hidroeletrolitico (eliminação das impurezas do sangue, bem como retenção de nutrientes, como a albumina), e também são importantes no controle da pressão arterial

    Por: Central Pressl Saúde> Medicinal 13/03/2014

    Escrito para despertar a reflexão sobre seu relacionamento com o mundo e Quem o fez, A Cabana é um livro que atinge milhares de leitores nos 4 cantos deste lugar que se tornou centro da indiferença humana e da confusão espiritual. William P. Young propõe em sua obra trazer à tona questionamentos que norteiam princípios e conceitos já deixados para trás, e apresenta através de Mack, o protagonista, as aflições, os medos e os pré-conceitos que existem no coração do homem.

    Por: Ana Paula dos Santos Ferreiral Literatural 26/06/2009 lAcessos: 1,454 lComentário: 4

    Na era do Modernismo, a Literatura tem como propósito contestar a identidade brasileira,tão influenciada pela cultura européia da época. Macunaíma,de Mário de Andrade, proporciona toda essa necessidade de reflexão,voltada para um questionamento pertinente a tantos períodos da história do Brasil – somos uma nação formada por quais princípios, conceitos e etnias? A rapsódia tem como objetivo apresentar ao leitor as diversas facetas do povo brasileiro e sua inigualável pluridimensionalidade.

    Por: Ana Paula dos Santos Ferreiral Literatural 19/06/2009 lAcessos: 6,684 lComentário: 3

    Na segunda metade do século XIX, o estilo literário português ganha novos modelos: a sociedade burguesa torna-se tema preferencial para inúmeros romancistas, que passam a focalizar problemas como a hipocrisia, a falta de caráter, a ociosidade, a infidelidade conjugal. Os romances realistas reconhecem e expõem cruamente as falhas do ser humano e de sua vida social.

    Por: Ana Paula dos Santos Ferreiral Literatural 23/05/2009 lAcessos: 2,413 lComentário: 2

    A escola tem uma função cultural, uma função política e uma função social. Ela deve corresponder, na sua estrutura e funcionamento, no modo de trabalhar e na determinação do que lhe é essencial. A prática pedagógica precisa ser radicalmente renovada, criando uma metodologia cooperativa e solidária de trabalho entre os educadores e incorporando a experiência e a fala no processo educativo.

    Por: Ana Paula dos Santos Ferreiral Educaçãol 23/05/2009 lAcessos: 328 lComentário: 1

    Diferentemente dos professores de ensino fundamental e médio, os profissionais que lecionam no ensino superior, mesmo com seus títulos de Mestres ou Doutores, não dispõem de qualquer processo de formação pedagógica.

    Por: Ana Paula dos Santos Ferreiral Educação> Ensino Superiorl 23/05/2009 lAcessos: 12,398 lComentário: 1

    Se o homem nasce livre e mais ainda, quando perde sua liberdade, tem a obrigação de poder recuperá-la, diante de circunstancias possíveis, a ordem social também é direito sagrado de todos, e seu progresso é de responsabilidade daqueles que a constituem. De certa forma, a sociedade é responsável por sua ordem, que não se fundamenta naturalmente.

    Por: Ana Paula dos Santos Ferreiral Direitol 23/05/2009 lAcessos: 1,437

    Comments on this article

    2
    rosana hamilko 03/10/2011
    Tenho 49 anos e estou no climatério,sofro com a enxaqueca e há alguns meses passei a tomar chá de amora miura excelente para reposição hormonal,coinscidentemente a frequencia e intensidade da enxaqueca aumentou,gostaria muito de continuar a tomar o chá...O que você acha?
    Bom dia!
    1
    Ana Paula dos Santos Ferreira 12/07/2011
    Oi,meninas. Obgda por lerem meu artigo,mas nao posso ajuda-las com suas duvidas. Recomendo que procurem um especialista,que podera resolver o problema com eficacia. Um beijo.
    2
    rita 27/06/2011
    Quero saber por que tive tipo tpm com o uso de hormonio angelic sera que e por que tenho distb bipolar e tomo medicanentos. Sofro muito tenho taquicardia calorao pressao baixa cansada sempre.Tomo isoflavine.Ate hj com quase 52 anos ta mais dificil.
    5
    isabel 13/02/2010
    quero saber se posso compor spirlina,centelha assiatica,agar-agar,colageno,gelatina carquieja quitosona e isoflafona e quais as quantidades e se tem efeito colateral
    7
    aparecida celia ferreira 18/10/2009
    li a materia e achei muito interessante. estou com 49 anos ganhei peso estou me sentindo inchada , estou mentruando muito , tudo que como faz mal, para completar tenho calculos na vesicula, faço tratamento para depressao, e tambem nao tenho atividades sexual. o que fazer estou começando a desesperar.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast