Pesquisas comprovam que pessoas estressadas geram mau hálito

Publicado em: 01/11/2010 | Acessos: 287 |

Stress é um dos males da vida moderna. O ritmo agitado da vida que levamos, principalmente em grandes centros urbanos, com excesso de responsabilidades, cobranças e competitividade, trânsito etc, são fatores que costumam deixar as pessoas estressadas.

Na verdade, o stress pode ser encarado como um estado de alerta do nosso organismo. Ficamos mais "agitados" para corresponder melhor às tarefas que nos são delegadas. Em situações de perigo, o stress nos prepara para o combate ou para a fuga, liberando um hormônio chamado adrenalina.

O problema é quando passamos por um período longo de stress. Várias alterações podem ocorrer em nosso corpo, inclusive, o aparecimento do mau hálito (halitose).

Pesquisadores da ACTA (Academisch Centrum Tandheelkunde of  Amsterdam -Holland) garantem que animais farejadores atacam com mais frequência pessoas com níveis de stress elevados, pois estas pessoas liberam na corrente sanguínea níveis maiores de adrenalina que consequentemente darão origem a um odor característicamente desagradável, tanto na pele quanto no hálito.

O stress pode provocar mau hálito basicamente devido a três fatores. O primeiro deles seria a queda na produção de saliva. A atividade das nossas glândulas salivares depende, dentre outros fatores, do equilíbrio do Sistema Nervoso Central (SNC). O stress provoca desequilíbrio no SNC, diminuindo a produção de saliva, o que geralmente leva ao surgimento do mau hálito, pois, com pouca saliva, existe a tendência de acumular resíduos alimentares e células mortas na nossa língua, o que pode ser fonte do mau cheiro.

Outro fator que ocorre em indivíduos estressados é a má alimentação.

As pessoas estressadas se alimentam mal, com intervalos muito longos entre as refeições, ou com alimentação desbalanceada. Longos períodos sem alimentação levam à queda do açúcar no sangue. Nosso organismo começa a queimar gorduras.

O resultado da queima da gordura pode ser sentido no nosso hálito como odor desagradável. No caso da alimentação desbalanceada, costuma-se ingerir muita proteína animal ou gordura. O metabolismo destes alimentos pode, dependendo da função do fígado, liberar elementos que provocam mau hálito.

Pode ocorrer também em pessoas estressadas o que chamamos de antiperistaltismo esofágico: parte da nossa saliva que é engolida tende a voltar para a parte de trás da língua e ali permanecer grudada, facilitando a aderência de células mortas e restos alimentares, o que geralmente provoca mau cheiro.

O sucesso no tratamento do mau hálito depende do correto diagnóstico das possíveis causas (existem cerca de 60 causas diferentes). Quando provocado por stress, de nada adianta a uso de bochechos, sprays etc, pois muitas vezes os indivíduos estressados possuem higiene bucal impecável e, mesmo assim, têm hálito muito forte. Portanto pode se dizer que pessoas calmas, bem humoradas, exalam perfume agradável e atraem a simpatia de todos!

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/medicina-artigos/pesquisas-comprovam-que-pessoas-estressadas-geram-mau-halito-3587936.html

    Palavras-chave do artigo:

    stress

    ,

    halitose

    ,

    tratamento

    Comentar sobre o artigo

    Cruvinel,Aila R.

    Dezenas de causas são relacionadas à halitose. Dentre as causas gerais, destacam-se as de origem respiratória (exemplos: sinusite e amigdalite), digestiva (exemplo: erupção gástrica, tumores e úlcera duodenal), metabólica (exemplo: diabetes, alterações hormonais) e emocional (estresse). Dentre as causas de origem local, podemos citar o acúmulo de placa bacteriana, a cárie e suas seqüelas, alterações gengivais e periodontais e peças protéticas deterioradas ou mal adaptadas.

    Por: Cruvinel,Aila R.l Saúde> Odontologial 13/11/2010 lAcessos: 313
    Ozana Herrera

    A noz-moscada é uma das especiarias mais apreciadas, valorizadas e conhecidas desde a antiguidade por suas propriedades aromáticas, afrodisíacas e curativas. Seus princípios ativos tem muitas aplicações terapêuticas e são utilizados em muitos medicamentos tradicionais como anti-fúngicos, anti-depressivos, digestivos, afrodisíacos e carminativos. Leia este artigo e descubra como usar os poderes da noz-moscada para estimular seu cérebro e melhorar a sua saúde.

    Por: Ozana Herreral Saúde> Nutriçãol 22/09/2013 lAcessos: 37

    A cada cinco pessoas, uma sofre de gordura no fígado – muitas vezes sem saber. A ‘esteatose hepática não alcoólica' é uma condição cada vez mais comum nos países ocidentais e provoca aumento do fígado e mudança em sua coloração – podendo evoluir para hepatite gordurosa e cirrose hepática caso não seja diagnosticada e tratada a tempo.

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 03/04/2014

    A dor crônica tem atingido milhões de pessoas no brasil. Ela consiste em um tipo de dor que persiste por mais de 3 meses e hoje os pacientes que sofrem com esse problema já podem contar com tratamentos menos invasivos e que estão demonstrando ótimos resultados.

    Por: Afonso Françal Saúde> Medicinal 31/03/2014 lAcessos: 22

    A menstruação atrasada pode estar ligada a diversos fatores, entre eles, (descartando a gravidez) os mais comuns são as alterações hormonais. Muitas mulheres sofrem com problemas de atraso menstrual ou fluxo desregulado e muitas vezes desconhecem os motivos, simplesmente ignoram, acham que é normal e não buscam a ajuda de um médico. Saiba que este é um problema muito sério e que pode acarretar problemas ainda mais sérios se não for tratado.

    Por: Liange Angelil Saúde> Medicinal 24/03/2014 lAcessos: 15

    Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam para quase 33 mil novos casos de câncer colorretal em 2014. Passível de tratamento e cura, a doença ainda é responsável por cerca de 14 mil mortes ao ano. Daí a importância cada vez maior do diagnóstico precoce, antes que o tumor possa se espalhar para outros órgãos.

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 21/03/2014 lAcessos: 20

    Menopausa é um tema muito mais recorrente do que andropausa. Não só por conta de uma sociedade ainda sexista, mas porque muitas mulheres não veem impedimento em falar sobre os problemas que enfrentam. Mas é fato que o envelhecer altera a capacidade reprodutiva dos homens também, ainda que de modo mais muito lento.

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 18/03/2014

    A partir deste mês, os sensores de impressão digital da norte-americana Lumidigm, parte da HID Global, passam a integrar as soluções criadas pelo VaxTrac – contribuindo para interromper o desperdício de vacinas de 31 novas clínicas no sul do Benin (país africano que tem o francês como idioma oficial).

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 18/03/2014

    As pessoas, em geral, não costumam dar muita atenção à saúde ocular. Mas, basta entrar um cisco no olho para desencadear estresse. Ou seja, é preciso dar mais atenção à visão, cuidar bem dos olhos sempre de maneira preventiva. Essa é a opinião do oftalmologista Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em São Paulo. O especialista aponta os sete erros mais frequentes que as pessoas cometem e que acabam prejudicando a visão

    Por: Vítor Margatol Saúde> Medicinal 18/03/2014 lAcessos: 20

    Os rins são importantes reguladores do equilíbrio hidroeletrolitico (eliminação das impurezas do sangue, bem como retenção de nutrientes, como a albumina), e também são importantes no controle da pressão arterial

    Por: Central Pressl Saúde> Medicinal 13/03/2014
    Cruvinel,A.R.

    Cerca de 85% a 90% dos casos de halitose se originam na boca, um ecossistema no qual vivem centenas de espécies de bactérias com diferentes necessidades nutricionais. Quando essa flora digere proteínas, podem ser liberadas substâncias que têm mau cheiro.

    Por: Cruvinel,A.R.l Saúde> Odontologial 12/11/2010 lAcessos: 150
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast