PREGUIÇA E OCIOSIDADE

Publicado em: 03/06/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 692 |

PREGUIÇA E OCIOSIDADE

Havia um homem que morava numa vila. Nada dava certo para ele. Estava sofrendo muito e pensou então no suicídio. Antes, porém, resolveu procurar o padre da cidade para saber se Deus permitiria o suicídio, já que Deus tinha-lhe tirado tudo da vida, pelo menos o direito de morrer ele tinha

O padre, um velhinho já arcado pelos anos, escutou com muita calma o homem sofrido e depois de algum tempo resolveu fazer algumas perguntas ao homem:

- Você tem algum aleijão, nas mãos, nos pés ou em algum lugar do corpo?

- Não. Meus órgãos são todos perfeitos.

- Tem alguma doença contagiosa ou qualquer outro tipo de doença?

- Perfeitamente são.

- Está morando embaixo da ponte, na rua ou sem um abrigo qualquer?

- Moro de favores na casa de meu pai.

- Está passando fome, não tem quem lhe dê nada?

- Como na casa de meus pais e às custas deles.

- Tem uma esposa e filhos?

- Tenho uma esposa e dois filhos.

     - Meu filho, você é um homem de sorte, tem tudo de que uma pessoa precisa nesta vida. Você tem todas as ferramentas que Deus lhe deu para levar a vida para a frente. E você tem todas as ferramentas em perfeito estado de conservação.Se você se suicidar, meu filho, você vai direto pro inferno. Pensa bem antes de cometer este exercício de covardia. Só o homem covarde se suicida, meu filho, os fortes vencem os obstáculos da vida.

     - Mas eu não consigo arrumar um bom emprego, senhor.

     - Quantos gostariam de estar no seu lugar. Quantas pessoas têm trabalhado para ajudar você em sua vida? Quem é que faz a comida na sua casa?

     - A minha esposa.

     - Você tem ajudado a ela nesta tarefa, tem lavado um prato, uma xícara, uma colher.

     - Não, a minha esposa faz tudo.

     - Tem limpado a casa, varrido o chão, jogando fora o cocô dos cachorros, capinando o quintal?

     - Não, minha mãe e meu pai fazem isto.

     - Tem levado as crianças na escola e trazendo-as de volta?

     - Não, minha esposa faz isto.

     - Tem ido ao mercado ajudando a trazer as compras que seus pais fizeram?

     - Não, eles trazem tudo.

     - Vai buscar o pão e o leite de manhã para seus filhos?

     - Não.

     Além do mais, meu filho, você fez sua família de escravos. Eles trabalham para você e você não faz nada. Mas vamos interrogar melhor.

     - Tem assistido alguns jogos de futebol?

     - Todo domingo, Padre, sou torcedor roxo do Flamengo.

     - Tem tomado algumas bebidinhas de vez em quando?

     - Aos Sábados e domingos com meus amigos, mas é pouca coisa.

     - Joga alguma coisa?

     - Aos sábados jogo futebol e aos domingos jogo baralho.

     - Escraviza sua família e não faz nada.

     O homem saiu dali e foi continuar sua vida de OCIOSIDADE. Esta é a doença da PREGUIÇA que leva muita gente ao suicídio .

    

 

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/meditacao-artigos/preguica-e-ociosidade-2537321.html

    Palavras-chave do artigo:

    ociosidade

    Comentar sobre o artigo

    Dr. Adriano Martins Pinheiro

    Tenha metas claras e objetivos bem definidos. Não se perca em muitos pensamentos, sonhos e fantasias, a vida não é uma novela, não é um filme de Hollywood. Nada será tão fácil e tão espetacular como assistimos. A vida nos oferece dificuldades e imprevistos, temos que estar firmes e com caminhos bem traçados.

    Por: Dr. Adriano Martins Pinheirol Carreira> Gestão de Carreiral 03/08/2008 lAcessos: 2,902 lComentário: 2

    RESUMO O objeto deste artigo é o livre pobre em Cuiabá na primeira metade do século XIX e as características de sua economia moral, de Edwardo Thompson em seu livro Costumes em Comum. Trata-se de apontar caminhos que possibilitem uma percepção mais clara sobre o modo de vida dos livres pobres em contraposição a visão preconceituosa das autoridades locais, bem como de alguns viajantes europeus, para os quais os livres pobres eram vistos como ociosos, indolentes, desordeiros etc. O conceito de

    Por: jusimeire pinto de queirozl Educação> Ensino Superiorl 24/11/2012 lAcessos: 47
    Rackel F F Tambara

    Trabalhar não mata ninguém. O que mata mesmo é a ausência do trabalho. Quer desespero maior que a ociosidade? Quem nunca olhou nos olhos de um pai de família e enxergou dentro dele a dor que mata? A dor de não ser produtivo, de não contribuir para a manutenção dos seus.

    Por: Rackel F F Tambaral Literatura> Crônicasl 27/05/2010 lAcessos: 111
    Carlos Alexandre Costa Leite

    Argüição quanto a falha dentro do Sistema Penal Brasileiro ao firmar em seu ordenamento o tipo vadiagem que, dentro dos preceitos normativos basilares para a criação da norma penal, encontra-se totalmente desconexo com o que deveria ser, proporcionando até mesmo antinomia no caso de uma interpretação sistêmica. O que pode ocasionar, em casos concretos, um enfraquecimento na visão de provável segurança dentro do que é visto como sendo o Estado Democrático de Direito Brasileiro.

    Por: Carlos Alexandre Costa Leitel Direito> Doutrinal 30/06/2009 lAcessos: 1,182 lComentário: 7
    marlucia pontes gomes de jesus

    O artigo faz uma retrospectiva da educação profissional no Brasil sobre o prisma do seu objetivo inicial que era o de "atender aos desvalidos da sorte", direcionando o tema para a situação no Espírito Santo, utilizando artigo do presidente do Conselho Estadual de Educação.

    Por: marlucia pontes gomes de jesusl Educaçãol 18/02/2012 lAcessos: 241
    Escritorcampos

    NAVEGAR "Navegar é preciso" Não se vive à toa, Como diria "Fernando." "O Boa Pessoa". "Navegar é preciso". Matar o ego é incisivo. - Esperar até quando? Não fique indeciso! O espelho é pobre, Não seja Narciso. A vida é um jogo – jogue. Mas, seja Pessoa, Pois, "navegar é preciso".

    Por: Escritorcamposl Psicologia&Auto-Ajuda> Psicoterapial 06/05/2010 lAcessos: 493

    Pensei nas pessoas sofredoras e fui orando para as entidades protetoras. Vi no semblante de uma criança solitária, a fome que a consumia. Imantei o amor em prol de um pequeno ser. Vi no sol da primavera seus momentos bons e ruins, mas não almejamos sofrimentos, principalmente para os seres indefesos e inocentes. Como diria Cornélio Pires, sempre noto com reserva as dores que vêm do herdeiro; não sei se o choro é de mágoa ou de briga por dinheiro.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatural 03/10/2014

    Mostrar de maneira didático-científico as maneiras e conceitos de virtualização de servidores.

    Por: bruno rezende salgadol Internet> Hospedageml 24/08/2013 lAcessos: 74

    Esta pesquisa tem por objetivo responder as seguintes indagações: de que forma pode-se medir o custo logístico e, consequentemente a rentabilidade de um cliente? De qual amplitude de informações necessita um gestor logístico para essa mensuração? A estrutura viária nacional influencia de alguma maneira na rentabilidade de um cliente e no custo logístico? Que alternativas poderiam ser desenvolvidas (empresa, governo ou parcerias público-privadas) para minimizar os custos logísticos?

    Por: Camila S D Andradel Negócios> Administraçãol 30/03/2012 lAcessos: 283

    Uma caravana para em um Oásis para dar de beber aos camelos. Lé estava um ancião sábio que passa a relatar coisas que falavam ao coração dos viajantes. Mistérios sobre o Mestre da Retidão, sobre o Caminho. Ligações dos essênios com as revelações surpreendentes.

    Por: Alf Arianl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 22/10/2014
    Blog Vale do Caí

    Nós seres humanos não temos realidade das nossas fraquezas, nos achamos fortes e capacitados, mas diante de determinadas circunstâncias somos pegos de surpresa e vemos nossa realidade, mas por muitas vezes não queremos admitir. Falamos com a boca que sem Deus não somos nada, mas nosso dia a dia nos condena. Precisamos orar e pedir para Deus nos convencer do nada que somos.

    Por: Blog Vale do Caíl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 19/09/2014
    Vininha F. Carvalho

    Estamos em um período de transição, não apenas no planeta, mas principalmente, em nós, estamos nos reconhecendo, descobrindo o que precisamos fazer e, principalmente, as nossas habilidades. O planeta e sua humanidade terão que se adaptar aos novos tempos, a nova freqüência energética.

    Por: Vininha F. Carvalhol Religião & Esoterismo> Meditaçãol 15/09/2014
    Blog Vale do Caí

    O ser humano vive a vida sem sentido por não saber o real motivo pelo qual ele veio a existir. Somente aquele que nos criou, o Deus todo poderoso tem as respostas de que precisamos para sermos completos por dentro, pois a felicidade não se encontra no ter mas sim em estar em comunhão com o início de tudo, Jesus Cristo!

    Por: Blog Vale do Caíl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 01/09/2014
    Blog Vale do Caí

    A vontade de Deus para o ser humano é perfeita, mas por estarmos tão distantes do nosso Criador não vemos dessa forma e vivemos a vida como nos convêm e isto tem causado a destruição do homem ao longo das gerações. Pois não existe auto-suficiência, ou somos guiados por Deus ou pelo diabo. Temos que voltar a nossa origem, ( Deus o criador de todas as coisas ), e perguntar a Ele onde estamos, e por quem temos sido guiados.

    Por: Blog Vale do Caíl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 26/08/2014
    Blog Vale do Caí

    Somente através do verdadeiro evangelho que foi pregado por Jesus Cristo obteremos a Fé e a Salvação da nossa alma.

    Por: Blog Vale do Caíl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 19/08/2014
    Marlon Tegner

    Mediante o crescente avanço tecnológico, vamos vendo nossas vidas moldadas por multi nacionais e empresas, que usam nosso jovem, como mensageiro e usuário de uma nova era em que o consumismo e superficialidade vão sendo centro da sociedade atual.

    Por: Marlon Tegnerl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 29/07/2014 lAcessos: 16
    JUNIOR OMNI

    Lembremo-nos das palavras do Senhor Jesus, quando Ele instruiu a Nicodemos, um mestre entre os Judeus: "Quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus..." João 3:5 Que você, caro leitor, possa beber da "ÁGUA VIVA" e saudável, que só mesmo o Senhor Jesus pode nos dar gratuitamente! O mundo representa o "poço fundo", porém, sua água jamais poderá saciar a sede de nossas almas. Por isso há tantos crimes e mortes bárbaras em nossos dias. Porque as pessoas vivem desesperada

    Por: JUNIOR OMNIl Religião & Esoterismo> Meditaçãol 25/06/2014 lAcessos: 43

    O que é que os espíritos abnegados fazem no mundo espiritual? Quais são os tipos de trabalhos realizados em cima de cada centro? Aqui temos uma pequena noção do que os espíritos fazem.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismo> Religiãol 27/04/2014 lAcessos: 26

    As causas principais para as mortes prematuras dos bebês. Aqui temos algumas informações importantes e as causas principais.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismol 21/04/2014 lAcessos: 29

    Falta de estudos, falta de informações, analfabetismo, falta de força de vontade, a procura de um salvador da pátria faz com que a ingenuidade do povo brasileiro se torna alarmante a ponto de qualquer um tepeá-lo levando-o a sérios problemas.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismol 21/04/2014 lAcessos: 25

    Fé e crença não é a mesma coisa. Existem algumas diferenças. Elas estão interligadas e uma está em relação a outra. Veremos a diferença entre os dois conceitos.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismol 20/04/2014

    Ele foi dar queixa à delegacia, mas os policiais não entenderam o que ele queria dizer, mas levaram uma ambulância para o socorro. Chegando lá a surpresa foi enorme.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Literatura> Ficçãol 18/04/2014 lAcessos: 21

    Quem era a mulher adúltera da Bíblia? O que realmente ela fez? Existia um culpado para que ela vives assim?

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismol 16/04/2014

    O nosso pobre Chico fez uma programação espiritual, mas aqui chegando fez tudo errado. O que vai acontecer com ele agora?

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismo> Religiãol 09/04/2014 lAcessos: 14

    No começo a obsessão pode ter cura, mas se deixar muito tempo pode se tornar uma subjugação e a situação pode ficar muito mais difícil.

    Por: Henrique Pompilio de Araújol Religião & Esoterismo> Religiãol 09/04/2014 lAcessos: 20
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast