PREGUIÇA E OCIOSIDADE

03/06/2010 • Por • 744 Acessos

PREGUIÇA E OCIOSIDADE

Havia um homem que morava numa vila. Nada dava certo para ele. Estava sofrendo muito e pensou então no suicídio. Antes, porém, resolveu procurar o padre da cidade para saber se Deus permitiria o suicídio, já que Deus tinha-lhe tirado tudo da vida, pelo menos o direito de morrer ele tinha

O padre, um velhinho já arcado pelos anos, escutou com muita calma o homem sofrido e depois de algum tempo resolveu fazer algumas perguntas ao homem:

- Você tem algum aleijão, nas mãos, nos pés ou em algum lugar do corpo?

- Não. Meus órgãos são todos perfeitos.

- Tem alguma doença contagiosa ou qualquer outro tipo de doença?

- Perfeitamente são.

- Está morando embaixo da ponte, na rua ou sem um abrigo qualquer?

- Moro de favores na casa de meu pai.

- Está passando fome, não tem quem lhe dê nada?

- Como na casa de meus pais e às custas deles.

- Tem uma esposa e filhos?

- Tenho uma esposa e dois filhos.

     - Meu filho, você é um homem de sorte, tem tudo de que uma pessoa precisa nesta vida. Você tem todas as ferramentas que Deus lhe deu para levar a vida para a frente. E você tem todas as ferramentas em perfeito estado de conservação.Se você se suicidar, meu filho, você vai direto pro inferno. Pensa bem antes de cometer este exercício de covardia. Só o homem covarde se suicida, meu filho, os fortes vencem os obstáculos da vida.

     - Mas eu não consigo arrumar um bom emprego, senhor.

     - Quantos gostariam de estar no seu lugar. Quantas pessoas têm trabalhado para ajudar você em sua vida? Quem é que faz a comida na sua casa?

     - A minha esposa.

     - Você tem ajudado a ela nesta tarefa, tem lavado um prato, uma xícara, uma colher.

     - Não, a minha esposa faz tudo.

     - Tem limpado a casa, varrido o chão, jogando fora o cocô dos cachorros, capinando o quintal?

     - Não, minha mãe e meu pai fazem isto.

     - Tem levado as crianças na escola e trazendo-as de volta?

     - Não, minha esposa faz isto.

     - Tem ido ao mercado ajudando a trazer as compras que seus pais fizeram?

     - Não, eles trazem tudo.

     - Vai buscar o pão e o leite de manhã para seus filhos?

     - Não.

     Além do mais, meu filho, você fez sua família de escravos. Eles trabalham para você e você não faz nada. Mas vamos interrogar melhor.

     - Tem assistido alguns jogos de futebol?

     - Todo domingo, Padre, sou torcedor roxo do Flamengo.

     - Tem tomado algumas bebidinhas de vez em quando?

     - Aos Sábados e domingos com meus amigos, mas é pouca coisa.

     - Joga alguma coisa?

     - Aos sábados jogo futebol e aos domingos jogo baralho.

     - Escraviza sua família e não faz nada.

     O homem saiu dali e foi continuar sua vida de OCIOSIDADE. Esta é a doença da PREGUIÇA que leva muita gente ao suicídio .