TODOS NÓS TEMOS QUE REENCARNAR?

13/09/2010 • Por • 508 Acessos

TODOS NÓS TEMOS QUE REENCARNAR?

A reencarnação é obrigatória para todos os espíritos. A reencarnação é uma lei divina e obrigatória para todos nós. Não há exceção. O fato de algumas religiões não admitirem a reencarnação, não muda a lei divina. Querendo ou não todos terão que reencarnar. Só há crescimento e evolução através das sucessivas reencarnações. Um corpo numa existência só não pode ser condenado por ações de uma só vida, nem ter os privilégios máximos por tão pouco tempo na eternidade. O corpo não agüentaria por muito tempo sobre a terra. Alguém ficaria com uma única roupa a vida inteira? Não. De vez em quando é preciso trocar a roupa. O nosso corpo é como uma roupa que temos que trocar e dar continuidade à nossa vida.

Em cada reencarnação evoluímos um pouco. Estamos nesta terra como expiação de débitos passados e também para novas provas de aprendizagem. Aprendemos muito, pagamos débitos, mas muitos fazem outros débitos. Deixar de ajudar o próximo, atrapalhando muitas pessoas, fazendo falcatruas, matando, roubando, mentindo, extorquindo, fofocando e uma série de pequenos delitos faz com que o nosso carma sofra conseqüências futuras. É por isso que uns nascem felizes, com um bom lar, questões financeiras estáveis e outros nascem com sérias dificuldades.

Mas por que não lembramos de existências anteriores.

A medida que vamos ficando velhos, vamos esquecendo das primeiras coisas nesta vida mesmo. Quem se lembra das primeiras aventuras dos 5 anos de idade? Raramente as pessoas se lembram. Imagine agora ter lembranças de outras vidas, sendo os cérebros diferentes e depois de muito tempo, mas muita gente se lembra de vidas passadas, pelo menos algumas passagens. Temos mais gente que se lembra do que se imagina.

Deus também nos deu esta oportunidade de esquecimento para que os nossos maus atos não nos atrapalhem em nossas vidas atuais. Como pode um filho saber que seu pai o matou na vida passada ou vice-versa? Não teriam uma boa convivência agora. Com o esquecimento, ambos passam a se amar e isto desfaz os desentendimentos do passado.

Se a vida no corpo atual fosse eterna, ficaria extremamente ruim. Imagine uma pessoa de 100 anos, doente, entrevado, cheio de rugas, memória fraca, debilitado. O nosso corpo não agüenta muito tempo mesmo. Quem é que gostaria de viver com um corpo deste eternamente? Seria válido se a pessoa pudesse conservar o seu corpo com a aparência de 25 anos permanentemente. Aí sim, mas isto é impossível. O espírito evoluído apresenta uma aparência de mais ou menos 25 anos de idade.

Uma outra coisa complicada é o seguinte: se a vida material fosse eterna, iria se tornando cada vez mais enfadonha, a pessoa acredita que já aprendeu tudo o que devia. Não sente mais prazer em nada, as coisas vão perdendo a graça, o sentido. Muitos chegam a este ponto e acabam se suicidando. Uma pessoa que nasceu na roça, viver eternamente na roça ou mesmo em outros lugares, mas tudo continuando do mesmo jeito.  Não é possível uma vida desta. Não daria certo mesmo.

E se caso a pessoa se suicidar? Então as coisas se complicarão ainda mais. A pessoa vai sofrer muito. Grande parte dos suicidas vai para o vale dos suicidas e permanece lá durante o restante do tempo que tinha para viver. Será provado a ele, que ele é um espírito e que não tem o direito de tirar a própria vida. A nossa vida pertence a Deus e só Ele tem o direito de dizer até quando devemos permanecer encarnados nesta vida. O suicida geralmente renasce com a parte que destruiu, deformada. Assim quem deu um tiro no ouvido, nascerá com sérios problemas no ouvido. Quem se afogou pode renascer com sérios problemas nos pulmões, garganta e toda a parte respiratória, quem pulou num precipício terá pânico de alturas, quem tomou veneno nascerá com o estômago muito complicado.

E que parentes virão comigo na próxima reencarnação? Depende. Podem vir aqueles a quem muito prejudicamos e aqueles por quem fomos  muito prejudicado. Podem não vir nenhum também. Podem vir alguns agregados, podemos nos agregar a outras famílias e assim sucessivamente. Depende dos novos acordos que serão feitos na espiritualidade antes de cada renascimento. Se todos evoluíram, poderão renascer todos juntos numa situação bem melhor. Se alguns evoluíram podem renascer juntos para ajudar os outros a também evoluírem. Se todos evoluíram e só ficou para trás, depois de duas ou três reencarnações, então ele passará para outra família. Não ficaremos eternamente junto de uma pessoa que não quer crescer em nenhuma reencarnação.

As pessoas renascem juntas formando a família material. Seus membros possuem o mesmo sangue ou são muito interligados passando a ter uma convivência comum. Existe também a família espiritual, aqueles que foram parentes em outras reencarnações e fazem um acordo de trabalharem juntos numa determinada obra para a evolução de outros irmãos. Assim estas pessoas passam a trabalhar juntos num centro espírita, numa igreja, numa escola, num hospital, como se fosse uma verdadeira família ou até mais do que isto. É, na verdade, a família espiritual.

Teremos algumas saudades de vidas anteriores, mesmo não se lembrando de nada? Sim, é muito comum isto. Temos uma saudade imensa de uma grande roça, do milho bonito e verdinho, das melancias ao ponto de serem colhidas. Mas... eu nunca morei na roça nesta existência. Claro, é uma saudade de uma lembrança anterior.

Tenho saudade daquela casa de campo, daquele morrinho onde nasce uma vertente, da mata verdejante e bela, mas nunca fui a um lugar deste nesta vida. Pode ser a saudade de um fato da vida anterior.

É preciso muito cuidado, pois quando visitamos lugares assim quando criança, o nosso cérebro registra estas cenas e elas ficam indelevelmente em nosso cérebro e de vez em quanto esta parte é reativada. Pode ser, portanto, lembrança desta vida mesmo.

Mas por que devemos reencarnar? Não podemos evoluir no plano espiritual? A encarnação é necessária ao progresso moral e intelectual do espírito.Uma só existência corporal é insuficiente para o espírito adquirir todo o bem que lhe falta e apagar o mal que traz. O espírito progride no plano espiritual, adquirindo conhecimentos, modificando idéias através dos estudos e trabalhos que realiza em contato com os espíritos superiores, porém necessita reencarnar para testar as qualidades espirituais adquiridas. A reencarnação representa a oportunidade dada por Deus para que efetuemos os resgates de faltas cometidas em outras encarnações, bem como a oportunidade de crescimento, de aprendizado, de renovação, de desenvolvimento das virtudes que trazemos latentes e de aprendizado do Amor. Se as faltas cometidas ocorreram durante a existência terrena, não é lógico e justo que ela sofra as conseqüências de seus atos e procure reparar as faltas no plano material?

Um dia vamos parar de reencarnar? Sim, quando nós nos tornarmos espíritos superiores, pararemos de reencarnar. Seremos espíritos perfeitos, espíritos celestes, mas até lá temos uma longa distância a percorrer. O que nos resta mesmo então é nos prepararmos sempre, ajudando uns aos outros, crescendo, evoluindo para termos renascimentos em patamares melhores. Até lá que Deus nos ajude sempre.