Visão de Deus (Isaias 6: 1 a 8)

22/02/2011 • Por • 2,119 Acessos

Certa vez Jesus censurou os fariseus porque eles enxergavam o argueiro no olho do próximo, mas não conseguiam ver a trave que estava no seu próprio. Como é fácil perceber o defeito dos outros! Difícil é enxergar a si mesmo.

Em vez de ficar procurando argueiros nos olhos dos outros, o Profeta Isaías teve a grande visão de Deus. Ele viu o Senhor assentado no mais alto e sublime trono e os serafins que diziam: Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos.

Como cristãos que somos, devemos erguer os nossos olhos para Deus e contemplar a sua majestade, a sua glória e a sua bondade. Com isso vamos adorar mais a Deus em espírito e em verdade e assim não sobrará tempo para ficarmos vendo os pequenos defeitos dos outros.

Depois de ver a glória de Deus, Isaías passou a ver a si mesmo. Enxergou seus próprios pecados e pode arrepender-se. Isaías pode sentir tristeza por si mesmo, pode sentir vergonha dos seus próprios erros e pedir urgentemente perdão a Deus .

Devemos olhar para dentro de nós antes de enxergar o argueiro no próximo. Com certeza vamos encontrar traves que precisam ser removidas e muitas coisas que precisam ser consertadas.

Por último, Isaías viu a necessidade do próximo e se dispôs diante de Deus para levar a Palavra aos perdidos.

Quando crentes se esquecem de evangelizar os perdidos ficam desocupados e acabam indo para as janelas da vida bisbilhotar os outros e procurar defeitos.

Que Deus nos ajude a ver como Isaías viu!