Como funciona a compostagem

15/09/2010 • Por • 1,796 Acessos

Os norte-americanos geram aproximadamente 210 milhões de toneladas de lixo ou resíduos sólidos anualmente. Os brasileiros são um pouco mais modestos: cerca de 84 milhões de toneladas (dados de 2000), segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

Nos Estados Unidos, a maior parte desse lixo (57%) é colocada em depósitos de lixo municipais. No Brasil, 37% têm o mesmo destino. Nos Estados Unidos, aproximadamente 56 milhões de toneladas (27%) são recuperadas através da reciclagem, no caso de vidros, produtos de papel, plástico ou metais ou através da compostagem, no caso do lixo doméstico. No Brasil, menos de 10% são reciclados, segundo estimativas. A compostagem é um método para tratamento dos resíduos sólidos no qual o material orgânico é decomposto por microorganismos na presença de oxigênio até o ponto em que poderá ser armazenado e manuseado com segurança e aplicado ao meio ambiente. A compostagem é essencial na redução de resíduos domésticos. Ela pode ser feita sem muitos gastos em qualquer domicílio e produz o composto fertilizante ou húmus, que pode beneficiar o meio ambiente como fertilizante natural em jardins e na agricultura.

Compostagem

Neste artigo, veremos o que acontece quando o resíduo sólido é transformado em fertilizante, como você pode fazer seu próprio fertilizante, quais os benefícios em se transformar lixo em fertilizante e como você pode fazer uma coluna de compostagem de bancada para estudar a transformação do lixo em fertilizante no laboratório da sala de aula ou no estande de uma feira de ciências.

Biologia na compostagem

A compostagem cria as condições ideais para os processos de decomposição que acontece na natureza. Ela requer o seguinte material:

  • resíduos orgânicos: jornais, folhas, grama, restos de cozinha (frutas, vegetais), materiais de madeira
  • terra: fonte de microorganismos
  • agua
  • ar: fonte de oxigênio

Durante a compostagem,resíduos orgânicos (contendo carbono) e os decompõem em suas menores partes. Isto produz um húmus rico em fibras, contendo carbono, com nutrientes inorgânicos como nitrogênio, fósforo e potássio. Os microorganismos decompõem o material através da respiração aeróbica e, portanto, precisam de oxigênio do ar. Eles também precisam de água para viver e multiplicar. Através do processo da respiração, os microorganismos liberam dióxido de carbono e calor e as temperaturas dentro das pilhas de compostagem podem atingir de 28°C a 66°C. Se a pilha ou recipiente de compostagem for ativamente cuidada, remexida e regada com água regularmente, o processo de decomposição e formação da compostagem final pode acontecer em apenas duas ou três semanas (do contrário, poderá levar meses).

Tabela

 

 

  • ar em abundância: a mistura deve ser remexida diariamente ou a cada dois dias;
  • água suficiente: a mistura deve ser umedecida, mas não encharcada;
  • mistura apropriada de carbono e nitrogênio: a relação deve ser de aproximadamente 30:1 (consulte o box abaixo);
  • tamanho de partícula pequena: pedaços grandes devem ser desmembrados, pois partículas pequenas se decompõem mais rapidamente;
  • quantidade de terra adequada: deve fornecer microorganismos suficientes para o processo.
Relação Carbono: Nitrogênio

 

A relação ideal do Carbono para o Nitrogênio (relação C:N) de 30 para 1 (30:1), em uma base de peso medido a seco, é considerado o ideal pelos cientistas para a composto. Mas, não se deixe levar pelos números. O importante é entender como os dois componentes afetam o processo de compostagem e usá-los para gerenciar o seu sistema de compostagem.

Você pode calcular a relação C:N dos seus materiais usando a tabela abaixo, que foi retirada do site Florida´s Online Composting Center.

Material Relação C:N Grãos de Café 20:1 Espigas de Milho 60:1 Esterco de Vaca 20:1 Restos de Fruta 35:1 Aparas de Grama 20:1 Esterco de Cavalo com Detritos 60:1 Folhas 60:1 Jornal 50-200:1 Folhas de Carvalho (Verde) 26:1 Musgo de Turfa 58:1 Folhas de Pinheiro 60-110:1 Esterco Apodrecido 20:1 Serragem / Madeira 600:1 Serragem exposta ao ar por dois meses 325:1 Palha 80-100:1 Restos de Tábua 15:1 Aparas de Vegetais 12-20:1 Fonte: Florida´s Online Composting Center

Assim, se você tiver dois sacos de aparas de grama (C:N = 20:1) e um saco de folhas (C:N = 60:1) combinados, você terá uma relação C:N de (20:1 + 20:1 + 60:1)/3 = (100:1)/3 = 33:1, que se aproxima bastante do ideal (C:N = 30:1).

Observe que todas as plantas têm mais carbono do que nitrogênio; essa é a razão pela qual a relação C:N está sempre acima de 1.0.

Todas as plantas contêm uma mistura de Carbono e Nitrogênio e todas elas viram adubo com o passar do tempo. Você achará a mistura correta de materiais para as suas necessidades de compostagem pelo método de tentativa e erro. Não se preocupe muito com a relação C:N, apenas tenha em mente que ela pode ser um fator para o seu processo de compostagem.

A pilha de compostagem tem, na verdade, uma organização complexa de organismos vivos ou cadeia alimentar. As bactérias e os fungos decompõem primeiramente a matéria orgânica do lixo. Organismos de uma única célula (protozoários), pequenos vermes (nematódeos) e aracnídeos se alimentam das bactérias e fungos. Nematódeos e aracnídeos predatórios e outros invertebrados (piolhos d'água, miriópodes, besouros) se alimentam dos protozoários. Todos esses organismos trabalham para balancear a população de organismos dentro do composto, o que aumenta a eficiência do processo inteiro.

Por que fazer a compostagem? O principal objetivo da compostagem é reduzir a quantidade de resíduos sólidos que você produz. Se você reduzir os resíduos sólidos, poupará espaço nos depósitos de lixo municipais, fazendo com que seus impostos sejam reduzidos. O composto acabado tem a vantagem de ser um útil fertilizante natural, sendo ambientalmente mais amigável do que fertilizantes sintéticos.

Pesquisa: Sabedoria Natural Cosmético

Fonte: ComoTudoFunciona

 

Perfil do Autor

A. D. Silva

Gerente comercial da Empresa Sabedoria Natural Cosmético. Empresa voltada exclusivamente para o segmento de cosméticos produzidos a partir...