O Direito De Ir E Vir De Forma Inteligente!!!

Publicado em: 17/06/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 627 |

Brasília: O direito de ir e vir de forma inteligente!!! 

Ônibus sucateados, metro subutilizado, vans lotadas, lotações clandestinas em carros particulares aos cacos, motoristas despreparados e falta de fiscalização fazem do transporte público de Brasília uma péssima opção para o deslocamento do cidadão. Isso tudo às barbas do Governo Federal, do GDF, do Ministério do Transporte, autarquias, universidades e outras entidades, nacionais e distritais, relacionadas ao setor. A teia neurológica, a inteligência está aqui, pronta para expandir e ser usada, mas falta ousadia nas ações, tanto por parte do Governo Federal quanto do GDF!! Como justificar o funcionamento parcial do metro? Porque não aproveitar a linha férrea existente entre Brasília e Luziânia? 

Como as grandes capitais mundiais, que usam o "tramway", o velho bonde modernisado ou metrô de superfície, mais barato e eficiente, Brasília deveria colocar trilhos em toda extensão das W3 e L2, sul e norte; da Rodo ferroviária, pelo eixo monumental indo até o Lago, e depois ao aeroporto. Aí, o Lago Paranoá poderia ser também aproveitado como uma via náutica de integração do transporte urbano da cidade, servindo às comunidades que habitam no outro lado, e trabalham ou estudam no Plano piloto. Essa possibilidade pode também ajudar a consolidar a vocação turística da cidade, na medida em que o Ministério Público fizer cumprir a lei, liberando toda a orla do lago à visitação pública. Há tempos o Rio Sena, em Paris, é estudado para receber o projeto do Metro fluvial, como uma das soluções propostas para melhorar ainda mais o já ótimo transporte público da cidade. 

A implantação do “tramway”, e a extensão do metro até o fim da Asa Norte possibilitaria a expulsão dos ônibus e das vans do Plano Piloto, melhorando significativamente o transporte coletivo, abrindo espaço para a criação de ciclo vias e passeios para pedestres, estimulando a adoção desses meios não poluentes, em substituição ao transporte individual, tal como acontece em Paris, Amsterdã, Berlim, e Joinvile, para citar um exemplo brasileiro. 


A rodoviária, do ponto de vista urbanístico, nada deixa a desejar, mas na sua manutenção, e no respeito ao usuário tira nota zero. O ambiente é fétido, com camelôs e pedintes ocupando grande parte dos espaços de circulação, causando total desconforto e constrangimento aos usuários, e demais transeuntes. 

O Brasília poderia ousar na revolução do transporte coletivo, como já o fez Curitiba, no governo Jaime Lerner, internacionalmente reconhecida como exemplo de sistema viário inteligente. Necessitamos implantar passeios arborizados em todas as vias da cidade para tornar a existência do pedestre mais digna, mas a política dos jecas, dos lobistas, e demais interesseiros, tenta ignorar que as pernas são e serão sempre o melhor meio de transporte para o homem. 

Uma parte da economia de Brasília é feita pelos carroceiros, catadores de materiais recicláveis, os quais prestam um ótimo serviço a sociedade, mas são ignorados pelas políticas do GDF, incompreendidos, e intolerados pelos motoristas da cidade. Poderíamos ter passeios turísticos de charretes e carruagens, às noites e finais de semana, na esplanada, na orla, e em outros locais. Falta-nos visão, ou, quem sabe, uma rainha para que esse meio de transporte seja considerado no mínimo uma grande atração para o turismo da cidade. Seguramente, parte da nossa elite social e política torcerá o nariz, menosprezando essa hipótese, mas já se refestelou em passeios de carruagem, e assemelhados, privados ou oficiais, quando em visita a países europeus. 

Os automóveis, a cada dia que passa, mais sufocam o espaço físico, os pulmões, e a paciência dos cidadãos de Brasília, e, certamente, entediam os visitantes que aqui chegam em missões diversas. 

A vocação de Brasília, além da política, do comércio, da indústria, e da cultura, é também o turismo. O visitante que aqui chega, tem os táxis como única opção de deslocamento, veículos que não permitem como os ônibus, a apreciação do que temos de melhor, a nossa paisagem natural, e a concepção urbanística, idealizada Lúcio Costa e Oscar Niemeyer. 

É preciso pensar Brasília, e fazer Brasília pensar, para justificar o seu status de capital de um país continente. Usar o conhecimento acumulado, e agir com firmeza para garantir a solução desse e de outros problemas que nos afligem como homens, mulheres e crianças que circulam neste grande planalto. 

Agora é o momento de mudar, de trocar, de exigir e de mostrar que JK tinha razão, de valorizar a nossa cidade, sob o nosso ponto de vista pessoal e institucional, pois aqui residimos, e residirão nossos filhos. Devemos pensar em construir aqui uma nova cultura, voltada à racionalização e ousadia em tudo que diga respeito ao bem viver. Assim, o tema “transporte público” se reveste de grande importância, colocando-se ao lado de saúde, educação e segurança. 

Para estimular a adoção de modos alternativos de transporte são necessárias ações educativas, e campanhas de esclarecimento, até que o modo de pensar de nossa gente seja transformado, e nesse sentido, é bastante apropriada à criação de um “Museu dos Meios de Transporte”, mostrando sua evolução, desde os tempos dos tropeiros até hoje, despertando o interesse e conscientizando a população para a importância do tema. Assim, quem sabe, por fim a inércia social, para que ela finalmente aprenda a exigir o direito universal de ir e vir. 

Valdo França – [email protected]

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/meio-ambiente-artigos/o-direito-de-ir-e-vir-de-forma-inteligente-978070.html

    Palavras-chave do artigo:

    transporte publico

    ,

    mobilidade

    ,

    brasilia

    Comentar sobre o artigo

    tereza afonso ferreira guedes

    O artigo trata da preocupação do país com o trânsito e a mobilidade urbana.

    Por: tereza afonso ferreira guedesl Educaçãol 02/12/2009 lAcessos: 1,329 lComentário: 10

    Governo Dilma: sem mobilidade para investir em transportes – Este ano R$ 2,54 bilhões foram pagos até maio, 93% são de restos a pagar. Governo Dilma sem gestão pública

    Por: Cristina toorl Notícias & Sociedade> Polítical 13/06/2012 lAcessos: 41

    Evento integra a série de seminários gratuitos de logística

    Por: Luciana Sanfinsl Negóciosl 03/09/2010 lAcessos: 185

    Como diria um grande sábio, torno-me paciente para com minhas fraquezas, meus erros, para com minha impotência e minha pouca idade, paciente para com os irmãos menores e maiores que a todo instante me põem à prova, mostrando-me meu limite. Essas palavras foram ditas no alvorecer da minha juventude modesta, mas de um carisma todo especial, pois a nossa missão, desde os primórdios de nossa vida, já planejávamos como seria feito quando atingíssemos a maior idade. Vemos a nossa Pátria querida...

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 26/06/2013 lAcessos: 22

    Presidente do PSDB, senador Aécio Neves criticou o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff na abertura da reunião com governadores e prefeitos de capitais, quando ela propôs um plebiscito para convocar uma assembleia constintuinte pela reforma política; "A presidente da República não assumiu suas responsabilidades, tangenciou os problemas e buscou desviar o foco dos reais interesses expressos pela população",

    Por: Jucal Notícias & Sociedade> Polítical 25/06/2013 lAcessos: 24
    Marcelo Castilho

    Em várias cidades no mundo como, por exemplo, Boston, Londres, Estocolmo, Filadélfia, Barcelona e Nova Iorque, estão envolvendo toda a sociedade para a construção do conceito de Cidades Inteligentes (do inglês, Smart Cities). É um conceito muito amplo que vai além do que simplesmente disponibilizar conexão à internet grátis para toda uma cidade, como alguns pensam. Parte do princípio de que o cidadão é o foco, o que na linguagem empresarial chamaríamos de core.

    Por: Marcelo Castilhol Notícias & Sociedade> Polítical 27/11/2014 lAcessos: 70

    O trânsito é considerado hoje um fenômeno social que atinge todas as sociedades, desde as classes sociais mais elevadas às mais baixas. É um acontecimento de todos os tempos e de todos os povos. Está cada vez mais presente na vida cotidiana das pessoas. O Brasil vem enfrentando graves problemas em relação ao trânsito, sendo um agravante no quadro epidemiológico, e que acarreta custos sociais e econômicos bastante altos.

    Por: Julianal Psicologia&Auto-Ajudal 14/09/2011 lAcessos: 206

    Palavras sábias e de um significado magistral. Ah! Se todo cidadão brasileiro, pensasse com nitidez e, assimilasse todos os belos ensinamentos, que são colocados a sua disposição, por pessoas que almejam o bem, e uma vida sem conturbação para a sociedade brasileira. Essas pessoas são inteligentes, vislumbram a situação política atual do País, e procuram através de altivos caminhos, como devemos imantar e por meio de azimutes beneméritos alcançarem o bem desejado por todos nós.

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 02/07/2013 lAcessos: 19
    Fábio Araújo de Holanda Souza

    Este trabalho tem por finalidade discorrer sobre os direitos da pessoa com deficiência, fazendo encômios sobre a legislação atual.

    Por: Fábio Araújo de Holanda Souzal Direitol 24/08/2009 lAcessos: 11,442 lComentário: 15

    Diretor Executivo da Conferência Mundial das Cidades-Irmãs (CMCI) no Brasil fala sobre a importância de se formar parcerias com cidades de todo o mundo

    Por: Arnildo Schildtl Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 06/04/2015
    JORGE FLOQUET

    É um verdadeiro absurdo. Agora, será que as instalações da Ultracargo estão com a documentação atualizada em relação ao seguro que cobre acidente deste tipo? E a seguradora que vê uma situação como esta acontecer perto de recursos hídricos que podiam atenuar esse crime? É bem provável que, como outras situações que envolvem a engenharia brasileira, houve uma vista grossa ou ingerência! Sacrificando a população, os bombeiros envolvidos heroicamente nessa operação, a economia local ....

    Por: JORGE FLOQUETl Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 05/04/2015
    Vininha F. Carvalho

    A Declaração Universal dos Direitos da Água, criada pela ONU em 1992, diz que "a água é um patrimônio e nós somos responsáveis pela sua conservação". O desperdício pode acarretar consequências ruins, como a falta de água em rios e lagos, aceleração do derretimento do gelo polar, causando a mortandade do habitat e outros reflexos na natureza,

    Por: Vininha F. Carvalhol Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 20/03/2015 lAcessos: 11
    Rijarda Giandini

    Investir em Resíduos como economia de transformação é uma evidência cabal de que o "mundo sustentável" é possível e provável fonte de riquezas, de negócios. É uma comprovação de que os produtos, que se transformam em lixo, podem ter suas vidas de uso estendidas, redimensionadas. A não produção de novos pode ser substituído por reuso, reutilizo, reciclagem . E dá dinheiro e competitividade para o país. Além de ser bom para o ambiente.

    Por: Rijarda Giandinil Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 26/02/2015 lAcessos: 13
    Liéber Zen

    Já parou para observar que nos outros países há pessoas que produzem sua própria energia elétrica? Fazendo da utilização da rede de energia vinda concessionárias um uso raro? Muitas dessas pessoas até já conseguem distribuir a energia produzida para pessoas das duas proximidades. A água da chuva é sempre aproveitada também,

    Por: Liéber Zenl Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 28/01/2015 lAcessos: 30
    JORGE FLOQUET

    Ainda sobre a queima de fogos que acontece nos finais de ano, observem que a cada ano que se passa tornam-se mais potentes e duradouras. Onde está o ministério público que não proíbe esse absurdo? Na queima de fogos, são três tipos de poluição: sonora, química e luminosa. Tudo bem, você acha bonito, não é? Mas, os animais que estão no seu entorno e em repouso? Que fogem assustados batendo em tudo que encontra pela frente e não voltam aos seus ninhos? O que se pode afirmar dos seus filhotes?

    Por: JORGE FLOQUETl Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 20/01/2015
    Michele Bazilio

    O artigo não defende o acesso irrestrito de cães nas areias, mas também não aprova uma proibição absoluta tal como frequentemente imposta. Reconhece a preocupação relativa à saúde pública, entretanto busca oferecer alternativas. Acima de tudo, convida à reflexão sobre se seriam os cães, os melhores amigos do homem, os verdadeiros culpados pela enorme poluição que hoje atinge areias e mares.

    Por: Michele Baziliol Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 19/01/2015 lAcessos: 32

    A instalação das redes e telas de proteção previnem vários tipos de acidentes, e também sendo a melhor opção na proteção de pragas urbanas em escolas e Hospitais.

    Por: Fernando Navarrol Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 05/01/2015

    Uma proposta pra revolucionar Brasilia como porta de entrada para turismo internacional Autor: Engenheiro Valdo França Fundador e Diretor da Societé Francophone de Tourisme Actif et Durable au Brésil Tel. 61- 8144 8483 - [email protected]

    Por: Valdo Françal Turismo e Viageml 10/03/2011 lAcessos: 166

    Na busca de soberania e auto preservação, negros libertários ocuparam, já a partir do final do século XVI, terras "sem dono", marginais à economia da época, distantes e ou de difícil acesso. Os isolamentos geográficos, econômicos e sociais das comunidades formadas, os quilombos, fizeram com que desenvolvessem estilo de vida peculiar, adaptada aos recursos ambientais existentes. Este estilo foi forjado da interação do negro com a natureza, sustentado pelo conhecimento e valores ancestrais da cult

    Por: Valdo Françal Notícias & Sociedadel 20/06/2009 lAcessos: 618

    Desde o inicio dos anos 70 os encontros agronômicos no Brasil e no mundo tem sido palcos de apaixonantes e acirrados debates entre os defensores da agricultura química e da agricultura ecológica. Antes de qualquer avaliação é importante definir para o leitor algumas características mais importantes das duas correntes antagônicas da agronomia. Agricultura em essência não deixa de ser uma atividade extrativista. O homem aproveita o potencial fotossintético das plantas, transformando os minerais

    Por: Valdo Françal Ciênciasl 19/06/2009 lAcessos: 1,076

    La juventud es una fase desafiante, conflictiva y fundamental en la evolución, madurez y equilibrio emocional del humano. Es una fase de transición de la niñez para la vida adulta. El joven empieza a tener influencia notable y transformadora de las hormonas sexuales en su fisiología y psicología.

    Por: Valdo Françal Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 10/06/2009 lAcessos: 152

    " Todo jardim é a um tempo cantão da natureza, quadro destinado a encantar o olhar e ou tapete para acolher e honrar o visitante". Palavras do paisagista Luiz Van Beethoven de Abreu, criador do Parque Nacional de Brasília e responsável pela concepção e execução de dezenas de projetos paisagísticos e jardins da capital. Beethoven foi amigo e parceiro de Burle Marx , participando do processo criativo e lhe dando o suporte botânico e agronômico necessário em muitas de suas obras. A oportunidade qu

    Por: Valdo Françal Turismo e Viagem> Dicas de Viageml 01/04/2009 lAcessos: 1,480

    O homem nômade levou milênios domesticando plantas e animais. Passaram-se menos de dois séculos entre a descoberta da turbina a vapor até o domínio da energia nuclear. A ciência levou menos de 10 décadas entre a descoberta de telegrafo de fio de cobre aos cabos de fibras óticas da rede mundial de comunicação (Internet).

    Por: Valdo Françal Psicologia&Auto-Ajuda> Auto-Ajudal 25/03/2009 lAcessos: 396

    A demanda mundial de madeira e subprodutos florestais é crescente, da mesma forma que aumenta a pressão da opinião pública e dos órgãos financeiros mundiais contra a destruição dos últimos remanescentes de ecossistemas naturais do planeta. A previsão para as próximas décadas é de plena escassez de madeira de lei e a proibição definitiva da comercialização de derivados florestais oriundos de desmatamentos de bosques nativos. O mercado futuro aponta para a valorização de produtos florestais certif

    Por: Valdo Françal Tecnologia> Tecnologiasl 23/03/2009 lAcessos: 669

    A luta contra a fome é uma luta que passa pelo pleno direito à educação gratuita para todas as crianças. Muitas propostas do tipo “bolsa escola” já foram e ou estão em implementação pelos estados e municípios do Brasil. Mas como é de costume das políticas publicas do Brasil, esses programas são regidos de forma muito simplória, o que tem os tornado cada um deles em apenas mais um programa de distribuição de renda. Ao olharmos e avaliarmos os diferentes programas públicos com este mote, podemos c

    Por: Valdo Françal Notícias & Sociedade> Polítical 21/03/2009 lAcessos: 1,406

    Comments on this article

    0
    Paula Souza 11/11/2009
    Adorei essa pagina
    esta mi ajudando muito*--*
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast