31 Descobertas Sobre Liderança - Olhar De Um Acadêmico

08/10/2009 • Por • 4,603 Acessos

1 INTRODUÇÃO

No mundo globalizado e competitivo que se vive atualmente é de grande relevância abordar o papel de um líder nas organizações, e como ele pode influenciar no status da estima dos seus liderados e assim na produtividade e desempenho profissional.

O líder é um dos principais agentes inspiradores com capacidade para guiar, motivar e movimentar pessoas dentro de uma organização, e assim ultrapassar aquilo que apresentava ser seu limite. Vale ressaltar que o líder é o espelho da sua equipe, logo, inspira confiança, sinceridade e honestidade dos seus propósitos, além de desenvolver a prática de motivar-se e aplicar essa motivação na produção do setor em que atua. Assim o líder jamais pode ter: falta de caráter, vontade e disciplina. 

 

2 31 DESCOBERTAS SOBRE LIDERANÇA

 

2.1 A EFICÁCIA E O DESENVOLVIMENTO DE LIDERANÇAS

 

                            A importância dos líderes nas organizações tem sido cada vez mais evidente, líderes capazes na execução de suas tarefas, eficazes e principalmente que não usa do poder de seu cargo para que seus colaboradores atuem e alcancem o êxito desejado pela instituição. A atuação dos líderes nas organizações tem se destacado através da capacidade de alcançar metas, tomada de decisões, visão de futuro e estratégia na execução de tarefas, mantendo nele a confiança e o respeito de sua equipe através da motivação e apresentação de resultados.

                            A tradução do reconhecimento de um líder está no cumprimento das metas e nas ações que o leva a fazer com que seus liderados atinjam objetivos pessoais e organizacionais, despertando assim, confiança e respeito. As ações para compartilhar práticas e fortalecer a equipe devem permear sobre o líder e o modo com que o mesmo se posicionará diante das crises.

                            Embora os profissionais em recursos humanos afirmem qualidade no recrutamento de líderes, é impossível prevê a atuação do mesmo, pois o desenvolvimento de um líder dentro da instituição em que atua é constante e sua performance depende da aceitação e das ações praticadas nos processos de mudanças. É uma tarefa árdua e que nem todos conseguem manter-se na posição firme e respeitável de líder, é preciso desenvolver relacionamento interpessoal e consigo. Apenas os mais qualificados e eficazes mantém-se nas lideranças, exercendo o papel de agente influenciador no desenvolvimento das organizações através de seus liderados.

                            Existe por tanto, a necessidade que as empresas ofereçam oportunidade de desenvolvimento e qualificação de seus líderes, dando-os o direito de aperfeiçoarem suas habilidades para que dessa forma sua atuação torne-se melhor calculada, analisada e planejada, gerando assim satisfação e auto-estima o que é muito importante para que um líder possa passar motivação a sua equipe.

 

2.2 A ROTATIVIDADE E A SUCESSÃO DAS LIDERANÇAS

 

                            Analisando as possibilidades de desenvolvimento e capacitação dos líderes em uma organização, fica evidente a fidelidade ao cargo e a instituição, o que explica a queda na rotatividade, ou seja, os líderes tornam-se mais confiantes, motivados e principalmente capazes, descartando assim qualquer insatisfação, o que o leva a manter-se leal à instituição onde o mesmo atua.

                            A urgente deficiência de lideranças no mundo dos negócios, causada pelo envelhecimento da mão de obra de grande parte dos atuais líderes, é preocupação de muitas organizações. Os líderes atualmente precisam lidar com um ambiente exigente e cada vez mais estressante. Entretanto, as prioridades da nova geração (qualidade de vida, variedade de cargos e fuga da pirâmide hierárquica) se distanciam dos ambientes da geração anterior.

                            O panorama econômico exige líderes que possam fazer a empresa crescer e seguir em frente com uma visão focada no empreendedorismo. Crescer em uma economia cada vez mais globalizada torna a situação ainda mais difícil, demandando dos líderes maior número de capacidades. Para as instituições, a réplica mais satisfatória inclui melhorar o processo de desenvolvimento de lideranças e a gestão da sucessão.

                            Estudos comprovam a enorme dificuldade que as empresas terão de encontrar sucessores aos cargos de liderança, devido ao grande avanço das tarefas e da grande precariedade das promoções internas. Futuramente as promoções internas é que apenas serão responsáveis pelo preenchimento das vagas de líderes, não mais a eficácia e o comprometimento com a seleção e recrutamento.

                            O líder é selecionado a partir das qualificações e desenvolvimentos por ele apresentado, saber falar, ouvir, praticidade e eficiência são princípios básicos no recrutamento para os cargos de liderança, logo, se hoje é avaliado e pré-conceituado sobre tais qualificações, futuramente será necessário promover um funcionário confiável, pois qualificado ao cargo será de extrema inópia.

 

2.3 AS PRESSÕES E A MOTIVAÇÃO DOS LÍDERES

 

                            Ao líder é depositado toda responsabilidade, pois, o sucesso e o fracasso dependem inicialmente dele, uma vez que o espelho da equipe é o seu líder, por tanto, a atuação e as ações do mesmo devem ser previamente avaliadas para que a prática resulte em conclusões satisfatórias ao desenvolvimento da equipe, e consequentemente da instituição.

                            Na contemporaneidade de lideranças nos negócios, as pressões econômicas, sociais e culturais exigem que os líderes de uma organização encontrem formas mais eficazes de ornar sua visão de liderança, valores fundamentais e ações rotineiras para gerar resultados necessários e valiosos.

                            Exige-se muito do profissional na área de liderança, e por isso, grandes números dos líderes não conseguem equilibrar vida profissional com pessoal, já que devido a grande exigência aumenta-se jornada de trabalho e carga horária, uma vez que responsável pela atuação da equipe o mesmo se dispõe a render mais profissionalmente do que na tua vida pessoal.

                            Porém, ser líder vai além de sua ambição ou de sua satisfação pessoal, deve gerar dentro de si, forte desejo de contribuir para o bom andamento da equipe, ser agente motivacional, estar preparado sempre para o êxito ou para a crise e acima de tudo ser ético.

                            Na atualidade a escolha primordial de quando, onde e como trabalhar não é determinado pelas forças naturais, mas sim à medida que lutamos para encontrar a melhor forma de determinar quando, onde e como satisfazer as exigências das organizações em englobar motivação, compromisso e eficiência no processo operacional, logo, o líder resume-se em ser real e íntegro, possibilitando que os liderados façam o mesmo.

                            O perfil do profissional de liderança eficaz deve ultrapassar as visões da empresa, tornando assim um ambiente profissional de respeito, responsabilidade, harmonia e sucesso, para que assim possa satisfazer sua vida profissional e pessoal e também seus liderados, ocasionando melhor desempenho dentro da organização em que atuam.

 

3 CONCLUSÃO

 

                            Entende-se, que a liderança é relevante para as organizações, pois dá condições para que a prática se torne melhor e maior com resultados positivos. O líder com toda eficiência e eficácia, assumi riscos e faz com que os liderados façam por vontade própria através da motivação, aquilo que é importante à organização.

                            Perante o exposto, vê-se ainda que a rotatividade dos ocupantes de cargos de liderança é resultado da relevância que as organizações depositam nesse processo, uma vez que o líder que recebe de sua instituição as ferramentas necessárias para desempenhar um bom trabalho e desenvolver-se quanto pessoa e quanto profissional, desenvolve lealdade ao cargo e a instituição que o ampara.

                            Para melhor enfrentar as pressões sobre suas lideranças, as empresas preparam maneiras de adequar esses profissionais para seu trabalho e oferecem apoio e oportunidade de desenvolvimento. Por estarem abertos a possíveis desilusões, os líderes devem receber ânimo e motivações a partir da organização, para que assim possam manter-se na posição de agente inspiração e motivação para com seus liderados.

                            Enfim, as constantes descobertas sobre liderança, nos remetem a estar sempre em estudos sobre os frequentes questionamentos dos cargos dos líderes e as soluções para manter cada vez mais harmonioso o ambiente profissional e assim, jubilar para o sucesso organizacional.

Perfil do Autor

Valdelício Menezes

Valdelício Menezes, 21 anos, baiano, é acadêmico do curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais pela UNOPAR – Universidade Norte do...