A Força Da Liderança Nas Organizações Bem Sucedidas

Publicado em: 03/07/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 5,774 |

Antigamente, as empresas eram estruturadas como pirâmides: trabalhadores na base, de baixo para cima, linhas sucessivas de chefes e gerentes. Cada linha tinha mais autoridade do que a que lhe ficava abaixo. Quase ninguém se incomodava com essa organização e a velha pirâmide era sólida, impressionante e sem expectativa de mudança.

Atualmente essa pirâmide vem sendo quebrada e a solução encontrada é a formação de equipes, capazes de se tornarem flexíveis, de começar a aproveitar às oportunidades e estar sempre aberto às novas idéias. Assim o desenvolvimento de uma equipe produtiva exige uma visão em comum para concordar com as decisões pessoais. Cada equipe é formada por um motivo. Todos os membros precisam conhecer e entender o propósito e os objetivos em comum.

Segundo Roosevelt, uma equipe pode com freqüência, sair-se melhor do que um indivíduo, quando a equipe trabalha bem, os resultados podem ser poderosos.

O papel do líder é ajudar pessoas a realizar o que são capazes de fazer, formular uma visão para o futuro, encorajar, treinar, ensinar, estabelecer e manter relacionamentos bem sucedidos. Para liderar deve-se ter uma boa comunicação, habilidade nos contatos interpessoais, capacidade de treinar e formar equipes afinadas. As pessoas que trabalham juntas podem realizar façanhas incríveis. As idéias, a criatividade e o trabalho em grupo terão que ser comandados por um líder forte que focalize a sinergia de seus liderados.

O líder tem que dá inspiração, influenciar as pessoas a juntar-se a ele em um propósito, em uma visão e em valores. O propósito estabelece o destino, a visão é para ver onde está indo e os valores é para guiar em direção a um futuro de sucesso sustentável em longo prazo.

Segundo BERGAMINI a formação de um vínculo social entre o líder e os liderados consiste em uma condição crucial para o ajustamento dos mesmos nas diferentes circunstâncias de trabalho; entretanto, a formação deste vínculo poderá ocasionar sentimentos positivos ou negativos, ou seja, "o vínculo da liderança só ocorrerá de maneira", produtiva quando as ações do líder forem ao encontro das expectativas do subordinado e vice-versa.

As organizações bem-sucedidas para sobreviverem terão de passar por uma mudança cultural profunda e para isso os líderes terão que conceber visão, senso de valores, comunicação, motivação e manter suas capacidades de ação em constante mutação. Para isso a liderança deve ser bem focada e confiante e assim o que transforma a visão em realidade é o sucesso em identificar seus próprios pontos fortes.

Toda força de trabalho das organizações é motivada pela participação de seus funcionários em todo o processo de trabalho, dessa forma os líderes criam equipes e sabem compreender que os funcionários fazem parte concreta nas tomadas de decisões da organização. Mas, para conseguir resultados positivos têm que desenvolver interesse pelos funcionários e deixar que eles saibam disso, tratar as pessoas como pessoas e saber investir no máximo lucro dos recursos humanos.

O importante é deixar que as pessoas saibam que a organização as respeita que lhes tem consideração e que elas são importantes e jamais a liderança pode ser forçada. Portanto, o líder do futuro terá de crescer na função que desempenha, esse crescimento terá que ser contínuo e positivo e para isso o primeiro passo é exercer uma visão sobre cada membro da equipe como ser único, dotado de capacidades e dificuldades. Conhecer as necessidades e expectativas pessoais e profissionais de cada membro para a eficiência e a eficácia do processo de liderar.

Assim, liderança significa ajudar as pessoas a realizar o que são capazes de fazer, formular uma visão para o futuro, encorajar e manter relacionamentos bem-sucedidos.

Referência:

BERGAMINI, C.W. Liderança: administração do sentido. São Paulo, Atlas, 1994.

CARNEGIE, Dale. O Líder em você. 5ª ed. Rio de Janeiro: Record, 1996.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/negocios-artigos/a-forca-da-lideranca-nas-organizacoes-bem-sucedidas-1011640.html

    Palavras-chave do artigo:

    lideranca

    Comentar sobre o artigo

    Renan Poggi de Figueredo

    Este artigo vem trazer na sua abrangência uma percepção muito próprias e que Sá inovadoras para o gerenciamento de pessoas nos estados pertencentes a região nordeste especificamente Pernambuco. Esta percepção fundamentada em analise critica e experiências vivenciadas que fundamentaram o levantamento da hipótese defendida, um choque entre a cultura regional versos liderança carismática. Desta forma leva a crer que cada vez mais a liderança carismática é uma ferramenta útil e valorizada .

    Por: Renan Poggi de Figueredol Negócios> Gestãol 24/05/2013 lAcessos: 64

    Este artigo tem como tema central a Liderança e pretende reflectir sobre o desafio de saber lidar com o capital humano, motivando-o, incentivando-o e fazendo com que ele se sinta satisfeito e feliz no local de trabalho e no desempenho da sua actividade laboral. O objectivo é alcançar maior qualidade, produtividade, bom relacionamento, auto-confiança e segurança, através de uma filosofia mais humanista onde é realçada a importância do líder.

    Por: Paula Costal Negóciosl 13/10/2010 lAcessos: 8,681 lComentário: 1
    Prof. Márcio Silva

    Descubra o segredo do sucesso de Bill Gates, Comandante Rolim, Walt Disney, Salim Mattar, Ted Turner, Luiza Helena e muitos outros gênios empreendedores.

    Por: Prof. Márcio Silval Educaçãol 01/03/2011 lAcessos: 508

    Este trabalho tem como objetivo expor e suprir as necessidades básicas acerca do entendimento dos conceitos de cultura organizacional e a relação existente com a liderança, que o primeiro é definido como um conjunto de práticas dos indivíduos e o segundo conceito como a capacidade de influenciar pessoas, mas qual a relação. Assim foi desenvolvido através de uma pesquisa conceitual e teorização utilizando conceitos de diversos autores por uma pesquisa bibliográfica.

    Por: IARA FERNANDA LEITE PEREIRAl Negócios> Administraçãol 14/06/2014 lAcessos: 71

    : Artigo de Revisão Bibliográfica sobre Liderança em Enfermagem e seus aspectos emocionais, tão procurados pelas grandes Organizações Hospitalares. Relata a importância do líder em sua equipe, quais as atitudes a serem tomadas, características importantes para que possa exercer seu papel no contexto hospitalar e no gerenciamento de seus colaboradores. Tem como objetivo elucidar e até mesmo nortear aos “novos enfermeiros” qual o perfil adequado a seguir, quais atitudes são pertinentes, quais são aquelas que não devem ser adotadas e também proporcionar aos que já são Líderes de vivência profissional alguns momentos de reciclagem.

    Por: HENRIETTE LEAL BASTOSl Negóciosl 03/12/2009 lAcessos: 7,733 lComentário: 1

    O presente artigo identificou as características de liderança, do enfermeiro à prestação da assistência de enfermagem humanizada, trazendo um resgate sobre o contexto da liderança na enfermagem e o relacionamento interpessoal com a equipe, Tratou-se de uma pesquisa de campo exploratória, descritiva, quantitativa com amostra composta por 12 enfermeiras.O perfil das profissionais, no linear da dimensão organizacional, apresentou como fator influenciador as características pessoais do enfermeiro, a

    Por: Darlene Berettal Saúde e Bem Estar> Medicinal 08/07/2010 lAcessos: 3,852
    Hamilton Felix Nobrega

    Existem muitos estudos e conceitos acerca do tema liderança, mas todos sempre envoltos dos mesmos modelos existentes que já não estão mais obtendo resultados satisfatórios como antes. Um novo conceito veio para mudar e está ganhando força nas organizações, pois seus resultados estão se tornando cada vez mais visíveis, a liderança servidora. Esse estilo baseia-se no exemplo do maior líder que já existiu: Jesus. James Hunter trouxe uma essa nova tendência de liderança que abordaremos neste artigo.

    Por: Hamilton Felix Nobregal Negócios> Administraçãol 03/05/2010 lAcessos: 2,984

    Muitos gestores que ocupam cargos de liderança se questionam constantemente sobre o estilo mais apropriado de liderança para conduzir a equipe na direção de resultados positivos. O Modelo SOMAR criado por Cersi Machado tem sido uma ferramenta/modelo importante para ajudar os gestores a identifirarem o melhor estilo a ser aplicado em diversas situações...

    Por: CERSI MACHADOl Negócios> Gerêncial 30/06/2009 lAcessos: 1,061
    Darci Kops

    A liderança, compreendida como um processo de influenciação, no jogo do poder e de alternânciae na sociodinâmica das relacões humanas, é assimétrica porquanto contribui para as diferenças individuais, porém, é situacional, circunstanciada, necessitando, permanentemente, ser legitimada e referendada pelos protagonistas dentro de um processo de convivência. Admite-se a liderança como um processo salutar de gestão.

    Por: Darci Kopsl Educação> Ensino Superiorl 11/05/2011 lAcessos: 286

    Este artigo tem como objetivo descrever o histórico da liderança no contexto da teoria administrativa clássica e seu reflexo na forma de atuação dos gestores organizacionais. Traz ainda, um reflexo acerca do uso de treinamentos como recurso rápido no provimento de lideranças ou no desenvolvimento das competências necessárias para uma competitividade organizacional.

    Por: Vanessa Estela Borgesl Educaçãol 22/09/2009 lAcessos: 4,830
    Gustavo Rocha

    Já disse Isaac Newton que o que sabemos é uma gota e o que ignoramos, um oceano. Entretanto, para muitas pessoas isto parece exatamente o contrário. E não estou discorrendo da geração tal ou outra qualquer, estamos falando de pessoas, de indivíduos, de seres humanos que sabem um pouco de algum assunto e pensam que dominam aquele tema de tal forma que todos devem reverência a eles. Todos conhecemos pessoas assim, contudo, pesquisas demonstram que isto é uma realidade maior do que podemos imagi

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 23/02/2015
    Gustavo Rocha

    Como diria Oswaldo Montenegro, que não se tente complicar, pois a arte precisa de simplicidade para existir. E para iniciarmos bem o ano de 2015, esta deve ser a nossa regra diária (afinal, agora pós o Carnaval, chega de desculpas, né? 2015 iniciou!). E na vida, no dia a dia, é justamente esta simplicidade que pode fazer a diferença entre o sucesso e a monotonia. Como assim? Nós temos uma tendência natural a complicar as coisas. Não nos satisfazemos em fazer um projeto bem feito, queremos f

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 22/02/2015
    Gustavo Rocha

    Divido com vocês um compilado do livro Know-how: as 8 Competências que separam os que fazem dos que não fazem (Editora Campus/Elsevier) escrito por Ram Charan: 1 – Competência para posicionar a empresa E capacidade para mudar o negócio sempre que o mercado assim exigir O posicionamento é o princípio central da empresa e a base de sustentação que determinará se você irá ou não ganhar dinheiro. O verdadeiro teste de posicionamento é o mundo real. Se os consumidores estiverem confusos sobre o qu

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 11/02/2015 lAcessos: 11
    Gustavo Rocha

    KPI vem do inglês e quer dizer: Key Performance Indicator, ou seja, chave de indicador de performance. Hein? Isto mesmo, um paradigma para criar indicadores. Situações que podemos pensar onde devemos monitorar os resultados para alcançarmos vôos maiores. Um interessante artigo do Ricardo Jordão Magalhães nos brinda com 45 KPI`s utilizáveis no mercado e plenamente capacitados para o mercado jurídico, com poucas adaptações. Divido o artigo: 1. Qual é o Volume de vendas? POR QUE é IMPORTANTE?

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 05/02/2015

    Você conhece a telefonia digital, ou VoIP? Se não, conhecerá em breve. VoIP, ou Voz sobre Protocolo de Internet, é uma tecnologia que permite que uma chamada telefônica seja transformada em sinais digitais e transmitida através da internet. Isso quer dizer que a comunicação por telefone como conhecemos, deixará de existir. A telefonia analógica dará espaço à telefonia digital, facilitando a troca de informações e diminuindo seus custos. Link para o artigo: http://bit.ly/16vkxUw

    Por: Rafaell Negóciosl 05/02/2015
    Gustavo Rocha

    Divido com vocês um trecho do post de Gustavo Chierighini, onde ele relata 8 atitudes para não sermos mais um na multidão e após teço alguns comentários a respeito. 1- Não se iluda, as pedras do caminho surgirão. Muito mais importante do que o batido blá, blá, blá sobre aprendizado e superação, entenda que se desejar um lugar ao sol deve estar preparado para persistir, e prosseguir com o que lhe restou de confiança e recursos por um bom período, antes de ver a luz ao final do túnel. 2- Seja or

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 04/02/2015
    Gustavo Rocha

    Segundo pesquisa, a geração Y é mal compreendida no ambiente de trabalho, criando mitos e mistificando trabalhadores que teriam os mesmos anseios que outras gerações. A pesquisa é relevante, feita em mais de 20 países e com muitos entrevistados. Vejamos a reportagem: A chamada "geração Y" (aqueles nascidos entre 1980 e 2000, também chamados de "millennials") é mal compreendida no ambiente de trabalho, afirma uma pesquisa feita em parceria pela Oxford Economics e a empresa alemã SAP, divulgada

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 03/02/2015
    Nori Lucio Jr

    O manual da marca, ou guia de estilo, tem a função de normatizar o uso da marca durante o processo de criação de campanhas de marketing e comunicação através de regras bem definidas e documentadas que orientam seu uso de forma apropriada.

    Por: Nori Lucio Jrl Negóciosl 23/01/2015

    Este artigo tem como objetivo demonstrar a importância da análise do capital intelectual dentro da administração estratégica pelas empresas que estão deixando a era industrial para entrar na era do conhecimento.

    Por: Keyth Martinsl Negócios> Administraçãol 02/04/2009 lAcessos: 2,920
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast