Como Escrever Uma Apresentação De Négocios

06/04/2008 • Por • 152,176 Acessos

Aqui você encontrará alguns princípios efetivos de como escrever bem e convincente uma carta de apresentação de negócios. Essas dicas poderão ajudá-lo na hora de produzir o seu próximo newsletter, quando atualize o seu site, ou ainda, e principalmente, na hora de preparar uma apresentação em geral de um determinado produto ou serviço.

Antes de tudo, se o caso é uma newsletter, é importante manter a sua audiência atualizada. Se possível envie essa newsletter com uma freqüência certa, todo mês ou dependendo toda semana. Independente da ferramenta, uso do linguajar descomplicado, já que eles estão mais do que cansados de jargões e vocabulário técnico. Escreva frases curtas e certeiras, com um mínimo de tópicos. Frases extensas e sem pausa são difíceis de entender e cansativas de ler. No caso de uma pagina de apresentação de um produto ou serviço na internet, essa deveria conter uma manchete em letras grandes e de preferência em vermelho, mas também uma chamada vendável e pertinente o bastante para fazer com que o seu público alvo leia e compreenda todo o corpo de texto.

Lembre-se também que essa apresentação esta focada em cima de uma oferta ou promessa de um produto ou serviço que vai ajudar em alguma forma o respectivo cliente alvo. Resumindo, uma manchete (ou titulo) deve dizer algo criativo ou de impacto sobre o produto ou serviço, ou ainda, sobre o respectivo benefício dele.

No caso de um site, cada página deve conter uma manchete! Sim, porque uma pessoa sempre lê uma chamada antes de se aventurar por um texto completo. Lembre-se que uma media de 30% de todas as chamadas ou manchetes encontradas na Net são ao mesmo tempo inúteis e irrelevantes. As piores são as que tentam dizer tudo de uma só vez com títulos longos e mal temperados. Alguns desses títulos também fazem uso de palavras e jargões pra lá de já batidos. Tente escrever páginas que incluam as suas propostas de venda de maneira esperta, sagaz, estridente e emotiva. Se não é possível ser original, seja ao menos positivo. E se, honestamente, não há muito que ser dito, existem inúmeras maneiras inteligentes de não se dizer nada capazes de deixar a audiência se sentindo bem com o que leu.

As boas apresentações em geral são aquelas que você apresenta o maior número possível de informações sobre você, a empresa, seus produtos ou serviços e tudo o que o eles têm a oferecer de uma forma sintetizada e ao mesmo tempo abrangente. Ou seja, devem trazer mais do que uma simples descrição do seu produto ou serviço, o texto deve fazer algum tipo de proposta de venda. Se o texto não transparece isso então não é publicidade e sim um mero anúncio. Em uma forma mais simples, posso me atrever a dizer que esse tipo de texto de apresentação é simplesmente um balconista em uma forma de texto impresso. Vendo por outro ângulo, se apresenta todas as facetas imagináveis tipo o que faz, como funciona e quais os benefícios, mas sem jamais fornecer um mísero argumento para que alguém o compre.


Esse tipo de apresentação deve usar a psicologia do bom vendedor e deve dizer logo de cara o que é e quais os benefícios que seu produto ou serviço trará para você. Aumente o valor do seu produto ou serviço na cabeça do consumidor em potencial. Claro, isso não tem nada a ver com uma política de preços e ofertas. O ponto é fazer uma abordagem de venda que imediatamente mostre o valor inestimável do seu produto ou serviço, independentemente de quanto se esteja cobrando por ele. Entendeu? Tenha em mente que a publicidade não cria desejos e sim os desejos é que criam a publicidade.

Cientificamente está provado que o ser humano só absorve em torno de 40% de tudo o que se escuta ou ler. Os outros 60% são editados pelo nosso cérebro como coisas sem importância. Seguindo esse conceito, em se tratando de vendas ou de uma campanha de vendas, é importante que se repita uma mensagem varias vezes e não apenas uma (*Leia meu primeiro artigo dessa serie de quatro – Estratégias de Marketing: Planejamento & Marketing). Por fim e muito importante, resista à tentação de falar sobre você e como criou seu negocio. No caso especifico da internet, eu vejo que existem muitas pessoas que não mostram nenhum conteúdo em suas paginas web, mas dizem tudo sobre si próprio, assim como detalhes sem a menor importância como o tamanho de seus escritórios e outros coisas sem a menor importância em se tratando do fator principal: vender a sua proposta.

Perfil do Autor

Lindenberg Silva Jr.

Lindenberg Silva Jr. é editor da Soul Brasil magazine de Los Angeles, produtor de eventos e estratega de marketing e publicidade. Para mais informações visite www.kisuccess.com ou www.soulbrasil.com