Diferenças entre Logística Verde e Logística Reversa

Publicado em: 16/11/2010 |Comentário: 0 | Acessos: 2,035 |

Desenvolvimento
         A Logística atua em diversas áreas dentro das empresas e está presente em várias atividades sociais, por isso pode oferecer uma série de soluções não apenas ligadas a redução de custo e melhoria de nível de serviço mas também ligadas a segurança, melhoria de qualidade de vida , controle ambiental e ecológico dentre outros.
Donato (2008) lembra que algumas pessoas confundem os conceitos de Logística Verde e Logística Reversa e esclarece que "(…) a Logística Reversa é a parte da Logística que trata do retorno de materiais e embalagens ao processo produtivo". Ainda segundo Donato (2008), o movimento da Logística Verde teve início no final do século XX e início do século XXI e foi motivado pelo crescente índice de emissão de gases gerados pela combustão dos combustíveis fósseis, pela contaminação dos recursos naturais e também pela necessidade de desenvolvimento de projetos que tenham por objetivo evitar que ações geradas pelo transporte e armazenagem causem avarias a embalagens de produtos químicos.
          A evolução da Logística Verde deu-se, a partir da regulamentação da ISO 14000:2004 que determina como requisito de qualidade a reciclagem de produtos resultantes dos processos produtivos das empresas. Além da questão da qualidade é importante lembrar a evolução da Legislação Ambiental Brasileira que também vem requerendo cada vez ações mais significativas por parte das organizações.
          Resende, apud Torre, defende que a Logística Verde possui características diferentes da Logística Reversa, conforme segue:

"Logística Reversa estuda meios para inserir produtos descartados novamente no ciclo de negócios, agregando-lhes valor de diversas naturezas. Enquanto a Logística Verde planeja e diminui impactos ambientais da logística comum. (RESENDE, 2004, p. 28)."

A figura a seguir ilustra a diferença entre os dois conceitos.
Figura: Comparação entre Logística Verde e Logística Reversa.

lr-e-lv.jpg?w=300&h=114

Fonte: Roggers e Tibben-Lambke

Conclusão
         A Logística Verde atua em diversas áreas da Logística Tradicional, tendo como foco a diminuição da degradação ao meio ambiente. Sendo os meios de transporte um dos principais causadores da poluição, através da queima dos combustíveis fósseis é compreensível que a Logística atue no sentido de estabelecer processos sustentáveis.
         É importante, porém, que os autores de artigos, reportagens e demais textos que tenham como objetivo a informação de profissionais e estudantes estejam atentos para o conteúdo que disponibilizam e que certifiquem-se de que seja um conteúdo consistente.

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/negocios-artigos/diferencas-entre-logistica-verde-e-logistica-reversa-3677558.html

    Palavras-chave do artigo:

    logistica verde

    ,

    logistica reversa

    ,

    sustentabilidade

    Comentar sobre o artigo

    Marcos Eli da Silva

    Em razão do Desenvolvimento sustentável, surgiu a necessidade de maior controle no fluxo físico de produtos, embalagens ou outros materiais por parte das empresas com o objetivo de reduzir riscos ambientais. Assim surge a logística inversa que planeja, implementa e controla de forma eficiente o fluxo direto e inverso a armazenagem do produto desde o produto acabado, em curso ou matérias primas, assim como a informação relacionada aos produtos.

    Por: Marcos Eli da Silval Negócios> Gestãol 13/01/2015
    Paulo César Vieira Santos

    A Logística Reversa é um tema bastante debatido no cenário atual. Contudo, as empresas não investem dinheiro com intuito de, somente, ajudarem o meio ambiente. Este artigo traz esclarecimentos sobre o real objetivo da Logística Reversa adotada pelas empresas.

    Por: Paulo César Vieira Santosl Negócios> Administraçãol 01/01/2012 lAcessos: 291
    Danielle Gomes

    Nesse artigo pretendemos esclarecer algumas questões relacionadas à Cadeia de Suprimentos Verde, sua origem e desenvolvimento ao longo dos anos, tendo como objetivo demonstrar que além de ser uma necessidade ecológica, a Logística Verde traz consigo uma infinidade de oportunidade de negócios para as empresas que constituem o elo dentro da Cadeia de Suprimentos.

    Por: Danielle Gomesl Negócios> Gestãol 11/11/2010 lAcessos: 384

    Estudo da DHL Supply Chain ressalta que a sustentabilidade não é mais vista como um custo adicional, mas sim uma oportunidade de criar valor. Empresas com cadeia de suprimentos sustentável podem ter redução de custos de, aproximadamente, US$ 1 bilhão

    Por: Flávia Gaviolil Press Releasel 16/12/2014
    Welinton dos Santos

    Esta transformação faz com que haja mudanças nos contextos das cidades e na visão crítica de seus moradores.

    Por: Welinton dos Santosl Notícias & Sociedade> Meio Ambientel 06/06/2012 lAcessos: 74

    Este trabalho apresenta conceitos sobre a logística ambiental, composto do Ambiental, cujo conjunto de ações buscam melhorias no processo, nas pessoas, mas principalmente num mundo melhor e sustentável.

    Por: FERNANDO ANTONIO DA SILVAl Educação> Ensino Superiorl 08/12/2011 lAcessos: 904

    Um dos grandes problemas a ser enfrentado atualmente pelas organizações é o gerenciamento de resíduos sólidos urbanos. As garantias da limpeza e da saúde pública, além da preservação do meio ambiente resultam de um sistema de gerenciamento de resíduos que necessita de espaços adequados, equipamentos específicos e que envolvem pessoas em diversas atividades.

    Por: Ana Luiza Cunhal Educação> Ciêncial 27/06/2011 lAcessos: 673
    Cosme de Jesus Souza

    Este trabalho monográfico tem por finalidade verificar e mostrar com deve ser vista e aplicada a Gestão Ambiental dentro e fora das empresas. Reconhecer que o meio ambiente vem sofrendo uma série de prejuízos ao longo dos séculos, causados pela intervenção humana, pois o homem na ânsia de progredir, cada vez mais tem se apropriado dos recursos naturais de forma inadequada. Observar que as medidas de proteção ambiental não foram criadas para impedir o desenvolvimento econômico. Enfatizar que uma

    Por: Cosme de Jesus Souzal Educação> Ensino Superiorl 10/01/2011 lAcessos: 4,702

    Neste artigo, Renato Soares de Paula, sócio-fundador da R. S. de Paula faz uma relação entre o poder da reciclagem e os projetos pedagógicos

    Por: Patricia Toddail Press Releasel 19/06/2013 lAcessos: 15
    Gustavo Rocha

    Já disse Isaac Newton que o que sabemos é uma gota e o que ignoramos, um oceano. Entretanto, para muitas pessoas isto parece exatamente o contrário. E não estou discorrendo da geração tal ou outra qualquer, estamos falando de pessoas, de indivíduos, de seres humanos que sabem um pouco de algum assunto e pensam que dominam aquele tema de tal forma que todos devem reverência a eles. Todos conhecemos pessoas assim, contudo, pesquisas demonstram que isto é uma realidade maior do que podemos imagi

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 23/02/2015
    Gustavo Rocha

    Como diria Oswaldo Montenegro, que não se tente complicar, pois a arte precisa de simplicidade para existir. E para iniciarmos bem o ano de 2015, esta deve ser a nossa regra diária (afinal, agora pós o Carnaval, chega de desculpas, né? 2015 iniciou!). E na vida, no dia a dia, é justamente esta simplicidade que pode fazer a diferença entre o sucesso e a monotonia. Como assim? Nós temos uma tendência natural a complicar as coisas. Não nos satisfazemos em fazer um projeto bem feito, queremos f

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 22/02/2015
    Gustavo Rocha

    Divido com vocês um compilado do livro Know-how: as 8 Competências que separam os que fazem dos que não fazem (Editora Campus/Elsevier) escrito por Ram Charan: 1 – Competência para posicionar a empresa E capacidade para mudar o negócio sempre que o mercado assim exigir O posicionamento é o princípio central da empresa e a base de sustentação que determinará se você irá ou não ganhar dinheiro. O verdadeiro teste de posicionamento é o mundo real. Se os consumidores estiverem confusos sobre o qu

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 11/02/2015 lAcessos: 11
    Gustavo Rocha

    KPI vem do inglês e quer dizer: Key Performance Indicator, ou seja, chave de indicador de performance. Hein? Isto mesmo, um paradigma para criar indicadores. Situações que podemos pensar onde devemos monitorar os resultados para alcançarmos vôos maiores. Um interessante artigo do Ricardo Jordão Magalhães nos brinda com 45 KPI`s utilizáveis no mercado e plenamente capacitados para o mercado jurídico, com poucas adaptações. Divido o artigo: 1. Qual é o Volume de vendas? POR QUE é IMPORTANTE?

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 05/02/2015

    Você conhece a telefonia digital, ou VoIP? Se não, conhecerá em breve. VoIP, ou Voz sobre Protocolo de Internet, é uma tecnologia que permite que uma chamada telefônica seja transformada em sinais digitais e transmitida através da internet. Isso quer dizer que a comunicação por telefone como conhecemos, deixará de existir. A telefonia analógica dará espaço à telefonia digital, facilitando a troca de informações e diminuindo seus custos. Link para o artigo: http://bit.ly/16vkxUw

    Por: Rafaell Negóciosl 05/02/2015
    Gustavo Rocha

    Divido com vocês um trecho do post de Gustavo Chierighini, onde ele relata 8 atitudes para não sermos mais um na multidão e após teço alguns comentários a respeito. 1- Não se iluda, as pedras do caminho surgirão. Muito mais importante do que o batido blá, blá, blá sobre aprendizado e superação, entenda que se desejar um lugar ao sol deve estar preparado para persistir, e prosseguir com o que lhe restou de confiança e recursos por um bom período, antes de ver a luz ao final do túnel. 2- Seja or

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 04/02/2015
    Gustavo Rocha

    Segundo pesquisa, a geração Y é mal compreendida no ambiente de trabalho, criando mitos e mistificando trabalhadores que teriam os mesmos anseios que outras gerações. A pesquisa é relevante, feita em mais de 20 países e com muitos entrevistados. Vejamos a reportagem: A chamada "geração Y" (aqueles nascidos entre 1980 e 2000, também chamados de "millennials") é mal compreendida no ambiente de trabalho, afirma uma pesquisa feita em parceria pela Oxford Economics e a empresa alemã SAP, divulgada

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 03/02/2015
    Nori Lucio Jr

    O manual da marca, ou guia de estilo, tem a função de normatizar o uso da marca durante o processo de criação de campanhas de marketing e comunicação através de regras bem definidas e documentadas que orientam seu uso de forma apropriada.

    Por: Nori Lucio Jrl Negóciosl 23/01/2015
    Danielle Gomes

    Nesse artigo pretendemos esclarecer algumas questões relacionadas à Cadeia de Suprimentos Verde, sua origem e desenvolvimento ao longo dos anos, tendo como objetivo demonstrar que além de ser uma necessidade ecológica, a Logística Verde traz consigo uma infinidade de oportunidade de negócios para as empresas que constituem o elo dentro da Cadeia de Suprimentos.

    Por: Danielle Gomesl Negócios> Gestãol 11/11/2010 lAcessos: 384
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast