"lei 11.638/2007"

Publicado em: 12/06/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 2,981 |

Com a globalização da economia e o inicio de um único mercado, a necessidade de desenvolver uma central única de informações para padronizar as práticas contábeis que sejam compatíveis para seus diversos usuários ficou evidente. Foi com este propósito que os padrões internacionais de contabilidade foram fortalecidos, e a busca pela unificação das praticas contábeis brasileiras pelas praticas contábeis internacionais se fez necessária.

A aprovação da Lei 11.638/2007 faz com que o mundo da contabilidade ganhe um cenário internacional muito mais forte e sólido.

Alinhando as práticas contábeis do Brasil ao cenário Internacional podemos evidenciar o poder da contabilidade junto as organizações.

As Demonstrações Contábeis, especificamente do Balanço Patrimonial passam a ter um significado muito mais importante no contexto do balanço, afinal a globalização faz com que o balanço ganhe força estrangeira.

A Escrituração Contábil após a elaboração das demonstrações contábeis, deverão ser feitos algumas correções para atender ao fisco, fazendo registros em livros auxiliares. Conforme a CVM, em Comunicado ao mercado2 em janeiro deste ano (2008).

Segundo especialistas a mudança mexe com a estrutura da contabilidade em toda sua história e faz com que a atualização cada vez mais seja uma tendencia no mercado mundial até para a contabilidade.

Porque aprovar a lei 11.638/07?

Você já esta atualizado com a lei 11.638/07?

Quais os impactos da lei na contabilidade?

Escrituração contábil o que muda?

Quais os pontos positivos da lei?

PALESTRA

“Contabilidade e as Mudanças com a lei 11.638/07”

14/07/2009

Maiores informações acesse: www.gecafsp.com.br

Programa

  • Alinhamento as práticas contábeis do Brasil ao cenário Internacional
  • Demonstrações Contábeis, especificamente na estrutura do Balanço Patrimonial.
  • Escrituração Contábil
  • A Primazia da essência sobre a forma
  • Os aspectos positivos

Incluso

v     Material de palestra

v     Coffee break

v     Certificado de Participação

INSCRIÇÕES ACESSE: www.gecafsp.com.br

 

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/negocios-artigos/lei-116382007-969035.html

    Palavras-chave do artigo:

    contabilidade

    ,

    lei

    Comentar sobre o artigo

    A Lei 11.196/05 intitulada "A Lei do Bem" trouxe benefícios às empresas optantes pelo Lucro Real e pelo Lucro Presumido que investem em inovação, pesquisa e desenvolvimento.O objetivo do artigo é explicitar quais são esses benefícios oferecidos pela Lei 11.196/05. Utilizou-se de pesquisas bibliográficas em sites e revistas eletrônicas. Embasado nas pesquisas conclui-se que a Lei em questão gera desenvolvimento tecnológico no território nacional e aumenta o investimento em inovação.

    Por: Natalia Correal Negócios> Administraçãol 13/09/2011 lAcessos: 1,028

    Apresentar definições suscintas sobre os principais termos contábeis e financeiros à luz da nova Legislação Contábil Brasileira, baseada na Lei 6.404/1976, com as alterações advindas das Lei 11.638/2007 e 11.941/2009.

    Por: LUIZ ROBERTO NASCIMENTOl Negócios> Gestãol 23/08/2010 lAcessos: 6,219 lComentário: 1

    O papel da contabilidade como fornecedora de informações para tomada de decisão e promotora da eficácia em finanças está em discussão devido às implicações junto ao mercado de capitais. As demonstrações contábeis são fundamentais para análise da situação econômica-financeira por seus usuários. A problemática analisada pode ser resumida na seguinte questão: Quais são os principais impactos no Balanço Patrimonial a partir da Lei 11.638/07? O presente trabalho tem como objetivo apresentar as mudan

    Por: ELAINE CRISTINA SANTOSl Negócios> Administraçãol 21/10/2008 lAcessos: 244,242 lComentário: 19

    Apresenta as principais alterações trazidas pela lei 12.249/10 no dia-a-dia dos contabilistas, tais como o famigerado retorno do Exame de Suficiência.

    Por: André Charone Tavares Lopesl Negócios> Administraçãol 12/07/2010 lAcessos: 1,641 lComentário: 1

    Em plena era digital surgiu a Nota Fiscal Eletrônica, que permite ao Fisco homologar em tempo real as operações comerciais das empresas. O objetivo deste artigo é trazer o conceito da Nota Fiscal Eletrônica, apresentar o funcionamento do projeto e os benefícios esperados com a implantação, por parte do Sistema Público de Escrituração (SPED), do novo modelo de escrituração que substitui a nota fiscal em papel por um documento eletrônico com a mesma finalidade e validade jurídica. A problemática d

    Por: JANICE APARECIDA DO NASCIMENTOl Negócios> Administraçãol 04/10/2008 lAcessos: 14,131 lComentário: 3

    A internacionalização dessa linguagem é tão importante que também a área pública passará a adotar as IFRS em 2012 para as demonstrações contábeis da União e dos Estados e em 2013 para os municípios.

    Por: Isabel Tourinhol Negócios> Gestãol 19/01/2011 lAcessos: 3,260

    Este artigo conta a historia do surgimento da contabilidade no brasil e seu desenvolvimento através do tempo até hoje.

    Por: LEANDRO ALBERTO ALVES DE LIMAl Negócios> Administraçãol 19/11/2010 lAcessos: 2,838

    Neste artigo abordou-se a temática: A influência da Contabilidade participativa no crescimento das pequenas empresas, pois se observa que o estudo desse tema é de fundamental importância para o estudo da Contabilidade e para a formação do Contador no século XXI. A escolha de se trabalhar esse assunto surgiu da observação direta, pois os fatos analisados demonstram como as pequenas empresas podem se beneficiar e desenvolver fazendo o uso eficiente das informações contábeis.

    Por: Crisla Maria Bessa Medeirosl Negócios> Pequenas Empresasl 06/04/2010 lAcessos: 1,772
    Ederson Chaves

    Este trabalho tem por objetivo informar de maneira pratica e objetiva a obrigatoriedade da DFC (demonstração dos fluxos de caixa) nas normas brasileiras, pela legislação societária e normas internacionais, para que possamos entender melhor a sua aplicação. Com o objetivo também de harmonizar a contabilidade brasileira com os padrões internacionais de contabilidade após o surgimento da Lei 11.638/07.

    Por: Ederson Chavesl Negócios> Administraçãol 10/06/2012 lAcessos: 228

    Começar um negócio próprio não é nada fácil. Quem já teve essa experiência sabe que as dificuldades parecem não ter fim, e a vontade de desistir ou voltar a vida de empregado, batem na porta com a saudade da rotina comum da maioria dos trabalhadores. Construir sua empresa requer uma paciência especial, porque problemas acontecem a todo instante e coisas que você nem imagina ou pensava em se importar, se tornam primordiais para o funcionamento dela.

    Por: 3xcelerl Negóciosl 22/10/2014
    Gustavo Rocha

    Uma interessante pesquisa do GEJUR aponta em inúmeros escritórios participantes, os meios e métodos de uso das metas de eficiência. Tema deveras polêmico, pois na maioria das visões que conheço e vivencio, ambas as partes (sociedade e advogados) reclamam dos métodos aplicados. De um lado, escritório, querem medir o desempenho para opor melhor crescimento do negócio e de outro lado os profissionais, que querem mostrar este desempenho para alcançarem maiores vôos… Divido a pesquisa:

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 17/10/2014

    Com o crescimento das empresas, os empresários sentiram a necessidade de fiscalizar seus procedimentos internos, como não poderiam fazê-lo pessoalmente, precisavam de uma pessoa que emitisse seu parecer com sugestões de melhoria para os problemas apresentados foi a partir dessa fase que surgiu o auditor interno e externo. Com a competitividade, as empresas que passaram a utilizar dessa ferramenta, tornaram-se mais competitivas, utilizando-se de estratégias que lhe transmitisse mais segurança.

    Por: Daiana Franciele Righil Negóciosl 16/10/2014

    A contabilidade gerencial contempla informações definidas pelos usuários (internos ou externos) como necessárias para as suas tomadas de decisões, e se for bem aproveitado, pode gerar valor à empresa e seus gestores. Dentro deste contexto identifica-se a contabilidade gerencial e financeira que se diferenciam por atenderem a públicos diferenciados e por tomarem como base dados tangíveis e intangíveis.

    Por: Daiana Franciele Righil Negóciosl 16/10/2014
    Victor Hugo Oliveira dos Anjos

    Como trabalho de conclusão do Técnico em Gestão de Políticas Públicas é pertinente estudar a mobilização da sociedade civil para reivindicação de seus direitos e participação na criação de políticas públicas por meio das associações de bairro, a fim de entender a contribuição popular neste processo. Assim, investigar o papel das associações de bairro como mediador entre a população e o Estado é relevante para a compreensão da democratização dos agentes públicos e da efetivação dos direitos.

    Por: Victor Hugo Oliveira dos Anjosl Negóciosl 13/10/2014 lAcessos: 11
    Gustavo Rocha

    12 de Outubro, feriado, data da padroeira do Brasil Nossa Senhora, também data em que comemoramos o dia das crianças. Dia das crianças, uma data comercial, sem sombra de dúvidas. Mas, a reflexão que faço é sobre a nossa criança interior. Aquela criança que nunca deixará de ser nós mesmos em constante evolução. Qual a característica comum a todas as crianças: Curiosidade e não ter medo. Criança não tem medo do ridículo, ela se suja e está feliz.

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 12/10/2014
    Gustavo Rocha

    Divido com vocês um trecho do artigo do filósofo Mário Sérgio Cortella, sobre as novas gerações e seus dilemas. Vale a pena a leitura: Na conversa a seguir, ele chama a atenção para um "desvio de formação" dos jovens, que não foram ensinados a batalhar pelo que desejam. Ao mesmo tempo, afirma que essa geração tem várias características que precisam ser valorizadas. Cortella também dá um alerta sobre a nossa falta de tempo para pensar sobre nós mesmos:

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 10/10/2014
    Gustavo Rocha

    Ao ler o título, muitos dirão que não é verdade: Chefia não tem sentimentos, eles tem sarcasmo e principalmente mau humor. Outro dirão que ao contrário, são muito emocionais. E há aqueles que são durões ou fingem ser durões. Ou ainda aqueles que dizem que são parceiros dos colaboradores e na verdade apenas querem o seu sucesso e nada além disto… Tantos modelos de chefes, não é mesmo? A Exame.com trouxe alguns pontos que devem ser questionados nestas reflexões. Vejamos:

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 08/10/2014
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast