Normas para readmissão de funcionários

Publicado em: 09/09/2011 |Comentário: 0 | Acessos: 3,933 |

NORMAS PARA READMISSÃO DE FUNCIONÁRIOS

 

Embora o artigo 444 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) estabeleça que as relações contratuais de trabalho podem ser estipuladas livremente entre as partes interessadas enquanto não contravenham às disposições legais vigentes, há que se advertir que o empregador tem que ter cautela na hora de readmitir um ex-funcionário para que essa readmissão não acarrete prejuízos para ambas as partes.

As cautelas que o empregador deve ter se deve ao fato de a readmissão ser considerada fraudulenta e/ou ser considerado um único contrato. 

Vamos traçar no presente artigo as principais considerações e as principais cautelas que o empregador deve ter quando for readmitir um funcionário levando-se em conta os diferentes tipos de demissão:

Readmissão após Rescisão Sem Justa Causa:


Quando se trata de dispensa sem justa causa não pode o empregador readmitir o funcionário nos próximos 90 dias subseqüentes à data em que formalmente a rescisão tenha se operado, a fim de que não seja configurada fraude ao FGTS e Seguro-Desemprego.

O uso de meio fraudulento para liberar valores dos recursos do FGTS pode ser enquadrado ao tipo penal do estelionato, tendo em vista o prejuízo ocasionado a toda coletividade.

O art. 2° da Portaria MTE n° 384/92 dispõe que quando se tratar de dispensa sem justa causa, para fins do FGTS será considerada fraudulenta a rescisão contratual seguida de recontratação ou permanência do trabalhador no serviço, quando ocorrida dentro dos 90 dias subseqüentes à data da efetiva rescisão do contrato de trabalho.

Se esta irregularidade for constatada pela autoridade fiscal competente, o Auditor Fiscal do Trabalho levantará todos os casos de rescisão ocorridas nos últimos 24 meses, a fim de verificar outras ocorrências de fraude ao FGTS e seguro-desemprego.

Contudo, se ultrapassar o prazo de 90 dias, a empresa pode readmitir o empregado dispensado sem justa causa, sem que desse ato resulte punição administrativa por parte do Ministério do Trabalho e Emprego.
 

Readmissão após Rescisão por Justa Causa ou Pedido de Demissão:


Em se tratando de dispensa por justa causa ou pedido de demissão, o empregado poderá ser recontratado a qualquer momento, não ficando a empresa sujeita a observar o prazo de 90 dias, gerando um novo contrato de trabalho, no qual as partes pactuarão as novas condições de trabalho.

Isto porque uma vez que a dispensa é arbitrária ou pedido de demissão não há que se falar em saque de FGTS e Seguro Desemprego, e, portanto, inexiste a fraude.

A regra dos  dias se aplica apenas nos casos da dispensa sem justa causa, pois se o motivo do desligamento for o pedido de demissão ou dispensa arbitrária, não estaria havendo fraude ao FGTS, tendo em vista que neste caso não haveria o saque.


 

...Continue lendo em

NORMAS PARA READMISSÃO DE FUNCIONÁRIOS

www.buenoecostanze.adv.br

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/negocios-artigos/normas-para-readmissao-de-funcionarios-5204994.html

    Palavras-chave do artigo:

    normas para readmissao de funcionarios

    Comentar sobre o artigo

    Gustavo Rocha

    Parece que temos uma eterna mania de criar estereótipos para tudo que fazemos. Talvez seja um reflexo do nosso cérebro que quer sempre criar rotinas e padrões para as coisas, transformando-as em algo mais simples. Não é diferente no ambiente de trabalho, onde um colega novo em poucos dias, quiçá poucas horas já está categorizado como nerd, CDF, malandro, vagabundo, ou outros adjetivos menos publicáveis que rondam as rádios corredores das empresas. E depois de categorizado e divulgado, para não

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 29/03/2015
    Gustavo Rocha

    Não tenho a pretensão de esgotar o assunto, mas dar um panorama, já que noutras oportunidades discorremos sobre depressão e outras questões que envolvem o trabalho, esta síndrome também é importante de ser analisada e não esquecida. Inicio com uma definição: "Burnout (esgotamento profissional) é definido como uma síndrome psicológica decorrente da tensão emocional crônica no trabalho. Trata-se de uma experiência subjetiva interna que gera sentimentos e atitudes negativas no relacionamento do i

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 26/03/2015
    Gustavo Rocha

    Muito interessante esta lista da Época Negócios sobre 10 crenças do RH na idade média. Até hoje ainda encontramos estes ranços dentro do dia a dia das empresas e parece que mudar isto não vai ser tão fácil quanto se imagina. Vejamos a lista: 1. Todos aqui são facilmente substituíveis. Se você não gosta daqui, acharemos alguém que goste 2. Seu gerente tem poder, você não. Seu trabalho é fazer o que mandam 3. Criamos essas políticas por um motivo. Não é da sua conta saber qual é esse motivo

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 24/03/2015
    Gustavo Rocha

    Divido um artigo da psicóloga Maria Cristina Ramos Britto e teço alguns comentários após. De novo, e novamente… Por que algumas pessoas repetem os mesmos erros, obtêm sempre o pior resultado e culpam os outros ou o destino, mas nunca a si mesmas, parando para refletir sobre um acontecimento que nada tem de coincidência ou falta de sorte? E, principalmente, por que esquecem que eventos dependem de escolhas e que, apesar de não existir controle absoluto, abrem mão do que está em seu âmbito de aç

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 22/03/2015
    Gustavo Rocha

    Recente pesquisa do FDJUR/GEJUR apresentou um resumo dos 3 pilares do compliance, respondidos por 120 departamentos jurídicos do Brasil. Abaixo o resultado da pesquisa e alguns comentários: Realizamos uma pesquisa sobre os três pilares do Compliance: Prevenção, Detecção e Tolerância. 1º Pilar: Prevenção (Comunicação e Convencimento). A comunicação é um fator crítico de sucesso para qualquer programa de prevenção de riscos, mas segundo os especialistas em Compliance, não basta apenas ter o códi

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 18/03/2015
    Rosane

    Algumas dicas básicas para motiva-lo e incentiva-lo a estudar a forma correta para qualquer tipo de concurso aberto ou concurso público que desejar. Veja como é simples, basta dedicação!

    Por: Rosanel Negóciosl 18/03/2015 lAcessos: 16
    Gustavo Rocha

    Vamos ver como Carl Jung entendia mais do que apenas da alma humana (conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas quando tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana – Carl Jung), ele entendia como funciona o âmbito empresarial. Quando questionamos sobre pessoas dentro de uma empresa, todos afirmam categoricamente que querem pessoas com convicções, com certezas, sem dúvidas, com muito conhecimento e experiência para dar e vender. Só esquecem que somente com dúvidas é que exi

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 16/03/2015
    Gustavo Rocha

    Quando você fez a primeira petição na sua vida, você prestou atenção como nunca, não é mesmo? Poderia ter sido uma petição de juntada, mas se desse mole tinha até jurisprudência para se tornar "a" petição de juntada. Somos assim, quando fizemos pelas primeiras vezes, nossa atenção é redobrada. Depois, vamos criando hábito, rotinas e começamos a não cuidar tanto como das primeiras vezes. Algo que é normal, diga-se de passagem, tanto que o brocardo popular dita: Vassoura nova é que varre bem. L

    Por: Gustavo Rochal Negóciosl 12/03/2015

    A quebra de caixa é uma verba ou adicional, com a finalidade única de cobrir os riscos assumidos pelo trabalhador, que manipula constantemente com valores pecuniários, ou seja dinheiro.

    Por: costanzel Direitol 28/09/2011 lAcessos: 1,026

    Muitas pessoas acreditam que só ocorre Bullying no ambiente escolar entre alunos. Salienta-se que o comportamento de quem pratica Bullying é tão destrutivo a auto-estima do ser humano estando presente não só entre as crianças mas sim, principalmente entre homens e mulheres em seu ambiente de labor. O Bullying no local de

    Por: costanzel Direitol 16/09/2011 lAcessos: 382

    Cumpre esclarecer que é um ato comum de funcionários maltratar ou agredir animais em seu estabelecimento onde é comum inúmeras reclamações junto aos órgão de defesa do consumidor (PROCON).

    Por: costanzel Direitol 16/09/2011 lAcessos: 174

    Desde 1999 existe um projeto de lei, que está parado na Câmara dos Deputados, que considera algumas atitudes praticadas por usuários da Rede Mundial de Computadores, a Internet, como crimes que podem ser punidos com prisão de um mês até seis anos.

    Por: costanzel Internetl 15/09/2011 lAcessos: 141

    De acordo com as regras da nossa língua portuguesa, palavras terminadas em "nte" não tem variação de gênero: Atacante, Estudante, Gerente, PRESIDENTE... Porém, desde 1872 a palavra "Presidenta" existe na língua portuguesa e consta nos dicionários:

    Por: costanzel Direitol 15/09/2011 lAcessos: 106

    A preocupação com maus-tratos aos animais já era no seculo XV, o debate polêmico dos direitos dos mesmos introduzido pelo filósofo Ramon Bogéa, e dado continuidade no século XVII, pelo filósofo francês René Descartes e ainda por Aristóteles no século IV A.C., que debatia que os animais tinham alma.

    Por: costanzel Direitol 15/09/2011 lAcessos: 214

    É necessário saber que com fundamento em nossa Constituição Federal, todos tem direito a exercer uma profissão, onde é assegurado a todos acima de toda e qualquer discriminação o deficiente.

    Por: costanzel Direito> Legislaçãol 14/09/2011 lAcessos: 154

    Considera-se empregado doméstico aquele maior de 18 (dezoito) anos que presta serviços de natureza contínua (ininterrupta), onde sua atividade não gere lucro a pessoa ou à família contratante (Art. 1º da Lei 5.859 de 11/12/1972). Assim, o traço diferenciador do emprego doméstico é o caráter não-econômico da atividade exercida no âmbito residencial do empregador.

    Por: costanzel Direitol 14/09/2011 lAcessos: 400
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast