Agressividade Em Baixa Com Serotonina

02/09/2008 • Por • 23,452 Acessos

 AGRESSIVIDADE EM BAIXA COM SEROTONINA

 

A serotonina, um dos principais neurotransmissores do sistema nervoso central, desempenha um papel importante no controle das emoções, especialmente a agressividade.

 Um estudo britânico, recentemente publicado na revista “Science”, nos Estados Unidos, foi um dos primeiros a mostrar uma relação entre o baixo nível de serotonina e o impulso.

Os pesquisadores, ao reduzirem o aporte alimentício dos participantes do estudo, diminuíram o nível de serotonina no cérebro.

Para realizar a pesquisa, os cientistas recrutaram 20 voluntários saudáveis. Suas dietas foram controladas, sendo que alguns dos participantes ficaram com falta do aminoácido triptofano, enquanto outros o mantiveram níveis normais. O triptofano é o aminoácido que dá origem à serotonina.

A partir daí os voluntários foram submetidos a um jogo, no qual deveriam reagir ao comportamento dos companheiros.

"Os resultados dos nossos trabalhos fazem pensar que a serotonina desempenha um papel essencial nos processos de decisão em sociedade, controlando, normalmente, as reações agressivas", destaca Molly Crockett, do Instituto de Neurociências Clínicas da Universidade de Cambridge, co-autor do trabalho.

"As variações na alimentação e o estresse provocam variações naturais em nosso nível de serotonina", acrescenta, destacando "a importância de compreender como isso pode afetar nossas decisões na vida diária".

O trabalho também mostra que as pessoas que sofrem de depressão e ansiedade podem beneficiar-se de terapias que as ajudem a controlar suas emoções, no momento de tomar decisões, especialmente em um contexto social.

 

SENSIBILIZE-SE COM A SEROTONINA

 

Essa tão famosa substância, denominada serotonina, desempenha diversas funções no organismo, como: liberação de hormônios, regulação do sono, da temperatura corporal, do apetite, do humor, da atividade motora e das funções cognitivas. A sua deficiência tem sido relacionada a doenças graves, como o mal de Parkinson.

Com taxas normais de serotonina no organismo, a pessoa atinge a saciedade mais facilmente, conseguindo desta forma controlar a ingestão de açúcares e demais alimentos calóricos.

É o nutriente denominado triptofano que atua na produção da serotonina no organismo. São fontes deste nutriente: alimentos ricos em proteínas, como carne bovina e de peru, peixe, leite e derivados, amendoim, tâmara, banana, etc.

            Tenha uma alimentação balanceada e rica em todos os grupos alimentares. Desta forma você estará fornecendo ao seu corpo, o subsídio para a manutenção da sua saúde.

            Tenha uma ótima e informada semana.

 

Izaara Alvarenga

Nutricionista

Perfil do Autor

Izaara Carvalho Alvarenga

Izaara Alvarenga é graduada em Nutrição, pela UNILAVRAS, em Lavras - MG. Possui grande experiência na área de Alimentação Hospitalar. Cursa...