Ração Humana Emagrece?

01/03/2010 • Por • 655 Acessos

Agora a novidade da moda é a famosa ração humana, uma mistura composta por várias fibras que promete emagrecer.

 

Ela não é exatamente uma dieta emagrecedora, mas auxilia no bom funcionamento intestinal, promovendo automaticamente na desintoxicação do organismo e em alguns casos auxilia no emagrecimento.

 

A ração é composta por alimentos ricos em fibras e funcionais, dentre os compostos da ração encontramos a linhaça que é uma semente que possui ótimo valor nutritivo; contém uma grande quantidade de mucilagem e pectina que lhe conferem propriedades laxativas, ácido graxo essencial responsável pelo controle dos níveis de colesterol , açúcar sangüíneo, redução das inflamações e promoção da renovação celular e as isoflavonas que contribuem para a reposição hormonal.

 

A quinoa real é um grão originário da Bolívia que possui alto valor nutritivo, sendo rica em aminoácidos e carboidratos, além de conter fibras, sais minerais (cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio, zinco, cobre e manganês) e vitaminas (B1, B2, B3, E), além de ácidos graxos ômega 3, benéficos para o coração.

 

A aveia em flocos é um cereal integral muito nutritivo, dentre a sua composição encontramos ferro, proteínas, além de vitaminas, carboidratos e fibras insolúveis, reduzem o risco de desenvolvimento de câncer de intestino e retardam o esvaziamento gástrico, que tem como resultado uma maior saciedade. Quando entram em contato com a água formam géis que tornam o bolo fecal maior e mais viscoso e, com isso, ocorre uma menor absorção de substâncias presentes neste bolo, como glicose e colesterol, devido a uma menor ação de enzimas digestivas, auxiliando na redução de peso.

 

Encontramos além desses 3 alimentos, a fibra de trigo, o leite de soja em pó, o açúcar mascavo, a farinha de arroz integral, o gergelim com casca, o gérmen de trigo, a gelatina sem sabor, o guaraná em pó, o levedo de cerveja e o cacau em pó.

 

Podemos perceber que dentre os ingredientes, alguns que são calóricos e devem ser evitados por pessoas diabéticas.

 

Em média 50 gramas (4 colheres de sopa) da ração contém 170 calorias, se a ingestão não for orientada por um profissional especializado o consumo excessivo pode vir a causar um aumento de peso ao contrário do que  se espera.

 

Pelo motivo de ser proibido o uso da ração por diabéticos e pessoas que procuram o emagrecimento, foi criada a versão light da ração que não contêm açúcar mascavo e nem cacau em sua composição.

 

Dentre as recomendações importantes, é que precisamos ingerir muita água no decorrer do dia para evitar que ocorra o endurecimento das fezes.

 

Na minha opinião de nutricionista, chamar de ração humana é um exageiro, afinal só ela, não supre todas as necessidades nutricionais que um ser humano precisa para sobreviver.

 

Minha a sugestão é que não seja utilizada como substituto das refeições e sim como um complemento de fibras na alimentação conciliada a uma alimentação balanceada e equilibrada pelo seu nutricionista de confiança.

 

O ideal seria retirar o cacau e o açúcar mascavo da composição e utilizar apenas 2 colheres de sopa ao dia como complemento em sucos,no leite, nas refeições, a menos que o paciente não possa ingerir alguns ingredientes da composição.

 

Para um melhor resultado o mais indicado seria comprar os ingredientes em separado, a granel e preparar a mistura em casa, sempre com a orientação de um profissional especializado que irá verificar quais ingredientes o paciente pode ingerir ou não de acordo com as suas particularidades.

 

Perfil do Autor

Thaís Navarro Caldeira

Thaís Navarro Caldeira é Nutricionista graduada pela Universidade Paulista. Presta serviços de Atendimento Nutricional e Consultoria de Controle de Qualidade para empresas alimentícias. Escreve semanalmente para o Portal Cidade Saudável. E-mail: nutricionista@cidadesaudavel.com.br