Dieta cariogênica

18/01/2011 • Por • 5,232 Acessos

Dieta = conjunto de alimentos sólidos e líquidos

Cariogênica = é a dieta que propicia o aparecimento das cáries dentárias.

A  dieta  rica em carboidratos fermentáveis, principalmente a sacarose, é usada pelas bactérias para a formação de ácidos que agem sobre os dentes provocando o aparecimento das cáries dentárias.

Os alimentos têm características que determinam se são cariogênicos, ou não, e quanto o são. Estas características são:

1 – o tipo de açúcar presente em cada alimento

Em primeiro lugar está a sacarose (açúcar refinado), em seguida a frutose (açúcar presente nas frutas) e depois a glicose (açúcar encontrado principalmente nas massas e nos pães.) e o amido (polímero de glicose e maltose) que é menos cariogênico.

2 – a consistência

Quanto mais pastoso mais cariogênico porque gruda mais nos dentes

Exemplo: uva-passa, figo seco, balas de goma, batatas fritas, cereais de aveia, bolachas recheadas, etc. são muito grudentos.

Bolos e pães são moderadamente grudentos.

Bananas, sorvetes e barras de chocolate são menos grudentos

3 – a resistência

Os alimentos mais duros, como vegetais crus ou certas frutas estimulam a salivação e diminuem a incidência de caries.

No entanto existem alimentos líquidos que são altamente cariogênicos como os sucos e também os molhos industrializados que contêm açúcar na sua composição.

O mel e o açúcar mascavo também são metabolizados pelas bactérias para formação de ácidos que agridem as estruturas dentárias

Mas, que todas estas informações não nos deixem com a idéia de que não podemos mais comer. Podemos contornar tudo isto com um pouco de disciplina e cuidado:

1 – controlar a ingestão destes alimentos, procurar ingeri-los durante as refeições e fazer a higiene bucal em seguida

2 - limpar os dentes após as refeições e antes de dormir, usando cuidadosamente o fio dental, em cada superfície dos dentes, removendo, assim, os resíduos alimentares de onde a escova não alcança, e, então, com uma escova macia e um creme dental de boa qualidade terminar a higiene limpando outras áreas dos dentes e da boca, gengivas e língua.

3 – visitar o Cirurgião- dentista, periodicamente, para  avaliação da qualidade das restaurações antigas, do estado geral da boca, e para receber orientações quanto á higiene e prevenção e, ainda uma limpeza e polimento dentário  que é sempre muito agradável e benéfico.

 

Perfil do Autor

Marlene Rodrigues Ferreira

Sou Cirurgiã - dentista há mais de  trinta anos, estudei na Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Paraná. Dedico-me à Clínic...