O que é Mobilidade Dental?

29/06/2011 • Por • 794 Acessos

Os dentes são presos aos ossos pelo ligamento periodontal, que pode ser comparado a um conjunto de cordas elásticas que prendem o dente ao osso e permitem uma pequena movimentação do dente. Esta movimentação é muito sutil e natural e muito difícil de ser percebida pelo paciente.

Quando esta mobilidade natural aumenta, de modo que o paciente a perceba o dente se movimentar, há algum problema odontológico fazendo com que os dentes "amoleçam".

As causas mais comuns da mobilidade dental são:

1.  Acidentes: quando o dente sofre um trauma, a força do impacto é transferida ao ligamento periodontal, que fica inflamado e causa o aumento da mobilidade. Este "amolecimento" depende da intensidade do trauma e, com tratamento adequado, tende a regredir.

2.  Problemas periodontais: o acúmulo de placa e tártaro nos dentes pode provocar a perda óssea, fazendo com que o dente perca sua sustentação, ganhando mobilidade.

3.  Problemas de oclusão (mordida errada): os dentes precisam estar em equilíbrio para uma melhor distribuição de forças durante a "mordida". Os dentes mal posicionados podem receber forças excessivas e esta sobrecarga poderá causar um aumento na mobilidade do dente.

4.  Mobilidade relacionada com próteses e restaurações: restaurações e próteses devem ser ajustadas de modo a distribuir as forças durante a mastigação, como explicado anteriormente. Uma restauração ou prótese que interfere na mordida pode levar ao aumento da mobilidade do dente, além de fraturas na coroa e/ou raiz do dente e dores na articulação.

5.  Mobilidade causada por "problemas de canal" : inflamações no "canal" podem causar também uma inflamação no ligamento periodontal. Isto aumenta levemente a mobilidade do dente, que retorna a normalidade após o tratamento endodôntico (canal)


6.  Mobilidade causada por tratamento ortodôntico (aparelhos): para que os dentes se  movimentem durante o tratamento com aparelhos ortodônticos é necessária a aplicação de uma determinada força. Entretanto, esta força, pode provocar um aumento na mobilidade do dente, principalmente logo após a ativação ("apertamento") do aparelho. Esta mobilidade deve ser monitorada pelo profissional e regredir ao final do tratamento

Como você pôde perceber, a mobilidade dental deve ser avaliada por um profissional e tratada adequadamente para que ela não progrida.

Se o seu dente "amoleceu", procure um dentista, pois há algo de errado com ele!

Sobre a autora: Dra. Luciana C. Espejo Trung é especialista, mestre e doutora em estética dental pela Faculdade de Odontologia da USP. Atualmente atende em seu consultório odontológico no bairro da Vila Guilherme em São Paulo.

Para encontrar mais informações sobre a Dra. Luciana C. Espejo Trung clique aqui.

Perfil do Autor

DentistaJa

Rodrigo Oliveira, fundador DentistaJa.com DentistaJa.com - Os melhores dentistas a apenas um clique!O DentistaJa.com é um buscador de...