Primeiros Socorros para Emergências Dentárias

25/05/2011 • Por • 241 Acessos

Dor  de  dente

Quando uma criança está com dor-de-dente, saiba que com o tempo, a tendência é piorar. Não dê alimentos doces.
Escove todos os dentes e também a região ao redor do dente dolorido com água morna. O uso do fio dental ajudará a higienização. Se não conseguir usar a escova. Limpe a região com gaze umedecida.
Não coloque comprimidos sobre o dente ou gengiva. Se o rosto está inchado, aplique compressa fria.
Um analgésico suave, que esteja acostumada a usar, poderá ser administrado, até que um horário possa ser agendado com odontopediatra.

Fratura Dentária

Remova a sujeira com água morna. Coloque compressas frias sobre o rosto na área da lesão. Guarde os fragmentos do dente, se possível, sob a língua, em copo de leite ou água.
Além da visível fratura do dente, o nervo pode também ter sido afetado. Um horário com odontopediatra deve ser agendado brevemente, para uma avaliação e tratamento da fratura e possível dano à polpa (vasos e nervos).

Avulsão Dental (Dente que sai ou cai do lugar)

Quando um dente permanente ou decíduo sofre um trauma e sai completamente da boca (avulsão), é essencial que um  profissional seja procurado imediatamente  para  assegurarmos a maior chance possível de salvarmos o dente.
1.) Fique calma. Desespero não melhorará a situação. Faça a criança morder gaze ou pano limpo para conter a hemorragia.
2.) Encontre o dente.
3.) Pegue o dente pela coroa. Não toque a raiz.
4.) A sujeira deve ser lavada em água corrente. Não esfregue o dente.
5.) Coloque o dente limpo se possível dentro do alvéolo. O lado côncavo do dente deve ser posicionado para dentro da boca. Se não for possível colocá-lo no alvéolo, coloque-o sob a língua da criança ou em um copo de leite ou  água fria.
6.) Leve a criança e o dente para o dentista imediatamente, após comunicá-lo do acidente.

Cortes e Sangramentos

Quando a criança se machuca e tem como resultado cortes e sangramentos, uma gaze ou tecido limpo deve ser colocado no local com pressão, para controlar o sangramento. Se não for contido em 15 minutos ou não puder ser controlado por simples pressão o dentista deve ser comunicado ou um pronto-socorro procurado imediatamente.

Intrusão

Ocorre em casos de trauma em que o dente entra dentro do osso, total ou parcialmente.
Este tipo de acidente ocorre mais frequentemente na arcada superior na faixa de 0 à 2 anos de idade ou mais tarde, em torno dos 7 anos.
Em 95% dos casos os dentes re-erupcionam ("nascem" novamente), podendo ocorrer uma erupção total ou parcial. O dente pode vir com a cor normal ou escurecida.
Procure o dente no local do acidente. Encontrando –o ou não, entre em contato imediatamente com a odontopediatra.

Possível Fratura de Mandíbula

Mais comum do que se imagina. Se houver suspeita de fratura, procure evitar que a mandíbula se movimente, usando uma toalha ou lenço. Ligue para o celular da odontopediatra que acompanha seu filho ou leve imediatamente para um pronto atendimento.

Aftas

Muitas "dores-de-dente", não são nada mais que aftas. Examine a mucosa e em caso de dúvida comunique-se com a odontopediatra para  mais informações e medicação. Muitas aftas de uma vez podem representar estomatite aftosa. Busque um odontopediatra imediatamente.

Espero ter esclarecido algumas questões, mas na dúvida procure um odontopediatra.

Perfil do Autor

Doutora Carmem Silvia

Dra. Carmem Silvia Dentista de Crianças em São Paulo. É a responável pela Clínica Amai Odontopediatria, uma clinica diferenciada, que trabalha como base os aspectos humanos de seus pacientes. Veja mais artigos em meu site: www.clinicaamai.com.br