Conflito No Oriente Médio

Publicado em: 29/01/2009 |Comentário: 39 | Acessos: 45,205 |

Para entender o que ocorre na região não basta apenas assistir telejornais e concluir "Terroristas são loucos" ou "Israel está abusando", é preciso entender as origens históricas dessa crise que se alastra por décadas.

Por volta do século III d.C. os romanos expulsaram os judeus do que se convencionou chamar de Terra Santa. Em 1897, após um encontro sionista, os judeus decidiram voltar a ocupar a Palestina, que na época pertencia ao Império Otomano. Imediatamente, teve início a emigração judaica para o local onde viviam cerca de 500 mil árabes. Em 1903, estima-se que já somavam 25 mil judeus vivendo em meio à comunidade árabe. Em 1914, pouco antes da Primeira Guerra Mundial, eram 60 mil e em 1948, após a Segunda Guerra Mundial e pouco antes da criação do estado judaico, somavam 600 mil.

No decorrer dessa emigração, já ocorriam conflitos e, à medida que a ocupação aumentava, tornavam-se mais constantes e violentos. A Segunda Guerra Mundial contribuiu para esse quadro, já que milhares de judeus fugiram do regime nazista na Europa. Em 1947, a recém criada ONU sugeriu a criação de um "estado duplo", um árabe e outro judeu, com Jerusalém como "enclave internacional". Como era de se esperar, os árabes não aceitaram a proposta.

No dia 14 de maio de 1948, Israel declarou independência. Egito, Síria e Líbano se opuseram e atacaram, mas foram derrotados. Em 1967 Israel decidiu expandir o seu território, na chamada Guerra dos Seis Dias, derrotou Egito, Síria e Jordânia e conquistou de uma só vez a Cisjordânia, as Colinas de Golán e a parte leste de Jerusalém. Em 1973, Síria e Egito lançaram uma ofensiva contra Israel, no feriado conhecido como Yom Kippur (Dia do Perdão), mas foram novamente derrotados.

Em 1987, aconteceu a primeira Intifada (sacudida ou levante, em árabe), quando milhares de jovens foram às ruas protestar contra a invasão de Israel, que inclusive foi considerada ilegal pela ONU. Os israelenses atiraram e mataram crianças que jogavam pedras nos tanques, provocando comoção internacional. A segunda ocorreu em 2000, quando o então primeiro ministro israelense, Ariel Sharon, caminhou nas redondezas da mesquita de Al-Aqsa, considerada sagrada pelos muçulmanos, e parte do Monte do Templo, considerada sagrada por judeus e muçulmanos.

Atualmente, o conflito está longe de ser resolvido, pois Israel permanece nos territórios invadidos e se negam a sair, em desobediência à resolução 242 da ONU, que obriga o país a se retirar das áreas ocupadas durante a Guerra dos Seis Dias. Do outro lado, grupos radicais palestinos se negam a reconhecer Israel como estado e lançam uma série de atentados contra os judeus.

Em 2006, houve eleições legislativas na Autoridade Nacional Palestina (não existe um estado árabe propriamente dito) e o Hamas as venceram. Nessa ocasião votaram eleitores da Faixa de Gaza, Cisjordânia e Jerusalém oriental. O problema foi que, apesar da democracia ter prevalecido, o Hamas não reconhece o estado judaico e, novamente, Israel e Estados Unidos lideraram uma pressão internacional para impor sanções e suspender a ajuda internacional ao povo palestino. A exigência era de que o Hamas aceitasse o estado de Israel e dividisse o poder com o Fatah, o que, obviamente, o grupo não aceitou.

Desde então houve uma troca mútua de acusações de quem atacou primeiro, situação semelhante àquele velho ditame do ovo e da galinha, que culminou na ofensiva militar de Israel no território palestino de Gaza.

O interessante é notar que, como dito anteriormente, a opinião internacional foi polarizada drasticamente. Há defensores fervorosos da ofensiva militar e outros que a denunciam como atrocidade. De fato tenho que admitir que a minha própria é claramente contra Israel-EUA, já que as ações militares estão causando inúmeras baixas civis, inclusive de crianças.

Apoiando a ofensiva, há opiniões como a do professor, advogado e jurista da Universidade de Harvard, senhor Alan Morton Dershowitz. O senhor Dershowitz declara em uma tradução de seu artigo feita pelo jornal O Estado de São Paulo, que a ofensiva é legítima e que Israel deveria ser elogiado por seus atos de defesa contra o terrorismo internacional. Ele explicita o Artigo 51 da Carta da ONU, que declara o direito de defesa das nações, com a obediência aos princípios da proporcionalidade. Dershowitz garante que a ofensiva atende ao princípio de proporcionalidade.

Ele ressalta que "Disparar foguetes contra áreas densamente povoadas é a tática mais recente na guerra entre os terroristas que gostam da morte e as democracias que amam a vida. Os terroristas aprenderam a explorar a moralidade das democracias contra os que não querem matar civis, até mesmo civis inimigos" (grifos meus). Certamente que a "moralidade" não pertence às virtudes de uma nação que forjou documentos para acusar outra de desenvolver armas de destruição em massa e iniciar uma invasão sangrenta, que destruiu um país.

Também o "amor à vida" não parece estar presente durante os ataques aéreos que fizeram em pedaços centenas de civis em Gaza, incluindo crianças. Os bombardeios destruíram, inclusive, instalações da ONU, numa clara demonstração de que a pontaria do exército israelense está tão boa quanto à dos americanos durante as invasões do Afeganistão e Iraque. Some-se a isso o "método" de interrogatório adotado até o fim da Era Bush pelos EUA (tortura), que feriam um dos princípios básicos dos Direitos Humanos.

 

Bombardeio em Gaza

Fonte: O Estado de S. Paulo

Não há meios militares para resolver o impasse no Oriente Médio, a não ser que os dois povos sejam sumariamente exterminados do planeta (não estou sugerindo isso). A solução está na empatia e diplomacia, com cada lado reconhecendo os seus erros e adotando medidas para uma convivência sociável. O respeito à cultura, ao território e principalmente à vida é o que deve pautar as negociações de paz.

Mais informações:

Idemdesign

Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 35 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/politica-artigos/conflito-no-oriente-medio-746067.html

    Palavras-chave do artigo:

    gaza

    ,

    onu

    ,

    israel

    Comentar sobre o artigo

    Trabalho que trás para o debate a questão dos conflitos entre o estado de Israel e os Árabes. com o apoio da bibliografia disponível o trabalho apresenta conclusões momentania da pesquisa que vem se realizando ao desde 2010

    Por: Paulo Giovani Correa de Souzal Notícias & Sociedade> Polítical 24/11/2011 lAcessos: 106

    Os mais recentes conflitos entre Israel e Palestina geraram uma onda de solidariedade nas redes sociais para com o povo palestino. Porém, tudo pode ser muito diferente do que parece ser. Neste artigo é possível se informar sobre o que realmente acontece com Israel e, quem sabe, mudar sua opinião em relação ao conflito.

    Por: Karina Guimaraesl Notícias & Sociedade> Polítical 23/07/2014 lAcessos: 25

    "Israel se escondeu por muito tempo atrás do véu do holocausto, mas o véu desmanchou, e o rosto de um assassino se revelou, como alerta de que há um fora da lei no nosso mundo. Fora da lei que aprendeu a desprezar a vida humana, a acobertar terríveis crimes, manipular meios de comunicação e impedir sua própria sociedade de ver a realidade"...

    Por: Portal Arabesql Notícias & Sociedade> Polítical 04/02/2009 lAcessos: 243
    lathea

    Irael atacou na madrugada do dia 31 de maio, seis navios intitulados Frota da Liberdade. que entragariam ajuda humanitaria para faixa de Gaza.

    Por: latheal Literatura> Crônicasl 01/06/2010 lAcessos: 33

    A guerra assimétrica de gaza causa uma instabilidade no Oriente Médio. A palavra Israel deriva do antropólogo Israel, do patriarca dos judeus, refere-se à designação coletiva dos israelitas; hebreu. Quando se fala em Israel faz-se uma ligação com o nome gaza. Gaza representa uma pequena moeda persa, de cobre, há quem faça ligação com a palavra gaze. Até meados da década de 70 do século xx, havia um razoável consenso na história de Israel. À amarga experiência da população palestina com a virulên

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 04/10/2010 lAcessos: 75

    Seria como afirmam muitos uma guerra santa a que acontece, entre Israel e Palestina? O que é sagrado não se profana e não se mata em nome de Deus. Os dois países estão querendo medir forças e testarem seus potenciais bélicos e a população sofre com os desmandos dos dois governos. São água e óleo não consegue se juntar. “O trato com as chagas da ignorância, na esfera da humanidade, quais sejam a incompreensão e a vingança, a crueldade e a rebeldia, anotemos a conduta da Misericórdia Divina, no qu

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Literatura> Crônicasl 14/01/2009 lAcessos: 1,077 lComentário: 3

    Este Artigo, tem como principal objetivo alertar para a importância do desenvolvimento sustentável, do princípio da equidade do acesso aos bens naturais e a importância do direito internacional, da economia e das relações internacionais por intermédio da diplomacia multilateral implementada no ordenamento jurídico internacional por meio dos tratados multilaterais, e sua relevância para evitar futuros conflitos internacionais em longo escala, apesar de já existirem muitos.

    Por: Rossanal Direito> Legislaçãol 26/10/2012 lAcessos: 107

    Já ouvimos demasiadas vezes que o confronto entre Israel e Palestino é uma "Guerra Santa". Não aceitamos essa conotação, visto que Jesus Cristo o Salvador da humanidade, nascido na Palestina sempre pregou o amor e o perdão. O clã de Abrão que transformou o Espírito de Jeová, em Deus de Israel, mostra a sua sagacidade nas entrelinhas do AT (Antigo Testamento). Que Deus seria esse para acatar tanta crueldade e barbaridade das forças de Israel contra os palestinos?

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Religião & Esoterismo> Religiãol 04/06/2010 lAcessos: 384
    Bruno Lima Rocha

    Neste artigo, apresento o debate e as conseqüências na indústria das mídias derivadas da cobertura e da versão do ataque israelense a frota de seis barcos de ajuda humanitária que saíram de Ancara, na Turquia e tinham como destino a Faixa de Gaza, sitiada e bloqueada por Israel.

    Por: Bruno Lima Rochal Notícias & Sociedade> Polítical 09/06/2010 lAcessos: 64
    Sandra A L

    O Brasil ganha com a Educação. O setor de Logística cresce com os demais setores, especialmente, com o Ecommerce e com o Agronegócios. Os profissionais do setor precisam se manter atualizados. As empresas que investem em seu capital humano tem conquistado melhores nichos de mercado.

    Por: Sandra A Ll Notícias & Sociedade> Polítical 01/10/2014
    RINALDO BARROS

    Tudo está ligado! A degradação do ser humano e a do planeta estão intimamente unidos e da mesma forma as soluções para a questão. Se a espécie homo sapiens fosse racional. Resumo da ópera: o racional seria construir uma política viável de uso (e reuso) adequado da água, com gestão responsável para captação e armazenamento desse recurso indispensável para a vida. A Terra está sendo saqueada e ela é a nossa casa! Seria a humanidade suicida?

    Por: RINALDO BARROSl Notícias & Sociedade> Polítical 25/09/2014
    Wagner José Siebra

    Achamos que vivemos em uma democracia, será mesmo que vivemos dessa maneira?

    Por: Wagner José Siebral Notícias & Sociedade> Polítical 24/09/2014

    Um artigo de opinião que escrevi, para explicar um pouco como funciona as eleições presidenciais no Brasil e se elas são justas com os cidadãos.

    Por: Miriam Lurdesl Notícias & Sociedade> Polítical 20/09/2014
    José Guimarães

    Artigo escrito com foco em pesquisas de intenção de votos feitas por telefone. Pesquisas para saber em quem você vai votar para presidente e governador do seu Estado. Como é feita a pesquisa de intenção de votos. Quem paga para fazer pesquisa de intenção de votos?

    Por: José Guimarãesl Notícias & Sociedade> Polítical 18/09/2014 lAcessos: 11

    O candidato ao governo do estado pela coligação Um Novo Jeito de Fazer, Eduardo Tavares (PSDB), foi entrevistado na manhã desta terça-feira (15) durante sabatina realizada pela Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Alagoas (Fecomércio). Ele destacou os pla http://doisriachosf3.wix.com/noticiasdosertao

    Por: wandersonl Notícias & Sociedade> Polítical 17/09/2014
    Leonardo Quintão 1500

    A população de Sabará MG poderá contar, em breve, com um polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB). Por iniciativa do prefeito Diógenes Fantini e do vice Ricardinho, e com o apoio do deputado federal Leonardo Quintão, os sabarenses poderão realizar, à distância, cursos de extenção, graduação e pós-graduação da Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ) sem precisar sair do município. Todo o processo administrativo e de avaliação será realizado na própria cidade, em uma unidade que será ab

    Por: Leonardo Quintão 1500l Notícias & Sociedade> Polítical 14/09/2014
    Leonardo Quintão 1500

    Além da construção dos túneis, a movimentação de máquinas e caminhões em vários trechos entre Caeté e o trevo de Barão dos Cocais também é grande. A duplicação dos lotes já licitados envolverá mais de 1200 máquinas e equipamentos, 29 mil toneladas de aço e mais de 48 quilômetros de metros quadrados de terraplanagem. Em relação à mão de obra, está prevista a contratação de mais de 5.700 trabalhadores.

    Por: Leonardo Quintão 1500l Notícias & Sociedade> Polítical 14/09/2014

    Os meios de comunicação hoje apresentam a reciclagem, ou o uso de materiais reciclados, como a solução milagrosa para a questão da sustentabilidade, o que está muito longe de ser verdadeiro. Os três "R"s aos quais estamos todos familiarizados são Reduzir, Reutilizar e Reciclar, e de fato reciclar é o último estágio, apenas quando os outros dois não são factíveis.

    Por: Idemdesignl Educação> Ciêncial 24/05/2011 lAcessos: 436

    Este texto trata do novo acordo ortográfico para a língua portuguesa em 2008.

    Por: Idemdesignl Educação> Línguasl 04/12/2009 lAcessos: 1,509 lComentário: 1

    Este texto é um delineamento histórico de alguns desenhos clássicos e a evolução do seu conteúdo humorístico ao longo do tempo, relacionando-os com o comportamento humano.

    Por: Idemdesignl Arte& Entretenimentol 04/12/2009 lAcessos: 955

    Este texto é uma breve síntese da história do surgimento do livro e da imprensa. A existência do livro se deve a uma sucessão de invenções que possibilitaram a fixação da escrita em um suporte, desenvolvimento de tintas, etc.

    Por: Idemdesignl Educação> Ciêncial 04/12/2009 lAcessos: 6,162 lComentário: 6

    Este texto trata de um resumo de artigo publicado sobre a formiga de estalo (Odontomachus bauri), que possui o movimento auto-impulsionado mais rápido entre os seres vivos do planeta.

    Por: Idemdesignl Ciências> Biologial 04/12/2009 lAcessos: 1,534

    Este texto é uma resenha feita a partir do texto "O Universo das Artes", o qual trata das relações entre arte e técnica, arte e ser humano e indústria cultural.

    Por: Idemdesignl Arte& Entretenimento> Artel 04/12/2009 lAcessos: 6,163

    A Petrobrás é uma empresa social e ambientalmente responsável? A história da empresa é marcada com inúmeros desastres ambientais, que são veiculados em um dia, e esquecidos no outro. Além disso, o combustível fornecido pela empresa está entre os mais poluentes do mundo.

    Por: Idemdesignl Notícias & Sociedade> Polítical 29/01/2009 lAcessos: 1,958

    Comments on this article

    3
    gabriel douglas 29/08/2011
    Adorei esse texto !!!!!!!!!!!!!
    e maravilhoso....
    3
    carlos gustavo 18/08/2011
    um belo artigo sem duvida, mas acho que deveria ter posto com mais clareza, mas nada que tire o merito do texto. O seu comentario final é certo, mas como sabemos o mundo nao é um paraiso encantado, entao esses conflitos demorarao mais para serem resolvidos.
    0
    Jéssica 16/08/2011
    Me ajudou muito na pesquisa da História *_*
    -1
    carla 15/07/2011
    o q vcs tao falando ???
    brasil nao é so um pais que nao é democratico como um mundo curupto
    -1
    janaina 15/06/2011
    adorei amei amei amei, oba oba oba....

    muito legal....
    1
    mariaa julia 31/05/2011
    ahei muito boa a pesquisa mais meio q nao entra no q eu quero se desse para dar uma ajeitadinha seria melhor filhas.....
    0
    darcisio 16/03/2011
    legal mas podera ser un pokito mas curto
    -2
    tassia 23/02/2011
    legal esse texto deu pra responder o meu deve de casa
    -4
    zelavir 02/09/2010
    llleeegggaaalll
    -4
    thais 13/07/2010
    vcs são otino
    -2
    Danilo 12/07/2010
    Gostaria de lembrar que o texto tem caráter meramente informativo e que não há nenhuma manifestação anti-semita nele. O contexto em que foi excrito deixa claro que a ação militar israelense foi desproporcional e, me arrisco a dizer, criminosa.O palestinos também não são "pombinhos" como destaca o amigo acima, muito pelo contrário, ambos tem os seus erros e acertos. O que não me parece ser válido é o argumento da "ligação com a terra", já que isso nos torna suscetível a sermos expulsos pelos índios (nativos) de agora até daqui a ~1500 anos.
    3
    Maaryh 12/07/2010
    Eu gostariia dii maiis detalhes sobre esses conflitos...
    1
    ozinete dos reis peres 29/06/2010
    nas convocacoes dos juises da copa do mundo,podemos dizer que todos sao excelentes, tanto quanto os jogadores da nossa selecaopois ouvi muitas polemicas sobre alguns arbitro porem teve um caso do juis que apitou o jogo do brasil!!!
    0
    Marielle 02/06/2010
    EU ADOREI ESSE TEXTO, ELE É MUITO INTERESSANTE!!!
    0
    CARLA 27/05/2010
    ADOREI OTEXTO ESTÁ MUITO INTERESSANTE
    -3
    LAURA 27/05/2010
    ISSO TUDO É UMA BESTEIRA PQ EU NÃO ACREDITO NISSO
    -3
    Sandriely 02/04/2010
    Eu preciso saber sobre conflito no oriente médio mais detalhadamente, pois daqui a dois dias terei de dar uma aula sobre isso por favor me ajude
    0
    Miriam de sales oliveira da rocha 30/03/2010
    Seu artigo é verdadeiro e completo.Também sou contra a expansão do estado sionista,principal desagregador da paz no mundo. que eles querem é o poder total no Oriente Médio,custe o que custar,doa a quem doer.E,se os americanos tentarem refreá-los,não tenha dúvida:esle destruirão o estado americano.As polêmicas já começaram.
    Alguém já procurou saber sobre o arsenal nuclear judeu?
    Alguém já investigou os crimes do Mossad?
    Os judeus ricos de Nova York e os fundamentalistas de direita americanos q/dizem amém a tudo são os prioncipais responsáveis pelo caos q/já existe e q/virá.
    1
    Ramalho 23/03/2010
    Ei Lucas de Oliveira pega um cinto xei de bomba e se explode mah...ou entao, rouba um aviao se taca num predio bem alto...PERTUBADO, IGNORANTE E FRUSTADO!!!!
    0
    Danúbia 21/03/2010
    Gostaria de saber...Na sua opinião de que forma o Irã pode ser o peso Chave dos conflitos do Oriente Médio? Qual séria a melhor solução para o término desse combate?!
    3
    Alguem 15/03/2010
    Primeiro eu gostaria de expressar meu total desânimo em ler qualquer artigo que retrate o conflito no oriente médio, não apenas pela pobreza histórica mas como também um palavreado infeliz de uma mente anti-semita.Israel não começou com o movimento sionista, aliás, o movimento sionista começou por causa da história do povo judeu, que vocês devem saber, iniciou sua trajetória muito tempo atrás no território que hoje chamam “Palestina”. Não se começa uma história pelo fim. O povo judeu nasceu na terra de Israel (Eretz Israel), nela transcorreu uma etapa significativa de sua longa história, onde se formou sua identidade cultural, religiosa e nacional e nela se manteve interrupta, através de séculos, sua presença física, mesmo depois do exílio forçado da maioria do povo. Durante os longos anos de dispersão, o povo judeu jamais rompeu ou esqueceu sua ligação com sua terra. Com o estabelecimento do Estado de Israel, em 1948, foi recuperada a independência judaica, perdida 2.000 anos antes.
    Qual o objetivo de colocar os palestinos como os pombinhos que vivem em miséria, desigualdade e fome, sabendo que há graves erros em ambas as partes.Os 4,6 milhões de refugiados, que existem sim, e não desminto seu terrível estado de pobreza e miséria. Mas foram mesmos os judeus que os expulsaram? Existem provas contrárias, as quais apontam os próprios árabes como responsáveis. Não seria justo colocar em um texto a versão de ambas as partes a colocar apenas a versão que mais agrada a mídia e os intelectuais anti-semitas? Em 2000 e 2001 Israel tentou negociar com os palestinos dando 97% da Cisjordânia mais 3 % das terras de Israel, quatro opções de cidadania aos refugiados, sendo que número limitado iria para Israel. É claro que a proposta de Israel é longe de ser perfeita, mas os palestinos poderiam ganhar algo negociando. A resposta palestina à proposta foi uma revolta sangrenta e muitos atentados contra Israel.
    Porque nem sequer se menciona no texto a guerra da independência como um ato de injustiça ao recém criado estado de Israel?

    Não há espaço para pensar atualmente.
    -1
    felipe 02/12/2009
    legal gostei deste site!!!!!!!
    -3
    laysla cristina 16/11/2009
    mt bom me ajudou mt......
    -5
    lucas de oliveira 13/11/2009
    Queria lembrar algo que foi omitido sobre o conflito.
    Nunca devam esquecer que os judeos jamais foram donos deste território,
    O texto comessa falando do século III dc,claro que nessa época os felisteus ja conviviam com os judeos,lembrando que estes acolheram os demonios judeos assim que fugiram do Egito...OS FELISTEUS,HOJE POVO PALESTINO É O DONO DAS TERRAS,OS ANIMAIS JUDEOS FUGIRAM DO EGITO,PORTANTO DEVEM SER MORTOS OU EXPULSOS DESTAS TERRAS.
    Esse imbecil, advogado,prof e jurista de harvard deve ser mais um sionista sujo.
    Os judeos são como cancer,onde abitam se apropriam de tudo ex: Os EUA,um pais que se julga o mais poderoso é marionete nas mãos dos sionistas,a Ue ja esta quase lá.
    Só existe uma maneira de se livrar deste cancer judeo,torcer para que o Irã tenha armas nucleares e seus vizinhos e varrer essa praga da face da terra,e que todos os paises onde esses carniceiros se escondem fassam o mesmo,Ritler tinha rasão em exterminar essa sujeira,mas os metidos Eua os impedio,imaginem como seria o mundo hoje se os 6 milhoes não fossem mortos, a praga ja teria roubado todo o pais com a desculpa de CRESCIMENTO NATURAL... Que o mundo arabe se una e desintegre esses porcos e seus defensores..
    MORTE A ISRAEL...MALDITOS ANIMAIS QUE SE ACHAM NO DIREITO DE ROUBAR UM PAIS,OCUPAR POR COMPLETO E SE DIZER NO DIREITO DE DEFENDER SEUS ANIMAIS,E OS PALESTINOS???? ESSES TEM SIM O DIREITO DE LUTAR E MATAR ESSE POVO SUJO,AFINAL ELES SÃO OS DONOS DAS TERRAS E NÃO INVADIRAM NENHUM PAIS, PORQUE O MUNDO É TÃO COVARDE,SABE DA REAL HISTÓRIA,MAS SE CALA POR TEMER OS EUA...UM DIA VEREI ISRAEL DESAPARECER...
    -6
    jeferson 12/11/2009
    pow muito bom esse texto vlw me ajudou muito!!!!!
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast