Copa Do Mundo Versus Problemas Sociais

Publicado em: 02/07/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 1,068 |

Muitos não vão gostar, mas discernimento e responsabilidade estão faltando àqueles que comungam com a realização da Copa do Mundo no Brasil. País carente de quase tudo de essencial à maioria dos cidadãos, não pode se dar o luxo de sediar magno evento esportivo, principalmente num momento de situação de crise financeira mundial.

Se o Brasil tem tanto dinheiro disponível para aplicar em eventos esportivos e não o utiliza socialmente, em saúde pública, educação, segurança, saneamento básico de cidades onde o esgoto ainda corre a céu aberto etc., deixa transparecer muita irresponsabilidade de seus dirigentes.

Com licença aos amantes do futebol, eu sou um deles, a explicação para tal realização vem acompanhada de muitas espertezas: para satisfazer inconfessáveis interesses políticos de se mostrarem na vitrine pública eleitoreira; para atender à ganância dos empresários ávidos nos lucros dos eventos e em licitações públicas irregulares; para encher o bolso dos realizadores do evento - dirigentes esportivos, políticos, prefeitos, governadores etc. - com bondosas "comissões amigas"; para financiar, a juros baixos, os estádios e agregados com recursos públicos, com prazos de pagamento a perder de vista etc.

Só que depois quem vai realmente pagar a conta é o contribuinte brasileiro, mediante aumento da carga tributária. A ufania nacional pelo futebol deveria ter limite. Primeiro, deveríamos preparar o País com infraestrutura social para que nenhum torcedor brasileiro fosse, por exemplo, ridicularizado pelas lentes da mídia nacional e internacional ao arreganhar a boca em expressão de descontentamento por um gol perdido ou de riso por uma jogada bem-sucedida, expondo a sua incompleta arcada dentária, o que é característico de um cidadão de país que não se preocupa com os problemas sociais.


Vozes responsáveis, entretanto, se levantam, como a do médico de Feira de Santana (BA) Dr. Eduardo Leite, que em seu site eduardoleite.blogs.pot faz a seguinte observação:

"O Brasil, conduzido pela mídia interessada ou desinformada, vangloria-se de sediar a copa de futebol em 2014. Tem-se a impressão que será a salvação para os doze Estados que sediarão esse mega evento, que faz a alegria dos grupos privados que exploram o futebol. Aqui, na Bahia, fala-se em investimentos que passarão dos três bilhões e meio de reais. Isso mesmo: 3.500.000.000,00 de reais. Podendo chegar a mais. Com certeza, chegará.
Estranhamos essa cifra, considerando os jogos Pan Americanos, que englobam quase todos os esportes e exigem maior logística, foram alvos de críticas por custar mais de dois bilhões de reais, incluindo toda a estrutura de segurança, hospedagem, e transporte. Resultou, inclusive, numa desconcertante vaia ao presidente Lula, quando da abertura oficial.
Só na demolição e construção da nova Fonte Nova, estima-se em mais de 500 milhões de reais ou mais, pois só a reforma do estádio de Pituaçu custou 55 milhões de reais, o equivalente a dois hospitais pediátricos com capacidade de 280 leitos, cada um.
Surpreendente, a declaração do coordenador estadual para a Copa na Bahia, Fernando Schmitt, ao declarar que será muito bom para a Bahia todo esse sacrifício-investimento, pois a FIFA fará exigências que trarão benefícios para a população soteropolitana, em relação à segurança, turismo, com a revitalização do Pelourinho, hotelaria, logística urbana nos transportes, na educação(?) e pasmem: para a saúde pública, pois será exigido do Estado a construção de hospitais e postos de saúde, além de obras em saneamento básico.
Pior ainda é tentar iludir aos fanáticos admiradores de futebol, e aos não fanáticos, que todo esse bilionário investimento será à custa de investidores privados e com baixa participação de verbas públicas.
Se assim fosse, melhor seria extinguir o Ministério Público e outros órgãos, incluindo o governo, que têm a obrigação de que seja cumprida a Constituição Federal e colocar a FIFA sob coordenação de Ricardo Teixeira, como gestor do nosso Estado.
É pertinente lembrar que o futebol passou a ser manipulado por grupos empresariais que só visam o lucro, por grupos da máfia que exploram as apostas, da intermediação de venda de grandes jogadores, lavagem de dinheiro e outras jogadas duvidosas.
Para quem acredita em Chapeuzinho Vermelho, Mula-Sem-Cabeça, Xupa Cabra e Papai Noel, é só torcer, alegrar-se e depois pagar a conta dessa Copa, com cabeça, pescoço, tronco e membros de mais um tremendo UM SETE UM."

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 4 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/politica-artigos/copa-do-mundo-versus-problemas-sociais-1007446.html

    Palavras-chave do artigo:

    copa do mundo versus problemas sociais

    Comentar sobre o artigo

    Mostra como o comportamento de compra do consumidor da classe “C” está fortemente influenciado pela tecnologia virtual e a internet. Apresenta uma fonte de dados de como os turboconsumidores se comportam no cenário de compra de um mercado cada vez mais dinâmico e mostra como eles são fortemente influenciados pelos diversos fatores sociais, políticos, econômicos e culturais. O acesso à internet e a web 2.0 trouxeram ao mkt o desafio criar estratégias de divulgação dos produtos para a classe C.

    Por: Rogério Ávila de Araujol Marketing e Publicidadel 01/12/2008 lAcessos: 15,175

    A consagrada Academia Brasileira de letras, que tem como objetivo o cultivo da literatura nacional, bem como o correto uso dos termos da língua portuguesa, moldada por grandes escritores e intelectuais brasileiros foi o ponto de partida para a criação da página "Academia Brasileirade Funk", que faz alusão a instituição real consagrando de forma sarcástica nomes famosos do funk.

    Por: IPT_t8l Notícias & Sociedade> Polítical 21/04/2014
    Shirley Brandao

    Se o problema do Brasil é o brasileiro, nesse caso então, a culpa de tudo só pode ser minha!

    Por: Shirley Brandaol Notícias & Sociedade> Polítical 19/04/2014 lAcessos: 37

    Graça Fortes disse que foi um mau negócio. Dilma diz que não foi informada. Eles dizem que não informaram porque eram cláusulas de pequena importância. Dilma disse que recebeu um documento de apenas uma página e meia informando sobre a importância de fechar o negócio. E, com base nesse documento, aprovou a compra da refinaria de Pasadena. Pergunta-se: Como se aprova a compra de uma refinaria por mais de US$ 350 milhões com pouquíssimas informações contidas em documento de apenas página e meia.

    Por: Ebenézer Anselmol Notícias & Sociedade> Polítical 17/04/2014
    RINALDO BARROS

    Lamentavelmente, os intelectuais desta geração se despolitizaram, impregnados pela ideia-mestra de que "não há mais utopias", dedicando-se unicamente à academia – onde, "a rigor, não há diferença entre um filósofo e um engenheiro". Ou seja, as ciências ‘duras" dominam as pesquisas e detêm a hegemonia.

    Por: RINALDO BARROSl Notícias & Sociedade> Polítical 06/04/2014
    raphael de morais dias

    Janary Gentil Nunes Nasceu na cidade de Alenquer, município do para, em primeiro de junho de 1912. Veio ao Amapá em 1940, quando ainda era primeiro Tenente do exercito, na época, comandava o pelotão independente do Oiapoque, na fronteira do Brasil com a Guiana francesa (atualmente, colônia militar de clevelândia do norte) onde permaneceu ate o final de 1941. Em 1943 tornou-se oficial de ligação em general-comandante da 8° legião militar e comandante das forças norte-americanas, o que lhe valeu a

    Por: raphael de morais diasl Notícias & Sociedade> Polítical 31/03/2014
    Ednaldo Matheus

    Este artigo tratá sobre o passado da nossa presidente Dilma Vana Rousseff .O que ela fazia em suas "aventuras" ...

    Por: Ednaldo Matheusl Notícias & Sociedade> Polítical 31/03/2014 lAcessos: 18
    Ricardo Bráulio

    A oposição liderada pelo senador e presidente do PSDB, Aécio Neves, que luta pela criação da CPI da Petrobrás, com o apoio de cinco senadores independentes e três da base aliada, confirmou nesta quarta-feira (26), através do senador Álvaro Dias, a coleta das 27 assinaturas necessárias para instalar a comissão no Senado.

    Por: Ricardo Bráuliol Notícias & Sociedade> Polítical 29/03/2014 lAcessos: 11
    Guiton Socage

    Este artigo relata como a indústria de equipamentos atende também órgãos públicos e como é importante investir nessa classe de clientes, que aos poucos renovam equipamentos e tecnologias para melhor servir a sociedade.

    Por: Guiton Socagel Notícias & Sociedade> Polítical 28/03/2014

    Considerações críticas acerca da votação na Câmara Federal que aprovou cotas para negros no serviço público

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 28/03/2014

    Considerações a respeito da PEC 48/2012, que obriga o chefe do poder Executivo que deseja disputar eleição a se afastar do cargo.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 24/03/2014

    Considerações críticas a respeito da decisão do STF que descaracterizou o crime de quadrilha aos petistas condenados.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 21/03/2014

    Considerações críticas a respeito da realização da Copa do Mundo de 2014, quando a educação não é tratada com a devida preocupação.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 15/03/2014

    Considerações críticas acerca da educação/saúde e a vaquinha dos mensaleiros que pagou suas multas.

    Por: Julio César Cardosol Educaçãol 10/03/2014

    Considerações críticas acerca de manifestação negativa de Lula quanto à economia americana.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 07/03/2014

    Considerações críticas a respeito da absolvição pelo STF de mensaleiros do crime de quadrilha.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 01/03/2014

    Considerações críticas acerca do procedimento incivilizado do deputado petista André Vargas, vice-presidente da Câmara dos Deputados.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 27/02/2014
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast