Copa Do Mundo Versus Problemas Sociais

Publicado em: 02/07/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 1,106 |

Muitos não vão gostar, mas discernimento e responsabilidade estão faltando àqueles que comungam com a realização da Copa do Mundo no Brasil. País carente de quase tudo de essencial à maioria dos cidadãos, não pode se dar o luxo de sediar magno evento esportivo, principalmente num momento de situação de crise financeira mundial.

Se o Brasil tem tanto dinheiro disponível para aplicar em eventos esportivos e não o utiliza socialmente, em saúde pública, educação, segurança, saneamento básico de cidades onde o esgoto ainda corre a céu aberto etc., deixa transparecer muita irresponsabilidade de seus dirigentes.

Com licença aos amantes do futebol, eu sou um deles, a explicação para tal realização vem acompanhada de muitas espertezas: para satisfazer inconfessáveis interesses políticos de se mostrarem na vitrine pública eleitoreira; para atender à ganância dos empresários ávidos nos lucros dos eventos e em licitações públicas irregulares; para encher o bolso dos realizadores do evento - dirigentes esportivos, políticos, prefeitos, governadores etc. - com bondosas "comissões amigas"; para financiar, a juros baixos, os estádios e agregados com recursos públicos, com prazos de pagamento a perder de vista etc.

Só que depois quem vai realmente pagar a conta é o contribuinte brasileiro, mediante aumento da carga tributária. A ufania nacional pelo futebol deveria ter limite. Primeiro, deveríamos preparar o País com infraestrutura social para que nenhum torcedor brasileiro fosse, por exemplo, ridicularizado pelas lentes da mídia nacional e internacional ao arreganhar a boca em expressão de descontentamento por um gol perdido ou de riso por uma jogada bem-sucedida, expondo a sua incompleta arcada dentária, o que é característico de um cidadão de país que não se preocupa com os problemas sociais.


Vozes responsáveis, entretanto, se levantam, como a do médico de Feira de Santana (BA) Dr. Eduardo Leite, que em seu site eduardoleite.blogs.pot faz a seguinte observação:

"O Brasil, conduzido pela mídia interessada ou desinformada, vangloria-se de sediar a copa de futebol em 2014. Tem-se a impressão que será a salvação para os doze Estados que sediarão esse mega evento, que faz a alegria dos grupos privados que exploram o futebol. Aqui, na Bahia, fala-se em investimentos que passarão dos três bilhões e meio de reais. Isso mesmo: 3.500.000.000,00 de reais. Podendo chegar a mais. Com certeza, chegará.
Estranhamos essa cifra, considerando os jogos Pan Americanos, que englobam quase todos os esportes e exigem maior logística, foram alvos de críticas por custar mais de dois bilhões de reais, incluindo toda a estrutura de segurança, hospedagem, e transporte. Resultou, inclusive, numa desconcertante vaia ao presidente Lula, quando da abertura oficial.
Só na demolição e construção da nova Fonte Nova, estima-se em mais de 500 milhões de reais ou mais, pois só a reforma do estádio de Pituaçu custou 55 milhões de reais, o equivalente a dois hospitais pediátricos com capacidade de 280 leitos, cada um.
Surpreendente, a declaração do coordenador estadual para a Copa na Bahia, Fernando Schmitt, ao declarar que será muito bom para a Bahia todo esse sacrifício-investimento, pois a FIFA fará exigências que trarão benefícios para a população soteropolitana, em relação à segurança, turismo, com a revitalização do Pelourinho, hotelaria, logística urbana nos transportes, na educação(?) e pasmem: para a saúde pública, pois será exigido do Estado a construção de hospitais e postos de saúde, além de obras em saneamento básico.
Pior ainda é tentar iludir aos fanáticos admiradores de futebol, e aos não fanáticos, que todo esse bilionário investimento será à custa de investidores privados e com baixa participação de verbas públicas.
Se assim fosse, melhor seria extinguir o Ministério Público e outros órgãos, incluindo o governo, que têm a obrigação de que seja cumprida a Constituição Federal e colocar a FIFA sob coordenação de Ricardo Teixeira, como gestor do nosso Estado.
É pertinente lembrar que o futebol passou a ser manipulado por grupos empresariais que só visam o lucro, por grupos da máfia que exploram as apostas, da intermediação de venda de grandes jogadores, lavagem de dinheiro e outras jogadas duvidosas.
Para quem acredita em Chapeuzinho Vermelho, Mula-Sem-Cabeça, Xupa Cabra e Papai Noel, é só torcer, alegrar-se e depois pagar a conta dessa Copa, com cabeça, pescoço, tronco e membros de mais um tremendo UM SETE UM."

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 4 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/politica-artigos/copa-do-mundo-versus-problemas-sociais-1007446.html

    Palavras-chave do artigo:

    copa do mundo versus problemas sociais

    Comentar sobre o artigo

    Mostra como o comportamento de compra do consumidor da classe “C” está fortemente influenciado pela tecnologia virtual e a internet. Apresenta uma fonte de dados de como os turboconsumidores se comportam no cenário de compra de um mercado cada vez mais dinâmico e mostra como eles são fortemente influenciados pelos diversos fatores sociais, políticos, econômicos e culturais. O acesso à internet e a web 2.0 trouxeram ao mkt o desafio criar estratégias de divulgação dos produtos para a classe C.

    Por: Rogério Ávila de Araujol Marketing e Publicidadel 01/12/2008 lAcessos: 15,243
    Cátia Ribeiro

    Ontem de manhã, domingo, dia 1 de Março, próximo do local onde Boris Nemtsov foi assassinado, algumas pessoas depositaram flores e acenderam velas, em memória do homem que, nos últimos anos, liderou a oposição a Vladimir Putin.

    Por: Cátia Ribeirol Notícias & Sociedade> Polítical 02/03/2015
    Gilbert Di Angellis

    Políticos e empresário, bem como governo e empresas, atuam de forma a lucrar em cima de prejuízo do cidadão consumidor. Várias são as modalidades usadas para lesar eleitores, consumidores, contribuintes, cidadãos, enfim, toda a sociedade. Parcerias público-privadas, compra de votos, corrupção, licitação fraudulenta, supervalorização de bens e serviços e sonegação de impostos são algumas das tantas formas em que a sociedade se vê prejudicada.

    Por: Gilbert Di Angellisl Notícias & Sociedade> Polítical 01/03/2015
    Gilbert Di Angellis

    Deputados têm o dever/direito constitucional de fixar seus próprios salários e benefícios. Tal regalia fez com que, em fevereiro de 2015, em plena crise econômica nacional, parlamentares aprovassem um amplo reajuste em suas verbas. Até quando aceitaremos que congressistas tenham o poder de regular os próprios subsídios, contrariando a ética e o bom senso?

    Por: Gilbert Di Angellisl Notícias & Sociedade> Polítical 01/03/2015
    Lucilene Antunes

    Pouca gente querendo trabalhar, muita gente querendo aproveitar: vivemos a cultura do imediatismo, do oportunismo, a intenção é tirar vantagem

    Por: Lucilene Antunesl Notícias & Sociedade> Polítical 25/02/2015
    RINALDO BARROS

    Estamos deixando de ser cidadãos para sermos apenas consumidores. Portanto, mais do que nunca, há a necessidade que a escola, a família e a mídia atuem na formação ética e de personalidade das crianças e adolescentes, incentivando-os a manterem projetos solidários que tenham como principal perspectiva o trato com respeito, responsável e solidário nas suas relações interpessoais.

    Por: RINALDO BARROSl Notícias & Sociedade> Polítical 23/02/2015
    JORGE FLOQUET

    Querer prejulgar a imprensa, chamando-a de míope é querer passar-lhe as suas lentes para ela. O que ela fará se tiver as suas lentes? Seria ela progressista ou retrógada? É querer alterar um todo. De qual segmento da imprensa, especificamente, se fala? A imprensa mais visível? A Global? Então investigue os contratos que ele possui com o poder executivo e a estratégia relativa a liberdade de imprensa".Na Bahia o número de propaganda televisiva do poder executivo municipal é altíssimo! Estarás num

    Por: JORGE FLOQUETl Notícias & Sociedade> Polítical 20/02/2015
    Rubens Britto

    Há um esfacelamento das forças cogentes e da integração efetiva dos grupos étnicos historiográficos. A ferrenha oposição agride visceralmente a administração pública e o governo federal com ataques inimagináveis.

    Por: Rubens Brittol Notícias & Sociedade> Polítical 16/02/2015
    José Antônio Puppio

    Atualmente, o Chile é um dos países mais estáveis e prósperos da América do Sul.

    Por: José Antônio Puppiol Notícias & Sociedade> Polítical 13/02/2015

    Considerações críticas acerca das declarações do ex-presidente LULA na Associação Brasileira de Imprensa (ABI).

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 03/03/2015

    Considerações acerca de intenções de representantes do governo de investigar também a Petrobras no período de FHC.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 26/02/2015

    Considerações a respeito da qualidade do ensino brasileiro, em que mais de 500 mil candidatos levaram zero na redação do Enem.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 20/02/2015

    Considerações críticas acerca do posicionamento da senadora petista Gleisi Hoffmann, referente à queda nas pesquisas do governo federal.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 13/02/2015

    Considerações acerca do ministro das Relações Institucionais, Pepe Vargas, referentes à convocação do ex-tesoureiro do PT, Vaccari Neto, para depor na nova CPI da Câmara Federal.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 06/02/2015

    Considerações críticas acerca da diplomação pelo Congresso Nacional do deputado federal Paulo Maluf, que foi absolvido pelo TSE de infração à lei da Ficha Limpa.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 02/02/2015 lAcessos: 12

    Considerações críticas acerca do reajuste do COPOM, contrariando a propaganda política da reeleição, que não iria comprometer o contribuinte com carga de impostos.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 27/01/2015

    Considerações acerca de declaração do deputado estadual gaúcho, Alexandre Postal, acerca do reajuste salarial do governador do RS.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 25/01/2015
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast