Copa Do Mundo Versus Problemas Sociais

Publicado em: 02/07/2009 |Comentário: 0 | Acessos: 1,093 |

Muitos não vão gostar, mas discernimento e responsabilidade estão faltando àqueles que comungam com a realização da Copa do Mundo no Brasil. País carente de quase tudo de essencial à maioria dos cidadãos, não pode se dar o luxo de sediar magno evento esportivo, principalmente num momento de situação de crise financeira mundial.

Se o Brasil tem tanto dinheiro disponível para aplicar em eventos esportivos e não o utiliza socialmente, em saúde pública, educação, segurança, saneamento básico de cidades onde o esgoto ainda corre a céu aberto etc., deixa transparecer muita irresponsabilidade de seus dirigentes.

Com licença aos amantes do futebol, eu sou um deles, a explicação para tal realização vem acompanhada de muitas espertezas: para satisfazer inconfessáveis interesses políticos de se mostrarem na vitrine pública eleitoreira; para atender à ganância dos empresários ávidos nos lucros dos eventos e em licitações públicas irregulares; para encher o bolso dos realizadores do evento - dirigentes esportivos, políticos, prefeitos, governadores etc. - com bondosas "comissões amigas"; para financiar, a juros baixos, os estádios e agregados com recursos públicos, com prazos de pagamento a perder de vista etc.

Só que depois quem vai realmente pagar a conta é o contribuinte brasileiro, mediante aumento da carga tributária. A ufania nacional pelo futebol deveria ter limite. Primeiro, deveríamos preparar o País com infraestrutura social para que nenhum torcedor brasileiro fosse, por exemplo, ridicularizado pelas lentes da mídia nacional e internacional ao arreganhar a boca em expressão de descontentamento por um gol perdido ou de riso por uma jogada bem-sucedida, expondo a sua incompleta arcada dentária, o que é característico de um cidadão de país que não se preocupa com os problemas sociais.


Vozes responsáveis, entretanto, se levantam, como a do médico de Feira de Santana (BA) Dr. Eduardo Leite, que em seu site eduardoleite.blogs.pot faz a seguinte observação:

"O Brasil, conduzido pela mídia interessada ou desinformada, vangloria-se de sediar a copa de futebol em 2014. Tem-se a impressão que será a salvação para os doze Estados que sediarão esse mega evento, que faz a alegria dos grupos privados que exploram o futebol. Aqui, na Bahia, fala-se em investimentos que passarão dos três bilhões e meio de reais. Isso mesmo: 3.500.000.000,00 de reais. Podendo chegar a mais. Com certeza, chegará.
Estranhamos essa cifra, considerando os jogos Pan Americanos, que englobam quase todos os esportes e exigem maior logística, foram alvos de críticas por custar mais de dois bilhões de reais, incluindo toda a estrutura de segurança, hospedagem, e transporte. Resultou, inclusive, numa desconcertante vaia ao presidente Lula, quando da abertura oficial.
Só na demolição e construção da nova Fonte Nova, estima-se em mais de 500 milhões de reais ou mais, pois só a reforma do estádio de Pituaçu custou 55 milhões de reais, o equivalente a dois hospitais pediátricos com capacidade de 280 leitos, cada um.
Surpreendente, a declaração do coordenador estadual para a Copa na Bahia, Fernando Schmitt, ao declarar que será muito bom para a Bahia todo esse sacrifício-investimento, pois a FIFA fará exigências que trarão benefícios para a população soteropolitana, em relação à segurança, turismo, com a revitalização do Pelourinho, hotelaria, logística urbana nos transportes, na educação(?) e pasmem: para a saúde pública, pois será exigido do Estado a construção de hospitais e postos de saúde, além de obras em saneamento básico.
Pior ainda é tentar iludir aos fanáticos admiradores de futebol, e aos não fanáticos, que todo esse bilionário investimento será à custa de investidores privados e com baixa participação de verbas públicas.
Se assim fosse, melhor seria extinguir o Ministério Público e outros órgãos, incluindo o governo, que têm a obrigação de que seja cumprida a Constituição Federal e colocar a FIFA sob coordenação de Ricardo Teixeira, como gestor do nosso Estado.
É pertinente lembrar que o futebol passou a ser manipulado por grupos empresariais que só visam o lucro, por grupos da máfia que exploram as apostas, da intermediação de venda de grandes jogadores, lavagem de dinheiro e outras jogadas duvidosas.
Para quem acredita em Chapeuzinho Vermelho, Mula-Sem-Cabeça, Xupa Cabra e Papai Noel, é só torcer, alegrar-se e depois pagar a conta dessa Copa, com cabeça, pescoço, tronco e membros de mais um tremendo UM SETE UM."

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 4 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/politica-artigos/copa-do-mundo-versus-problemas-sociais-1007446.html

    Palavras-chave do artigo:

    copa do mundo versus problemas sociais

    Comentar sobre o artigo

    Mostra como o comportamento de compra do consumidor da classe “C” está fortemente influenciado pela tecnologia virtual e a internet. Apresenta uma fonte de dados de como os turboconsumidores se comportam no cenário de compra de um mercado cada vez mais dinâmico e mostra como eles são fortemente influenciados pelos diversos fatores sociais, políticos, econômicos e culturais. O acesso à internet e a web 2.0 trouxeram ao mkt o desafio criar estratégias de divulgação dos produtos para a classe C.

    Por: Rogério Ávila de Araujol Marketing e Publicidadel 01/12/2008 lAcessos: 15,212

    O candidato ao governo do estado pela coligação Um Novo Jeito de Fazer, Eduardo Tavares (PSDB), foi entrevistado na manhã desta terça-feira (15) durante sabatina realizada pela Federação de Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Alagoas (Fecomércio). Ele destacou os pla http://doisriachosf3.wix.com/noticiasdosertao

    Por: wandersonl Notícias & Sociedade> Polítical 17/09/2014
    Leonardo Quintão 1500

    A população de Sabará MG poderá contar, em breve, com um polo da Universidade Aberta do Brasil (UAB). Por iniciativa do prefeito Diógenes Fantini e do vice Ricardinho, e com o apoio do deputado federal Leonardo Quintão, os sabarenses poderão realizar, à distância, cursos de extenção, graduação e pós-graduação da Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ) sem precisar sair do município. Todo o processo administrativo e de avaliação será realizado na própria cidade, em uma unidade que será ab

    Por: Leonardo Quintão 1500l Notícias & Sociedade> Polítical 14/09/2014
    Leonardo Quintão 1500

    Além da construção dos túneis, a movimentação de máquinas e caminhões em vários trechos entre Caeté e o trevo de Barão dos Cocais também é grande. A duplicação dos lotes já licitados envolverá mais de 1200 máquinas e equipamentos, 29 mil toneladas de aço e mais de 48 quilômetros de metros quadrados de terraplanagem. Em relação à mão de obra, está prevista a contratação de mais de 5.700 trabalhadores.

    Por: Leonardo Quintão 1500l Notícias & Sociedade> Polítical 14/09/2014
    Leonardo Quintão 1500

    O novo Código de Mineração trará ao País uma nova legislação sobre o aproveitamento dos recursos minerais, incentivando a produção nacional e o desenvolvimento do setor mineral. O deputado federal Leonardo Quintão foi o relator do projeto de lei para o novo marco regulatório da mineração, que é muito importante para o Brasil não só do ponto de vista econômico, mas também social, ao ampliar o número de municípios beneficiados.

    Por: Leonardo Quintão 1500l Notícias & Sociedade> Polítical 14/09/2014
    RINALDO BARROS

    Aquilo a que os donos do saber psiquiátrico se referem como "sintoma" é apenas um conjunto complexo de justificações morais e legais para isolar alguém que está incomodando de alguma forma ou em algum lugar.

    Por: RINALDO BARROSl Notícias & Sociedade> Polítical 11/09/2014
    Mateus Simões

    O medíocre, contudo, traz algumas preocupantes peculiaridades, que, em um panorama mais amplo, significam sim uma grande perda, não para ele, mas para o conjunto das pessoas. Isso porque o medíocre não se incomoda com repetição interminável das coisas, por mais equivocadas que elas sejam, pois a regularidade é o seu lema e a repetição o seu meio de sobrevivência.

    Por: Mateus Simõesl Notícias & Sociedade> Polítical 11/09/2014
    Mateus Simões

    Não acredito que as pessoas sejam necessariamente honestas ou corruptas, nem acredito que existam pessoas boas e pessoas ruins, como dois grupos aparados, que não se falam. Acredito, isso sim, que existem aqueles que se preocupam em ser bons e, portanto, são vigilantes, e aqueles que não se importam com isso, expondo-se a maiores riscos.

    Por: Mateus Simõesl Notícias & Sociedade> Polítical 11/09/2014
    Mateus Simões

    Ele nos propôs, em um trabalho, que definíssemos a solução mais justa para o seguinte impasse: Uma força alienígena superior havia conquistado a Terra e deu a seus habitantes uma escolha: Poderiam todos ser escravos e, portanto, iguais, ou definir por manter apenas metade da população escravizada e o restante livre, mas, nesse caso, deveriam apontar o critério de escolha. Já formulei dezenas de

    Por: Mateus Simõesl Notícias & Sociedade> Polítical 11/09/2014

    Trata-se de considerações acerca da reeleição política no Brasil, responsável pelo cabide de emprego político e por outras mazelas.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 06/09/2014

    Considerações gerais acerca das propagandas das candidaturas políticas nos meios de comunicação.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 01/09/2014

    Considerações gerais acerca da candidatura à eleição e reeleição de políticos oportunistas, descumpridores de mandatos.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 28/08/2014

    Considerações acerca da eleição para o governo de Santa Catarina, alertando o eleitor a não eleger políticos de duvidosa seriedade.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 26/08/2014

    Campanha para mais mulheres na política, desenvolvida pela Procuradoria Especial da Mulher do Senado e a Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 11/08/2014

    Comentários críticos acerca da CPI do Senado Federal, que apura irregularidade na Petrobras.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 05/08/2014

    Considerações acerca do mau comportamento de nossos políticos, que encontram resistência para serem punidos.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 31/07/2014

    Considerações críticas a respeito da condução do PT e do governo petista na direção do Brasil.

    Por: Julio César Cardosol Notícias & Sociedadel 21/07/2014
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast