Brinquedoteca Sonho De Criança

Publicado em: 04/12/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 3,682 |

INTRODUÇÃO

A brincadeira oferece a oportunidade para a criança explorar, aprender a linguagem e solucionar problemas. O ato de educar e desenvolver a criança significa introduzir brincadeiras mediadas pelos adultos, salientando a cultura, o repertorio de imagens sociais e culturais que vão enriquecendo o imaginário infantil.

O brincar proporciona a aquisição de novos conhecimentos, desenvolve habilidades de forma natural e agradável. Ele é uma das necessidades básicas da criança, é essencial para um bom desenvolvimento motor, social, emocional e cognitivo (MALUF, 2003).

Para Cunha (1994) brincando a criança desenvolve suas potencialidades. Os desafios que estão ocultos no brincar fazem com que a criança pense e alcance melhores níveis de desempenho.

O brincar nos acompanha diariamente, quem brinca está sempre mais feliz e mais disposto a viver melhor e a amar. Porque o brincar nos retorna o prazer instantâneo do que é ser feliz. Brincando não temos medo de errar, porque é um momento mágico.

Já Winnicott (1.965) coloca o brincar como uma área intermédia de experimentação para a qual contribuem a realidade interna e externa. Nesse sentido, a criança pode relacionar questões internas com a realidade externa e torna- se capaz de participar seu contexto e perceber- se como um ser no mundo.

Motta & Enumo (2004) apud (Oliveira & Guimarães, 1979; Sherlock,1988; Lindquist, 1993; Saggese & Maciel, 1996; Adams, 1998; Françani e Cols., 1998; Mello e Cols., 1999) conclui que a importância do brincar na situação hospitalar tem efeitos positivos como amenizar o sofrimento hospitalar, favorecer a comunicação e a expressão dos sentimentos das crianças, entre outros sobre a criança hospitalizada com câncer ou outras doenças. Nesse mesmo sentido Dietz & Oliveira (2008) considera que descontando a predominância do combate à doença em si, esse espaço favorece à criança de expressar de forma simbólica seu sofrimento, e ao mesmo tempo em que representa e vivencia o que tem de mais saudável em si, como o seu apego a vida, alegria em brincar, desenhar de forma prazerosa e espontânea.

Segundo Kishimoto (1997) o brinquedo põe a criança na presença de reproduções: tudo o que existe no cotidiano, natureza e as construções humanas. Sendo assim os brinquedos tem como objetivos dar a criança um substituto dos objetos reais para que possa manipulá-los. Nos dias de hoje, a imagem de infância é enriquecida com auxílio de concepções psicológicas e pedagógicas, que sabem o papel de brinquedos e brincadeiras no desenvolvimento e na construção do conhecimento infantil.

Brinquedoteca é um espaço criado para favorecer a brincadeira, para trazer de volta a alegria e o encanto do brincar. Nesse espaço a criança pode brincar sossegada, neste espaço também servem para proporcionar um momento entre as crianças e suas famílias.

Para Cunha (1994) a brinquedoteca  é um espaço onde as crianças ( e os adultos) vão para brincar livremente, com todo o estímulo a manifestação de as potencialidades e necessidades lúdicas.

A brinquedoteca serve para fazer as crianças felizes, uma brinquedoteca precisa ter magia, encanto, beleza e alegria.

Em uma brinquedoteca podemos encontrar grandes variedades de ambientes e de cantinhos que proporcionam os momentos de alegria da criança.

O ambiente na vida da criança hospitalizada aponta a importância da necessidade de se dar suporte seguro e acolhedor pelo brinquedo também à presença da família. (RAMOS, 2006).

De acordo com Dietz & Oliveira (2008) a exigência da existência de brinquedoteca em hospital que possua atendimento de crianças em regime de internação, hoje é obrigatória, e está amparada pela lei Federal 11.104 de 21/03/2005 (Brasil 2005). O seu reconhecimento pela Associação Paulista de Medicina, tem propiciado trabalhos junto a Associação Brasileira de Brinquedotecas (ABBri) no sentido de divulgar e investigar a importância do lúdico para a qualidade de vida da criança internada e para a humanização do hospital pediátrico.

A brinquedoteca hospitalar tem a finalidade de tornar a estadia da criança no hospital menos traumatizante e mais alegre, possibilitando assim melhores condições para sua recuperação ( CUNHA, 1994)

A importância da visita da família e o participar do brincar com a criança na brinquedoteca é fundamental para a criança que está hospitalizada. Esse momento favorece o relacionamento entre o paciente e seus familiares e também busca retornar o prazer do brincar no convívio das crianças, que estão passando pelo mesmo sofrimento.

OBJETIVO GERAL

O objetivo da brinquedoteca é proporcionar o desenvolvimento biopsicossocial no processo hospitalar.

OBJETIVO ESPECÍFICO

  1. Propiciar condições de desenvolvimento biológico e psicológico da criança.
  2. Atender as necessidades da criança no direito de brincar.
  3. Promover  momentos de distração que amenizem o sofrimento do tratamento.

METODOLOGIA

Nome: Brinquedoteca Sonho de Criança

Publico alvo: Crianças em tratamento de câncer

Local: Hospital

JUSTIFICATIVA

A brinquedoteca foi elaborada para defender os direitos das crianças, onde a criança vai brincar de forma prazerosa, pois o brincar é essencial para a saúde física emocional da criança.

A brinquedoteca  tem uma importância muito grande na vida de uma criança e associando este espaço de prazer com um ambiente nem tão agradável assim, como o ambiente hospitalar, criamos a  Brinquedoteca Sonho de criança.

Neste espaço a criança poderá ter momentos felizes junto com sua família. Nesses momentos a criança vai esquecer um pouco do seu sofrimento e sentir feliz por estarem junto com seus familiares se divertindo um pouco.

A família também sente mais feliz neste momento, pois está compartilhando junto com as crianças internadas algum momento de distração para esquecer um pouco os momentos de dor.

No ambiente hospitalar, a criança internada, está frágil e precisa de uma motivação para tentar contornar a situação vivenciada. Através da brincadeira, do jogo, a criança se descontrai, sorri, cria e inova, esquecendo, por alguns instantes, da dor que está vivenciando. Por isso a participação da família nesses momentos da criança e da grande importância para todos terem momentos agradáveis.

Referências

CUNHA, S.H.N. Brinquedoteca. Um mergulho no brincar. São Paulo 3.ed.Vetor, 2001.

DIETZ, K.G.O; Barros, D.V. Brinquedotecas hospitalares, sua análise em função de critérios de qualidade. São Paulo. Universidade Medodista de São Paulo. Bol.Acad. Paul.Psicol, 2008

DISPONIVEL NA INTERNET.Figura http://lx2005.blogspot.com/2007/12/dois-anos.html-(26 de Out 2009).

KISHIMOTO,T.M.. Jogo, Brinquedo, Brincadeira e a Educação. São Paulo. Ed.Cortez, 2º Ed.1997

MALUF, M.C.A. Brincar, Prazer e Aprendizado. Rio de Janeiro, 2.ed.Vozes, 2003.

MOTTA, B.A, ENUMO, F.R.S. Brincar no hospital, estratégia de enfrentamento da hospitalização infantil. Maringá. 2008

RAMOS, A M.Q.P . O ambiente na vida da criança hospitalizada. In E. Bomtempo,2006

WINNICOTT, D.W. O brincar e a Realidade. Rio de Janeiro, Imago, 1975

Contato:

Keila de Oliveira Paulin

keilaolivi@yahoo.com.br

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/psicologiaauto-ajuda-artigos/brinquedoteca-sonho-de-crianca-1542095.html

    Palavras-chave do artigo:

    crianca

    ,

    brincar

    ,

    brinquedoteca

    Comentar sobre o artigo

    O presente estudo tem o objetivo de relatar o funcionamento de duas brinquedotecas de Salvador após o surgimento da lei 11.104 de 21 de março de 2005, que obriga os hospitais com pediatria em regime de internação a implantarem brinquedoteca.

    Por: Jéssica Nascimento da Silval Saúde e Bem Estarl 16/03/2010 lAcessos: 1,968
    Jocsan Pires Silva

    Este artigo trata da importância das atividades lúdicas na recuperação de crianças hospitalizadas em um hospital público através da Brinquedoteca Hospitalar.

    Por: Jocsan Pires Silval Educação> Ensino Superiorl 12/01/2011 lAcessos: 2,949

    O presente artigo objetiva-se por em pauta a importância do brincar para o desenvolvimento completo da criança em seu aspecto social, emocional, intelectual e cognitivo. Articulando, assim, sobre a importância da brinquedoteca escolar como meio de suprir parte dessa carência lúdica; visto que as crianças de hoje em dia quase não brincam e não criam em função de receberem tudo pronto, onde só precisam dar um comando e tudo funciona maravilhosamente bem.

    Por: Edna Amaral Simonl Educação> Educação Infantill 02/10/2012 lAcessos: 1,856
    Simoni Caldeira da Fonseca

    Autores: Simoni Caldeira / Marli Regina Fernades da Silva. O presente trabalho aborda a importância da brinquedoteca hospitalar na recuperação das crianças hospitalizadas, pois toda criança necessita de momentos de descontração, recreação, onde usa o imaginário, a fantasia e criam seu mundo de possibilidades. Esta pesquisa abordou a importância e os benefícios de uma brinquedoteca em ambiente hospitalar e em clinica pediátrica.

    Por: Simoni Caldeira da Fonsecal Educação> Educação Infantill 05/04/2011 lAcessos: 3,615 lComentário: 1

    Na correria de cada dia não está programado o tempo pra a criança se encontrar consigo mesma e descobrir o que gosta de fazer. A brinquedoteca é um espaço desenvolvido para o autoconhecimento, o prazer, a afetividade, a empatia, a automotivação e a sensibilidade, facilitando o equilíbrio da criança. A ideia de se ter brinquedotecas em escolas públicas é relativamente nova, iniciou-se nos anos 80. Surgiu, pela primeira vez em 1981, com a criação da Primeira Brinquedoteca Brasileira na Escola Indi

    Por: Edneusa S. de Oliveira Salesl Educação> Educação Infantill 10/02/2013 lAcessos: 87
    noeli flor

    A brinquedoteca na escolar é um espaço de ensino e aprendizagem, preparado para estimular a criança brincar, respeitando a sua individualidade de criar e aprender. As atividades desenvolvidas na brinquedoteca escolar são caracterizadas num trabalho multidisciplinar com enfoque pedagógico de acordo com as experiências vivenciadas no seu contexto familiar e social. Os profissionais e o ambiente devem objetivar no espaço o valor do brinca no desenvolvimento da criança.

    Por: noeli florl Educação> Educação Infantill 12/07/2013 lAcessos: 96
    Welinton dos Santos

    Brincar é coisa séria, realmente, essencial para a saúde física, intelectual e emocional do ser humano.

    Por: Welinton dos Santosl Saúde e Bem Estar> Medicinal 06/06/2012 lAcessos: 115
    Liamara Lucia de Almeida Cacho

    Esse artigo pretende mostrar a importância de se criar cantinhos na Educação Infantil e também nos anos iniciais, uma vez que a sala de aula deve ser um ambiente prazeroso para se desenvolver todas as atividades. Como brincadeiras tradicionais, modernas, brinquedos pedagógicos, filmes, leituras, informática e oficinas. Brincar e interagir com as crianças são experiências agradáveis e incomparáveis com qualquer outro tipo de atividade já realizada durante o curso de Pedagogia.

    Por: Liamara Lucia de Almeida Cachol Educação> Educação Infantill 03/12/2013 lAcessos: 100

    Este artigo retrata o perfil de um brinquedista, sua sensibilidade, entusiasmo, determinação e metodologia na realização do seu trabalho. É um profissional diferenciado que auxilia no desenvolvimento afetivo, cognitivo e social da criança através do seu espaço de trabalho, a Brinquedoteca, melhor dizendo atua com atividades lúdicas. Através do brincar, descobrimos nossos sentimentos e aprendemos a socializar.

    Por: Andréia Osvaldt Moscardinil Educaçãol 11/04/2013 lAcessos: 147
    Tiago

    O mergulho interior é o caminho para a descoberta a que todos necessitamos e batalhamos em desvendar, a essência e parte desta descoberta surge quando a pessoa se dá conta que as respostas se encontram nela mesma, ou seja dentro de você!

    Por: Tiagol Psicologia&Auto-Ajudal 18/10/2014
    Tiago

    Aprenda a transformar e manifestar seus poderes únicos sobre qualquer área de sua vida, envie luz e amor para qualquer local do mundo,intensifique a alegria e a felicidade de viver, proporcione a diversão e tranquilidade a si mesmo.

    Por: Tiagol Psicologia&Auto-Ajudal 15/10/2014

    A ansiedade é um sentimento caracterizado de desconforto ou tensão decorrido da antecipação de perigo, de algo desconhecido. Um estado de humor desconfortável, gerando inquietação e apreensão interna em relação ao futuro. Quando muito exacerbada, causa prejuízo na vida do indivíduo e desenvolve o Transtorno de ansiedade Generalizada, que é uma ansiedade crônica, que geralmente leva o paciente a sofrer com exagero estado de ansiedade durante muito tempo. Objetivo principal foi pesquisar se o Tra

    Por: ELIZETE RIBEIRO SALESl Psicologia&Auto-Ajudal 14/10/2014 lAcessos: 13
    Tiago

    Chega de falsos conceitos, aproveite a vida e realize seus sonhos como sempre almejou ,agora é o momento entregue-se ao seu poder de criação!

    Por: Tiagol Psicologia&Auto-Ajudal 14/10/2014
    Tiago

    Há reservado o momento em que os caminhos se liberarão e cada um e acordo com suas consciência escolhera qual melhor seguirá.

    Por: Tiagol Psicologia&Auto-Ajudal 11/10/2014 lAcessos: 15
    Tiago

    Ajude na cocriação de um ambiente onde a ajuda mútua, o carinho, a compreensão e a gentileza façam parte de sua vida seja da melhor forma que preferir...

    Por: Tiagol Psicologia&Auto-Ajudal 07/10/2014
    Tiago

    Há muito mais em nosso grandioso planeta Terra que ainda é mantido em segredo, assim como alguns portais de transporte dimensional que estão abertos e revelados para quem quiser aventurar-se basta apenas elevar a consciência e descobrir os muitos mundos existentes pelo maravilhoso Universo.

    Por: Tiagol Psicologia&Auto-Ajudal 06/10/2014 lAcessos: 13
    Tiago

    Cada passo dado uma conquista inesperada,a alma de um guerreiro é cercada de mistério com desafios e ações de seu aprimoramento natural...O guerreio já está desperto!

    Por: Tiagol Psicologia&Auto-Ajudal 06/10/2014

    Trabalho apresentado na disciplina de Saúde Mental, foi observado relatos de cinco pacientes vindo de uma clinica de recuperação em atendimento no Ambulatório de Saúde Mental. O Ambulatório de Saúde Mental tem por objetivo o tratamento, a reabilitação e reinserção social, como também a promoção da saúde mental.

    Por: Keila de Oliveira Paulinl Saúde e Bem Estarl 30/06/2011 lAcessos: 484

    Alguns dos direitos dos idosos segundo o Estatuto do Idoso. Cabe a sociedade em geral fazer uso desse Estatuto.

    Por: Keila de Oliveira Paulinl Saúde e Bem Estarl 17/01/2011 lAcessos: 270

    O objetivo dessa pesquisa é avaliar a ocorrência e o nível de estresse em crianças que tiveram seus pais separados e como é a relação pai e filho após a separação conjugal. Especificamente pretende-se avaliar o nível de estresse das crianças após a separação, identificar os motivos de estresse vividos pela criança e a interação dessas crianças com os pais após a separação.

    Por: Keila de Oliveira Paulinl Educação> Educação Infantill 17/01/2011 lAcessos: 1,231

    Verificar quais as expectativas dos alunos de uma escola do Ensino Médio, sobre o futuro O trabalho em grupo é um momento de troca, uma oportunidade de construir coletivamente o conhecimento. Por meio dessa prática, o aluno se relaciona de modo diferente com o saber.

    Por: Keila de Oliveira Paulinl Educação> Educação Infantill 26/08/2010 lAcessos: 1,711

    Verificar se há correlação entre o abandono infantil e o transtorno de conduta em crianças e adolescentes do sexo masculino que foram abandonadas que estejam nas instituições pesquisadas.

    Por: Keila de Oliveira Paulinl Psicologia&Auto-Ajudal 04/08/2010 lAcessos: 2,864 lComentário: 1

    Maria Montessori era uma educadora italiana, nasceu em 1870 e morreu em 1952. Doutorou-se em medicina pela Universidade de Roma. Aos 25 anos começou a dedicar-se às crianças especiais, na clínica da universidade de Roma.

    Por: Keila de Oliveira Paulinl Educação> Educação Infantill 04/08/2010 lAcessos: 4,277

    Verificar como é o relacionamento dos professores em uma escola particular na cidade de Curitiba. E propor uma proposta de intervenção para melhorar o relacionamento dentro da escola.

    Por: Keila de Oliveira Paulinl Educação> Educação Infantill 03/08/2010 lAcessos: 2,222

    A violência dentro do ambiente intrafamiliar está cada vez mais atingindo nossas crianças, é importante estar atento ao comportamento das crianças. A proposta de intervenção para atendimento teria que ser um atendimento familiar, porque a criança e a família e o próprio abusador estão inseridos no contexto que envolve o abuso.

    Por: Keila de Oliveira Paulinl Psicologia&Auto-Ajudal 31/07/2010 lAcessos: 1,266

    Comments on this article

    1
    kelen 23/11/2010
    Oi tudo bem Gostaria de saber se voce tem mais material sobre o brincar a brinquedoteca hospitalar estou fazendo minha monografia sobre este tema
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast