Esquizofrenia/Doença Mental

Publicado em: 01/05/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 6,738 |
ESQUIZOFRENIA / DOENÇA MENTAL

 

HARRY STACK SULLIVAN (1962), que dedicou a sua vida ao tratamento da esquizofrenia, acreditava que a etiologia da doença era resultado de dificuldades interpessoais precoces, principalmente nas relações pais-criança.  Segundo SULLIVAN não existe qualquer período de desenvolvimento quando o humano existe fora do reino das relações interpessoais.

 

A palavra esquizofrenia significa literalmente mente dividida (do grego skhizo=dividir, separar, fender + phren=mente). É uma doença mental grave e profundamente perturbadora que ocorre em indivíduos com características psicológicas singulares. É uma psicopatologia que requer tratamento ao longo da vida do paciente. Segundo VAN DEN BERG (1966) o termo foi criado pelo suíço Eugênio. Bleuler em 1911, para designar um grupo de psicoses endógenas. Anteriormente o famoso psiquiatra do fim do século XIX e início do XX, 1856-1926, Emilio. Kraepelin dera o nome de dementia praecox, hoje obsoleto. Kraepelin foi professor da Universidade de Munique e diretor do Instituto Psiquiátrico na mesma cidade. Bleuler foi professor em Zurique e diretor do Instituto Burghölzli, perto de Zurique. Kraepelin reduzira a uma única doença, demência precoce, as três doenças já conhecidas desde há muito tempo, ou seja, a hebefrenia, a catatonia e a demência paranóide. (Van Den Berg, 1966)

 

A esquizofrenia é nos dias de hoje, um problema de saúde pública, cuja importância vem crescendo em países em desenvolvimento. Seu índice de morbidade é alto, ou seja, 60% dos pacientes recebem benefícios por invalidez após um ano de doença nos Estados Unidos, assim como sua mortalidade (índice de suicídio de 10%). É uma doença que ocorre em todas as sociedades e ao redor do mundo em proporção equivalente, um pouco maior nas áreas urbanas  e de baixo nível socioeconômico.. Os sintomas começam a se manifestar na adolescência ou início da idade adulta, nos homens entre 17 e 27 anos e nas mulheres entre 17 e 37 anos. (Louzã Neto, 1995)

 

De acordo com LOUZÃ NETO (1995), o diagnóstico é feito pela presença de um conjunto de sintomas, assim a anamnese de um paciente esquizofrênico tem como objetivo obter a história da doença, o passado do paciente, eventos de vida significantes, entendimentos de suas experiências e suas atitudes em relação a pessoas e circunstancias.

 

Portanto as seguintes informações devem estar contidas numa avaliação:

 

# razões do encaminhamento ou  da avaliação, porque o paciente veio

# queixas e duração

# história da doença atual, e os prejuízos possíveis como mudanças nas relações interpessoais,,no casamento, na vida sexual,na vida social e no trabalho,,alterações de sono,apetite,peso,,hábitos de beber e fumar,mudanças na capacidade de tomar decisões, de ter responsabilidades e de se comunicar com outras pessoas

# antecedentes familiares, e no caso de adoção, tentar obter os registros da família biológica bem como da família social.

# antecedentes pessoais

# história médica como as doenças na infância, cirurgias, traumas, etc.

# antecedentes psiquiátricos

# personalidade, se houve alguma mudança.

# exame psíquico

                             (Louzã Neto, 1995)

CURSO E PROGNÓSTICO (Louzã Neto, 1995)

A esquizofrenia se desenvolve em fases

A fase prodrômica

Dura em média de 1 a 2 anos, com alterações de humor e ansiedade, seguidas de diminuição da volição, isolamento social, e alterações cognitivas como dificuldade de atenção e concentração. (Woods et col. 2001).

A fase psicótica

Pode se iniciar de forma abrupta ou insidiosa, e o diagnóstico demora em média, de 1 a 2 anos, retardando assim o tratamento adequado.

Esta pode ser dividida em outras três fases:

a) fase aguda  com sintomas psicóticos floridos

b) fase de estabilização que ocorre após o tratamento da fase aguda

c) fase estável com os sintomas negativos ou positivos residuais menos graves do que na fase aguda     (McGlashan, 1999).

 

A mortalidade de pacientes com esquizofrenia é aproximadamente 2 a 4 vezes maior do que na população geral (Brown et cols. 2000).

 

Cerca de 4 a 10% dos pacientes cometem suicídio, sendo as taxas mais altas entre homens (Simpson et cols. , 1996)

 

 A esquizofrenia caracteriza-se por acentuada perda de contato com a realidade, uma grave divisão ou mesmo fragmentação da personalidade, ou seja, uma dissociação, destruição e decadência. Existe na mente do paciente, uma formação de um mundo conceptual excessivamente determinado pelo sentimento, e também ocorrências de sintomas que assinalam uma deterioração progressiva.  O paciente fica ensimesmado, desaparece toda a coerência, ou pelo menos ela situa-se num plano diferente, o que torna difícil sonda-la ou até percebê-la... A doença ou o grupo de doenças constitui ainda nos dias de hoje, um enigma. Sua prevalência atinge 1% da população mundial, e pode ter início por volta dos 15 anos em homens e mulheres, mas pode ocorrer também na infância, e na  meia idade.(Gabbard, 2006)

 

De acordo com GABBARD (2006) os fatores genéticos têm um papel no desenvolvimento da esquizofrenia, bem como os fatores ambientais. Entre os possíveis está lesão no nascimento, infecção viral durante a gestação, problemas no suprimento de sangue na vida intra-uterina, fatores dietéticos, intercorrencias no desenvolvimento e certos traumas infantis.

 

Apenas 10% dos pacientes esquizofrênicos, são capazes de ter um bom funcionamento com o uso de medicação antipsicótica, e hospitalização breve. Os 90% restantes, podem se beneficiar de abordagens de tratamento como psicoterapias individuais ou de grupo, abordagens familiares e treinamento de habilidades para um bom manejo da esquizofrenia. Não existe uma fórmula de tratamento para a esquizofrenia, ela é uma doença heterogênea com manifestações clínicas multifatoriais. (McGlashan et cols. 1989).

 

Segundo VAN DEN BERG (1966) se um dos pais é esquizofrênico, o filho ou a filha tem 16

Avaliar artigo
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/psicologiaauto-ajuda-artigos/esquizofreniadoenca-mental-896131.html

    Palavras-chave do artigo:

    esquizofrenia

    ,

    doenca mental

    ,

    psicose

    Comentar sobre o artigo

    A resposta sexual costuma alterar-se na doença mental, mas o transtorno varia com o tipo de doença e, bem assim, com fatores individuais. A diminuição do desejo é tão característica da depressão que representa sintoma importante no diagnóstico.

    Por: Wagner Paulonl Saúde> Medicinal 30/05/2008 lAcessos: 398

    Popularmente há uma tendência em se julgar à sanidade da pessoa, de acordo com seu comportamento, de acordo com sua adequação às conveniências sócio-culturais como, por exemplo, a obediência aos familiares, o sucesso no sistema de produção, a postura sexual, etc.

    Por: Alexandre Vieiral Saúdel 20/01/2009 lAcessos: 74,154 lComentário: 21

    Grave distúrbio mental, ou psicose grave, que implica em perda de contato com a realidade e desorganização ou desintegração temporária ou permanente da personalidade. Derivado de "esquizo" separação e "frenia", mente, o nome alude a uma separação entre a mente e a realidade. A esquizofrenia é a forma mais corrente de doença mental e compreende a quarta parte de todos os casos de doenças mentais.

    Por: Wagner Paulonl Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 09/06/2008 lAcessos: 1,670 lComentário: 1

    A palavra psicose foi grafada pela primeira vez em 1845, por um psicólogo alemão, Feuchtersleben, e apareceu no ano seguinte, pela primeira vez, no Zeitschrifte fur Psychiatrie und Gerichtliche Medizin (Jornal de Psiquiatria e Medicina Forense).

    Por: Wagner Paulonl Saúdel 09/07/2010 lAcessos: 1,087

    A palavra esquizo é uma variante do grego schízein que alinhada à outra palavra tem como sinonímia básica fender e separar. A palavra frenesi tem derivação latina phrenesis, e francesa frénésie tem como sinônimos: delírio, desvario, tresvaria, associando-se ao entusiasmo delirante; excitação, arrebatamento ou atividade sucessiva; agitação, impaciência, inquietação, bem como impertinência, importunidade, enfado. Já a palavra frenética (o) tem a derivação latina phreneticu e sua adjetivação repres

    Por: Antonio Paiva Rodriguesl Saúde> Medicinal 12/05/2009 lAcessos: 2,354 lComentário: 1

    Uma das formas de psicose, doença mental grave, é a psicose maníaco-depressiva. A psicose maníaco-depressiva pode instalar-se em qualquer idade, mas prevalece no grupo de 20 a 60 anos. Na fase maníaca, a pessoa pode dar mostras de uma energia tremenda, atividade incessante e bem-estar exagerado. Pode exigir atenção agressivamente, expressando seus desejos sem cessar

    Por: Wagner Paulonl Saúde> Medicinal 29/05/2008 lAcessos: 323,736 lComentário: 9

    Define-se esquizofrenia como "um grupo de desordens que se manifesta por distúrbios característicos do pensamento, humor e comportamento”. As esquizofrenias, nas quais a alteração do estado mental é atribuível primeiramente a uma perturbação do pensamento, devem ser distinguidas das doenças afetivas maiores, nas quais predomina uma desordem do humor. Os estados paranóide se distinguem da esquizofrenia pela exigüidade de suas distorções da realidade e pela ausência de outros sintomas psicóticos. Em 1911 Eugen Bleuler chamou a síndrome "esquizofrenia", enfatizando mais a cisão das funções psíquicas do que uma progressão inexorável "rumo ao abismo". Na atualidade, o termo "esquizofrenia" denota uma constelação clínica de sinais e sintomas.

    Por: Wagner Paulonl Notícias & Sociedade> Desigualdades Sociaisl 09/06/2008 lAcessos: 1,045
    evelyn vinocur

    A respeitada Revista Médica Archives of General Psychiatry fala sobre um estudo que pode revolucionar a polêmica área dos distúrbios psicóticos. E melhor: de modo natural e sem efeitos colaterais.

    Por: evelyn vinocurl Saúde> Medicinal 07/02/2010 lAcessos: 2,929 lComentário: 1

    O envelhecimento é inevitável e condiciona o ser humano a um progressivo decréscimo nas funções fisiológicas, em particular as funções cerebrais, favorecendo o aparecimento de transtornos mentais típicos e mais comuns da velhice como a demência, depressão, ansiedade, delirium e transtornos psicóticos segundo Filho e Netto (2006). A demência apresenta prevalência muito alta na população idosa, dobrando a cada cinco anos após os 65 anos de idade. Definida por Filho e Neto (2006), como uma síndrome com múltiplas causas, sendo a Doença de Alzheimer (DA) a principal causa de demência em idosos. O presente artigo tem como objetivo apresentar um estudo sobre a Doença de Alzheimer e seu impacto sobre os cuidadores. Será uma pesquisa bibliográfica de caráter exploratório com abordagem qualitativa para que possamos melhor entender a doença e de que forma ela influência a vida das pessoas que tem no seio familiar um portador desta patologia.

    Por: Vanni de Jesus Silva Camposl Saúde> Medicinal 17/04/2009 lAcessos: 6,917 lComentário: 4

    Discussão pessoal sobre a felicidade. A felicidade é uma das naturezas básicas do homem, é essência. Se está dentro de cada um, porque não somos inteiramente felizes?

    Por: Conselheirol Psicologia&Auto-Ajudal 19/07/2014 lAcessos: 12
    Sam Pua

    QUEM TESTAR PRIMEIRO POSTA OS RESULTADOS Efeito Você pede a alguém para que escreva 3 memórias , cada uma em um pedaço de papel diferente.

    Por: Sam Pual Psicologia&Auto-Ajudal 08/06/2014 lAcessos: 11
    Moisés Felix de Oliveira

    O presente trabalho tenta mostrar que a Psicologia Transpessoal vai além da consciência usual transcendendo a visão da psique dada pela Psicanálise, Behaviorismo e o Humanismo, mostrando que o Ser tem uma consciência em potencial que vai além das visões anteriores, pois uma grande gama de fenômenos experimentado e que vão além dos sentidos.

    Por: Moisés Felix de Oliveiral Psicologia&Auto-Ajudal 28/05/2014

    Um problema é sempre uma oportunidade de crescimento. Não se desesperar perante um problema é algo essencial para resolvê-lo. A medida que você resolvendo mais problemas maior se torna sua capacidade e isso se torna um ciclo virtuoso

    Por: Luan Freitas de Oliveiral Psicologia&Auto-Ajudal 22/05/2014 lAcessos: 18
    Gab Salles

    Todos sabemos que manter uma vida organizada não é tarefa fácil pra ninguém. Afinal, são tantos os afazeres do dia a dia, tantas informações coletadas nessa era digital e se torna tão difícil manter o foco necessário para a realização de cada coisa. Você alguma vez já sonhou em ter uma vida organizada? Já refletiu sobre os benefícios que isso pode te trazer? Eu encontrei um site maneiro que está me ajudando a me tornar uma pessoa mais completa começando por ter uma vida organizada. Vamos lá!

    Por: Gab Sallesl Psicologia&Auto-Ajudal 15/05/2014 lAcessos: 11
    Pura Qualidade de Vida

    Como atingir a paz de espírito e o equilíbrio através das nossas ações.

    Por: Pura Qualidade de Vidal Psicologia&Auto-Ajudal 26/02/2014 lAcessos: 42
    Luciano Lima

    Quanto mais estudamos autoconhecimento, mais gostamos de nós mesmos, por que isso nos amplia a autoestima, nos da mais conhecimento de vida e trás atona um potencial enorme, muitas vezes escondido dentro de nós, aguardando novas possibilidades para sair da toca. Saiba mais sobre desenvolvimento pessoal.

    Por: Luciano Limal Psicologia&Auto-Ajudal 08/02/2014 lAcessos: 28
    Luciano Lima

    Um dom natural que as pessoas possuem, mas ainda não sabem utilizá-los da forma correta e neste artigo vou falar sobre isso

    Por: Luciano Limal Psicologia&Auto-Ajudal 01/02/2014 lAcessos: 91
    suely bischoff machado de oliveira

    Observamos muito amiude em nossa sociedade, as precariedades de uma competição, deteriorando a cooperação...............

    Por: suely bischoff machado de oliveiral Psicologia&Auto-Ajudal 06/05/2009 lAcessos: 894
    suely bischoff machado de oliveira

    Afeto para a psicologia...............Afeto dentro da visão freudiana como sendo a mais pura expressão da quantidade de energia pulsional frente às variações de manifestações no comportamento humano...............

    Por: suely bischoff machado de oliveiral Psicologia&Auto-Ajudal 06/05/2009 lAcessos: 10,397
    suely bischoff machado de oliveira

    Dentro da Psicologia a perversão constitui um comportamento que merece ser melhor observado nas crianças...........É mesmo um desvio comportamental..........A criança é um ser perverso polimorfo.............

    Por: suely bischoff machado de oliveiral Psicologia&Auto-Ajudal 06/05/2009 lAcessos: 7,377
    suely bischoff machado de oliveira

    A alma representa um conjunto de faculdades intelectuais e morais do homem...............Pode ser um conceito filosófico,religioso,etc................

    Por: suely bischoff machado de oliveiral Psicologia&Auto-Ajudal 06/05/2009 lAcessos: 5,180
    suely bischoff machado de oliveira

    A alegria faz parte da natureza humana............A psicanálise preconiza o alcance de um bem estar, de um prazer............O hedonismo como uma busca do prazer supremo............

    Por: suely bischoff machado de oliveiral Psicologia&Auto-Ajudal 06/05/2009 lAcessos: 922
    suely bischoff machado de oliveira

    A mente significa o intelecto de um indivíduo......Ela é considerada este notável equipamento do homem chamado cérebro................

    Por: suely bischoff machado de oliveiral Psicologia&Auto-Ajudal 06/05/2009 lAcessos: 7,536 lComentário: 1
    suely bischoff machado de oliveira

    Nossa mãe como uma figura primeira do sentimento denominado amor.............

    Por: suely bischoff machado de oliveiral Psicologia&Auto-Ajudal 01/05/2009 lAcessos: 868
    suely bischoff machado de oliveira

    A amizade quase sempre é uma conexão imperfeita, e o ser humano é por excelencia ambivalente...........

    Por: suely bischoff machado de oliveiral Psicologia&Auto-Ajudal 01/05/2009 lAcessos: 448

    Comments on this article

    6
    jose celestino nascimento 06/11/2009
    sou portador de esquizofrenia; tomo ziprex mais sinto muita tristeza.angustia amargura nem pareçe que sou deste mundo muitas vesesja desejei a morte como unica soluçao,sou uma pessoa estranha no mundo ninguem me entende me tratam de coitadinho por favor me ajudem.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast