Estilo De Liderança Feminino: Ser Diferente Não É Ser Deficiente

Publicado em: 26/10/2009 |Comentário: 1 | Acessos: 1,011 |

As empresas tendem a preferir o estilo de liderança de comando e controle onde procuram encontrar soluções rápidas para os problemas, que são características masculinas. Enquanto as mulheres possuem em sua maioria, um estilo de liderança mais interativo que enfatiza a formação de consenso, bem-estar com a ambiguidade e a partilha de poder e informações. Diante deste fato, as mulheres não são vistas como possíveis líderes, por apresentarem características diferentes daquelas que são consideradas as melhores, condicionando-as muitas vezes a ocupar cargos inferiores, mesmo que tenham condições e até mesmo mais capacitação para ocupar cargos mais elevados.

Ser diferente daquilo que se está habituado pode ser configurado como deficiência. Isto está presente não só no ambiente organizacional, mas também na sociedade. Não são apenas as mulheres que sofrem com a discriminação e marginalização, ainda que sutis, mas todas as classes que são consideradas minoria: índios, negros, homossexuais, deficientes e todos aqueles que são diferentes seja na aparência, no comportamento ou na forma de pensar. Só porque alguém não é como desejamos, não podemos tratá-lo como um ser de outro planeta ou de forma preconceituosa. Se numa empresa todos os funcionários são do sexo masculino e de cor branca e são contratados dois funcionários, sendo um homem de cor negra e uma mulher para ocupar determinados cargos, os demais funcionários poderão referir-se aos companheiros recém-contratados como: “o funcionário negro” ou “a funcionária mulher”, por exemplo. Conviver com aquilo que não se está habituado pode gerar conflitos e causar marginalização do “ser diferente”. É preciso criar uma mentalidade de que todos são iguais independente da forma que se apresentem e que estes podem trazer contribuições importantes para o meio em que se inserem.

No Brasil as mulheres são maioria na população e estão cada vez mais presentes em ambientes que antes eram exclusivos dos homens. Mas ainda há uma forte resistência das empresas em geral de confiar cargos de chefia às mulheres pelo fato de serem diferentes na forma de liderança. As mulheres sofrem desvalorização pessoal quando ingressa no mercado de trabalho de diferentes formas. Ela deve ter muito cuidado ao vestir-se para não ser taxada de “sexy”, “pouco profissional” ou “muito masculina”. E também a desvalorização no nível organizacional quando a diferença é visto como deficiência e a mulher assume tarefas e posições secundárias. Um exemplo clássico é o das grandes organizações onde uma mulher raramente alcança o cargo de vice-presidente e quando conseguem, acabam assumindo papel de apoio sem muita autoridade para tomar decisões importantes. Quando uma mulher ocupa posição de executiva de alto nível, por exemplo, quase sempre ela é a única entre muitos homens assumindo assim, a responsabilidade de representar as demais mulheres sendo a “executiva símbolo” da organização.

Avaliar artigo
5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 24 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/recursos-humanos-artigos/estilo-de-lideranca-feminino-ser-diferente-nao-e-ser-deficiente-1383585.html

    Palavras-chave do artigo:

    lideranca

    ,

    mulher

    ,

    mercado de trabalho

    Comentar sobre o artigo

    Natanael Gomes Filho

    Uma visão simplificada do complexo mercado de trabalho para as mulheres

    Por: Natanael Gomes Filhol Negócios> Administraçãol 27/02/2010 lAcessos: 428 lComentário: 1

    Empresária norte-americana, Sheryl Sandberg, foi chefe operacional do Facebook. No ano passado, passou a liderar o conselho da empresa, tornando-se a primeira mulher no cargo.

    Por: Victor Forcinitol Negóciosl 21/01/2014 lAcessos: 15
    Sonia Jordão

    Dizem que os homens têm mais neurônios que as mulheres. Talvez porque precisem disso para conseguir chegar aos mesmos resultados que as mulheres. Até porque elas possuem mais sinapses (conexões, comunicações entre os neurônios). Mas no fundo, mesmo isso não faz a menor diferença.

    Por: Sonia Jordãol Negócios> Gestãol 29/11/2010 lAcessos: 106

    Leia agora dicas e maiores informações neste artigo sobre "O Mercado de trabalho para as mulheres".

    Por: Maria Viollantel Carreira> Gestão de Carreiral 25/07/2011 lAcessos: 58

    As mulheres são maioria na população e extremamente capazes de competir em condições igualdade com qualquer homem e são tão preparadas quanto eles para assumir qualquer cargo ou posição de destaque dentro de uma organização. No entanto, elas trabalham, muitas vezes, de maneira informal e em posições que exigem menos capacitação e recebem salários muito baixos. Homens e mulheres são tratados de maneira diferenciada, uma realidade que precisa ser mudada.

    Por: Janire Mellol Carreira> Recursos Humanosl 26/10/2009 lAcessos: 461
    Wagner Campos

    Durante séculos os homens dominaram as sociedades. Sempre foram líderes, reis, guerreiros. Conquistaram aldeias, reinados inimigos e até continentes. Considerando as enormes responsabilidades guerreiras, intelectuais e de lideranças, contavam com a submissão de suas mulheres (literalmente suas, pois em alguns casos eram mais do que uma). Mulheres sem poder e sem liberdade. A fragilidade feminina não proporcionava posições de destaque, respeito, decisão ou liderança.

    Por: Wagner Camposl Carreiral 02/03/2008 lAcessos: 1,670 lComentário: 1

    Dados das Nações Unidas indicam que 80% dos participantes de militância ecológica são mulheres, o que talvez se deva ao movimento feminista, que desde a década de 70 defende a ideia de que o meio ambiente natural é feminino e, por este motivo, a proteção da natureza estaria ligada à emancipação da mulher e sua maior influência no desenvolvimento local e global.

    Por: Central Pressl Carreiral 14/07/2014
    Juliana Ulguim

    Neste artigo foram analisadas questões sobre as etapas do Comportamento Organizacional e Marketing Pessoal. A estrutura social do comportamento organizacional e suas reflexões, a importância de valores, atitudes e características pessoais do colaborador. Aborda também a influência dos mecanismos de controle do comportamento dos colaboradores para a organização atingir seus objetivos.

    Por: Juliana Ulguiml Negócios> Administraçãol 28/10/2012 lAcessos: 96
    Sonia Jordão

    O fato, do qual não podemos negar, é que atualmente a presença feminina no mercado de trabalho só tem aumentado. E nada mais natural do que encontrá-las atuando como líderes.

    Por: Sonia Jordãol Negóciosl 30/10/2012 lAcessos: 50

    O índice crescente de criminalidade tem afetado principalmente os grandes centros urbanos brasileiros, colocando muitas empresas, profissionais e pessoas em uma situação onde o investimento em segurança privada passou a ser essencial para a proteção de seus imóveis, investimentos, empresas, negócios e até mesmo a integridade. Diante disso, a busca por profissionais de segurança e vigilância privada nunca esteve tão alta.

    Por: lucasschirml Carreira> Recursos Humanosl 16/06/2014
    Elisângela da Silva Pereira

    Este artigo trata sobre a geração Y, que é grande maioria dos trabalhadores de hoje. É uma geração que nasceu durante as mudanças tecnológicas, tornando-se bastante qualificada e exigente.Por isso, é importante que as empresas estejam abertas para reter estes profissionais e satisfazer suas necessidades.

    Por: Elisângela da Silva Pereiral Carreira> Recursos Humanosl 02/06/2014 lAcessos: 17

    O presente artigo tem por natureza e objetivo esclarecer como se dá as politicas de recrutamento, seleção, treinamento e retenção de pessoas talentosas nas organizações contemporâneas, por entender que administrar com as pessoas requer das organizações um novo olhar para as pessoas inseridas em seu quadro funcional e uma leitura social e ambiental cada vez mais humana para interagir com o tempo vigente e entender as tendências futuras no mundo dos negócios.

    Por: Luciano Silva Nevesl Carreira> Recursos Humanosl 01/06/2014 lAcessos: 22
    Bárbara Pereira Alves

    No respectivo trabalho, abordaremos como se processa o recrutamento e a seleção de pessoas e o intuito de tais abordagens, de modo que possamos nos aprofundar no Processo de Recursos Humanos. O presente trabalho se desenvolve relatando questões da organização e principalmente das "pessoas", afinal, o mais importante é o capital intelectual, e não o financeiro. Recrutamento e Seleção como iremos discutir adiante, são "processos de atração" e a escolha geralmente não são simples.

    Por: Bárbara Pereira Alvesl Carreira> Recursos Humanosl 30/05/2014 lAcessos: 28
    Elisângela Pereira

    As redes sociais vieram para ficar e isso todo mundo já sabe, embora ainda exista uma pequena parcela de pessoas a que consideram ser uma perda de tempo. Este texto trata da importância das redes sociais no trabalho, já que tanto empresa quanto os funcionários utilizam todos os dias destas ferramentas para espreitar relacionamentos. Apresentando algumas dicas de etiqueta de como usá-la com bom senso.

    Por: Elisângela Pereiral Carreira> Recursos Humanosl 09/05/2014
    Elisângela Pereira

    O ritmo frenético do dia a dia e as crescentes responsabilidades que são impostas no trabalho, entre diversos fatores contribuem para a elevação da carga de estresse em nossas vidas

    Por: Elisângela Pereiral Carreira> Recursos Humanosl 09/05/2014 lAcessos: 11
    Elisângela Pereira

    Para encontrar a felicidade no trabalho, é preciso entender o conceito de felicidade. E praticar algumas condutas como forma de relaxamento. Também possuir paciência e acima de tudo ter atitude de querer ser feliz.

    Por: Elisângela Pereiral Carreira> Recursos Humanosl 09/05/2014
    Alexandre Aschenbach

    O dia a dia nos leva a enxergar as coisas cada vez mais de longe e, consequentemente, estreita nosso campo de visão nos detalhes. Somos tomados pelo todo, consumidos pelas impressões que, nem sempre, são verdadeiras.

    Por: Alexandre Aschenbachl Carreira> Recursos Humanosl 24/04/2014 lAcessos: 14

    O que será que os ricos fazem para continuarem ricos e ganharem cada vez mais, enquanto os pobres ficam mais pobres com o passar dos dias? Qual o segredo dos ricos? Como eu posso ficar rico? Estudar, ter boas notas, conseguir um bom emprego ou ser funcionário público resolve o problema? Quantas pessoas passaram a vida inteira estudando, tiraram boas notas, conseguiram um bom emprego público ou privado mas vivem endividados? O que fazer então para ficar rico? É o que você descobrirá a seguir.

    Por: Janire Mellol Finanças> Finanças Pessoaisl 23/01/2010 lAcessos: 2,369 lComentário: 3

    Internacionalizar-se no cenário atual não é uma opção, trata-se de uma necessidade e trás vantagens às organizações que desejam ampliar seus mercados como: maiores ganhos, aumento da competitividade e reconhecimento nacional. Mas nem sempre os resultados são satisfatórios e podem trazer problemas se o planejamento não for feito da maneira correta.

    Por: Janire Mellol Negócios> Pequenas Empresasl 21/01/2010 lAcessos: 1,418 lComentário: 2

    As mulheres são maioria na população e extremamente capazes de competir em condições igualdade com qualquer homem e são tão preparadas quanto eles para assumir qualquer cargo ou posição de destaque dentro de uma organização. No entanto, elas trabalham, muitas vezes, de maneira informal e em posições que exigem menos capacitação e recebem salários muito baixos. Homens e mulheres são tratados de maneira diferenciada, uma realidade que precisa ser mudada.

    Por: Janire Mellol Carreira> Recursos Humanosl 26/10/2009 lAcessos: 461

    Durante muito tempo as mulheres dedicaram-se exclusivamente aos cuidados do marido, da casa e dos filhos. Atualmente, o pai perdeu espaço e autoridade na família, mesmo assim, a mulher continua a ser a única responsável pelo serviço doméstico.Trabalhar fora de casa é uma conquista recente, mas ainda é visto com maus olhos pelos familiares e pela sociedade. Agora eles estão tendo que aprender a conviver com as mulheres em todas as áreas da vida, seja em casa, no trabalho e até mesmo na faculdade.

    Por: Janire Mellol Carreira> Recursos Humanosl 21/10/2009 lAcessos: 5,799 lComentário: 1

    A inserção das mulheres no mercado de trabalho representou uma mudança de sua posição na sociedade promovendo autonomia, reforçando sua consciência sobre seus próprios direitos. Essa mudança trouxe transformações nas áreas social, familiar, de valores e de papeis a elas atribuídos. Contudo, as evoluções conquistadas pelo movimento feminista, a realidade de uma condição de igualdade de oportunidades para as mulheres está longe de ser real.

    Por: Janire Mellol Carreira> Recursos Humanosl 21/10/2009 lAcessos: 548 lComentário: 2

    Comments on this article

    0
    Naniquene Gabriel 03/09/2011
    Achos que as organizações teriam mais fundos se dessem mais oportunidades nas mulheres para serem líderes, mas cuidado por natureza as mulheres gastam mais do que os homens, tudo ter limite, ou elas sempre precisam dos homens para lhes auxiliar, principalmente nas organizações de grande porte.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast