Trabalho Em Equipe: Fator Da Qualidade

Publicado em: 12/08/2008 |Comentário: 22 | Acessos: 248,689 |

O TRABALHO EM EQUIPE COMO FATOR DE QUALIDADE

As transformações sociais pelas quais passamos nas últimas décadas também desencadearam mudanças nas relações de trabalho. O conceito de competência foi ampliado e hoje ser competente não significa apenas demonstrar o conhecimento técnico exigido pela profissão, mas também ter autonomia para solucionar problemas e disposição para participar ativamente no ambiente de trabalho, tomando decisões e assumindo responsabilidades com base no trabalho em equipe.

Em outras palavras, qualificação esta baseada no conjunto de capacidades técnicas, mas principalmente na capacidade de organizar, coordenar, inovar, agir em situações nem sempre previsíveis, decidir e cooperar com a equipe de trabalho. Essas competências, construídas mediante aprendizagem em situações de trabalho ou não, configuram-se hoje como indispensáveis para o profissional garantir seu lugar ao sol.

A pergunta-se que se faz é: "Como adquirir todas essas competências de caráter técnico, pessoal, social e participativo?". É claro que a vida se incumbe de ensinar a cada um, dentro de seus círculos sociais, muitas dessas competências, porém nosso objetivo aqui é repassar algumas técnicas, estimular o desenvolvimento das capacidades sócio-comunicativas dos futuros, uma vez que aprender a se comunicar e a viver em grupo também implica novas responsabilidades sociais.

Habilidades como saber se comunicar, negociar no grupo, apresentar as próprias idéias, discutir, ser curioso, saber ouvir, valorizar a opinião dos membros do grupo e perceber como a diversidade de visões sobre um mesmo problema enriquece uma discussão são atributos indispensáveis para o processo do trabalho em equipe.

 É preciso saber que não há espaço para individualismos no trabalho em equipe. Toda atividade é entendido como resultado de um esforço conjunto e, portanto, as glorias e os fracassos são de responsabilidade de todos os membros da equipe e não de um único membro. O sentido de equipe nasce da integração individuo/organização, evidenciada pela adesão espontânea aos compromissos e metas, sem a imposição de valores ou procedimentos. Só existe equipe quando todos conhecem os próprios objetivos e as metas da empresa e desenvolvem uma visão critica a respeito do desempenho de cada um e do grupo.

No trabalho em equipe, quando um perde, todos perdem; quando um ganha, todos ganham; quando todos cooperam, fica mais fácil realizar as atividades e os serviços ganham em produtividade e qualidade.

 

 I - ENTENDENDO O TRABALHO EM EQUIPE.

É muito comum ouvirmos que no dialogo reside o segredo do trabalho em equipe. Do dialogo emergem idéias e emoções; através dele as pessoas se aproximam e se consegue chegar a soluções e entendimentos. Se quisermos a cooperação de uma pessoa, precisamos cativá-la de forma a despertar sua confiança. E só conseguimos isso por meio do dialogo, da conversa.

É importante ressaltar que os interlocutores podem ter ( e quase sempre têm) formas diferentes de entendimento. E é nesse ponto que uma "negociação" se faz necessária. O resultado do trabalho em equipe de pende da capacidade de negociação e de argumentação das pessoas envolvidas, o que implica saber ouvir e ceder diante de razões bem fundamentadas, dados convincentes, informações fidedignas e experiências referendadas. No trabalho em equipe, o dialogo deve estar presente o tempo todo, porque, embora as metas do grupo sejam comuns, as idéias nem sempre são convergentes. Pontos de vista diferentes podem ocasionar animosidade e discussões e, muitas vezes, descambam para o terreno puramente pessoal. Nesses casos, a conversa acaba gerando um bate-boca improdutivo, que só pode ser contornado se os membros da equipe tiverem como meta estabelecer acordos, tendo como guia os objetivos da empresa.

 

 II - COMO TRABALHAR EM EQUIPE.

Discutir exclusivamente idéias: Um bom profissional busca idéias e discute idéias; evita questões pessoais no trabalho em equipe e considera apenas propostas concretas.

Buscar um diálogo competente: os argumentos devem sempre ser apresentados de maneira clara, para que possam ser entendidos e discutidos pelas partes. ·

Não temer o conflito: o bom líder ou membro de equipe deve saber lidar com o s conflitos e administra-los com firmeza e habilidade. Os conflitos acabam sempre acontecendo e isso é saudável, desde que se saiba tirar deles melhor proveito para o sucesso da negociação. Conflitos não significam desavenças, mas diferentes pontos de vista.

Saber ceder: fazer concessões em nome do grupo é uma atitude natural dos que trabalham em equipe. Desse modo, consegue também aceitação e aprovação de todo o grupo.

Discordar construtivamente: Criticas são sempre construtivas quando feitas com critério. Criticar é saudável, mas há pessoas que concordam com tudo só para terem o trabalho de analisar o assunto; há outras que não desejam se expor nem se comprometer.

Construir idéias: uma idéia pode ser ampliada ou modificada através de discussões e acordos e, assim, resultar numa ação conjunta. 

 

III - FASES DO TRABALHO EM EQUIPE. ·

Abordagem: o profissional deve saber como encaminhar qualquer questão no ambiente de trabalho, seja para sugerir mudanças, seja para criticar ou elogiar os serviços ou os colegas. O profissional precisa aprender a apresentar suas idéias no momento certo, de maneira a estabelecer relações pessoas construtivas. ·

Conversa: Tendo conhecimento profundo da situação e dos objetivos que pretende alcançar numa conversa (numa reunião, num momento de decisão, na hora de resolver um problema), o membro da equipe deve apresentar uma argumentação que justifique suas opiniões, idéias e sugestões. È preciso fugir da tentação de falar demais se não tem o que dizer, tampouco deve deixar de falar por receio de se expor ou de não agradar.

Superação de objeções: nesta fase do trabalho em equipe, ocorre a avaliação das sugestões e propostas apresentadas. Os parceiros de trabalho contrapõem argumentos e posteriormente avaliam as sugestões e as propostas apresentadas.

Acordo: ultrapassada a fase dos debates entre os membros de uma equipe e a apresentação do ponto de vista de cada um, o profissional precisa ter o espírito de corporação e procurar chegar a um consenso com os colegas. Lembramos que consenso não implica, necessariamente, unanimidade; ele leva em conta as posições de todas as partes interessadas na conciliação das opiniões conflitantes.

Re-abordagem: abrir possibilidades para um assunto ser reabordado pela equipe de trabalho é acreditar na possibilidade de se chegar a um acordo, a um consenso. A Reabordagem confirma que o trabalho em equipe eficaz é o resultado do cultivo permanente da idéia do "nós". Ela pressupõe a possibilidade de rever posições ou decisões tomadas, a partir do momento que um fato novo ou numa reflexão mais profunda aponte para uma solução melhor.

 

IV - O LIDER E A RELAÇÃO DE PODER NA EQUIPE.

Engana-se quem pensa que ter poder e ter força, é mandar, ordenar, dar, instruções, oprimir. Ter poder é ter capacidade de exercer influencia ter poder é provocar mudanças no comportamento ou nas atitudes de outro individuo. Lembre-se de como a televisão e a imprensa são poderosas. Podemos dizer que, em toda organização, há pelo menos dois tipos de poder: O Poder Institucional e o Poder da Influência.

O poder institucional também conhecido como o poder legítimo ou a autoridade formal baseia-se no entendimento de que pessoas e grupos específicos, devido à posição que ocupam na instituição, têm o direito de exercer influencia – como no caso de empresas que nomeiam supervisores, gerentes, diretores.

 No poder institucional o subordinado obedece por obrigação, mesmo se não reconhece a autoridade de quem lhe comanda.

Já o poder de influencia não depende do exercício de cargos formais. Ao contrario, ele é o poder concedido pelos influenciados e envolve admiração, aceitação e prestigio pelo reconhecimento da competência. Quando por exemplo, fazemos o que um médico manda, estamos concordando com seu poder de influencia.

 Esse tipo de poder tem por base a seguinte crença: Quem influencia tem alguma competência relevante ou um conhecimento especial que o influenciado não possui.

 

 

Avaliar artigo
4
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 58 Voto(s)
    Feedback
    Imprimir
    Re-Publicar
    Fonte do Artigo no Artigonal.com: http://www.artigonal.com/recursos-humanos-artigos/trabalho-em-equipe-fator-da-qualidade-518820.html

    Palavras-chave do artigo:

    trabalho em equipe

    ,

    qualidade

    ,

    formacao de equipes

    Comentar sobre o artigo

    Clayton Ciacareli

    E necessário saber que hoje nenhuma organização sobrevive do individualismo, o empreendedor ou gestor que tiver essa visão individualista provavelmente não ficará muito tempo nesse mercado competitivo. O negócio e gerar lucros, então deve-se trabalhar em equipe cada uma alocada e dividida com suas funções atribuídas e desenvolver o que a empresa espera de cada um para com a coletividade, ou seja cada um tem seu papel e sua meta. Contudo e a coletividade é a união que faz a soma.

    Por: Clayton Ciacarelil Negócios> Gestãol 06/10/2012 lAcessos: 214
    Elizeu Vieira Moreira

    Reflete sobre a trajetória da qualidade como parâmetro do processo de produção capitalista até sua transformação em Qualidade Total e sua ressignificação como simulacro e instrumento de controle nas políticas educacionais e das relações pedagógicas. Analisa a incorporação das novas tecnologias ao processo de formação dos gestores escolares a partir do Progestão/SEDUC iniciado em 2005.

    Por: Elizeu Vieira Moreiral Educação> Ciêncial 29/06/2011 lAcessos: 763

    A todo instante, o homem defronta-se com muitas mudanças, novas informações, novos ambientes, pressupostos, ameaças e principalmente novas oportunidades. O propósito deste artigo é mostrar as possibilidades e conquistas da atuação de um Pedagogo Organizacional numa instituição empresarial, usando como referencial um Pronto Socorro em Mato Grosso. A metodologia aplicada a este estudo foi baseada numa pesquisa bibliográfica e uma simples pesquisa de campo, durante a qual aplicamos um questionário apenas para trinta e três funcionários – responsáveis por setores da empresa estagiada, a fim de obter dados referentes ao levantamento do perfil organizacional do pedagogo frente a essa realidade empresarial em sua atualidade. Como resultado, verificamos se os funcionários se preocupam com a qualidade de vida, harmonia entre grupos e setores e boa capacidade de interação, de conhecimentos de papéis dentro da organização e acima de tudo satisfação pessoal.

    Por: Cristiane Santos Belinil Educaçãol 22/10/2009 lAcessos: 9,258 lComentário: 1
    RICARDO A. GAMEIRO

    Uma análise de como esta o mercado de formação de Coaches, suas metodologias, cargas horárias, e de como o uso do marketing nessa área cria crenças que nem sempre são reais ou atendam as necessidades dos profissionais formados. Se você quer conhecer mais sobre o coaching vale a pena.

    Por: RICARDO A. GAMEIROl Negócios> Gerêncial 10/09/2011 lAcessos: 148

    O objetivo deste artigo é relatar a experiência na mediação do projeto de psicologia escolar, denominado Escola de Colaboradores, em interface com a psicologia do trabalho, que ocorreu em 2013 e 2014. A proposta de intervenção em Psicologia Escolar/Educacional envolveu atividades de análise e mudança institucional, além de apoio em práticas de qualidade de vida, treinamento, desenvolvimento e integração dos funcionários de uma escola filantrópica de Teresina-Pi.

    Por: Daniel Soaresl Psicologia&Auto-Ajuda> Redução de Stressl 26/08/2014

    Resumo O maior desafio na atualidade é alcançar um alto nível de qualidade no ensino escolar. Porém, para o gestor conduzir a escola na busca por este objetivo de qualidade no processo de ensino-aprendizagem nas escolas é preciso identificar os problemas, descobrir suas causas e, principalmente, trabalhar para eliminá-las. O que seria a parte mais difícil do trabalho, por causa da dificuldade que implica manter toda a equipe envolvida no processo e compromissada com o propósito. Não há mudanças

    Por: Cleonir Alves da Luzl Educação> Ensino Superiorl 24/08/2011 lAcessos: 658
    Alessandra Camargo

    O presente artigo versa sobre discussões do trabalho docente, abordando um pouco sobre a sua gênese, perpassando pelo enfoque conceitual que se dá à profissão docente apresentada na literatura existente sobre o assunto. Pontuarei de forma breve pela extensão do texto, mas não menos importante, sobre a história do trabalho docente, assim como os aspectos e elementos básicos de profissionalização necessários ao entendimento das condições pelas quais passamos hoje.

    Por: Alessandra Camargol Educaçãol 02/09/2012 lAcessos: 208
    Hilsa Flávia A Coutinho

    Este trabalho tem o perfil de identificar fatores que traga uma qualidade de vida para a população, como objetivo principal à sistematização no cuidado da Assistência da Enfermagem para este grupo, descrever a qualidade de vida promovendo ações educativas com uma linguagem simples e de fácil compreensão.

    Por: Hilsa Flávia A Coutinhol Saúde e Bem Estarl 28/10/2011 lAcessos: 279

    Este artigo focaliza os dilemas do trabalho na sociedade no momento em que ocorre o processo de mudança de paradigma. A transição do paradigma do industrialismo para o paradigma econômico-tecnológico instala na sociedade um processo duplo que envolve a desconstrução de um sistem e a construção de outro que desafia os parâmetros sociais bem enfraquecidos. As novas tecnologias abrem espaço para a novidade, o diferente e rompe com a "zona de conforto" dos indivíduos.

    Por: Sulivaml Negócios> Gestãol 03/04/2011 lAcessos: 776

    Porque os ricos ficam mais ricos e os pobres ficam mais pobres? Não é só de dinheiro que estou falando, é de felicidade, de ética, de valores, de atitudes,... Este livro traz informações de como ter uma cultura empreendedora para utilizar na vida pessoal, profissional, familiar e espiritual e então poder prosperar com suas ações.

    Por: Zailtonl Carreira> Recursos Humanosl 09/09/2014 lAcessos: 20

    Para que a criatividade flua livremente e novas ideias apareçam, é preciso eliminar velhos conceitos e outros sedimentos pessoais. Muitos desses conceitos estão enraizados dentro de nós, e insistem em lá permanecer. Veja os oito principais bloqueadores da criatividade.

    Por: Ernesto Bergl Carreira> Recursos Humanosl 25/08/2014
    Fred Filho

    A história da descoberta do fenômeno do assédio moral no trabalho. Conheça como o caso de vinte e uma enfermeiras suecas que se suicidaram, ou que tentaram cometer suicídio, ajudou no estudo do assédio moral.

    Por: Fred Filhol Carreira> Recursos Humanosl 18/08/2014

    Qual momento é mais indicado para o profissional procurar uma nova colocação? É incorreto fazer contatos e enviar currículos já estando empregado?

    Por: ADCom Comunicaçãol Carreira> Recursos Humanosl 18/08/2014
    Robinson Vander de Carvalho

    : Este estudo sobre comunicação interna para a gestão de produção cuidou de esclarecer pontos fundamentais nos sucessos e fracassos da transferência de informações. Os canais utilizados podem ser eficientes dependendo do público a ser atingido e da intenção da organização e cultura existente. Mas o que fica claro é que os meios de comunicação interna devem ser bem planejados e constantemente aplicados, para se estabelecer a prática da formalidade, dando segurança e criando confiança entre as par

    Por: Robinson Vander de Carvalhol Carreira> Recursos Humanosl 06/08/2014 lAcessos: 18

    As oportunidades de trabalho no distrito federal só crescem depois da Copa do Mundo.

    Por: Marcelol Carreira> Recursos Humanosl 30/07/2014
    Daniele Augusto C. de Souza

    RESUMO: Com o surgimento da sociedade do conhecimento e da informação surgiram diversos desafios enfrentados pela Gestão de Pessoas. Pensar no capital humano como sendo algo de suma importância e que agrega valores à organização, tornou-se um diferencial competitivo. O presente estudo visa investigar a importância das empresas em implantar um RH estratégico e instigar o leitor a fim de que obtenha conhecimento e desejo de aprender sobre o assunto pesquisado.

    Por: Daniele Augusto C. de Souzal Carreira> Recursos Humanosl 05/07/2014 lAcessos: 25

    O índice crescente de criminalidade tem afetado principalmente os grandes centros urbanos brasileiros, colocando muitas empresas, profissionais e pessoas em uma situação onde o investimento em segurança privada passou a ser essencial para a proteção de seus imóveis, investimentos, empresas, negócios e até mesmo a integridade. Diante disso, a busca por profissionais de segurança e vigilância privada nunca esteve tão alta.

    Por: lucasschirml Carreira> Recursos Humanosl 16/06/2014
    Luiz Santos

    O Artigo tem por objetio abordar os principais aspectos da cobrança de clientes inadimplentes, dentro de uma perpectiva que gere resultados, que respeite o código de defesa do consumidor e auxilie na recuperação nao somente de valores mas também dos clientes inadimplentes.

    Por: Luiz Santosl Negócios> Gestãol 07/01/2011 lAcessos: 1,677
    Luiz Santos

    Resumo do livro com o mesmo titulo. nos negócios", que loucura, agora tem mandamentos até para fracassar? Depois o livro chama a atenção pelo autor...Donald Keough, ex-presidente da Coca-Cola, bom resolvi abrir, gostei, comprei, li, re-li e agora apresento uma síntese para vocês.

    Por: Luiz Santosl Negócios> Administraçãol 07/01/2011 lAcessos: 860
    Luiz Santos

    O artigo demonstra a relação entre emprego e empregabilidade mostrando a preocupação das pessoas em manter o emprego, esquecendo muitas vezes de sua empregabilidade.

    Por: Luiz Santosl Carreira> Recursos Humanosl 09/01/2009 lAcessos: 3,039
    Luiz Santos

    Artigos que relatam um pouco de minha experiencia enquanto vendedor e professor de vendas. Mostra a importância de avaliarmos as aulas como vendas e as vendas como aulas.

    Por: Luiz Santosl Educaçãol 19/12/2008 lAcessos: 639
    Luiz Santos

    Artigo sobre a necessidade de uma educação voltada para o encantamento do aluno, uma escola voltada para o aluno, para o desenvolvimento maximo de seu potencial

    Por: Luiz Santosl Educaçãol 06/12/2008 lAcessos: 738
    Luiz Santos

    Resumo das habilidades, caracteristicas, passos e desenvolvimento de liderança e gestão de pessoas.

    Por: Luiz Santosl Negócios> Gestãol 12/08/2008 lAcessos: 13,276
    Luiz Santos

    Resumo de algumas habilidades necessárias para um franqueado ou candidato a franqueado na construção de uma gestão de qualidade.

    Por: Luiz Santosl Negócios> Gestãol 12/08/2008 lAcessos: 1,108
    Luiz Santos

    Artigo que ressalta os quatro pilares para a educação e formação pessoal e profissional para a era do conhecimento.

    Por: Luiz Santosl Carreira> Recursos Humanosl 12/08/2008 lAcessos: 6,216 lComentário: 1

    Comments on this article

    0
    henrique 23/06/2010
    Apredizado
    -1
    henrique 02/06/2010
    APRENDER
    0
    alessandra 11/05/2010
    boa tarde! Gostei muito do artigo. pena que não tive a oportunidade de vê-lo antes. Pois fiz um trabalho em equipe e não foi muito bom. Primeiro, porque a discordância começou logo com o tema do assunto. Não achei muito inspirativo, mas acabei aceitando, o que não foi legal. Depois, tivemos pouco tempo para discutir o tema do trabalho. Na hora do apresentação, ficou parecendo dois trabalhos distintos. Não houve harmonia, concordância...enfim o prof. disse que seria melhor termos feito o trabalho individualmente. mas ficou a lição que deveria ter sido feita uma reabordgem, e um pouco mais de paciência em discutir o assunto proposto, disponibilidade e compromisso. aluna do curso téc. de segurança do trabalho.
    -1
    maicom 24/02/2010
    um comceito en equipe




    3377
    0
    ana paula frança 14/01/2010
    gosto muito dessas matérias pesso que mande mais artigos sobre qualidade no trabalho.obrigada
    -1
    daiane 05/12/2009
    mande por favor email sempre que estiver novidades pois faco curso a distancia sobre processos gerenciais.
    -1
    lucimari 10/11/2009
    leitura facil
    compreenção absoluta
    0
    jaqueline gonçalves 25/09/2009
    mentira....
    -3
    charles 14/09/2009
    o adriano tá me ouvindo peitinho
    -1
    manasses 13/09/2009
    as suas colocacoes folam interessantes.parabens
    -2
    carlos 03/09/2009
    ow adriano ta me ouvindo ?
    -1
    Rafael E. Braga 26/08/2009
    Parabéns pelo artigo Ronaldo, sensacional!
    -1
    arlindo vidonho 20/08/2009
    estou pesquisando para fazer trabalho de conclusão de curso e o tema é QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO. fico grato se me mandar matéria a esse respeito. Sou concluinte do curso Técnico de segurança no trabalho.
    0
    João Batista 26/06/2009
    Boa tarde!
    Eu sou acadêmico do curso de Letras POrtugues Ingles da Faculdade Atlântico cituada em Aracaju-SE.
    Meu ultimo trabalho foi em equipe, tivemos que elaborar um projeto e trabalhar a interface entre literatura e MPB, foram dividos grupos. Tivemos a ardua tarefa de compartilhar, defender, discutir idéias. Não foi nada facil, tenho certeza que seu eu tivesse lido este artigo antes de fazê-lo sem duvida não teria sido tão trabalhoso. Para se ter uma noção, escolhemos primeiro uma musica, tds concordaram e por ter me ausentado uma semana, decidiram outra musica, e por fim, acabamos trabalhando a musica Pais e Filhos. Hoje tenho a plena consciencia que fazer um trabalho em grupo pode ser bem mais proveitoso a fazê-lo individual, mas se o grupo não tiver compromisso, responsabilidade, flexibilidade para aceitar ideias contrarias e discutí-las é bem melhor fazer o trabalho individual mesmo.
    Embora atualmente o trabalho individual aconteça, talves por diferenças, por horarios, por dificuldades em reunir-se, mesmo assim o trabalho em equipe é fundamental, como o Luiz Santos mesmo defende.
    Trabalhar em grupo é poder compartilhar e aprender conhecimentos de outrem.
    Está de parabens pelo arigo, tds deveriam ler.
    1
    TANIA ALVES 09/06/2009
    Gostaria de parabenizar o trabalho,
    que foi feito com clareza. A nota que daria seria 10.
    -1
    jozieli 31/05/2009
    sou estudante de psicologia estou no primeiro semestre gosto de psicologia organizacional e vou elaborar meu artigo com a ideia de trabalho em equipe e suas vantagens.gostei de seu texto e espero que me ajude.
    -2
    patricia 14/05/2009
    roooooooooonalllllllllldooooooooo
    -2
    ze carlos 29/04/2009
    gostaria que voce mandasse uma resumo contendo supressão ,seleção,construção do texto o trablho em equipe como fator de qualidade
    1
    Sue Ellen Silva pereira 08/04/2009
    Seria mais facíl viver em uma sociedade na qual todas as pessoas fossem informátizadas. Agradeço a ARTIGONAL pelos artigos publicados, levando conhecimento aos que reconhecem o verdadeiro valor da palavra.
    -1
    Laís Magalhães 10/03/2009
    Gostei muito do artigo, serviu para meu trabalho acadêmico. Em breve também estarei escrevendo artigos. Obrigada!
    1
    aniele 11/01/2009
    Adorei os artigos e todas as suas colocações,e acredito que agora estou mais preparada para o meu mais novo emprego.Obrigado
    1
    Jeanne 08/12/2008
    Adorei o artigo, antes de sua indicação já havia usado no dia que conduzi o dss e até gerou uma polemica, pois muitos ainda acham que esta nova linha de trabalho ainda é filosofia. obrigada por mais esta contribuição.
    Perfil do Autor
    Categorias de Artigos
    Quantcast